quinta-feira, 17 de junho de 2021

SILVES DÁ AS BOAS VINDAS AO VERÃO COM JAZZ

Terá lugar no próximo dia 20 de junho, pelas 19h00, na zona ribeirinha da cidade, o evento Silves Welcome Summer Jazz. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Silves, em parceria com a Orquestra de Jazz do Algarve, tem entrada livre.

Este espetáculo apresentará o duo 'StanDarts', composto por Leon Baldsberger (trompete) e Luis Henrique (contrabaixo), num final de tarde diferente, que evidenciará a sua particular arte comunicativa. De salientar que os dois músicos, que integram a Orquestra de Jazz do Algarve, contam já com vários discos editados em nome próprio e com participação em projetos variados.

Os telefones 282 440 800 e 282 440 850 e o endereço de correio eletrónico cultura@cm-silves.pt são os contactos do sector de Cultura do Município de Silves disponíveis para o fornecimento de informação adicional sobre o evento.

Até 27 de agosto “BIBLIOTECA DE PRAIA” PROMOVE LEITURAS À BEIRA MAR, EM ARMAÇÃO DE PÊRA

 O Município de Silves dinamiza até dia 27 de agosto, na Praia dos Pescadores, em Armação de Pêra, a iniciativa Biblioteca de Praia, possibilitando que os banhistas de todas as idades possam usufruir de livros e leituras à beira mar.

Através deste espaço - que, anualmente, desde há quatro anos a esta parte, tem vindo a funcionar em Armação de Pêra - o Município de Silves pretende promover o hábito da leitura e, simultaneamente, proporcionar aos banhistas, que desfrutem da praia neste período estival, momentos de leitura e lazer.

Atendendo à crise sanitária que o país e o mundo atravessam, os livros utilizados são colocados em quarentena até poderem ser novamente manuseados em segurança.

A Biblioteca de Praia funciona de 2.ª a 6.ª feira, das 10h00 às 14h00, junto ao campo de jogos de praia.

A 19 de junho: BIBLIOTECA MUNICIPAL DE SILVES ACOLHE APRESENTAÇÃO DO LIVRO “VASCO GONÇALVES. ESSA GENTE É QUE É EU SOU UM HOMEM DO MFA”

 O livro “Vasco Gonçalves - Essa Gente é que é. Eu sou um homem do MFA.”, da autoria de António Avelãs Nunes, será apresentado na Biblioteca Municipal de Silves (BMS), no próximo dia 19 de junho, pelas 15h00. A iniciativa será transmitida em direto através dos canais digitais do Município de Silves.


A apresentação da obra - escrita por ocasião do centenário do nascimento de Vasco Gonçalves - conta com a participação do autor do livro e apresentação pela Professora Doutora Carina Infante Carmo.

 

A entrada é livre, estando limitada à participação de 30 pessoas.

 

O telefone 282 440 899 e o endereço de correio eletrónico biblioteca@cm-silves.pt são os contatos da BMS para recolha de informação adicional sobre esta ação.

 

 

+ Sobre António Avelãs Nunes

Nasceu em Pinhel, em 16 de Dezembro de 1939

Carreira Académica. Doutor em Direito (Ciências Económicas), em Maio de 1984; título de Agregado em Direito (Ciências Económicas); Professor Auxiliar da FDUC desde Junho/1984; Professor Associado do 2º Grupo (Ciências Económicas) do quadro da FDUC (Abril de 1988); Professor Catedrático de nomeação definitiva do quadro da FDUC desde Julho de 1995; Professor Jubilado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra desde 16.12.2009. Lecionou aulas teóricas e práticas das disciplinas de Economia Política I, Economia Política II, Finanças Públicas, Problemas Monetários Internacionais, Economia, Direito Público da Economia, Moeda e Crédito.

Cargos exercidos. De Maio a Novembro de 1974 exerceu funções no Governo como Secretário de Estado dos Desportos e Ação Social Escolar; de Dezembro de 1974 até 12 de Setembro de 1975 exerceu as funções de Secretário de Estado do Ensino Superior e da Investigação Científica; foi eleito para a Assembleia de Representantes da FDUC desde o ano letivo de 1976/77; desde o ano letivo de 1985/86 até 1995/96 foi sempre eleito, como representante dos doutores da sua Faculdade, para o Conselho Pedagógico da FDUC, órgão de que foi Presidente desde 15 de Março de 1991 até fins de Março de 1996; durante um mandato, foi membro da Assembleia Municipal de Coimbra, eleito nas listas da CDU; de Julho de 1994 a Maio de 2000 foi Coordenador do Instituto Jurídico para a Cooperação com os PALOP; no ano letivo de 1991/92 exerceu as funções de Vice-Presidente do Conselho Diretivo da sua Faculdade; é, desde 1995, Diretor do Boletim de Ciências Económicas, revista de que foi Sub-Redator desde 1991 a 1995; de Março de 1996 a Maio de 2000, durante dois mandatos, foi eleito Presidente do Conselho Diretivo da FDUC; foi, desde 1990, membro da Assembleia da Universidade; desde Março de 1992 foi, durante vários anos, membro do Senado da Universidade de Coimbra, eleito como representante dos doutores da Faculdade de Direito, como Presidente do Conselho Diretivo da FDUC e como Vice-Reitor da Universidade; fez parte do primeiro Conselho Executivo da Fundação Cultural da Universidade de Coimbra (1995); em representação da Universidade de Coimbra, é membro do Conselho Científico do Centro de Estudos Ibéricos; foi Vice-Reitor da Universidade de Coimbra desde 12 de Fevereiro de 2003 até à sua jubilação (Dezembro de 2009); mediante convite do Ministério da Educação do Brasil, participou, em 2001, em 2004 e em 2007, como observador estrangeiro, nos trabalhos da Comissão de Avaliação Trienal dos Cursos de Pós-Graduação em Direito (Mestrado e Doutorado), no âmbito da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior); é vice-presidente da Direção do Instituto de Direito Comparado Luso-Brasileiro; é membro correspondente da Academia Brasileira de Direito Constitucional; é membro dos Conselhos Consultivo, Científico ou Editorial das seguintes revistas: Revista da Universidade Federal do Paraná; da Quaestio Iuris (Revista da Pós-Graduação da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro); da Revista da Faculdade de Direito da USP; da Revista de Direito do Estado; da Revista da Faculdade de Direito da UFRJ; da NOMOS – Revista do Curso de Mestrado em Direito da Universidade Federal do Ceará; da Revista DEMOCRACIA, DIREITO E CIDADANIA, da Universidade de Uberaba; revista PANÓPTICA (Vitória - Espírito Santo); da Revista de Concorrência e Regulação (Lisboa).

