sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

NOVA NOVELA DA SIC GRAVADA NA COVILHÃ

A próxima novela do canal de televisão SIC “A Serra”, produzida pela SP Televisão, está a ser gravada na Covilhã e deverá estrear ainda durante o mês de fevereiro.

Com um elenco de luxo e transmissão diária em horário nobre, a nova novela da SIC, escrita por Inês Gomes, é uma oportunidade ímpar para a promoção e projeção nacional da cidade e do concelho, e mais um exemplo da capacidade de afirmação da Covilhã.

“O amor move montanhas…”. É assim que começa a narrativa que terá como pano de fundo a região da Serra da Estrela e que pretende agarrar os portugueses desde o primeiro instante.


A Covilhã vai entrar todos os dias na casa dos portugueses!

Dinamarca vai criar a 1ª ilha de energia renovável do mundo

 Em 1981, a Dinamarca foi o berço da energia eólica com a instalação da primeira turbina que forneceu 100% da eletricidade a um edifício. Agora, 40 anos depois, o país volta a fazer história com a criação da primeira "ilha de energia" do mundo, no Mar do Norte.

Na primeira fase, a ilha artificial terá a dimensão de dezoito campos de futebol e vai estar ligada a vários países europeus.

Na apresentação do projeto, o ministro do Clima e Energia da Dinamarca explicou que "com 10 gigawatts a ilha vai criar energia suficiente para 10 milhões de lares". Dan Joergensen sublinhou o facto da Dinamarca ter menos de seis milhões de habitantes, “o que mostra que o país também quer contribuir para o desenvolvimento de uma estratégia verde para toda a Europa".

A ilha vai estar ligada a centenas de turbinas eólicas e vai fornecer energia para residências e hidrogénio para uso nos setores da indústria e dos transportes. As primeiras estimativas indicam a produção e armazenamento de energia verde suficiente para garantir a eletricidade de 3 milhões de lares europeus.

Ilha da Energia

A ilha da energia, que custará cerca de 210 mil milhões de coroas dinamarquesas (33,9 mil milhões de dólares), é uma parte importante do objetivo juridicamente vinculativo da Dinamarca de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em 70% até 2030 em relação aos níveis de 1990.

O país nórdico foi pioneiro tanto na eólica onshore como offshore (implantação de turbinas eólicas no alto mar), construindo o primeiro parque eólico offshore do mundo há quase 30 anos.

Em dezembro, decidiu parar a procura de petróleo e gás na parte dinamarquesa do Mar do Norte e espera, em vez disso, transformá-la num centro de energia renovável e de armazenamento de carbono.

México | Transformación Educativa: Retos Y Desafíos De La Educación Virtual


por Yesica Flores

La educación desempeña un rol esencial para el desarrollo sostenible, según la Organización de las Naciones Unidas (ONU) recuperar y revitalizar la educación para las generaciones que han tenido que afrontar retos y desafíos de cara a su preparación académica de manera equitativa e inclusiva, debe ser un objetivo primordial. 

Para esto es clave concientizar al planeta de la importancia de la educación para conseguir objetivos de desarrollo sostenible, siendo que la educación aumenta la productividad de las personas y su realización personal. “Una persona realizada es una persona feliz y, es por esto que, es fundamental contar con una buena educación y herramientas para salir adelante. En este proceso de constantes cambios, las soluciones tecnológicas que ofrece Epson para este segmento, se convierten en un aliado estratégico”, mencionó Mario Pedreros, Director General para Epson México. 

Aunque para muchos, el cambio hacia la educación virtual ha representado un reto, también se ha convertido en una oportunidad para potencializar otras áreas que mejoran el proceso de aprendizaje. Es aquí donde la tecnología se convierte en protagonista y un elemento clave para impactar y recibir mejor la información que se imparte en clases, como ejemplo, de la mano de un videoproyector Epson, es posible recibir clases en pantalla gigante, convirtiendo la sala del hogar en un aula interactiva. 

¿Cómo captar la atención del estudiante en casa? Probablemente en casa hay muchos más distractores que en la escuela. Ahora es posible simular este espacio para facilitar la concentración y cautivar los sentidos del estudiante al recibir clases de manera online, y por medio de las soluciones de videoproyección es muy sencillo lograrlo. 

Otra manera que ayudará al estudiante a optimizar su tiempo y organizar sus horarios en esta nueva modalidad, es imprimir un “to do list” a diario y colocarlo en un lugar clave donde siempre lo vea, así se incentivará al orden y programación de un calendario diario, semanal o mensual. Imprimir las tareas y algunas manualidades también permitirán que la retención visual y la motricidad se potencialicen. Gracias a las tintas de alta calidad que Epson ofrece en sus impresoras EcoTank, el rendimiento de impresión nunca será un problema. 

Para esto, es imprescindible el uso de tintas originales para evitar cualquier riesgo, mantener la garantía del equipo, proteger tu inversión, y garantizar los mejores resultados de impresión. Epson asegura el máximo desempeño y confiabilidad en el rendimiento de páginas (estándar ISO), calidad de impresión y durabilidad. Además, gracias al sistema EcoFit que incorporan las soluciones EcoTank, es muy fácil el relleno de los tanques, sin derrames ni desperdicios. 

Asimismo, pensando en los estudiantes, Epson está innovando con nuevas soluciones de proyectores láser que próximamente estarán disponibles en México.  Estos equipos son ideales para negocios, educación, entretenimiento en casa, gráfica digital, eventos o para proyección en grandes salones. Son más avanzados tecnológicamente, ya que utilizan la tecnología 3LCD con fuente de luz láser para proporcionar hasta 20,000 horas de proyección prácticamente libre de mantenimiento. Tienen una larga vida útil, libre de lámpara y contienen una fuente de luz láser que proporcionarán colores reales en cada proyección, sin necesidad de calentamiento ni enfriamiento.

En este proceso de transformación educativa, Epson acompaña a sus usuarios a superar todos aquellos retos que la educación en línea trae consigo. Sus soluciones de videoproyección, impresión y llenado de tintas, brindarán la mejor experiencia al estudiante para adaptarse a esta modalidad sin problemas. 

Para más información visita nuestra página www.epson.com.mx

Restrições: Alemanha quer suavizar, França prefere manter e Reino Unido, vai endurecer

 Com a diminuição do número de novas infeções e o alívio da pressão nos hospitais, a Alemanha pondera suavizar as restrições contra a Covid-19. A medida está a ser avaliada mas depende da taxa de vacinação e do grau de circulação das novas variantes do vírus.

A chanceler alemã sublinha que o pico da segunda vaga já passou e que agora é “preciso aguentar um pouco mais”. Angela Merkel lembra que “haverá cada vez mais vacinados e que o fardo sobre os hospitais será em breve reduzido porque os idosos já não ficarão tão doentes”. Merkel fala de uma luz ao fundo do túnel, mas insiste que o país vive um momento "incrivelmente difícil".

França

O governo francês não prevê, para já, nem a diminuição das restrições nem um novo confinamento geral. O primeiro-ministro já garantiu que todos os que quiserem ser vacinados vão receber a vacina até ao final do Verão.

A França é um dos vários países europeus que não recomenda a vacina da AstraZeneca a pessoas com mais de 65 anos. A decisão é provisória e surge por causa de uma alegada falta de dados sobre a eficácia do fármaco nesta faixa etária.

