quinta-feira, 6 de outubro de 2022

ANADIA | Assembleia Municipal aprova regulamentos

A Assembleia Municipal de Anadia aprovou, no passado dia 29 de setembro, os Regulamentos de Incentivos e Benefícios Fiscais; de Atribuição de Bolsas de Estágios em Empresas, de Bolsas de Emprego Qualificado e de Bolsas de Doutoramento; e o Regulamento Geral da Ação Social do Município de Anadia.
O Regulamento de Incentivos e Benefícios Fiscais vai funcionar como um instrumento orientador na atribuição de benefícios e de incentivos fiscais, consolidando assim, a política fiscal do Município de Anadia, reforçando a componente de apoio à atividade económica, mediante a aprovação de um conjunto de medidas que fomente o desenvolvimento do concelho e o torne ainda mais atrativo para os investidores, potenciando assim o investimento, criando mais empresas e postos de trabalho.
As Bolsas de Estágios em Empresas pretendem potenciar a empregabilidade de jovens, traduzindo-se na atribuição anual de bolsas dedicadas a alunos que depois de terminar o Ensino Secundário pretendam a inserção no mercado de trabalho, mediante a compensação de uma verba durante um período de seis meses.
As Bolsas de Emprego Qualificado são dirigidas a jovens licenciados, com o desígnio de incentivar o seu regresso a Anadia, através da assunção, por parte da autarquia, de metade dos custos de vencimento durante o período de um ano, valorizando assim o conhecimento e a aprendizagem que adquiriram em prol das empresas do concelho. É igualmente intenção, com a presente proposta, associar a investigação científica à economia, apoiando duas teses de doutoramento, cujas temáticas possam impulsionar ainda mais os setores económicos do concelho de Anadia.
O Regulamento Geral da Ação Social do Município de Anadia (RGASMA) foi alvo de ajustamentos, com o objetivo de introduzir modificações tendentes à adequação das medidas sociais em vigor, face ao atual contexto socioeconómico, e justificadas pelas alterações legislativas recentes, pelas necessidades, entretanto, aferidas, e pela praxis na aplicação das normas regulamentares vigentes.

Silves | AUSCULTAÇÃO PÚBLICA SOBRE DELIMITAÇÃO DE ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA DE TUNES TEM LUGAR A 07 DE OUTUBRO

 A Câmara Municipal de Silves irá promover no próximo dia 7 de outubro, pelas 21h00, no Polo de Educação do Longo da Vida de Tunes, uma sessão de auscultação pública no âmbito da proposta de delimitação da Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Tunes.

De salientar que a delimitação desta ARU irá definir um conjunto de benefícios fiscais e apoios financeiros para a realização de operações urbanísticas de reabilitação urbana na sua área de intervenção, pelo que os participantes nesta sessão ficarão a conhecer os incentivos fiscais e os programas de apoio financeiro aos quais poderão aceder quer os proprietários de edifícios e os inquilinos, quer as associações, coletividades e sociedades sem fins lucrativos, localizados na ARU de Tunes, na sequência da sua aprovação. Com esta delimitação promove-se, assim, a reabilitação do aglomerado, bem como a sua regeneração e revitalização.

Relembramos que esta já é a sétima Área de Reabilitação Urbana que o Município de Silves pretende promover, estando já criadas as ARU de Silves, Alcantarilha, SB Messines, Algoz, S. Marcos da Serra e Pêra; sendo que com esta auscultação pública é dado mais um passo na concretização da estratégia de reabilitação urbana no sentido da sua efetiva materialização.

Silves | CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO EM ALGOZ ENTRE OS DIAS 06 E 26 DE OUTUBRO

 
O Município de Silves informa que, devido à necessidade de execução da extensão da rede de águas e rede de esgotos doméstico, a circulação de trânsito irá ficar condicionada no Sítio das Taipas na freguesia do Algoz, entre a Rua Dr. Marreiros Neto (Senhora do Pilar) e a PASFARO.
Esta intervenção tem por objetivo garantir a qualidade, a continuidade e a eficiência dos serviços públicos de saneamento de águas residuais, no sentido de proteção da saúde pública e bem-estar das populações.
Serão tomadas todas as diligências para que os trabalhos decorram de forma célere e eficiente, pelo que a autarquia agradece a melhor compreensão dos munícipes pelos transtornos causados.

SILVES RECEBE FÓRUM ÁGUA JOVEM 2022

 
O Município de Silves vai receber, no próximo dia 12 de outubro, o FÓRUM ÁGUA JOVEM 2022.
Nesta iniciativa estarão presentes, os participantes no concurso “Água Jovem 2022” que distinguiu os melhores trabalhos sobre “O (verdadeiro) valor da água” (Tema I) e a “A Ribeira de Odelouca” (Tema II) nas categorias: ensino pré-escolar, 1.º ciclo do ensino básico, 2.º ciclo do ensino básico, 3.º ciclo do ensino básico e alunos que beneficiam de medidas educativas seletivas e adicionais.
O FÓRUM ÁGUA JOVEM 2022 sob a temática “Aliança pela Água”, contará com a presença de cerca de 200 alunos, de todo o Algarve, e é constituído por um vasto programa com o objetivo de sensibilizar e divulgar junto da comunidade escolar a importância da sustentabilidade futura deste importante recurso.
Esta iniciativa tem como parceiros as seguintes entidades: Águas do Algarve, Zoomarine, International Water Tecnology, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Algarve, Refood, Centro Ciência Viva do Algarve, Centro Ciência Viva de Lagos, Centro Ciência Viva de Tavira, Algar e Associação Lilás.

Trabalhos criados por artesãos do concelho. Exposição Brinquedos artesanais na Biblioteca Municipal de Cantanhede

Brinquedos Artesanais é o título da mostra de brinquedos e outros artefactos lúdicos infantis, que se encontra patente ao público na Biblioteca Municipal de Cantanhede, até ao próximo dia 31 de outubro.