 

Distinções. Em 1986 foi agraciado pelo Presidente da República Federativa do Brasil com a Ordem do Rio Branco; em Fevereiro de 1999 a Associação dos Advogados de Minas Gerais concedeu-lhe o Diploma e a Comenda “Professor Gerson Boson”, como “personalidade de destaque no ano de 1998”, pelos “relevantes serviços prestados à causa pública e ao aprimoramento das instituições democráticas e jurídicas”; em 2 de Fevereiro de 2000, a Direção e o Conselho Científico da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto (Angola) votaram um “Preito de Reconhecimento e Louvor”, sublinhando a sua ação na direção e coordenação de sucessivos projetos de cooperação; em 19 de Fevereiro de 2002, o Conselho da Faculdade de Direito /Sector de Ciências Jurídicas da Universidade Federal do Paraná, concedeu-lhe Voto de Louvor, ”pela contribuição decisiva ao intercambio científico e cultural entre as instituições [a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e a Faculdade de Direito da UFPR], conforme aprovado por unanimidade”; é Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná; é Professor Honoris Causa da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Alagoas.

 

 

 

 

Ovar | Rui M. Silva e Afonso Cruz apresentaram “A Equipa”

 Peça de Teatro tem estreia marcada para 02 de julho no Centro de Arte de Ovar

Rui M. Silva e Afonso Cruz estiveram esta semana em Ovar para a apresentação da peça de teatro “A Equipa”, que tem estreia marcada no próximo dia 02 de julho, no Centro de Arte de Ovar. A apresentação decorreu sob formato de conversa informal entre o vareiro e ator Rui M. Silva, o escritor Afonso Cruz e o público presente, marcado principalmente por amigos e antigos colegas e jogadores de basquetebol.

Entre muitas memórias, recordações e estórias do passado, Afonso Cruz e Rui M. Silva desvendaram alguns pormenores de uma peça que fará vibrar e emocionar os ovarenses.

“O que custa é erguer-nos, dar passos, saltar. (…) E insistir, porque não há nada mais fácil do que nos rendermos ao chão. (…) Temos uma pergunta que se agita como se fosse um par de asas: e se? E ao imaginar uma resposta, já batemos com a cabeça no voo de um pássaro. E se?”

Como contar uma história de um grupo de pessoas? E como tornar universal e simbólica uma história verídica? Este espetáculo é uma espécie de celebração por termos chegado até aqui. Todos! Mas é também um elogio a um grupo de pessoas que jogaram basquetebol e que experimentaram, através do desporto de equipa, uma organização social, que ergueram valores solidários, que partilharam a emoção da vitória, da derrota e também da perda de alguém, e que através desta experiência do coletivo se edificaram como cidadãos. Em A EQUIPA pretende-se refletir sobre a amizade e a entreajuda, sobre a competitividade e a ambição e sobre o futuro e a utopia.

Com texto original de Afonso Cruz e criação e interpretação de Rui M. Silva, tem Coprodução da Dentro do Covil e Centro de Arte de Ovar | Câmara Municipal de Ovar, e os bilhetes já podem ser adquiridos em https://www.bol.pt/Comprar/Bilhetes/96935-a_equipa-centro_de_arte_de_ovar/.

Aveiro | Reunião de Câmara – 17 de junho de 2021

Apresentamos por este meio a informação sobre as principais deliberações da Reunião do Executivo da Câmara Municipal de Aveiro, realizada hoje, quinta-feira, dia 17 de junho, nos Paços do Concelho.

  1. Skate Park de Aveiro recebe etapa do Campeonato Nacional de Skate

A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) vai inaugurar esta sexta-feira, dia 18 de junho, pelas 12h00 o novo Skate Park de Aveiro, localizado no Parque da Cidade de Aveiro / Parque dos Amores, associando a este momento o início da segunda etapa do Campeonato Nacional de Skate – Liga Skate Pro que acontece de 18 a 20 de junho, sexta-feira a domingo.

Esta obra corresponde a um investimento da CMA de 158.879,42€ e é o resultado de um trabalho de auscultação da autarquia aos praticantes aveirenses de skate e BMX, sendo este um exemplo importante de participação cívica ativa e construtiva na concretização das Grandes Opções do Plano do Município.

A Liga Skate Pro é uma prova organizada pela Federação de Patinagem de Portugal (FPP) e conta para pontuação no ranking nacional e mundial. À Liga profissional de seniores juntam-se os Campeonatos Nacionais dos vários escalões de formação, prevendo-se a passagem por Aveiro de cerca de 200 atletas entre sexta-feira e domingo.

Neste sentido, o Executivo Municipal deliberou aprovar uma comparticipação financeira à FPP no valor de 20.000€ para apoio à realização do campeonato, considerando que para além do contributo desportivo e social que advém da realização deste evento em Aveiro, esta é também uma forma de promover uma modalidade que se vai estrear este ano como modalidade olímpica nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, nos dias 25 e 26 de julho, e 4 e 5 de agosto.