Sobre o plano de vacinação, o presidente alerta para o perigo de “vacinas não adequadas”. Emmanuel Macron já falou sobre a “falta de transparência” da vacina chinesa. Disse que não tem qualquer informação sobre o fármaco e que “a médio e longo prazo, é quase certo que se a vacina não for apropriada, vai facilitar o aparecimento de novas variantes” em vez de ajudar a combater a pandemia.

Reino Unido

O Reino Unido continua um passo à frente dos estados-membros da União Europeia no que diz respeito à vacinação contra a Covid-19. Na luta contra a pandemia, o governo de Londres deve endurecer a quarentena para quem chega ao país. Em breve, alguns viajantes poderão ser confinados em hotéis.

Matt Hancock, o ministro da Saúde britânico, sublinha que, neste momento, o mais importante “é viajar apenas quando é inevitável e garantir que quem chega ao país fica isolado durante 10 dias”.

Esta quinta-feira, o Ministério da Saúde do Reino Unido anunciou que um estudo financiado pelo governo vai investigar a possibilidade de misturar diferentes tipos de vacinas entre a primeira e a segunda dose. O objetivo é comparar a resposta imunitária com o método recomendado pelas farmacêuticas.

Euronews

Montemor-o-Velho: Biblioteca Municipal Afonso Duarte com “Livros à Porta”


Em Montemor-o-Velho, por força da pandemia, a Biblioteca Municipal Afonso Duarte (BMAD) está encerrada ao público, mas continua a trabalhar para os seus leitores com um serviço de “Livros à Porta”.

A promoção do livro e da leitura continua a ser uma das missões da BMAD e, por isso, a entrega de livros e filmes acontece em formato “take-away”, possibilitando que os utilizadores continuem, em segurança, a usufruir do acesso gratuito ao conhecimento e ao prazer da descoberta e desenvolvimento pessoal.

Desde o início da iniciativa, em abril do ano passado, já foram requisitados cerca de 300 livros e dvd´s no serviço de “Livros à Porta” que, após a devolução, cumprem um período de quarentena – duas semanas – até poderem entrar novamente no circuito de entregas.

Para ter acesso ao serviço da BMAD é muito simples: basta consultar o catálogo online da biblioteca em http://biblioteca.cm-montemorvelho.pt/Opac/ e escolher o livro ou filme que pretende requisitar. Se for um utilizador registado na plataforma, a reserva pode ser logo efetuada. Caso ainda não tenha sido feita a inscrição como leitor na BMAD, esta pode ser feita sem sair de casa, iniciando o seu registo. Pode ainda contactar a Biblioteca Municipal Afonso Duarte através do número de telefone 239 687 040 ou do email biblioteca@cm-montemorvelho.pt

Após a formalização do pedido, a BMAD entra em contacto com o leitor para agendar a data e o horário de levantamento do livro à porta da Biblioteca Municipal, em Montemor-o-Velho.

Câmara de Anadia aprova Voto de Louvor a Nuno Dias


A Câmara Municipal de Anadia aprovou, na última reunião de executivo, no passado dia 3 de fevereiro, um Voto de Louvor ao anadiense Nuno Dias, atual treinador da equipa de Futsal do Sporting Clube de Portugal, que, recentemente, foi considerado o terceiro melhor treinador de equipa masculina do mundo 2020 pelo website Futsalplanet.

A presidente do executivo municipal, Maria Teresa Cardoso, considera que este é um galardão que “muito prestigia” o Município e “a sua ação, em prol do desenvolvimento desta modalidade desportiva, na divulgação e promoção do concelho de Anadia”.

O Município vem por este meio, uma vez mais, homenagear e reconhecer o trabalho, empenho, dedicação e as conquistas desportivas de Nuno Dias enquanto técnico. Recorde-se que, em julho de 2019, a autarquia anadiense atribuiu-lhe uma “Distinção Extraordinária”, no âmbito da Cerimónia de Reconhecimento de Mérito Desportivo.

Entre outros pontos altos da sua carreira, como a conquista de cinco Campeonatos Nacionais, cinco Taças de Portugal, cinco Supertaças, duas Taças da Liga, sempre ao comando da equipa sénior masculina de Futsal do Sporting CP, destaque para a conquista da Liga dos Campeões, na época 2018/2019. De salientar ainda que, em março de 2018, foi distinguido com o prémio de treinador do ano, atribuído pela Federação Portuguesa de Futebol, na Gala “Quinas de Ouro”.

Nuno Dias teve uma breve passagem pelo Basquetebol e pelo Futebol, na Associação Académica de Coimbra, tendo depois iniciado a prática da modalidade de Futsal. Ingressou no Instituto D.João V, onde principiou a sua carreira de treinador, na época de 2006/2007. Teve ainda uma passagem rápida, como treinador adjunto, no CSKA de Moscovo. Desde 2012 até ao momento atual treina a equipa sénior masculina de Futsal do Sporting CP.

Reino Unido regista 1.014 mortes mas pandemia está a recuar


A pandemia covid-19 no Reino Unido continua a dar sinais de estar a recuar, tendo sido registadas 1.014 mortes e 19.114 novos casos nas últimas 24 horas, de acordo com dados do Governo britânico.

Apesar de o número de mortes notificado hoje ser superior às 915 da véspera, a média dos últimos sete dias está em 987 e o número de infeções desceu dos 20.634 de quinta-feira e dos 29.079 da sexta-feira passada.

Na quarta-feira estavam hospitalizadas 30.508 infetados com covid-19, dos quais 3.628 em cuidados intensivos com ventilador respiratório, mas o número de internados desceu significativamente, face aos 35.466 que estavam em tratamento hospitalar há uma semana.

Os cientistas estimam que o índice de transmissibilidade efetivo (Rt) no Reino Unido desceu para entre 0,7 e 1,0 o que significa que a transmissão do vírus já não está em crescimento exponencial como antes.

"Essas estimativas significam que agora estamos confiantes de que a epidemia está a diminuir em Inglaterra, embora seja importante que todos continuem em casa para manter o Rt baixo", vincou o Ministério da Saúde britânico a propósito do confinamento em vigor desde início de janeiro.

O número de pessoas vacinadas com uma primeira dose está muito perto dos 11 milhões, enquanto 506 mil já receberam uma segunda dose.

Hoje o Governo britânico mostrou-se confiante de que todos os adultos no Reino Unido com mais de 50 anos possam receber uma primeira dose de uma vacina anti-covid-19 até ao fim de maio.

Os maiores de 50 anos são o último dos nove grupos prioritários identificados para a primeira fase da campanha de vacinação britânica iniciada em dezembro, que no total representam cerca de 32 milhões de pessoas no Reino Unido.

A primeira meta é começar a vacinar até fevereiro todas as cerca de 15 milhões de pessoas que compõem os quatro primeiros grupos, nomeadamente residentes e trabalhadores de lares de idosos, maiores de 80 anos, profissionais de saúde, maiores de 70 anos e pessoas clinicamente muito vulneráveis.

A lista de prioridade, baseada sobretudo em grupos etários e problemas de saúde graves, foi elaborada pelo Comité Conjunto de Vacinação e Imunização [Joint Committee on Vaccination and Immunisation, JCVI] com base no risco de mortalidade e necessidade de hospitalização.

Lusa

Câmara de Águeda assegura meios tecnológicos e garante refeições a alunos

 Tal como no ano letivo anterior, a Câmara de Águeda procede à entrega de equipamentos informáticos para o ensino à distância aos alunos do 2.º e 3.º Ciclos e Secundário e garante  as refeições.