A exposição é o resultado de um convite endereçado pela Biblioteca Municipal de Cantanhede às artesãs e artesãos do concelho de Cantanhede, que se prontificaram a executar e expor os seus trabalhos neste espaço cultural, durante todo o mês.

Constituída por cerca de uma centena de peças de coleção estão em exposição bonecas e bonecos, jogos, carretas, réplicas de carros, motorizadas, bicicletas, aviões, comboios, cordas de saltar e uma casa de brincar, elaboradas de forma artesanal, com recurso a diversas técnicas de confeção como costura criativa com tecidos, croché e utilização de materiais de construção como latas de refrigerantes, madeira, materiais reciclados, cortiça, entre outros.

Os trabalhos expostos são da autoria de Ana Cristina Costa, Cláudia Martins Santos, Fernando Marques, Licínio Mendes Oliveira, Maria Conceição Santos, Maria Dulcineia Oliveira, Maria Isolete Pereira, Márcia Ferreira, Mario Rumor, Nélia Batista, Paula Sousa, Samuel Machado, Sónia Oliveira, Teresa Fernandes e Ulisses Teixeira,

A mostra Brinquedos artesanais apresenta trabalhos elaborados exclusivamente por artesãos amadores e profissionais do concelho de Cantanhede, que pretendem assim disponibilizar as suas criações, a sua criatividade, a sua arte, demonstrando a todos quantos visitam este equipamento cultural que também pelo artesanato é possível criar brinquedos, bonitos e imaginativos.

Professor Fernando Seabra Santos dá Última Lição na Universidade de Coimbra

 

O antigo Reitor da Universidade de Coimbra (UC) Fernando Seabra Santos vai lecionar a sua “Última Lição” no próximo dia 13 de outubro.

Com o tema "Encontro das Águas", a última lição assinala a aposentação do Professor Catedrático da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). A cerimónia tem lugar, às 17 horas, no Auditório Laginha Serafim do Departamento de Engenharia Civil da FCTUC, no Polo II da Universidade de Coimbra.

Fernando Seabra Santos, cientista de reconhecido mérito, é Doutorado pela Universidade de Grenoble (França), na área de Oceanografia Física, e foi o primeiro coordenador da Licenciatura em Engenharia do Ambiente da FCTUC.

Reitor da Universidade de Coimbra entre 2003 e 2011, os seus mandatos ficaram marcados pela criação do Instituto de Investigação Interdisciplinar, do Colégio das Artes, do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras e do Museu da Ciência. Em abril de 2003, lançou a candidatura da Universidade de Coimbra a Património da Humanidade, cujo dossier coordenou diretamente durante oito anos e apresentou formalmente à UNESCO em dezembro de 2010.

Entre 2007 e 2010, ocupou o cargo de presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), período em que decorreram as principais reformas do ensino superior, entre as quais a Lei de Bases do Sistema Educativo, Regime Jurídico das Instituições (RJIES), Agência de Avaliação e Acreditação (A3ES) e Processo de Bolonha, entre outras.

Fora do mundo académico, em 1975 foi membro fundador da Brigada Vitor Jara, tendo participado nas atividades do grupo até 1988. Mais tarde, em 2011, lançou o CD “Hoje”, com letras e músicas de sua autoria, e que teve a participação de Camané, Cristina Branco, Filipa Pais, Luís Represas, Manuel Freire, Martinho da Vila, Paula Oliveira, Sérgio Godinho e Vitorino.

Ao nível empresarial, Seabra Santos fundou a Friday - Ciência e Engenharia do Lazer, SA, empresa que tem como objetivo conceber, projetar, construir e comercializar dispositivos náuticos com uma elevada componente de tecnologia e inovação. Esta empresa foi considerada, em 2020, Leading Specialists in Floating Home Design - Europe pela revista alemã BUILD.

Cristina Pinto

ÍLHAVO | Apreendidos 344 quilos de pescado

O Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aveiro, no dia 3 de outubro, apreendeu 344 quilos de pescado concelho de Ílhavo.
Durante uma fiscalização destinada ao controlo das regras de captura, desembarque, transporte e comercialização de pescado fresco, os militares da Guarda fiscalizaram um armazém de venda de pescado, encontrando no seu interior 166 quilos de lula vulgar subdimensionada, 10 quilos de polvo vulgar subdimensionado, assim como 127 quilos de lula vulgar não sujeita ao regime da primeira venda em lota, e 41 quilos de raia curva, espécie, cuja captura se encontra interdita.
Foi identificado o representante legal da empresa, um homem de 32 anos, tendo sido elaborado o respetivo auto de contraordenação, cuja coima pode ascender aos 125 000 euros.
O pescado apreendido não sujeito ao regime de primeira venda foi entregue à Lota de Aveiro para ser vendido no regime de leilão e o restante pescado, após verificação higiossanitária, foi doado a instituições de solidariedade social na zona de Aveiro.
A GNR relembra que os recursos marítimos devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se simultaneamente assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais.

Ucrânia junta-se à candidatura de Espanha e Portugal ao Mundial de 2030

 Presidentes das federações de futebol de Portugal, Espanha e Ucrânia na conferência de imprensa em Nyon (Suíça)   -   Direitos de autor  MARTIAL TREZZINI/' KEYSTONE / MARTIAL TREZZINI
A Ucrânia junta-se à candidatura de Espanha e Portugal ao Mundial de Futebol de 2030.
A notícia foi oficializada pelos presidentes das federações de futebol dos três países, numa conferência de imprensa na Suíça.
Toda a Europa respondeu a uma só voz quando foi chamada a ajudar. Fizemos muito, é certo, mas temos de continuar a fazer. A consciência da realidade que se continua a viver na Ucrânia a isso nos obriga.
Foi esta a razão que levou Portugal e Espanha a incorporar a Federação Ucraniana na candidatura ao Mundial 2030.
Fernando Gomes 
Presidente da Federação Portuguesa de Futebol
Este projeto de união de forças conta com a aprovação do presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy e pretende jogar com a esperança na paz e na reconstrução dentro das quatro linhas.
Os chefes de governo de Portugal e Espanha, António Costa e Pedro Sánchez, disseram que os dois países estão prontos, juntamente com a Ucrânia, para receber em 2030 um Mundial de futebol “para a paz”.