  1. Acampamento Municipal de Escuteiros – ESCUTAMA 2021 – 3.ª edição

A Câmara Municipal de Aveiro desafiou uma vez mais os Escuteiros e os Escoteiros do Município para a realização da 3.ª edição do ESCUTAMA, que se vai realizar num único dia, tendo em conta a necessidade de continuar a Combater bem a Pandemia de Covid-19.

Assim, o ESCUTAMA 2021 realiza-se durante todo o dia de sábado, 19 de junho, na Cidade de Aveiro, com a principal finalidade de divulgar a história de Aveiro, reforçando a identidade dos mais Jovens enquanto Aveirenses, assim como a preservação do meio ambiente, visando a mobilização dos Cidadãos utilizando os Escuteiros e Escoteiros como um instrumento de intervenção junto da Comunidade Aveirense.

Deste modo, o Executivo Municipal deliberou aprovar um apoio financeiro ao Corpo Nacional de Escutas, através da Junta Regional de Aveiro, de 6€ por participante, para a realização desta terceira edição do ESCUTAMA, prevendo-se a inscrição de 627 participantes e um investimento máximo de 3.762€.

No Município de Aveiro o movimento escutista envolve cerca de 800 jovens distribuídos por 11 Agrupamentos que desenvolvem de forma permanente a sua atividade nas comunidades em que se encontram inseridos, sendo que o ESCUTAMA integra também o Agrupamento de Escoteiros existente no Município.

  1. Aprovado Estudo Urbanístico da envolvente à Igreja da Quinta do Picado

O Executivo Municipal deliberou aprovar o Estudo Urbanístico que vai permitir a qualificação da envolvente à Igreja da Quinta do Picado, em Aradas, que vai trazer mais dignidade urbana para o património religioso e histórico existente, com o aumento da segurança para os peões, qualificação e ampliação da zona de estacionamento, da zona de verde e de estar.

Este espaço vai dar ainda um contributo positivo de integração urbana ao edifício da antiga Escola Primária, atualmente utilizado como sede da Banda da Quinta do Picado.

  1. Aprovado Estudo Urbanístico do Parque Urbano da FIDEC

O Executivo Municipal deliberou aprovar o Estudo Urbanístico que vai permitir a qualificação do Parque Urbano junto ao Campo Desportivo da FIDEC com a construção de um espaço verde e de lazer com Polidesportivo e um Parque Infantil e a edificação do Armazém da Junta de Freguesia de Santa Joana (na sua zona Sul, com frente para a Rua do Cócaro).

A parcela de terreno com a área de 4.025m2, onde vai nascer este novo espaço, foi adquirida pela Câmara Municipal de Aveiro em 2020 à Fábrica da Igreja Paroquial de Santa Joana, pelo valor global de 80.500€.

Após a conclusão dos projetos seguem-se os necessários concursos públicos e as obras a realizar pela CMA (espaço verde, Polidesportivo e Parque Infantil) e pela Junta de Freguesia de Santa Joana (Armazém).

  1. Atribuído apoio ao Clube dos Galitos para preparação dos atletas que vão participar nos Europeus e Mundiais de Natação

O Executivo Municipal deliberou aprovar, no âmbito do Programa Municipal de Apoio às Associações (PMAA), a minuta do protocolo de cooperação financeira e a atribuição de um apoio financeiro no valor de 3.850€ ao Clube dos Galitos, para a realização de uma ação pontual, nomeadamente numa das fases de preparação dos atletas do Clube que vão participar nos Europeus e nos Mundiais da modalidade de natação.

A melhor preparação possível destes atletas tem relevante interesse municipal, regional e nacional e é opção política do Executivo da Câmara Municipal de Aveiro para o anterior (2013/2017) e atual mandato autárquico (2017/2021), com tradução no apoio às Associações Desportivas e aos nossos Jovens, sublinhando a importância da formação desportiva e da alta competição para o desenvolvimento social do Município de Aveiro e do nosso País.

  1. Ferryboat Elétrico: Tribunal dá razão à Câmara de Aveiro mas Estaleiro Navais de Peniche S.A. recorrem da decisão

O Tribunal Central e Administrativo do Norte (TCAN) deu razão à Câmara Municipal de Aveiro (CMA) no processo interposto pelos Estaleiros Navais de Peniche S.A., considerando que a empresa foi bem excluída do concurso de conceção e construção do novo Feryboat Elétrico e que não existe qualquer ilegalidade no processo.

Apesar disso, os Estaleiros Navais de Peniche S.A. decidiram recorrer da decisão novamente, desta feita para o Supremo Tribunal Administrativo, aguardando-se por isso novos desenvolvimentos sobre o processo. Na Reunião de Câmara desta quinta-feira, 17 de junho, o Executivo Municipal teve conhecimento dos novos desenvolvimentos deste processo.

Recordamos que esta decisão do TCAN acontece no seguimento da decisão anterior do Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto (TAFP), que também considerou legal a exclusão dos Estaleiros Navais de Peniche S.A. do concurso e decidiu levantar o efeito suspensivo originado pela ação judicial interposta pelos Estaleiros Navais de Peniche S.A., o que permitiu o início da conceção e construção do novo Ferryboat Elétrico.

O projeto de execução e a construção de um novo Ferryboat Elétrico, foi adjudicado ao agrupamento de empresas constituído pela NAVALTAGUS – Reparação e Construção Naval, S.A. e NAVALROCHA – Sociedade de Construção e Reparação Navais, S.A., num investimento global da CMA de 7.326.490,13€ com o apoio do Fundo de Coesão no valor de 2.168.321,53€ e um prazo de 18 meses para a sua conceção e construção.

O novo Ferryboat, a operar nas travessias entre o Forte da Barra e São Jacinto, vai contribuir com zero emissões de CO2 para a atmosfera, acabando com a emissão de 300 toneladas de CO2 pelo atual Ferry, vai reduzir em cerca de 30 por cento o consumo energético (face ao atual Ferryboat), vai ter níveis baixos de ruído e mais conforto para os passageiros, tendo mais capacidade de transporte de viaturas (30%) e mais capacidade de transporte de passageiros (90%).