A Câmara de Águeda, tal como já o fez no ano letivo anterior com a implementação do ensino à distância, está a disponibilizar os meios tecnológicos necessários, a título de empréstimo, aos alunos do 2.º e 3.º Ciclos e Secundário, para o reinício das aulas em regime não presencial agendado para a próxima segunda-feira.

Foram já disponibilizados equipamentos e dispositivos de acesso à Internet, numa entrega que foi feita gradualmente, partindo de uma listagem de alunos identificados pelas escolas. Ao todo e até à data, foram disponibilizados 554 tablets e 47 computadores portáteis, bem como 238 dispositivos de acesso à Internet.

De referir que grande parte destes equipamentos informáticos disponibilizados fazem parte do Projeto Águeda Educação +, projeto de introdução de novas tecnologias em sala de aula que a Autarquia promove há já alguns anos.

Refeições escolares entregues porta a porta

Apesar do encerramento das escolas, e tal como no ano passado quando esta mesma medida foi tomada, o Município continuará a assegurar o serviço de refeições, tanto para as crianças beneficiárias dos escalões A e B como para todas aquelas cujos pais o solicitem junto dos serviços camarários (educacao@cm-agueda.pt ou 234180115).

Neste momento, estão a ser garantidas 235 refeições diárias em todo o território concelhio, que estão a ser elaboradas nos refeitórios municipais, através de parceiros locais ou pelas próprias escolas (definido pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares).

Neste seguimento, o Município tomou a iniciativa de entregar estes alimentos porta a porta, um transporte que é realizado por funcionários da Câmara ou, em alguns casos, pelas Juntas de Freguesia e por parceiros sociais, ao abrigo de protocolos estabelecidos com a Câmara de Águeda.

“A Câmara de Águeda vai além do que seria expectável no seu papel de apoio e resposta às necessidades decorrentes do encerramento das escolas e do reinício da atividade letiva em regime não presencial, porque consideramos que os nossos alunos precisam de condições para aprenderem”, salientou Jorge Almeida, Presidente da Câmara de Águeda, acrescentando que os serviços prestados pelo Município visam aliviar a pressão que está a ser exercida nas famílias.

Museu da Língua Portuguesa em S. Paulo reabre em julho seis anos após o incêndio


O Museu da Língua Portuguesa, localizado da cidade brasileira de São Paulo, fechado desde dezembro de 2015, após ser atingido por um grande incêndio que destruiu as instalações, reabrirá no próximo dia 17 de julho, anunciou o governo regional.

"O secretário de Cultura e Economia Criativa do governo de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, anunciou a abertura do Museu da Língua Portuguesa para o próximo 17 de julho", informou à Lusa a assessoria de comunicação do governo regional de São Paulo, responsável pelas obras de reconstrução do Museu.

A previsão de reabertura do Museu da Língua Portuguesa no segundo semestre do ano alterou a programação anunciada pelo governo 'paulista' à Lusa, em outubro passado, quando as autoridades locais indicavam que o equipamento cultural deveria reabrir até o final do mês de março.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Sá Leitão informou que a mudança no calendário de reabertura do Museu foi provocada pela pandemia de covid-19.

"A expectativa é que, com a evolução da vacinação e a contenção da pandemia, a gente esteja em julho na fase verde ou amarela [do plano estadual criado para regular ações de combate a covid-19 no estado de São Paulo], quando já conseguiremos ter 60% de capacidade [de público], o que é mais adequado para receber a nossa demanda", afirmou Sá Leitão.

Durante as obras de reconstrução, o governo regional de São Paulo informou que uma das novidades do novo projeto será a abertura de um mirante, na parte superior da Estação da Luz, edifício histórico que abriga o Museu, onde também será instalado um café.

Sá Leitão frisou ao jornal Folha que o acervo digital do Museu foi reformulado em cerca de 80%, e que o local também passará a abrigar mostras temporárias, sendo a primeira delas "Língua Solta", que estabelecerá uma relação entre obras de arte e a língua portuguesa.

Fechado desde dezembro de 2015, após um grande incêndio, o Museu da Língua Portuguesa foi totalmente reconstruído com esforços combinados dos Governos de Portugal e do Brasil, e o patrocínio de instituições privadas como a EDP e a Fundação Roberto Marinho.

Durante a reconstrução, o acervo do Museu, que é digital e composto pelo património imaterial da língua portuguesa, continuou sendo divulgado por meio de atividades culturais e educativas na Festa Literária das Periferias (Flup), na Bienal Internacional do Livro, na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) e na celebração do Dia Internacional da Língua Portuguesa, assim como através de embaixadas.

Primeiro museu totalmente dedicado a um idioma, o Museu da Língua Portuguesa recebeu cerca de quatro milhões de visitantes, em 10 anos de funcionamento (2006-2015).

Sua conceção celebra a língua como elemento fundador e fundamental da cultura de todos os países que adotam o idioma de forma oficial. Assim, experiências interativas, conteúdo audiovisual e ambientação conduziam os visitantes a um mergulho na história da língua portuguesa.

Lusa

Imagem: Público

5.ª MOSTRA SILVES CAPITAL DA LARANJA ADIADA PARA NOVA DATA A ANUNCIAR


A Câmara Municipal de Silves informa que a 5.ª edição da Mostra Silves Capita da Laranja foi adiada para data a anunciar oportunamente. O adiamento deste evento âncora, que todos os anos, em fevereiro, enche a FISSUL em torno da citricultura e da atividade económica gerada por este sector, decorre da regulamentação do estado de emergência decretado por força da atual situação epidemiológica provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da doença COVID-19, que não permite a realização de eventos, com o propósito de impedir a aglomeração de pessoas, e, desse modo, suster a propagação do surto epidémico.

“Perante o quadro legal vigente e o contexto sanitário que enfrentamos, não é possível realizar a 5.ª Mostra - Silves Capital da Laranja na data habitual”, lamenta Rosa Palma, Presidente da Câmara Municipal de Silves, adiantando que “o Município de Silves entende não cancelar o evento, mas apenas adiar a sua realização em data a definir, futuramente, em função do apaziguamento da situação pandémica, com a esperança que o regresso da normalidade, tão ansiada por todos nós, se torne numa realidade o mais breve possível”. Neste contexto, “e com o ensejo de tomar uma decisão ponderada e acertada, a autarquia realizará uma reflexão interna, auscultando os vários agentes envolvidos e avaliando todos os cenários alternativos já planeados”, acrescenta a autarca.

Relembramos que, em 2019, a “4.ª Mostra - Silves Capital da Laranja” trouxe até à cidade de Silves milhares de pessoas, sendo um evento dinamizador da economia local, que tem vindo, ano após ano, a consolidar-se não apenas no concelho, mas no panorama regional e nacional. “Este grandioso evento âncora, promovido pelo Município de Silves, conta sempre com o valioso envolvimento e participação dos produtores de laranja de Silves, artesãos, agentes do sector agrícola, assim como comerciantes e empresários da restauração, pelo que a eles se deve este compasso de espera, uma vez que é com eles e para eles que se dinamiza este evento”, conclui a Presidente da Câmara.

De salientar que, face à atual crise sanitária, a autarquia encontra-se a criar programas alternativos de dinamização cultural, adequados às atuais circunstâncias, e promoverá outras iniciativas a anunciar oportunamente.

Borrell condena “veementemente” expulsão de diplomatas europeus



O Alto Representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Josep Borrell, condenou hoje "veementemente" a expulsão de diplomatas da Alemanha, Polónia e Suécia da Rússia e pediu a Moscovo que "reconsidere" a decisão.