Euronews

quarta-feira, 5 de outubro de 2022

Marinha Grande | MOITA CELEBROU 37 ANOS DE FREGUESIA

 
A freguesia da Moita celebrou o seu 37º aniversário esta quarta-feira, 5 de outubro, com um programa participado pelo executivo da Câmara Municipal da Marinha Grande, entidades do concelho e muitos moitenses.
As comemorações tiveram início na Junta de Freguesia da Moita, com o hastear das bandeiras, ao som do Hino Nacional entoado pela Filarmónica Recreativa Amieirinhense. Seguiu-se a sessão solene, com intervenções do presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Aurélio Ferreira; do presidente da Junta, Franklin Ventura; e da presidente da Assembleia de Freguesia, Carla Santana.
O programa incluiu ainda a oferta do brasão da freguesia aos ex-combatentes e familiares dos combatentes falecidos, atuação do grupo Tocándar e inauguração dos memoriais aos combatentes dos da Guerra do Ultramar, localizados no Largo Rio Velho.  
A freguesia da Moita foi constituída no dia 4 de outubro de 1985, através da Lei 114/85, publicada em Diário da República – 1.ª série. Foi a primeira freguesia a ser desanexada de um concelho depois de 25 de Abril de 1974, tendo passado do concelho de Alcobaça para a Marinha Grande, no dia 12 de julho de 2001, na sequência da publicação da Lei n.º 28/2001 no Diário da República n.º 160 I série A.

Cantanhede | Organizada pela Marinha e a Força Aérea Portuguesa. Centenário da ligação aérea entre Portugal e Brasil em exposição no Museu da Pedra


O Museu da Pedra acolhe até ao próximo dia 13 de outubro uma exposição que assinala o 1.º centenário da histórica travessia aérea do Atlântico Sul, que ligou Lisboa ao Rio de Janeiro. Os autores deste que foi o mais notável feito aeronáutico português foram o Almirante Gago Coutinho e o Comandante Sacadura Cabral.

Organizada pela Marinha e Força Aérea Portuguesa, esta mostra itinerante foi inaugurada esta terça-feira, 4 de outubro, numa sessão que contou com a presença de representantes destes ramos das Forças Armadas, assim como da presidente e do vice-presidente da Câmara Municipal de Cantanhede.

Na ocasião, Helena Teodósio congratulou-se com o facto de o Município acolher uma exposição com uma relevante dimensão pedagógica e, perante alunos do 9.º ano da Escola Marquês de Marialva, exorto-os a seguir o exemplo de Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Os nossos navegadores ousaram desafiar o desconhecido. Recorreram a um método inovador de navegação aérea e protagonizaram o mais notável feito aeronáutico português. Num mundo cada vez mais global e competitivo estão mais perto do sucesso os que forem persistentes, os que ousarem inovar”, sublinhou.

A autarca destacou, por outro lado, a importância de preservar a memória histórica do país e dos seus protagonistas. “É nosso dever fomentar na comunidade local a memória dos feitos das nossas Forças Armadas, proporcionando-lhe experiências pedagógicas. Um povo sem memória, é um povo incapaz de construir o futuro”, adiantou.

Também o vice-presidente do Município, Pedro Cardoso, destacou "a dimensão científica e do conhecimento" desta travessia, que aproximou Portugal do Brasil. E ao falar da relação entre estes dois países, recordou dois ilustres cantanhedenses - Pedro Teixeira e Jaime Cartesão -, figuras ímpares na História do Brasil.

Na sessão intervieram ainda os diretores dos museus da Marinha e do Ar, Croca Favinha e Mouta Raposo, respetivamente, que explicaram os contornos desta exposição itinerante - já passou por duas dezenas de localidades, mas também pelo Brasil e Cabo Verde -, que integra um vasto programa de comemorações dos 100 anos da travessia, com colóquios, desfiles militares e inaugurações de monumentos alusivos à efeméride.

Recorde-se que foi a 3 de março de 1922 que Sacadura Cabral (piloto) e Gago Coutinho (navegador) partiram de Lisboa a bordo do hidroavião monomotor, modelo Fairey, batizado de Lusitânia. Depois de uma épica e atribulada viagem, a bordo do terceiro avião do mesmo modelo, os aventureiros portugueses amarram a 17 de junho na baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

Apresentação de livro e debate sobre políticas de saúde em Coimbra

O livro “Uma Nova Lei de Bases Para a Saúde - Uma Proposta Liberal”, vai ser apresentado em Coimbra, no dia 10 de Outubro.

A apresentação será seguida de um debate com vários especialistas na temática da Saúde. O debate contará com a participação de:

  • Filipe Charters de Azevedo, autor/coordenador do livro;
  • Ana Monteiro, Enfermeira e Docente na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra;
  • Carlos Cortes, Candidato a Bastonário da Ordem dos Médicos;
  • João Massano, Neurologista e Docente Universitário no Centro Hospitalar Universitário de São João;
  • Isabel Clímaco, Coordenadora da Pós-Graduação de Gestão das Instituições de Saúde do Coimbra Business School;
  • Orlando Monteiro da Silva, Ex-Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas.
A apresentação terá lugar no dia 10 de Outubro, às 18h00, na Sala da Biblioteca do ISCAC – Coimbra Business School (Quinta Agrícola, Bencanta).