  1. Doação da obra “Matador” de João Viana

O Executivo Municipal deliberou aceitar a obra do artista João Viana denominada “Matador”, que esteve patente na exposição “Explosões de Gozo” na Galeria da Antiga Capitania de 05 de abril a 05 de maio de 2021.

A Câmara Municipal de Aveiro aprovou também o agradecimento público pela generosidade e a cidadania ativa demonstrada pelo doador que, com esta manifestação de altruísmo, contribui para o enriquecimento do acervo museológico municipal.

  1. PAAASE 2021 apoia mais 5 famílias e 22 Cidadãos

O Executivo Municipal deliberou aprovar apoios económicos a mais 5 famílias residentes em Aveiro correspondendo a mais 22 Cidadãos ajudados no valor global de 2.632,86€, no âmbito dos “Apoios Sociais a Cidadãos e Famílias Carenciadas”, do Fundo de Apoio a Famílias.

Para dar resposta a estas situações, a Câmara Municipal de Aveiro utiliza o Fundo de Apoio a Famílias, que tem para 2021 uma verba total de 150.000€, um valor superior em 50% ao de definido para mesmo Programa em 2020, mas que será dotado do valor que se verificar necessário.

Os apoios do PAAASE 2021, que integram a área social e muitas outras, estão disponíveis em: https://covid19.cm-aveiro.pt/ .

  1. Prestação de Contas Consolidadas de 2020

O Executivo Municipal deliberou aprovar o documento de Prestação de Contas Consolidadas referente ao exercício de 2020, somando todas as Contas da Câmara Municipal de Aveiro (CMA) e o Relatório de Gestão e Contas da AveiroExpo (cuja aprovação foi ratificada nesta reunião), dado ser esta a única Empresa Municipal que existe no seu Universo Municipal.

Esta Conta Consolidada 2020 é elaborada e sujeita à apreciação e deliberação dos Órgãos Autárquicos cumprindo os devidos prazos legais, num quadro novo de gestão financeira da CMA em virtude do ano de 2020 ter sido o primeiro ano de adoção do referencial contabilístico SNC-AP / Sistema de Normalização Contabilística das Administrações Púbicas, sendo que o SNC-AP permite uniformizar os procedimentos e aumentar a fiabilidade da consolidação de contas.

A presente conta continua a apresentar de forma clara e evidente os resultados positivos das contas da CMA e do seu Universo de Entidades Municipais, na senda dos anos anteriores, com destaque para alguns aspetos mais relevantes:

  1. Continuamos a apresentar de forma contínua resultados bastante positivos, o resultado antes de depreciações e gastos financiamento teve uma evolução face ao ano anterior de cerca de 3,2 milhões de euros, este aumento resulta principalmente dos rendimentos provenientes da alienação de ativos fixos tangíveis (venda de património), pela diminuição dos gastos com fornecimentos e serviços externos (despesas correntes inerentes atividade) e pela redução das provisões referente a processos judiciais concluídos;

  2. O passivo não corrente, que no anterior normativo correspondia ao passivo M/L prazo representa-se essencialmente pela rúbrica de financiamentos obtidos (empréstimos) que diminui na ordem dos 11,3 milhões de euros, resultado da amortização de financiamentos no exercício;

  3. O montante total do endividamento teve uma redução de cerca de 3,5 milhões, essencialmente por força da regularização da escritura da Lago Palace que vinha a pesar no endividamento com o valor do adiantamento, acrescido da anulação da dívida da AveiroPolis que passou a ser reconhecida como provisão;

  4. O aumento do investimento em cerca de 4 milhões de euros, resulta de um aumento de 12 milhões de euros de ativos fixos tangíveis - bens de domínio público e uma redução de cerca de 8 milhões de euros ao nível de outros ativos fixos tangíveis de domínio, resultante de abates - venda de património.

A consolidação da recuperação financeira da CMA é um facto bem demonstrado nos aspetos acima referidos e em toda a Conta Consolidada de 2020, sendo que a estrutura financeira da CMA demonstra bem a sua capacidade instalada, em consequência da gestão implementada desde outubro de 2013, para prosseguir o cumprimento dos serviços públicos com uma prestação qualitativa crescente e para desenvolver o grande pacote de investimentos projetados, em concurso e em obra por todo o Município, além de permitir o devido e proporcional Combate à Pandemia do Coronavírus / Covid-19 que se suscitou neste ano de 2020 desde meados de março, com o necessário apoio da CMA ao relançamento da atividade económica e social.

Esta Conta Consolidada de 2020 é também um marco importante pelo facto da CMA ter alcançado o rácio de 1,5 entre a dívida total e a receita corrente, atingindo assim um objetivo de grande importância para a gestão da CMA e para reconquistar em 2021 a sua plena autonomia com a cessação do contrato do Programa de Ajustamento Municipal formalizado entre a CMA e o Fundo de Apoio Municipal.

A argumentação política justificativa das contas não é apresentada, pelo facto de ter sido devidamente feita nos documentos de cada uma das entidades e o debate político ser realizado com base nesses mesmos documentos.

Cumprimos assim um preceito legal e ficamos com uma base de informação organizada, que torna possível a comparação da evolução das Contas do Universo Municipal, muito importante para a gestão devidamente cuidada e sustentável que estamos a fazer e que vamos prosseguir a bem da CMA e do Município de Aveiro, e em especial dos seus Cidadãos.

O processo segue para apreciação e votação em sede de Assembleia Municipal.


  1. Alteração à hora da Reunião de Câmara de 01 de julho

Considerando a realização de uma ação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro / CCDRC de entrega dos prémios das Empresas Gazela, no dia 01 de julho, pelas 17h00, na Praça da República, em cooperação com a Câmara Municipal de Aveiro (CMA) e que terá a participação do seu Presidente, Ribau Esteves, o Executivo Municipal deliberou aprovar a alteração da hora da Reunião de Câmara prevista para esse mesmo dia.