Num comunicado publicado após o encontro com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, no âmbito de uma deslocação a Moscovo, Borrell refere que tomou conhecimento da expulsão dos diplomatas durante a reunião com Lavrov e que manifestou o seu desagrado ao responsável russo.

"Condenei veementemente esta decisão e rejeitei as alegações segundo as quais eles levaram a cabo atividades incompatíveis com o seu estatuto de diplomatas estrangeiros. Esta decisão deve ser reconsiderada", sublinha o chefe da diplomacia europeia em comunicado.

Na nota, Borrell refere ainda que expressou ao chefe da diplomacia russa "a unidade e solidariedade da UE relativamente aos Estados-membros em causa".

A Rússia declarou hoje 'persona non grata' os diplomatas da Alemanha, Polónia e Suécia, acusando-os de participar numa manifestação de apoio ao opositor Alexei Navalny, anúncio que surge no dia da visita do chefe da diplomacia europeia a Moscovo.

Os diplomatas, cujo número não foi especificado, são acusados de terem participado em encontros "ilegais", em 23 de janeiro, em São Petersburgo e Moscovo, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, num comunicado.

O Governo russo considera estas ações "inaceitáveis e incompatíveis com o seu estatuto diplomático", dando ordem de expulsão aos diplomatas.

"A Rússia espera que, no futuro, as missões diplomáticas do reino da Suécia, da República da Polónia e da República Federal da Alemanha, e os seus funcionários, respeitem escrupulosamente as normas do direito internacional", acrescentou o comunicado.

Poucas horas antes, Borrell, que se encontra em Moscovo para uma visita oficial, tinha dito que as relações com a Rússia estavam "no seu pior" momento, devido aos casos do envenenamento e da condenação de Alexei Navalny, tendo Sergei Lavrov também admitido que passavam por "tempos difíceis".

Navalny, 44 anos, um investigador anticorrupção e o crítico mais conhecido de Putin, foi preso a 17 de janeiro ao regressar da Alemanha, onde passou cinco meses a recuperar de uma intoxicação por agente nervoso que atribui ao Kremlin.

Laboratórios na Alemanha, França e Suécia, e testes da Organização para a Proibição de Armas Químicas, estabeleceram que ele foi exposto ao agente nervoso Novichok. As autoridades russas recusaram-se a abrir um inquérito criminal completo, alegando falta de evidências de que ele fora envenenado.

Na terça-feira, um tribunal russo condenou Navalny a dois anos e meio de prisão, por violação de liberdade condicional.

A pena aplicada a Navalny foi condenada pela grande maioria dos países ocidentais, tendo a UE, através do seu alto representante para a política externa, afirmado hoje que a sentença imposta ao opositor russo é "inaceitável e politicamente motivada", admitindo a possibilidade de aplicar novas sanções contra a Rússia.

Lusa

CÂMARA DA COVILHÃ GARANTE REFEIÇÕES ESCOLARES A MAIS DE 200 ALUNOS


A Câmara Municipal da Covilhã está a assumir os encargos e a garantir diariamente mais de duas centenas de refeições aos alunos carenciados do concelho.

Com o objetivo de minorar os efeitos da atual crise pandémica, o Município articulou a entrega de refeições quer a alunos matriculados em estabelecimentos da cidade quer a alunos residentes nas freguesias. As refeições são entregues, na modalidade de take away, à entrada dos estabelecimentos escolares ou das IPSS que asseguram o fornecimento nas freguesias fora da cidade.

As refeições destinam-se a todos os alunos do pré-escolar e dos 1.º, 2.º e 3.ºs Ciclos do Ensino Básico e Secundário, enquadrados nos escalões A (isenção de pagamento) e B (redução de 50%) da Ação Social Escolar. O Município assume excecionalmente, como já havia feito na primeira fase da pandemia, os encargos com as refeições dos alunos do escalão B do ensino pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico.

Vítor Pereira, Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, afirma que, “infelizmente, o número de alunos abrangido por este apoio solidário é cada vez maior. Recordo que, no primeiro confinamento, a Autarquia garantia diariamente a distribuição de 121 refeições a alunos dos diversos níveis de ensino e neste momento estão a ser distribuídas mais de 200. Temos o dever de responder ao agravamento da situação económica e social, neste novo período de confinamento, e reforçar a ajuda aos nossos concidadãos que mais precisam. É o que estamos e vamos continuar a fazer”.

Covilhã | REQUALIFICAÇÃO DO PÁTIO DOS ESCUTEIROS CONCLUÍDA


As obras de requalificação urbana do Pátio dos Escuteiros e da sua zona envolvente, entre a Rua do Castelo e a Travessa da Senhora da Paciência, estão concluídas. O projeto está enquadrado no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) e de um vasto conjunto de intervenções, levadas a cabo pelo Município da Covilhã no centro histórico da cidade.

A intervenção pretendeu valorizar um espaço que se encontrava degradado e devoluto, atribuindo-lhe nova vida. Embora não seja conhecida a data de construção, este local já teve um papel importante na vivência da cidade uma vez que, de 1924 até meados dos anos 60, albergou a sede dos Escuteiros, tendo também servido como sede temporária da Banda da Covilhã.

A empreitada, no valor de cerca 500 mil euros, interveio na reabilitação do edificado pertencente à autarquia, com áreas habitacionais e espaços comerciais, garantindo a manutenção da identidade do conjunto urbano.

A obra visa atribuir nova vida a um espaço degradado, contribuindo assim para o atual processo de reabilitação e revitalização do “coração” da Covilhã.

GNR apreendeu mais de oito toneladas de berbigão em Aveiro


A Unidade de Controlo Costeiro da GNR apreendeu hoje, em Aveiro, 8.648 quilogramas de berbigão sem qualquer documento que atestasse a sua origem e que não cumpria as medidas mínimas de captura, informou aquela força militar.

Em comunicado, a GNR esclarece que durante uma ação de fiscalização, na localidade de Taboeira, os militares intercetaram uma viatura que transportava o berbigão "sem que tivesse o tamanho mínimo de 2,5 centímetros para poder ser comercializado, e por falta da documentação que assegurasse a sua rastreabilidade".

"Foi identificada uma mulher de 51 anos e a respetiva empresa, tendo sido elaborado um auto de contraordenação cuja coima poderá atingir um valor de 125 mil euros", refere a mesma nota.

Ainda de acordo com a Guarda, os bivalves apreendidos vão ser sujeitos a uma análise veterinária da qual dependerá o seu destino final.

Lusa

Imagem: Terra Nova

Estarreja | Câmara Municipal congratula-se com decisão da AR de valorização do Hospital Visconde de Salreu


Câmara Municipal congratula-se com decisão da AR de valorização do Hospital Visconde de Salreu.

O Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, Diamantino Sabina, congratula-se com a aprovação, na Assembleia da República, do projeto de resolução que recomenda ao governo a requalificação do Hospital Visconde Salreu, numa iniciativa do BE, PCP, PEV e PSD, estranhando a abstenção do PS na votação que decorreu na última quarta-feira, dia 3 de fevereiro.

O projeto de resolução recomenda ao Governo a requalificação da unidade hospitalar, reabilitando e modernizando o património edificado, designadamente o corpo central, a ala nascente e o corpo frontal. Por outro lado, propõe a construção de um novo bloco operatório, que permita a realização de cirurgias de ambulatório, e a reabertura do serviço de urgência básico.