MNE português acompanha caso de portuguesa encontrada morta em França

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português anunciou hoje que os consulados gerais de Estrasburgo e do Luxemburgo estão a acompanhar “com especial atenção” o caso de uma portuguesa encontrada morta em França.
A portuguesa, que residia no Luxemburgo, foi encontrada desmembrada em Mont-Saint-Martin.
Contactado pela Lusa, o Ministério dos Negócios Estrangeiros português indicou que o apoio que está a ser prestado pelos consulados gerais de Estrasburgo e do Luxemburgo foi “ativado na sequência de contacto da família com o Gabinete de Emergência Consular” deste ministério.
Na segunda-feira, o jornal Contacto noticiou que o Ministério Público luxemburguês confirmou a este órgão de comunicação social que a mulher encontrada desmembrada em Mont-Saint-Martin era portuguesa e vivia no Luxemburgo.
Madremedia/Lusa


Barcelos | Périplo pelos Polos IPCA | A Presidente do IPCA apelou ao compromisso dos estudantes

 
Barcelos, Braga, Guimarães, Esposende, Vila Nova de Famalicão e Vila Verde. O IPCA está oficialmente em seis localidades que acolhem os mais de 1400 estudantes dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP´s).
O périplo de boas-vindas começou bem cedo esta segunda-feira, dia 3 de outubro, na cidade de Braga com os mais de 300 estudantes que ocuparam o auditório do Altice Fórum.
“Esta é a primeira vez que acontece o Welcome IPCA em todos os Polos e Campus em simultâneo” referiu o diretor da Escola Técnica Superior Profissional na abertura do Welcome IPCA/CTeSP. O diretor aproveitou a sala cheia para apelar aos novos estudantes que sejam "embaixadores do IPCA e divulguem o Ensino Superior no IPCA como solução para o seu futuro”.
A Presidente da Associação Académica do IPCA (AAIPCA), Mariana Lima, parabenizou todos os estudantes e sensibilizou-os para participarem nas atividades pedagógicas, recreativas e desportivas, pois “só todos juntos conseguimos levar as cores do IPCA além-fronteiras”.
A Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, lembrou aos novos estudantes sobre a importância da qualificação profissional no percurso de cada um e apelou para que não desistam dos estudos: “Não desistam de estudar! Nós estamos aqui por vocês e caminhamos lado a lado na vossa qualificação que é para o vosso bem, para o bem das vossas famílias, da região e do país”.
Na sessão dedicada aos estudantes do regime pós-laboral em Braga, a Vereadora da Educação, Inovação e Coesão Social, Carla Sepúlveda, congratulou todos os estudantes por escolherem ingressar no Ensino Superior e pela coragem “e vontade que têm para se dedicar aos estudos depois de um dia de trabalho e de todas as tarefas do dia-a-dia”.
A sessão de Guimarães contou com a presença da Vice-Presidente Adelina Pinto que participou nas atividades colaborativas no Polo de Guimarães, no Avepark.
O Welcome IPCA incluiu, ainda, visitas às instalações e momentos de convívio que potenciaram a integração dos novos estudantes em todos os Polos e Campus, em simultâneo, sendo que decorreu nos dias 3 e 4 de outubro de 2022.

Famalicão: Obras de requalificação do edifício serão uma realidade no próximo ano
Após quatro anos da chegada do IPCA ao Polo de Famalicão, em São Cosme, o município irá arrancar com as obras de requalificação no próximo ano.
A notícia foi dada na sessão de boas-vindas aos novos estudantes do Polo de Famalicão, pelo Vereador da Educação e Ciência, Augusto Lima que frisou a importância do Ensino Superior no município: “O município tem feito uma aposta grande para o Ensino e o IPCA tem dado um importante contributo neste caminho. Comprometemo-nos a melhorar as instalações no próximo ano no âmbito do projeto que o próprio IPCA apresentou”. Augusto Lima aproveitou ainda para noticiar a futura residência universitária que estará ao dispor dos cerca de 400 novos estudantes.
A Presidente do IPCA, referiu a “falta de profissionais altamente qualificados para as empresas” sendo uma oportunidade para todos os novos estudantes que ingressam agora num CTeSP.
 
Inaugurado Polo em Vila Verde: “Hoje fazemos história”, Presidente do IPCA
Foi inaugurado esta terça-feira, 4 de outubro, o Polo de Vila Verde com a presença da Presidente do IPCA e da Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde.
Mais de 120 estudantes começaram a atividade letiva no Polo de Vila Verde.
Esta ramificação surge da vontade do Município em “acolher o Ensino Superior e do IPCA em responder às necessidades da região”, adiantou a Presidente do IPCA, Maria José Fernandes ressalvando a elevada procura dos CTeSP´s. A presidente frisou ainda os desafios que a instituição tem pela frente, sendo por essa mesma razão, que conta “com todos os estudantes. Estamos a chegar aqui agora e a vossa perceção é fundamental”. Em relação à chegada do IPCA a Vila Verde, Maria José Fernandes, agradeceu publicamente ao município pela cedência do espaço e o facto de o IPCA estar agora em seis localidades: “Nas nossas vidas vamos fazendo história, e hoje fazemos história. E vocês fazem parte desta história”.
Quem se mostrou também bastante positiva e contente com a chegada do IPCA a Vila Verde, foi a Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Rodrigues Fernandes, que mencionou que estes estudantes serão recordados como os primeiros estudantes a ingressar no Ensino Superior em Vila Verde. “Para nós, município, este é um dia feliz por vermos esta casa cheia e é um sonho concretizado ter Ensino Superior em Vila Verde e tenho a certeza de que estes serão anos felizes de aprendizagem e de descoberta”.
A mesa contou ainda com a presença do Diretor da ETESP, Filipe Chaves, que apelou aos estudantes para não desistirem dos estudos ressalvando que vão chegar ao mercado de trabalho mais capazes e com mais competências.
A Presidente da AAIPCA, Mariana Lima, também marcou presença nesta inauguração e juntou-se aos novos estudantes para um Lunch Beat e dois dedos de conversa.
O Polo do IPCA em Vila Verde, ocupa as antigas instalações do IEM - Instituto Empresarial do Minho, onde serão lecionados seis cursos nas áreas da tecnologia e multimédia.