Assim, a primeira Reunião do mês de julho, que acontece no dia 01, ocorrerá pelas 14h00 (e não às 15h30), no Salão Nobre dos Paços do Concelho, mantendo o seu caráter público e com audição do público às 15h30.


ALVAIÁZERE É MUNICIPIO AMIGO DA JUVENTUDE

A Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ) atribuiu ao Município de Alvaiázere o certificado de membro fundador da Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude e que hoje nos foi entregue, como reconhecimento pelas políticas de juventude que o Município tem desenvolvido ao nível das atividades desportivas, educativas, culturais e sociais.

Assim, o Município de Alvaiázere passa a integrar a rede nacional, na sequência de certificado atribuído pela FNAJ, assumindo assim o compromisso de continuar a implementar e impulsionar políticas amigas da juventude, que respondam aos reais interesses e aspirações dos jovens do Município, implementando políticas de juventude que potenciem temáticas que estimulem a participação dos jovens Alvaiazerenses.

A Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude tem como objetivo dinamizar uma “plataforma de contato e compromisso do movimento associativo juvenil e do poder local” “potenciando novas abordagens na ação dos municípios na emancipação e participação jovem”.

Recorde-se que o Município de Alvaiázere integra também, desde 2019, a rede de Municípios Amigos do Desporto, reconhecendo o modelo de intervenção no desenvolvimento da vertente desportiva, em estreita relação com as Associações de cariz desportivo e social, potenciando políticas de apoio e proximidade ao desporto, principalmente no que à formação de jovens diz respeito, construindo assim uma sociedade mais solidária, inclusiva e com melhor qualidade de vida.

Menino desaparecido foi encontrado com vida

Noah estava desaparecido desde a manhã desta quarta-feira.

O menino de dois anos que estava desaparecido desde a manhã desta quarta-feira em Proença-a-Velha, no concelho de Idanha-a-Nova, foi encontrado com vida esta tarde, confirmou a TSF.

(EM ATUALIZAÇÃO)

Ministra da Presidência admite paragem no processo de desconfinamento


A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, admitiu hoje que Portugal venha a travar a passagem a uma nova fase de desconfinamento, prevista para a próxima semana, face à evolução negativa da situação epidemiológica da covid-19.

"Semanalmente, fazemos aqui a avaliação do ponto de situação a nível nacional e ela hoje afasta-se claramente da zona verde [da matriz de risco], o que significa que para a semana, quando estava prevista uma nova fase de desconfinamento, ela muito dificilmente com estes números -- e se continuarem estes números - se poderá verificar", afirmou a governante em conferência de imprensa no final da reunião de hoje do Conselho de Ministros.

Mariana Vieira da Silva reconheceu também que a situação da pandemia de covid-19 é "mais preocupante" do que nas semanas anteriores e indicou a degradação dos indicadores da matriz: incidência, que em Portugal continental subiu para 90,5 casos por 100 mil habitantes e índice de transmissibilidade (Rt), que é agora de 1,13.

Lusa


Dinamarca-Bélgica parou ao minuto 10 para homenagear Eriksen

O encontro entre Dinamarca e Bélgica, da segunda jornada do Grupo B do Euro2020, parou hoje em Copenhaga ao minuto 10 para homenagear o futebolista Christian Eriksen, que caiu inanimado no mesmo Parken há cinco dias.

Durante quase um minuto, jogadores, treinadores, 'staffs', equipa de arbitragem e espetadores, muitos com cartazes e mensagens de incentivo, pararam para bater palmas em uníssono ao jogador do Inter de Milão.

Internado no Rigshospitalet, em Copenhaga, a menos de um quilómetro em linha reta do Parken Stadium, onde decorre a partida, o jogador de 29 anos terá ouvido a homenagem dos cerca de 25 mil espetadores presentes nas bancadas.

Da mesma forma, terá sentido o 'bruá' nas bancadas logo aos dois minutos, quando Yussuf Poulsen adiantou os escandinavos.

Antes do encontro, o 'capitão' belga, o benfiquista Vertonghen entregou ao da Dinamarca, Simon Kjaer, uma camisola com o número 10 e o primeiro nome de Eriksen (Christian), encaixilhada e assinada, presume-se, por todos os elementos dos 'diabos vermelhos'.

Aos 43 minutos da estreia dinamarquesa na prova, no sábado, Eriksen tombou no relvado do Parken Stadium, com uma paragem cardíaca, obrigando à suspensão do encontro com a Finlândia, que então seguia empatado a zero.

Perto da linha lateral, no lado esquerdo do ataque dos dinamarqueses, o jogador de 29 anos colapsou, sendo de pronto assistido, primeiro pelos companheiros de equipa, nomeadamente o 'capitão' Simon Kjaer, e depois pelas equipas médicas.

A rápida assistência médica em campo permitiu, após um quarto de hora, estabilizar o jogador e, posteriormente, transferi-lo, já depois de este ter recuperado a consciência, para um hospital de Copenhaga, onde permanece internado.

A partida foi inicialmente suspensa pela UEFA, sendo reiniciada quase duas horas depois, com a Finlândia a acabar por vencer por 1-0, com um golo de Joel Pohjanpalo, aos 60 minutos.

Hoje, o encontro entre Dinamarca e Bélgica, da segunda jornada do Grupo B do Euro2020, teve início às 18:00 locais (17:00 em Lisboa), no Parken Stadium, em Copenhaga, com Christian Eriksen como grande baixa no 'onze' dinamarquês.

Fonte: Lusa
Imagem: RTP

Governo diz que país está numa “situação preocupante”

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou hoje que o país está numa "situação preocupante", com a incidência de novos casos de covid-19 e o risco de transmissibilidade a aumentarem.