O autarca espera que o Governo concretize as recomendações agora aprovadas. Desde que tomou posse como Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, Diamantino Sabina tem reivindicado o regresso do Serviço de Urgência do Hospital Visconde de Salreu, encerrado em 2008 pelo governo socialista, e um serviço de Saúde de qualidade e de proximidade para a população estarrejense.

Diamantino Sabina sublinha que a Câmara Municipal sempre se disponibilizou junto do governo para comparticipar também financeiramente as obras de requalificação do HVS, nomeadamente do seu bloco operatório. Desde 2015, a autarquia previu em todos os orçamentos o valor de 300.000,00 euros para esse fim, sem prejuízo de eventualmente ir ainda mais longe, consoante a vontade política da tutela fosse, por exemplo, a reabertura total do serviço de urgência básico.

O autarca aplaude a iniciativa dos partidos que aprovaram o projeto de resolução, bem como a participação cívica dos estarrejenses, que resultou numa petição com mais de 4 mil assinaturas pela defesa do Hospital, e que foi analisada pelo plenário.

Diamantino Sabina garante que vai continuar a defender os direitos dos Estarrejenses no que diz respeito a cuidados de saúde de qualidade, uma luta que a população e os seus autarcas já travam desde o encerramento das urgências, com o propósito da criação do Centro Hospitalar do Baixo Vouga que veio a integrar, numa mesma organização, três unidades hospitalares de Aveiro, Estarreja e Águeda.

Espólio de fotógrafo António Breda doado à Câmara de Águeda

É objetivo da autarquia, depois de tratar e catalogar todo o material doado, disponibilizar o espólio ao público para que possa ser apreciado.

O espólio do fotógrafo amador aguedense António Breda foi doado à Câmara Municipal de Águeda, que agora vai tratar e catalogar todo o material para que, depois deste processo, possa ser disponibilizado para apreciação do público.

Trata-se de um espólio que resulta do trabalho que António Bernardo de Figueiredo Breda, natural de Águeda, fez enquanto fotógrafo amador ao longo dos anos e que a sua herdeira, Maria Ana Almeida Costa, decidiu doar à Câmara Municipal. Entre este material está todo o seu espólio arquivístico, fotográfico, videográfico e audiográfico.

A Câmara de Águeda lidera uma aposta clara e sustentada na área cultural em todo o concelho, seja no estabelecimento de redes institucionais com outras áreas do poder público como na articulação com os diversos agentes culturais, com as empresas, com as associações concelhias e com os próprios artistas.

O posicionamento estratégico da Autarquia, nesta área, passa pelo desenvolvimento de políticas culturais diversificadas, apostadas na formação de novos públicos, na valorização do património e da memória local, bem como na atração de visitantes, afirmando Águeda no contexto local, regional e nacional como um Município de referência na área cultural.

“É importante continuar a garantir a salvaguarda do nosso património histórico e cultural e, consequentemente, promover e divulgar este acervo, passando às gerações futuras as nossas memórias e tradições”, disse Elsa Corga, Vereadora da Cultura da Câmara de Águeda, acrescentando que o espólio de António Breda é uma mais-valia para a valorização e divulgação deste património cultural de inegável valor.

 

Quem foi António Breda?

António Bernardo de Figueiredo Breda nasceu em Águeda a 1 de janeiro de 1941, tendo frequentado a Escola Comercial e Industrial de Águeda, onde concluiu o Curso Geral de Comércio. Desde cedo começou o interesse por fotografia integrando um grupo que aproveitava as películas inutilizadas das sessões no Cine-Teatro de Águeda.

Em 1966 integrou uma instituição bancária, depois de ter estado na vida militar nas antigas colónias portuguesas, onde praticou a fotografia em grande escala. Deste então, dedicou-se à arte da fotografia, tendo surgido naturalmente as grandes reportagens e, consequentemente, as exposições. Foi ainda colaborador do Diário de Coimbra e do Diário de Aveiro.

Grande parte da sua vida foi dedicada à recolha fotográfica e à preservação do passado de Águeda em diaporamas. O seu espólio possui mais de 1.000 fotos alusivas a Águeda e é detentor de mais de 5.000 diapositivos sobre motivos aguedenses, traduzindo-se no maior espólio do país respeitante a Águeda. Foi ainda um fervoroso dedicado à recolha de entrevistas e à execução de pequenos filmes realizados em super 8, ainda não exibidos e que fazem parte deste espólio, que já está na posse da Câmara Municipal de Águeda.

A par da preservação deste importante espólio, mantendo a sua integridade, pretende-se divulgar o seu conteúdo perpetuando a memória de António Breda e o impacto do seu trabalho no desenvolvimento cultural do concelho.

 

Fotografia: João Clemente, Elsa Corga, Maria Ana Almeida Costa, Jorge Almeida e Cristina Queirós

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Na sequência da notícia divulgada na comunicação social com o título “Direção do INEM debaixo de fogo”, em que refere que “a proteção civil não poupa críticas ao INEM do Porto, que demitiu o denunciante de roubos de vacinas na instituição”, importa esclarecer o seguinte:

A peça é baseada num comunicado difundido pela APROSOC que recentemente alterou a sua denominação social para “APROSOC - Associação Nacional de Emergência e Proteção Civil”.

Esta alteração tem tido consequências para a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), considerando que se está perante a utilização de uma denominação suscetível de ser confundida com a desta Autoridade, sendo que a mesma é passível de gerar confusão quer quanto à fonte da informação veiculada, quer quanto ao seu conteúdo, o que, só por si, é gerador de preocupação numa área tão sensível como a da proteção civil, mas sobretudo em face do contexto pandémico vivido, em que existe um dever acrescido da informação transmitida aos cidadãos ser fidedigna.

Importa sublinhar que, ao contrário do que é referido, o comunicado não é da autoria desta Autoridade Nacional, não sendo o seu conteúdo da sua responsabilidade.

Hospitais do Centro voltam a registar descida no número de internamentos


O número de doentes com covid-19 internados nas enfermarias dos hospitais da região Centro voltaram a descer na quinta-feira pelo segundo dia consecutivo, de acordo com o relatório de hoje da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

O mesmo relatório aponta, no entanto, para um aumento de 26 novos doentes em unidades de cuidados intensivos.

De acordo com a ARSC, às 23:59 de quinta-feira os hospitais da região Centro (sem incluir o Hospital de Ovar) contabilizavam 1.219 internados em enfermaria, menos 32 do que na segunda-feira, e 160 em unidades de cuidados intensivos.

A taxa de ocupação era, ao final do dia de quinta-feira, de 88% e 89%, respetivamente.

Segundo os dados da ARSC, naquele dia registaram-se 105 altas médicas nas enfermarias, duas nos cuidados intensivos e 31 óbitos em ambiente hospitalar.

O relatório adianta ainda que no setor privado, social, militar e estruturas de apoio de retaguarda encontram-se internados 88 doentes com covid-19, mais 13 do que na quarta-feira, e 96 não covid-19, menos dois.

Na lista das unidades com maior ocupação em enfermarias está à cabeça a Unidade Local de Saúde da Guarda (97%), seguindo-se o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (95%) e o Centro Hospitalar e Universitário da Cova Beira (94%).

Nas unidades de cuidados intensivos, a situação mais preocupante em termos de ocupação verifica-se no Centro Hospitalar de Leiria (95%), seguida da Unidade Local de Saúde da Guarda (94%) Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (92%) e Centro Hospitalar de Tondela-Viseu (91%).