Ana Teixeira

PROJETO DE ANIMAÇÃO COMUNITÁRIA “VEM BATER À MINHA PORTA” ESTEVE EM PÊRA

 
O Município de Silves continua a promover o projeto de animação comunitária “Vem bater à minha porta”.
Desta vez, rumou até Pêra para uma tarde de partilha com a D. Guilhermina da Assunção Pina.
A conversa foi marcada pelas memórias vividas em família, com quem partilha uma grande cumplicidade.
Recorde-se que o projeto “Vem bater à minha porta”, dinamizado através de visitas domiciliárias, tem como principal objetivo estimular a memória e dar resposta ao isolamento da população mais idosa no concelho, exercitando as suas capacidades intelectuais e de expressão.
O projeto vai continuar a bater à porta da população mais isolada do concelho.

Rally de Portugal Histórico já está na estrada com forte presença internacional

A 16.ª edição do Rally de Portugal Histórico já está na estrada e até à madrugada de domingo vai percorrer alguns dos mais carismáticos troços da modalidade de regiões como Arganil, Viseu, Lamego, Barragem da Aguieira e Sintra, mas também municípios como Montalegre e Pombal. Prova do Automóvel Club de Portugal combina vertente desportiva com a descoberta do território nacional, ao volante de alguns dos mais históricos modelos da indústria automóvel. 
Ao longo de 15 edições, o Rally de Portugal Histórico ganhou reputação internacional e conseguiu honrar a História e o legado do melhor rali do mundo, uma missão que continua a atrair equipas de vários pontos da Europa e a motivar a estrutura do ACP Motorsport.  Este ano, a prova tem um total de 2.060 quilómetros divididos por quatro etapas, com partida e chegada ao Estoril, envolvendo 73 equipas (mais 10 do que em 2021) de nove nacionalidades diferentes. Entre estas, mais de 80 por cento são estrangeiras, com destaque para o pelotão oriundo de França (36 concorrentes), que se vai juntar a equipas de Portugal, Espanha, Andorra, Bélgica, Suíça, Letónia, Rússia e Grã-Bretanha.
O desafio? Cumprir 43 Especiais de Regularidade Histórica, em estradas e kartódromos da região Centro e Norte, ao volante de automóveis tão lendários como o Porsche 911 (tradicional dominador do Rally de Portugal Histórico, com 10 vitórias em 15 edições), Jaguar E-Type, BMW 2002, Lancia Fulvia, Mercedes SLC, Ford Escort, Alfa Romeo Giulia, entre tantos outros. Do automóvel mais antigo em prova, um ‘very british’ Austin Healey 100/6 de 1957, guiado pelo belga Denis Duquenne, ao mais recente, o Porsche 911 Carrera 2 do português Sandro Afonso, estão compreendidas mais de três décadas de engenharia e de História do automóvel.

Viagens no tempo 
Novamente integrado no programa do Estoril Classics, o Rally de Portugal Histórico partiu dos belíssimos Jardins do Casino Estoril. O percurso secreto, normalmente duro e seletivo, começou hoje (terça-feira), com a primeira etapa da competição a ligar o Estoril à Figueira da Foz, com uma passagem pelo Kartódromo dos Milagres, em Leiria, num percurso total de 254,1 quilómetros (52,95 quilómetros cronometrados). A segunda etapa, na quarta-feira, feriado de 5 de outubro, vai ligar as cidades da Figueira da Foz e Viseu, com passagens por alguns dos locais míticos do Rally de Portugal, como Arganil ou Montalto, num total de 273,5 quilómetros (177,94 em especiais de classificação).
A terceira etapa terá partida e chegada a Viseu, com uma incursão à região do Alto Tâmega, com passagem em Montalegre e uma especial disputada no seu famoso circuito. Da vila barrosã, os concorrentes rumam depois à região do Douro e à cidade de Lamego, antes do regresso a Viseu, que completa uma exigente etapa com quase 400 quilómetros, 176,92 dos quais em modo de competição.
A quarta e derradeira etapa é mais longa de todas e liga Viseu ao Estoril (508,1 quilómetros, 223,51 em especiais), com passagens pela cénica Barragem da Aguieira e pela cidade de Pombal, antes da chegada aos Jardins do Casino do Estoril, já na madrugada de sábado (8 de outubro). Será um momento de realização para os resistentes, mas também de consagração para os vencedores, uma sensação bem conhecida para os belgas Yves Deflandre e Jennifer Hugo, que procuram este ano a sua terceira vitória na prova, ou os franceses Christophe Baillet e Pierre Colliard, vencedores do Rally de Portugal Histórico no ano passado.

XVI Rally de Portugal Histórico 
P R O G R A M A
5 de outubro 
Partida para a 2ª Etapa (2ª Secção)         08h00 
Figueira da Foz 
Chegada da 2ª Secção                                   13h00 
Arganil 
Partida para a 3ª Secção                              15h00 
Arganil 
Chegada da 2ª Etapa (3ª Secção)              19h15 
Viseu 
6 de outubro 
Partida para a 3ª Etapa (4ª Secção)         08h00 
Viseu 
Chegada da 4ª Secção                                   12h45 
Montalegre 
Partida para a 5ª Secção                              15h00 
Montalegre 
Chegada da 3ª Etapa (5ª Secção)              20h00 
Lamego 
Partida para a 6ª Secção                              21h45 
Lamego 
Chegada da 3ª Etapa (6ª Secção)              00h00 
Viseu 
7 de outubro 
Partida para a 4ª Etapa (7ª Secção)         08h30 
Viseu 
Chegada da 7ª Etapa                                     12h30 
Barragem da Aguieira 
Partida para a 8ª Secção                              14h30 
Barragem da Aguieira 
Chegada da 8ª Secção                                   19h25 
Pombal 
Partida para a 9ª Secção                              20h30 
Pombal 
8 de outubro 
Chegada da 9ª Secção                                   00h50 
Autódromo do Estoril 
Partida da 10ª Secção                                   01h00 
Autódromo do Estoril 
Chegada da 4ª Etapa (10ª Secção)           02h00 
Estoril 
Publicação da Classificação Provisória    09h30 
Estoril 
Distribuição de Prémios                          13h00 
Autódromo do Estoril
Fotos: Paulo Maria / INTERSLIDE