A incidência situa-se nos de 90,5 casos por 100 mil habitantes e o Rt (grau de transmissibilidade de infeção) para Portugal continental está nos 1,13, precisou Mariana Vieira da Silva em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros.

"Estamos hoje claramente numa situação já bastante longe da zona verde e, portanto, o país está numa situação mais preocupante do que estava há uma semana, como um todo, com as desigualdades territoriais que conhecem", afirmou a ministra.

Segundo a governante, a situação de todo o país que é neste momento "mais preocupante" do que a que se vinha a assistir com o índice de transmissibilidade "já claramente superior a 1" e com uma incidência que, sendo ainda mais baixa do quando se iniciou o período de desconfinamento, "a verdade é que está num crescimento significativo".

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.055 pessoas com covid-19 e foram registados 860.395 casos de infeção.

Lusa


Ucrânia soma segunda vitória em Europeus ao bater Macedónia do Norte

A Ucrânia conquistou hoje a sua segunda vitória em Europeus, depois de seis derrotas consecutivas, ao bater a estreante Macedónia do Norte por 2-1, em encontro disputado em Bucareste, com arbitragem pelo argentino Fernando Rapallini.

Andriy Yarmonenko (29 minutos) e Roman Yaremchuk (34), que já haviam marcado no 2-3 com os Países Baixos, selaram o triunfo da Ucrânia, que ainda falhou uma grande penalidade, por Ruslan Malinovskyi (84), enquanto Ezgjan Alioski (57) marcou o tento dos macedónios, na recarga a um penálti por si desperdiçado.

A Ucrânia só tinha triunfado em Europeus no seu jogo de estreia, no Euro2012, que organizou juntamente com a Polónia, ao vencer a Suécia por 2-1, com um bis' do atual selecionador Andriy Shevchenko, depois de Zlatan Ibrahimovic abrir o marcador.

A segunda jornada do Grupo C completa-se a partir das 20:00, com o embate entre os Países Baixos e a Áustria, que na primeira ronda bateu a Macedónia do Norte por 3-1.

Lusa

Eriksen vai ter desfibrilhador cardíaco implantado


O médio dinamarquês sofreu uma paragem cardíaca no jogo com a Finlândia, no sábado, a contar para o Euro 2020.

O dinamarquês Christian Eriksen, vítima de uma paragem cardíaca no jogo frente à Finlândia, a contar para o Euro 2020, no sábado, vai ter um desfibrilhador cardíaco implantado, anunciou esta quinta-feira a Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU).

“Após diversos exames ao coração realizados por Christian, foi decidido que ele deveria usar um desfibrilador subcutâneo”, conhecido por DAI (desfibrilhador automático implantado), infirmou a DBU, em comunicado.

A DBU explica que o dispositivo “é necessário após um enfarte por causa dos distúrbios no ritmo cardíaco”. O disfibrilador foi recomendado pelos especialistas consultados e Eriksen aprovou a sua implantação.

O encontro de sábado entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo B, foi interrompido ao minuto 43, depois de Christian Eriksen, de 29 anos, ter caído inanimado do relvado. O jogador do Inter de Milão recebeu assistência médica no relvado, tendo mesmo sido reanimado, com o atleta a recuperar a consciência e a ser transportado para o hospital, já estabilizado. O jogo viria a ser suspenso e, posteriormente, retomado, terminando com a vitória finlandesa por 1-0.

O reatamento do jogo foi atribuído à vontade dos jogadores de ambas as equipas e do próprio Eriksen, que falou com os colegas já desde o hospital para tranquilizá-los. Contudo, a Federação e o selecionador dinamarqueses criticaram o comportamento da UEFA.

A UEFA continua a garantir que "tratou do assunto com o máximo respeito pela situação e pelos jogadores". "O jogo foi retomado apenas depois dos jogadores das duas equipas terem pedido para que isso acontecesse", reitera o organismo que rege o futebol europeu.

Lusa / RR

Mais duas mortes e 1233 novos casos de Covid-19 em Portugal

Nas últimas 24 horas, há um novo aumento nos internamentos: há mais 13 pessoas em enfermarias e mais cinco em cuidados intensivos.

Estão confirmadas 17.057 mortes devido à Covid-19 em Portugal, mais duas do que no último boletim epidemiológico. O número de pessoas infetadas pela doença até agora é de 861.628, mais 1233 nas últimas 24 horas.

Este registo segue-se ao dia com o número diário de casos mais alto (1350) desde 24 de fevereiro.

Até ao momento, 817.754 pessoas conseguiram recuperar, das quais 662 nas últimas 24 horas.

Há ainda 33.732 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde.

Há agora 364 pessoas internadas (mais 13 do que nas últimas 24 horas), 88 das quais em cuidados intensivos (mais cinco do que no último registo).

Nesta altura, o valor do Rt é de 1,12, na totalidade do território português, mas ligeiramente mais alto se tivermos apenas em conta Portugal continental, onde é de 1,13.

Carolina Quaresma / TSF

Coimbra | Especialistas analisam o impacto da COVID-19 nas IPSS

 


“O Impacto da COVID-19 nas IPSS: Lições para o futuro” é o tema de um webinar que vai decorrer na próxima segunda-feira, dia 21 de junho, pelas 21h30m, reunindo Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e seus utentes, famílias, profissionais de saúde e investigadores.

Promovido pela Universidade de Coimbra (UC), através do Coimbra Institute for Biomedical Imaging and Translational Research (CIBIT) e do Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde (ICNAS), em colaboração com parceiros de IPSS, este webinar pretende contribuir para o desenvolvimento de respostas na comunidade, na «sequência do impacto que o confinamento teve nas respostas sociais, com consequências profundas nos cidadãos com necessidades especiais», afirma o neurocientista da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Miguel Castelo-Branco.

«Pretendemos ajudar a delinear caminhos para o futuro, através do contributo dos diversos parceiros com responsabilidade social. Em particular serão discutidas as possibilidades que as novas tecnologias trazem para melhorar as respostas que podem ser disponibilizadas às IPSS», adianta.