A situação menos grave verifica-se no Centro Hospitalar do Baixo Vouga, com uma ocupação de 71% em enfermaria e 80% em unidades de cuidados intensivos.

Fonte: Lusa

Dia da Internet + Segura | 9 de fevereiro Webinar «Sexualidade e comportamentos de risco online»


Centro Internet Segura alerta para a necessidade de prevenção nos relacionamentos online.

O Consórcio do Centro Internet Segura, do qual fazem parte o Centro Nacional de Cibersegurança, a Direção-Geral da Educação, o Instituto Português do Desporto e Juventude, I. P., a Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Computação Científica Nacional, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, a Fundação Altice e a Microsoft Portugal, organiza este evento online em formato webinar, dia 9 de fevereiro, às 14h30, de forma a celebrar o Dia da Internet mais Segura, iniciativa europeia que se estende a todo o mês de fevereiro.

Foram convidados vários oradores que irão contribuir com a sua perspetiva e testemunho para uma reflexão sobre relacionamentos online, no âmbito do tema «Sexualidade e Comportamentos de Risco Online».

Foram também recolhidos testemunhos diversos, incluídos no programa, nomeadamente de jovens voluntários/as de programas de voluntariado jovem dinamizados pelo IPDJ, Namorar com Fair Play e Navegas em Segurança?

A participação no webinar é gratuita e aberta ao público.

Aceda ao webinar através da Plataforma Colibri ZOOM
ID do dia 9 fevereiro: 863 8383 9463
Passcode: 467935

Mais informações:
portal do IPDJ: www.ipdj.gov.pt

Covid-19: Portugal com novo máximo de doentes graves. Mais 258 óbitos e 6.916 casos confirmados


Os números foram divulgados em boletim epidemiológico pelas autoridades de saúde.

Portugal registou 258 mortes relacionadas com a covid-19 e 6.916 casos de infeção nas últimas 24 horas.

Depois de uma descida durante quatro dias, o número de mortos voltou hoje a subir.

O boletim revela também que estão internadas 6.412 pessoas (menos 84 do que na quinta-feira) das quais 904 estão em unidades de cuidados intensivos (mais 41 do que ontem).

De acordo com os dados o número de internados em cuidados intensivos é o mais elevado desde o início da pandemia.

Há também mais 11.342 doentes recuperados. O boletim refere ainda que estão hoje ativos 156.758 casos, menos 4.684 do que na véspera. É o quinto dia consecutivo que este indicar recua. Ou seja, que o número de recuperados superou o de novas infeções.

A região de Lisboa e Vale do Tejo tem o maior número de mortes (142) e de novos casos (3.650).

Desde o início da pandemia, Portugal já contabilizou 13.740 mortes associadas à covid-19.

Fonte: MadreMedia

AVEIRO | BIBLIOTECA MUNICIPAL DISPONIBILIZA ACESSO DIGITAL A JORNAIS E REVISTAS EM TEMPOS DE PANDEMIA


A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) através da Biblioteca Municipal de Aveiro (espaço encerrado), passou a disponibilizar o acesso digital, gratuito, à leitura de milhares de jornais e revistas, nacionais e internacionais, tempos de pandemia.

Este acesso pode ser feito através do serviço PressReader, que torna acessível aos cidadãos com cartão de leitor da Biblioteca Municipal de Aveiro várias publicações de caráter informativo e noticioso, divididas por temas, línguas e nacionalidades. A leitura destas publicações pode ser feita no computador, smartphone ou tablet, utilizando o cartão da Biblioteca.

Trata-se de mais uma, das várias medidas que a CMA tem levado a cabo, para combater o isolamento social e aumentar os níveis de informação e cultura dos nossos Concidadãos, muito fundamental num momento em que por força do confinamento para combate à Pandemia de Covid-19, nos vemos privados da partilha de espaços públicos de cultura e de comunicação.

Todos os cidadãos que não tenham cartão da Biblioteca e que desejem beneficiar deste serviço poderão enviar e-mail para biblioteca@cm-aveiro.pt, pedindo a sua inscrição. Todo o processo é gratuito. Este novo serviço disponibilizado pela Biblioteca Municipal de Aveiro coloca o mundo ao dispor, através de um simples click.


Como utilizar o PressReader com o meu cartão da Biblioteca Municipal?

1. Descarregar a aplicação Pressreader ou aceder através de https://www.pressreader.com/catalog;

2. Clicar em “Entrar”;

3. Selecionar “Bibliotecas & Grupos”;

4. Selecionar “Library - Biblioteca Municipal de Aveiro”;

5. Inserir o número do cartão de leitor e respetivo pin (o mesmo que utiliza para aceder ao catálogo da Biblioteca);

6. Clicar em “Entrar”.


Já em janeiro, a CMA tinha ativado outro serviço da Biblioteca Municipal de Aveiro: o projeto “Saio da Estante e vou ter contigo num instante”, entregando livros, revistas, CD’s, DVD’s e jogos ao domicílio em todo o Município, e que tem até ao momento um balanço muito positivo.


AVEIRO | WEBINAR DA URBAN INNOVATIVE ACTIONS DESTACA AVEIRO TECH CITY

 

Bootcamps criaram 20 novos postos de trabalho em Aveiro 

A forma como o projeto Aveiro Tech City da Câmara Municipal de Aveiro transformou a Cidade de Aveiro num moderno laboratório tecnológico ao ar livre, os 80% de taxa de empregabilidade dos bootacamps de inovação ou a forma como todos os níveis de ensino em Aveiro já estão a ministrar o ensino do futuro, nomeadamente com aprendizagem de robótica, programação informática ou impressão 3D, são alguns dos temas que estiveram em destaque no Webinar de âmbito europeu “Ações Urbanas Inovadoras, realizações e perspetivas”.

Promovido pelo programa da União Europeia, Urban Innovative Actions (UIA), teve lugar esta quarta-feira, 03 de fevereiro, o primeiro de um ciclo de três webinars com vista a partilhar o status dos vários projetos europeus apoiados pelo UIA, https://udn-urbaninnovativeactions.tw.events/. Além de Aveiro, também Eindhoven e Bilbau deram conta dos avanços nos projetos que estão a implementar.

Entre os destaques de Aveiro estiveram o recente lançamento do Aveiro Tech City Living Lab, que oferece as melhores condições para testar gratuitamente projetos, protótipos ou soluções inovadoras em desenvolvimento. Entre outras características, o Living Lab conta já com uma rede experimental 5G totalmente operacional. Este laboratório vivo está agora disponível para startups, centros de investigação e desenvolvimento, universidades ou empresas de TIC para testar e desenvolver novos produtos em IoT e cidades inteligentes.

Outro dos principais resultados em destaque foi a taxa de empregabilidade de 80% dos bootcamps de inovação que formaram recursos para nossas empresas locais de TIC, com mais de 20 contratos de trabalho garantidos em empresas de TIC em Aveiro. Na maioria dos casos, foram desempregados que tiveram aqui uma oportunidade para recomeçar, mas também houve situações em que profissionais empregados encontraram aqui um novo caminho profissional.

De sublinhar, ainda, que a estratégia também passa pela educação e pelas competências STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts e Mathematics) e, nesta matéria, o destaque foi para o facto de haver já mais de 100 professores que receberam formação e apoio na sala de aula para implementar esta nova abordagem educacional que visa desenvolver não só o conhecimento STEAM, mas também as competências do século XXI, tais como pensamento crítico, autoaprendizagem, trabalho colaborativo e a capacidade de resolução de problemas nos nossos alunos.