Os feriados, as pontes e os fins de semana alargados. Saiba com o que pode contar em 2023

Já chegou o outono, depois outubro e, contas feitas, faltam pouco mais de dois meses para o Natal e, depois, para o Fim de Ano de 2022. Com 2023 já à espreita, chega assim mais um ano com 365 páginas em branco para preencher com trabalho, mas também com dias de descanso e lazer, para se passarem entre amigos e família.
E para descansar, melhor é começar já a fazer as contas dos dias a marcar para as próximas férias, conhecendo quais as datas a ter em conta, de forma a aproveitar ao máximo os períodos de pausa a que tem direito. A estes juntam-se ainda os feriados municipais.
Uma análise ao calendário para 2023 denota cinco fins de semana prolongados, com um feriado a calhar à sexta ou à segunda-feira: abril, maio e dezembro (com três fins de semana prolongados neste mês, devido à Restauração da Independência, Dia da Imaculada Conceição e o Natal).
Já quanto a possíveis pontes, verificam-se possibilidades nos meses de abril, junho, agosto, outubro e novembro. Em fevereiro, para todos os trabalhadores que tenham tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval, que se assinala a 21 de fevereiro de 2023, há a possibilidade de ponte e de a segunda-feira, 20, ser dia de descanso adicional.

Feriados Nacionais
1 de janeiro: Ano Novo (domingo)
7 de abril: Sexta-Feira Santa (sexta-feira)
9 de abril: Páscoa (domingo)
25 de abril: Dia da Liberdade (terça-feira)
1 de maio: Dia do Trabalhador (segunda-feira)
8 de junho: Corpo de Deus (quinta-feira)
10 de junho: Dia de Portugal (sábado)
15 de agosto: Assunção de Nossa Senhora (quinta-feira)
5 de outubro: Implantação da República (quinta-feira)
1 de novembro: Dia de Todos os Santos (quarta-feira)
1 de dezembro: Restauração da Independência (sexta-feira)
8 de dezembro: Dia da Imaculada Conceição (sexta-feira)
25 de dezembro: Natal (segunda-feira)

Fins-de-semana prolongados
Abril: Fim-de-semana de 7 a 9 (Sexta-feira Santa)
Maio: Fim-de-semana de 29 de abril a 1 de maio (Dia de Portugal calha a uma segunda-feira)
Dezembro: Fins-de-semana de 1 a 3 (Restauração da Independência), de 8 a 10 (Dia da Imaculada Conceição) e de 23 a 25 (Dia de Natal calha a uma segunda-feira)

Pontes
25 abril: O feriado que assinala o Dia da Liberdade e a Revolução dos Cravos calha a uma terça-feira, permitindo ponte e a segunda-feira de descanso.
8 junho: No Dia do Corpo de Deus, assinalado em 2023 a uma quinta-feira, pode permitir fazer ponte e assim ter a sexta-feira de descanso ‘colada’ ao fim-de-semana.
15 de agosto: Dia de Assunção de Nossa Senhora, assinalado a uma quinta-feira, abre possibilidade a que seja gozada ponte, e assim conseguir quatro dias de descanso seguidos.
5 de outubro: Com o feriado da Implantação da República a cair a uma quinta-feira, pode gozar-se ponte na sexta-feira seguinte.
1 de novembro: O Dia de Todos os Santos celebra-se em 2023 a uma quarta-feira, permitindo eventual gozo de ponte de dois dias.

Multinews

Jovem de 20 anos detido por suspeitas de atear 10 fogos na Póvoa de Lanhoso

 Em comunicado, a PJ descreve que o suspeito terá atuado "motivado por incendiarismo"
A Polícia Judiciária (PJ) deteve, na segunda-feira, um jovem de 20 anos, suspeito de ter ateado 10 incêndios florestais que consumiram uma área total superior a cinco hectares de floresta na Póvoa de Lanhoso, revelou hoje.
Em comunicado, a PJ descreve que o suspeito terá atuado "motivado por incendiarismo".
detenção foi feita fora de flagrante delito e o suspeito é um homem de 20 anos, operário da construção civil, que "terá recorrido a chama direta para as respetivas ignições", lê-se num comunicado da PJ.
Em causa fogos ateados de noite que ocorreram em julho, em Sobradelo da Goma, no concelho da Póvoa de Lanhoso, do distrito de Braga.
A PJ descreve que "os locais onde os incêndios ocorreram situam-se numa zona onde existem condições de propagação a manchas florestais de grandes dimensões, gerando enorme risco, potencialmente alimentado pela carga combustível ali existente e pela orografia própria da região, o que se traduziu em elevado perigo concreto para as pessoas, para os seus bens patrimoniais e para o ambiente".
A PJ acrescenta que os incêndios, que "consumiram vegetação herbácea, arbustiva e arbórea, numa área total superior a cinco hectares de floresta, só não atingiram maiores proporções devido à rápida intervenção dos bombeiros".
"Os locais da freguesia onde ocorreram os incêndios foram alvo, de forma recorrentemente, de diversas ignições com natureza dolosa", descreve esta polícia de investigação.
Sem precisar datas, a PJ refere que o jovem, entretanto constituído arguido, será presente à autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.
Esta investigação foi levada a cabo pela PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, com a colaboração do Grupo de Trabalho para a Redução de Ignições em Espaço Rural - Zona Norte.