A iniciativa realiza-se no âmbito dos projetos de investigação COVMIND –  centrado no impacto da Covid-19 na saúde mental e na identificação de novas estratégias de intervenção –  e COVDATA –  focado em ciência dos dados e no acompanhamento através de plataformas remotas de monitorização e tele-reabilitação em contexto da pandemia, ambos financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e coordenados por Miguel Castelo-Branco.

O webinar pode ser acompanhado através do linkhttps://videoconf-colibri.zoom.us/j/85976301522 e o programa está disponível em: https://www.uc.pt/en/uid/cibit/ScienceSociety/WebinarCovMind.


Cristina Pinto

 


Águeda | Instalações artísticas concluídas nos três municípios

O Projeto “3 Territórios, 1 Rio que nos une” deu mais um passo para a sua implementação nos três municípios. Na última semana, foram colocadas instalações artísticas nas margens do Rio Vouga (Parque do Areal, em Angeja, e no Poço de Santiago, em Sever do Vouga) e na Pateira (Espinhel,Fermentelos e Óis da Ribeira). Todas as obras são da autoria de Miguel Ángel Bordera, CEO da empresa espanhola Carros de Foc, conhecida pelas suas esculturas gigantes em todo o mundo. 

As esculturas estão ligadas à história de cada um dos concelhos, com a bateira em plano de destaque e com a figura do pescador adaptado à realidade de cada território envolvido neste projeto. Em todos os locais, no momento das instalações das esculturas, realizaram-se workshops com alunos de artes e de cursos profissionais de soldadura. 

As esculturas 

No caso de Albergaria-a-Velha, foi criada uma escultura que retrata a figura do pescador solitário, que percorria o rio e as margens antigamente, transportando pessoas e o seu pescado. A inauguração desta escultura está agendada para o dia 2 de julho, com uma agenda de espetáculos a ser anunciada brevemente. 

Em Sever do Vouga, a escultura está situada no miradouro da ecopista, com vista para a ponte dos antigos caminhos de ferro, no Poço de Santiago. Representa um barqueiro típico do concelho, realizado segundo as orientações da Câmara Municipal, que pretendeu uma peça única e diferente. 

No que respeita a Águeda, a Autarquia optou pela colocação de uma escultura em cada margem da Pateira, nomeadamente em Espinhel, Fermentelos e Óis da Ribeira. É uma obra feita com base nas imagens antigas dos pescadores que navegavam nos rios Vouga e Águeda e que paravam no antigo Cais das Laranjeiras para vender o seu pescado. 

Os locais escolhidos pela Câmara de Águeda vão proporcionar grandes momentos fotográficos, uma vez que a paisagem da Pateira vai permitir “cliques” únicos e que vão ficar na história de quem visitar os locais. 

O artista 

Para este projeto, Miguel Ángel Martin Bordera, diretor artístico e CEO da Carros de Foc, criou instalações artísticas em que o rio se torna num condutor de sentimentos entre os 3 territórios. Para o artista, na “bateira” encontra-se o bem mais precioso que um ser pode cobiçar, a Ilusão. Esta Ilusão distribui-se em todo o projeto artístico de maneira a recordar a necessidade que a população dos diferentes territórios tem em comunicar e encontrar uma resposta à Ilusão que flutua na vida de cada ser. 

Miguel Ángel Bordera, filho de pais pintores e escultores, desde cedo viu engenho e arte para criar e conceber esculturas. Iniciou o seu percurso profissional localmente na cidade de Alicante, mas desde cedo se viu a voar para outros continentes onde foi chamado a intervir e contribuir com a criação de esculturas artísticas em projetos de relevo Internacional. Recebeu já vários prémios em festivais tendo sido inclusive distinguido como melhor artista criador de uma escultura gigante no maior festival de instalações artísticas do mundo, Burning Man, em 2018.

Câmara de Aveiro faz entrega de 25.500 unidades de equipamentos de proteção individual a IPSS e Bombeiros

A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) continua o seu trabalho prioritário de combate ao Coronavírus / Covid-19, com mais uma entrega de 25.500 unidades de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e 140 litros de gel desinfetante às 26 Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS) e às duas corporações de Bombeiros do Município, realizada esta quinta-feira, dia 17 de junho. Esta é a quinta entrega realizada pela CMA nos primeiros seis meses de 2021 a que corresponde a entrega total de 167.300 unidades de EPI.

Nestas entregas de EPI, que estão enquadradas na Ação 2 do Programa de Ação de Apoio à Atividade Social e Económica 2021 / Operação Anti Covid-19 (PAAASE), distribuímos máscaras cirúrgicas (6.750 un.), máscaras FFP2 (1.680 un.), luvas (13.600 pares), fatos (545 un.), toucas (925 un.), protetores de sapatos (900 un.), batas (700 un.), aventais (400 un.) e gel desinfetante (140 litros).

Nesta e noutras entregas de EPI já realizadas, a CMA cuida de realizar uma distribuição de forma proporcional à dimensão de cada Instituição em termos de Idosos beneficiados e de Funcionários.

A vacinação que tem vindo a ser concretizada é muito importante e está em desenvolvimento no Nosso Município e por todo o País, mas a proteção individual com os EPI é fundamental e tem de continuar a ser uma atitude que temos de praticar a cada momento e todos os dias.

Reiteramos o agradecimento público pelo excelente trabalho em prol da Vida da Nossa Boa Gente, dos Dirigentes, Profissionais e Voluntários das IPSS’s e dos Bombeiros, e desejando que tudo corra bem na Vida das Pessoas e das Instituições, nesta fase delicada e muito importante do Combate à Pandemia do Coronavírus / Covid-19.

ESTAMOS JUNTOS.