O projeto Aveiro STEAM City é cofinanciado pelo Fundo de Desenvolvimento Regional – FEDER, através do programa Urban Innovative Actions. O seu investimento global é de 6.115.915€ com o apoio FEDER 4.892.732€.

Porto de Mós | Regresso do Ensino à Distância - Internet para alunos do escalão A e B



Com o regresso ao ensino à distância, na próxima segunda-feira, a câmara municipal entregou ontem, dia 4 de fevereiro, ao Diretor do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós e à Diretora do Instituto Educativo do Juncal, equipamentos de acesso à internet, nomeadamente, routers 4G e cartão de internet gratuita durante três meses com 75 GB/mês.

Estes equipamentos serão disponibilizados pelas escolas aos alunos do concelho posicionados no escalão A e B, identificados pelo Agrupamento de Escolas de Porto de Mós e pelo Instituto Educativo do Juncal.

Esta medida integra o plano de ação de apoio no âmbito da covid-19 na área da Educação onde a Câmara Municipal de Porto de Mós continua a mobilizar esforços para criar oportunidades para todos e fornecer às famílias mais carenciadas as condições necessárias para que os alunos consigam assistir às aulas online ou aceder a recursos educativos de apoio.

Covid-19: Mais de 300 empresas apresentam candidatura a Fundo de apoio económico do Município de Leiria

O Município de Leiria recebeu 303 candidaturas ao Fundo de Emergência Municipal de Apoio Comercial e Empresarial criado com o objetivo de conceder apoios financeiros às empresas para a recuperação da atividade, a manutenção dos postos de trabalho e o reforço da capacidade de resposta à situação de crise.

Neste momento, as candidaturas estão a ser analisadas pelos serviços do Município, sendo que a totalidade das candidaturas, em caso de aprovação, representaria um montante de apoio na ordem dos 630 mil euros, o que levou a um aumento da verba disponível no fundo, que era inicialmente de 375mil euros.

As candidaturas aprovadas para as quais não exista dotação financeira, serão integradas na segunda fase do programa que se prevê iniciar ainda no mês de Fevereiro, e que vai contemplar também empresas ligadas às atividades turísticas e culturais, duas áreas especialmente afetadas pela crise resultante da situação pandémica.

Nesta primeira fase, verificou-se uma predominância de candidaturas de empresas ligadas às áreas do retalho e restauração.

“Este elevado número de candidaturas superou grandemente as nossas expectativas mas confirmou que, efetivamente, o fundo de emergência é uma medida urgente e necessária para fazer face aos enormes impactos que a nossa economia local neste momento sofre com a crise pandémica”, destaca Catarina Louro, vereadora do Desenvolvimento Económico do Município de Leiria, realçando que vai ser efetuado um reforço do orçamento e aberta uma segunda fase, incluindo todas as candidaturas elegíveis que não sejam aprovadas por falta de dotação.

“Estamos a falar de quebras de faturação, no total, superiores a 15 milhões de euros, pelo que paralelamente vamos continuar a desenvolver iniciativas de apoio e incentivo ao consumo junto dos setores mais afetados”, acrescenta.

Recorde-se que este Fundo foi criado pelo Município de Leiria face à atual conjuntura provocada pela pandemia por Covid-19, com o objetivo de apoiar a economia local, tendo sido aprovado, em reunião de Câmara de 9 de dezembro, um conjunto de medidas extraordinárias que têm como destinatários o tecido empresarial e Comércio do Concelho.

AVEIRO | CANDIDATURAS AO PROGRAMA MUNICIPAL DE APOIO ÀS ASSOCIAÇÕES 2021

De acordo com o deliberado esta quinta-feira, 04 de fevereiro em Reunião de Câmara, encontram-se abertas as Candidaturas ao Programa Municipal de Apoio às Associações 2021, para atribuição de Apoio à Atividade Regular, bem como para o Apoio ao Investimento, por parte das Associações Culturais, da área da Ação Social, Jovens, Defesa e Promoção do Património, Escutismo e ONG sem fins lucrativos. Os interessados deverão entregar a sua candidatura até ao próximo dia 05 de março.

Esta antecipação acontece na sequência do intenso combate à Pandemia de Covid-19 que estamos a levar a cabo e que tem no Programa de Ação de Apoio à Atividade Social e Económica / Operação Anti Covid-19 um importante contributo, nomeadamente e no que se refere ao apoio às Associações, na alínea b) da Ação 10, permitindo o adiantamento dos prazos de candidatura, para que que os vários apoios sejam disponibilizados o mais breve possível às Associações e por sua vez aos nossos concidadãos.

A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) informa que relativamente às candidaturas para apoio à Atividade Regular, deverão ser mencionados de forma autónoma, os eventuais apoios extra relacionados com o combate à Pandemia de Covid-19, a qual designaremos como “Linha Covid-19”.

Ano difícil, ano de oportunidades

Vivemos um ano muito difícil pelas condicionantes criadas pelo Combate à Pandemia da Covid-19, tendo a CMA e as Associações muitas das suas atividades sem possibilidade de serem concretizadas, sendo pois necessário ponderar bem estas circunstâncias, ponderar aproveitar este tempo para realizar investimentos em instalações e equipamentos, ações em plataformas digitais, entre outras que se adequem à situação que vivemos neste ano de 2021, que seguramente nos vai continuar a determinar muitas limitações até ao verão (no mínimo).

Reiteramos a nossa aposta na cooperação e no apoio às Associações como uma área de grande importância no desenvolvimento do Município e na dinamização da Comunidade, por força do relevante interesse público de que se reveste boa parte da atividade das Associações, pelo que, além de todo o trabalho de cooperação que temos realizado ao nível do apoio logístico, da isenção de taxas, da cedência de edifícios, equipamentos, transportes e materiais, entre outros, vamos continuar a juntar o apoio financeiro à atividade e aos investimentos das Associações do Município de Aveiro.

Envio de candidaturas e esclarecimentos online

As candidaturas deverão ser entregues, até dia 05 de março, no Gabinete de Atendimento Integrado da CMA, sito no Cais da Fonte Nova, ou enviados por correio para o endereço: Câmara Municipal de Aveiro, Cais da Fonte Nova, Apartado 244, 3811-904 Aveiro, através do preenchimento e entrega dos formulários próprios, que se encontram disponíveis na página eletrónica do Município em: https://www.cm-aveiro.pt/servicos/municipe/gai/requerimentos.

Nesse sentido, solicitamos às Associações que confirmem junto dos Serviços CMA a situação do Registo da vossa Associação, utilizando o contacto telefónico da Divisão de Atendimento Público e Apoio aos Eleitos Locais (DAPAEL) ou o email: pmaa.cma@cm-aveiro.pt.

De modo a facilitar todo o processo de candidatura ao apoio ao investimento, evitando a apresentação de candidaturas sem viabilidade de aprovação, poderão agendar reuniões de trabalho presencias (telefónicas ou via Skype) com o/a Vereador(a) responsável pela sua área de atuação.

Relembramos que só poderão apresentar Candidatura as Associações que tenham o seu registo efetuado no Registo Municipal de Associações e que esteja devidamente atualizado (com exceção de documentos relacionados com necessidade de aprovação prévia da Assembleia Geral da Associação), conforme previsto no RMAA, que se encontra disponível na página eletrónica do Município em https://www.cm-aveiro.pt/servicos/municipe/regulamentos.