SIC Notícias / Lusa

terça-feira, 4 de outubro de 2022

Municípios exigem “cumprimento rigoroso” da Lei das Finanças Locais em 2023

A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) exigiu hoje ao Governo o "cumprimento rigoroso" da Lei das Finanças Locais, em 2023, o que implica a transferência para as Câmaras de um reforço de 219,73 milhões de euros.
Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente do Conselho Diretivo da ANMP Ribau Esteves recordou que o “acordo de compromisso” firmado com o Governo envolve um conjunto de medidas nas áreas da Educação e da Saúde.
Em 2023, tais medidas “terão um impacto financeiro significativo nas contas dos municípios”, disse Ribau Esteves, em Coimbra, após uma reunião do Conselho Diretivo.
Ribau Esteves, que é também presidente da Câmara de Aveiro, defendeu que o Orçamento do Estado (OE) para 2023 deve “assegurar os recursos financeiros necessários” à concretização daquelas medidas.

Madremedia/Lusa
Imagem: SAPO 24

UE aprova carregador universal. Apple vai ter que adaptar-se

Decisão foi aprovada pela grande maioria dos membros do Parlamento Europeu, com 602 votos a favor e apenas 13 contra.
O Parlamento Europeu aprovou, esta terça-feira, novas regras introduzem na UE uma um carregador único para telemóveis, tablets e câmaras fotográficas até 2024.
Decisão foi aprovada pela grande maioria dos membros, com 602 votos a favor e apenas 13 contra.
A votação confirma um acordo anterior entre instituições da UE e que tornará os carregadores USB-C, utilizados pelos dispositivos baseados no Android, a norma da UE, forçando a Apple a alterar a sua porta de carregamento para os iPhones e outros dispositivos.
OS ANALISTAS ESPERAM UM POSSÍVEL IMPACTO POSITIVO, PORQUE ISTO PODERIA ENCORAJAR OS COMPRADORES A COMPRAR OS MAIS RECENTES GADGETS DA APPLE EM VEZ DE OS SEM A PORTA USB-C.

O acordo também abrange os e-readers, auriculares e outras tecnologias, o que significa que pode também ter impacto na Samsung, na Huawei e noutros fabricantes de dispositivos, disseram os analistas.
A Apple advertiu, no passado, que a proposta prejudicaria a inovação e criaria uma montanha de desperdícios eletrónicos.
A mudança foi discutida durante anos e foi motivada por queixas de utilizadores do iPhone e do Android por terem de mudar para carregadores diferentes nos seus aparelhos.
A Comissão Europeia estimou que o carregador único pouparia cerca de 250 milhões de euros para os consumidores.

Reuters
Imagem: RR

Morreu Loretta Lynn, figura lendária da música country

 

A cantora Loretta Lynn, lenda da música country dos Estados Unidos, faleceu aos 90 anos, segundo um comunicado enviado à imprensa pela sua família.
"A nossa querida mãe, Loretta Lynn, faleceu pacificamente nesta manhã, 4 de outubro, durante o sono na sua cama no seu adorado ranch em Hurricane Mills", lê-se no comunicado da família, que pediu privacidade e adiantou que uma sessão memorial será anunciada mais tarde.
Nascida no estado do Kentucky, Lynn foi uma das primeiras mulheres a subir ao topo deste género musical nas décadas de 1960 e 1970, falando mais abertamente do que nunca nas suas letras sobre sexualidade e a vida íntima das mulheres do seu tempo.
Lynn já era mãe de quatro filhos antes de ingressar numa carreira na música e o facto de ter proveniências modestas — o seu pai era um mineiro nas explorações de carvão — e de as celebrar com orgulho fez dela uma figura querida e facilmente relacionável na música country.
Ao longo da sua carreira, a cantora lançou 60 álbuns e mais de 160 canções, de onde se destacam êxitos como "Coal Miner’s Daughter,” “You Ain’t Woman Enough,” “The Pill,” “Don’t Come Home a Drinkin’ (With Lovin’ on Your Mind),” “Rated X” e “You’re Looking at Country".
Lynn é a mulher que mais prémios recebeu na história da música country: ao todo, entre outras distinções, venceu três Grammys, sete American Music Awards, oito prémios da Broadcast Music Incorporated, 13 prémios da Academy of Country Music e oito prémios da Country Music Association.
A cantora teve ainda a honra de receber a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior distinção que se pode conceder a um civil nos EUA. O acontecimento ocorreu em 2013, recebendo tal louvor da parte de Barack Obama.

Madremedia

Imagem: Sapo24

Técnica inovadora para a orientação do tratamento no cancro do pulmão

 

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC) testou, pela primeira vez em Portugal, a Immuno-PET, uma técnica inovadora que pode ajudar a prever a resposta aos tratamentos de imunoterapia, terapêutica utilizada em doentes com cancro do pulmão. Este exame pioneiro tem potencial para vir a integrar os exames de estadiamento no cancro do pulmão, permitindo identificar a terapêutica potencialmente mais adequada para cada doente. A técnica está já a ser utilizada em doentes com diagnóstico de cancro do pulmão de Coimbra e Leiria, como parte de um estudo clínico a decorrer no Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde (ICNAS) da UC.

Sónia Silva, aluna de doutoramento na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), e também médica pneumologista e coordenadora da Pneumologia Oncológica no Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar de Leiria, destaca que a Immuno-PET pode vir a permitir «selecionar melhor os doentes no futuro para o tratamento mais indicado» e «impedir que se possa perder tempo, ou até mesmo o doente, com terapêuticas que não resultarão em resposta e controlo da doença».

A utilização desta técnica permite fazer uma avaliação de corpo inteiro do doente, sinalizando as zonas que estão afetadas pelo cancro e prevendo a resposta de doentes ao tratamento de imunoterapia, uma das terapêuticas mais promissoras utilizadas em doentes com cancro de pulmão em estádio avançado.

Atualmente, o cancro do pulmão é a «principal causa de morte por cancro no nosso país, tendo uma incidência crescente e sendo também um dos mais frequentes», contextualiza Sónia Silva. É também «mais agressivo e isso está muito relacionado com o facto de os doentes já chegarem com tumores em estados avançados, porque os estádios precoces, que são os operáveis, muitas vezes não dão sintomas», sublinha. Nestes casos avançados, a doença já não está apenas nos pulmões, mas em vários órgãos, o que corresponde ao estádio IV.

O cancro do pulmão é a principal causa de morte por cancro no nosso país, tendo uma incidência crescente e sendo também um dos mais frequentes. Sónia Silva

A utilização pioneira desta técnica está a decorrer no âmbito de um estudo clínico envolvendo o Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) e o Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), em colaboração com o ICNAS. O estudo surge no âmbito do projeto de doutoramento de Sónia Silva, orientado por Antero Abrunhosa, diretor do ICNAS, e por Carlos Robalo Cordeiro, diretor da FMUC.

Os ensaios clínicos desenvolvidos até ao momento têm sido realizados com doentes com diagnóstico de cancro do pulmão de não pequenas células (o mais prevalente), indicados para fazerem um tratamento de imunoterapia. Os doentes fazem todos os exames habituais e recebem o acompanhamento usual, realizando a Immuno-PET como uma técnica de diagnóstico extra. Sónia Silva destaca que o fator inovador deste exame reside no facto de «ter uma informação de corpo inteiro, de como toda a doença se comporta, além da biópsia e da habitual PET». Num primeiro caso clínico, já em curso, o doente está a responder bem: «a Immuno-PET fixa nos locais onde está a responder à terapêutica, estando concordante com a resposta que está a ter ao tratamento», destaca a doutoranda da Faculdade de Medicina da UC.

Sobre o contexto deste ensaio clínico, Sónia Silva explica que «nos últimos 15 anos, tem havido um boom de terapêuticas para o cancro do pulmão, com muitas terapêuticas inovadoras a surgir, que contribuem para a melhoria da qualidade de vida e sobrevida dos doentes, mas continua, mesmo assim, a precisar-se de mais», nomeadamente «selecionar melhor os doentes para os tratamentos mais adequados».

Paralelamente, espera-se que a Immuno-PET possa vir a contribuir também para a sequenciação terapêutica, permitindo a orientação relativamente à duração ideal do tratamento, por se tratar de um exame que, não sendo invasivo, nem causador de dor, é mais tolerável pelos doentes.

A Immuno-PET não vem substituir outros exames de diagnóstico – como a biopsia ou a habitual PET –, mas pode vir a funcionar como uma técnica complementar que vai ajudar a tornar o acompanhamento clínico do doente mais célere e eficaz ao permitir perceber a resposta à terapêutica.

Antero Abrunhosa salienta que «este estudo clínico tem sido possível graças à excelente colaboração existente entre o ICNAS, a FMUC, o CHUC e o CHL e à existência de uma equipa multidisciplinar envolvendo químicos, físicos, engenheiros, técnicos e médicos que trabalham em conjunto para tornar possível um projeto que liga a excelência da investigação à melhoria dos cuidados de saúde nos hospitais».

 

Universidade de Coimbra



Prémio Nobel da Física 2022

O prémio Nobel da Física 2022 foi atribuído a Allain Aspect, da Université Paris-Saclay e École Polytechnique(França), John Clauster, da J.F. Clauser & Assoc. (Estados Unidos) e Anton Zeilinger, da Universidade de Viena (Áustria),“pelas experiências com fotões entrelaçados, estabelecendo a violação das desigualdades de Bell e sendo pioneiros na ciência da informação quântica”.

Alain Aspect, John Clauser e Anton Zeilinger realizaram cada um experiências inovadoras utilizando estados quânticos enredados, onde duas partículas se comportam como uma única unidade, mesmo quando estão separadas. Os seus resultados abriram o caminho para novas tecnologias baseadas em informação quântica.

Os efeitos inefáveis da mecânica quântica estão a começar a encontrar aplicações. Existe agora um grande campo de investigação que inclui computadores quânticos, redes quânticas e comunicações quânticas encriptadas seguras.

Um factor chave neste desenvolvimento é como a mecânica quântica permite a existência de duas ou mais partículas no que se chama um estado entrelaçado. O que acontece a uma das partículas de um par entrelaçado determina o que acontece à outra partícula, mesmo que estejam muito afastadas.

Durante muito tempo, a questão era se a correlação se devia ao facto de as partículas de um par entrelaçado conterem variáveis escondidas, instruções que lhes diziam qual o resultado que deveriam dar numa experiência. Na década de 1960, John Stewart Bell desenvolveu a desigualdade matemática que tem o seu nome. Isto afirma que se houver variáveis ocultas, a correlação entre os resultados de um grande número de medições nunca excederá um determinado valor. Contudo, a mecânica quântica prevê que um determinado tipo de experiência violará a desigualdade de Bell, resultando assim numa correlação mais forte do que seria possível de outra forma.

John Clauser desenvolveu as ideias de John Bell, conduzindo a uma experiência prática. Quando ele fez as medições, elas apoiaram a mecânica quântica, violando claramente uma desigualdade de Bell. Isto significa que a mecânica quântica não pode ser substituída por uma teoria que utiliza variáveis ocultas.

Algumas brechas permaneceram após a experiência de John Clauser. Alain Aspect desenvolveu a configuração, utilizando-a de uma forma que fechou uma importante lacuna. Ele foi capaz de mudar as definições de medição depois de um par entrelaçado ter deixado a sua fonte, pelo que a definição que existia quando foram emitidas não podia afectar o resultado.

Usando ferramentas refinadas e longas séries de experiências, Anton Zeilinger começou a usar estados quânticos entrelaçado. Entre outras coisas, o seu grupo de investigação demonstrou um fenómeno chamado teletransporte quântico, que torna possível mover um estado quântico de uma partícula para outra à distância.

Tem-se tornado cada vez mais claro que está a surgir um novo tipo de tecnologia quântica. Podemos ver que o trabalho dos laureados com estados entrelaçados é de grande importância, mesmo para além das questões fundamentais sobre a interpretação da mecânica quântica”, diz Anders Irbäck, Presidente do Comité Nobel da Física.

António Piedade com Comité Nobel