Apreendidos 124 quilos de pescada imatura na Nazaré


A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro da Nazaré, no dia 3 de fevereiro, apreendeu 124 quilos de pescada por não cumprir com as medidas mínimas de captura exigidas por lei, no Porto de Abrigo da Nazaré.

No decorrer de uma ação de fiscalização dirigida ao pescado imaturo, os militares detetaram nas imediações do cais de descarga da Lota da Nazaré, 124 quilos de pescada com um valor estimado de 1.240 euros, sem que possuísse a medida regulamentar de venda de 27 cm, resultando daí a sua apreensão.

Foi elaborado um auto de contraordenação, cuja coima pode atingir um valor de 37 500 euros.

O pescado apreendido, depois de submetido ao controlo higiossanitário, será entregue a várias instituições de solidariedade.

A GNR alerta que uma medida de gestão sustentável do pescado é o respeito das medidas mínimas de captura, cujo objetivo é melhorar a rentabilidade potencial do recurso

 

Bairrada em destaque no The New York Times com “Casa de Saima Baga Tonel 10 tinto 2018”


Com a pandemia da Covid-19 a ganhar contornos que nos obrigam a um confinamento apertado a nível global, Eric Asimov, o conceituado crítico de vinhos do The New York Times, foi às compras! Fê-lo através de plataformas digitais e tendo como objetivo eleger vinhos que o fizessem viajar pelo mundo, sem sair de casa. No final, elegeu uma exclusiva lista de 20 vinhos, que em comum têm: estão à venda por menos de 20 dólares, nos Estados Unidos; expressam na plenitude o terroir de origem; e são “grandes compras”, o que se traduz numa excelente relação de preço qualidade. Portugal está na lista, com apenas um vinho, sendo o mesmo da Bairrada. O eleito é o ‘Casa de Saima Baga Tonel tinto 2018’. É caso para dizer que, passo a passo, a Bairrada começa a mostrar-se – e bem – ao Mundo!

O artigo de Eric Asimov intitula-se “20 vinhos por menos de 20 dólares: postais do Mundo” e pode ser lido on-line (basta clicarem no título). O crítico considera que o vinho tem o poder de nos transportar, sendo elemento (quase) essencial para nos acompanhar nos próximos tempos, em que viveremos num “quadro de congelamento pandémico, com muitas pessoas confinadas nas suas fronteiras nacionais, o vinho ainda oferece uma oportunidade de provar o mundo.".

Destaca a Bairrada como uma região com uma identidade muito vincada – que se reflecte nos vinhos –, devido à influência marítima do Atlântico e solos calcários. Uma região que tem apostado nas suas castas autóctones, como é o caso da Baga, a casta rainha da região. Uma casta tinta que está na origem do vinho eleito, o ‘Casa de Saima Baga Tonel 10 tinto 2018’, um vinho “gracioso e comovente, com sabores terrosos de frutas vermelhas”, que fermentou em lagares de cimento, tonéis de madeira – tipicamente usados na região do Douro para a feitoria de vinho do Porto – e que, posteriormente, estagiou em barricas velhas de carvalho. Um vinho que mostra a Baga no seu esplendor e que tem origem num pequeno projeto de vinhos, situado em Sangalhos, no concelho Anadia, em pleno coração da Bairrada, sendo conduzido pela produtora Graça Miranda e pelo enólogo Paulo Nunes.

Meio milhão de euros para mitigar efeitos da pandemia em Anadia


A Câmara Municipal de Anadia aprovou um novo conjunto de medidas económicas e sociais num valor global que ronda o meio milhão de euros, para mitigar o impacto dos efeitos do agravamento da pandemia, por forma a salvaguardar os rendimentos dos munícipes e do setor empresarial. Estas medidas, que integram o Programa Municipal de Apoio Extraordinário ao Tecido Social e Económico, aprovadas na reunião de executivo no dia 3 de fevereiro, reforçam o apoio já concedido no ano anterior e, por outro lado, complementam as medidas que o Governo disponibilizou para o setor do comércio e restauração.

O objetivo é implementar uma resposta de cariz municipal, concretizada através da promoção de outras medidas complementares de apoio que visem mitigar os graves impactos da pandemia na vida socioeconómica no concelho de Anadia. Merecem especial atenção, pela particular gravidade dos prejuízos que estão a sofrer, os setores da restauração e similares, do comércio a retalho e empresas prestadoras de determinados serviços, sendo importante para o garante da sustentabilidade deste domínio, criar mecanismos financeiros de apoio direto, como complemento às medidas já anunciados pelo Governo.

Assim, sob o mote “Anadia Estamos Juntos e Juntos Recuperamos”, o executivo municipal, liderado por Maria Teresa Cardoso, complementa e reforça o apoio a pessoas, famílias, associações e empresas, por forma a minimizar o impacto negativo da atual conjuntura económica, face à evolução desfavorável da pandemia do vírus SARS-CoV-2.

De entre as várias medidas aprovadas destaca-se, na Atividade Económica, o apoio ao emprego, à quebra de faturação e à manutenção de postos de trabalho nos estabelecimentos que foram obrigados a reduzir a sua atividade ou até a encerrar por força da Lei, durante o Estado de Emergência decretado. Este pacote conta com uma dotação de 200 mil euros.

Na Ação Social, o apoio monetário a famílias carenciadas será reforçado até um valor máximo de 250,00€ e / ou atribuição de um cabaz alimentar. Está ainda prevista a isenção ou redução nas tarifas variáveis do consumo de água nos primeiros 10m3. O programa prevê ainda a atribuição de apoios extraordinários à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia e às Instituições de Solidariedade Social, quer na redução da fatura da água, quer no reforço financeiro.

Na área da Educação, a autarquia vai disponibilizar equipamentos informáticos e ligações de internet ao Agrupamento de Escolas de Anadia para utilização pelos alunos do concelho, dos diferentes níveis de ensino, que não disponham de meios tecnológicos e ainda o fornecimento gratuito de refeições a alunos do pré-escolar e 1º ciclo do Ensino Básico, enquadrados nos escalões A e B.

A Juventude terá a possibilidade de aceder e participar no novo Concurso Municipal de Ideias de Negócios direcionado a jovens empreendedores, entre os 18 e os 35 anos, residentes no concelho, com uma dotação de 7.500,00€.

A líder do executivo municipal considera que “tais medidas, conjugadas com os benefícios fiscais municipais já existentes, representarão um apoio efetivo do Município de Anadia às empresas num momento, particularmente difícil que estas atravessam, de vulnerabilidade económica e de problemas de tesouraria para solver os compromissos, de curto prazo, provocados por uma pandemia imprevista e imprevisível com caráter duradouro”.

Com este novo pacote, o Município de Anadia pretende ainda garantir que “os estabelecimentos mantenham a sua atividade, que os postos de trabalho sejam assegurados e que iniciem a sua recuperação económica”.

Recorde-se que, desde o início da pandemia, a autarquia acautelou um conjunto de medidas de ordem preventiva e restritiva, em diferentes áreas de intervenção, para mitigar os impactos na saúde pública e na vida humana. Para além disso, o executivo aprovou, em maio passado, o Programa de Apoio Municipal Extraordinário ao Tecido Social e Económico, com medidas de apoio a pessoas, famílias, associações e empresas, que representou um investimento de cerca de 900 mil euros do orçamento camarário.

Desta forma, os apoios já concedidos e os investimentos realizados, para fazer face à pandemia, totalizam cerca de um milhão e meio de euros.