Município de Cantanhede financia obras e equipamentos da Freguesia de Cadima

A Câmara Municipal de Cantanhede aprovou, na sua reunião ordinária de 15 de junho, a atribuição de subsídios à Junta de Freguesia de Cadima no valor total de cerca de 41 mil euros. Esta verba faz parte do pacote financeiro que o executivo camarário liderado por Helena Teodósio destina às juntas para financiar despesas na realização de obras ou aquisição de bens de capital e cujo pagamento é feito faseadamente ao longo do ano.

No caso da de Cadima, o montante que vai receber agora é para execução de passeios, construção de muros e a aquisição de um trator com destroçador e corta-mato, equipamentos que, além da realização de trabalhos de conservação de caminhos vicinais, desmatações, limpeza de valetas e criação de faixas de gestão de combustível, vão integrar o dispositivo de recursos adstritos ao Serviço Municipal de Proteção Civil.

Quanto aos passeios, o subsidio atribuído é para pagar as obras que a esse nível já estão a ser realizadas, ou serão iniciadas brevemente, na Rua Dona Maria Zuzarte Pessoa, no Zambujal, na Rua Principal da Taboeira, na Rua Carlos Gil e na Rua Aristides Gonçalves Salvador, ambas em Cadima, está última numa zona em que é muito importante acautelar o índice de segurança dos transeuntes, uma vez que faz a ligação do Largo Central ao Centro escolar numa distância bastante apreciável e nela circulam habitualmente muitas crianças.

De resto, esta obra é complementar a outra que está em conclusão no lado oposto da Rua Aristides Gonçalves Salvador, onde está a ser concluída a construção de passeios e de uma faixa clicável, bem como de bermas espraiadas, no âmbito de uma empreitada que ascende a 125.778 euros e que contempla ainda a aplicação de um novo piso em tapete betuminoso.

Finalmente, uma parte considerável da verba que, ao abrigo da deliberação camarária de 15 de junho, a Câmara Municipal vai transferir para a Junta de Freguesia de Cadima, destina-se à construção de muros nos terrenos em que os proprietários cederam alguma área para possibilitarem o alargamento de vias ou outras obras de utilidade pública, nomeadamente ao nível da segurança de pessoas e na circulação de veículos.



Câmara de Águeda implementa projeto de prevenção do abandono escolar precoce

 Projeto internacional está em fase piloto no Agrupamento de Escolas de Águeda Sul e deverá ser alargado a outras escolas do Concelho.

A Câmara Municipal de Águeda, através do Centro de Juventude de Águeda (CJA), e o Agrupamento de Escolas de Águeda Sul (AEAS) estão a aplicar o teste piloto do projeto ACCESS, Erasmus +, que tem como objetivo principal combater de uma forma preventiva o abandono escolar precoce.

Desde 2018 que o CJA e o AEAS estão diretamente envolvidos no desenvolvimento de três etapas de implementação do projeto, que se encontra agora em fase de teste piloto. Nestas três fases, designados como “outputs” intelectuais, foram elaborados manuais onde estão descritas estratégias para os professores e mentores e que têm como objetivo o reforço da qualidade pedagógica e a inovação, através da melhoria das competências dos professores e da criação de um ambiente de aprendizagem positivo.

Neste momento, encontram-se envolvidos nesta fase do teste piloto 81 alunos, os professores das respetivas turmas e seis mentores do AEAS e do CJA.

Os diretores de turma envolvidos no projeto revelam notar já, nesta fase, uma melhoria tanto no comportamento dos alunos como no seu aproveitamento escolar.

“A implementação de algumas medidas relativas ao projeto ACCESS permitiu ao aluno reflectir sobre o próprio desempenho e identificar as suas próprias falhas”, começou por dizer Carlos Fonseca, um dos professores-mentores, especificando que essas falhas estavam maioritariamente relacionadas com o incumprimento de tarefas e a falta de assiduidade, que foram, de resto, acentuadas durante o ensino à distância, em sequência do encerramento da atividade letiva presencial como medida de contingência no combate à pandemia da Covid-19.

“Foram adotadas não só estratégias individuais de organização da aprendizagem, de autorreflexão e autorregulação, mas também estratégias de grupo-turma, com vista a uma melhor inclusão e integração dos alunos”, continuou o docente.

Para Carlos Fonseca, o papel do professor/mentor “é, sem dúvida, essencial e desafiante, uma vez que visa conduzir o aluno à sua autonomia, mas, ao mesmo tempo, o mesmo é confrontado com uma série de constrangimentos que limitam a sua ação”.

O objetivo que está na base deste projeto, que está a ser implementado em Águeda, passa por “levar o estudante a confrontar o seu desempenho de forma a eliminar práticas incorretas, promovendo não só o seu sucesso académico, mas também a valorização do indivíduo”.

Refira-se que este projeto continuará em execução até ao final do ano letivo, altura em que será feita a avaliação do impacto junto da comunidade educativa e serão divulgados os resultados. Pretende-se que, na sequência deste teste piloto, outras escolas e alunos do Concelho possam usufruir destas estratégias e assim reduzir o abandono escolar precoce, pelo que o objetivo é alargar a implementação destas medidas às restantes escolas do Município.

 

Dez concelhos não avançam no desconfinamento (Lisboa, incluída…)

Dez concelhos não avançam no desconfinamento, anunciou esta quinta-feira a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, no final do conselho de ministros.

Sesimbra, Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã e Sintra são os concelhos em causa.

O concelho de Sesimbra está na zona vermelha e não acompanha o desconfinamento, que pela segunda semana consecutiva teve mais de 240 casos de Covid por 100 mil habitantes.

Sesimbra fica com regras de maior restrição, nomeadamente o encerramento da restauração e do estabelecimentos às 15h30 durante o fim de semana, adiantou a ministra da Presidência.

Outros nove concelhos também fazem pausa no desconfinamento, por terem mais de 120 casos por 100 mil habitantes. Nos concelhos de Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã e Sintra "encontram-se na fase em que estávamos antes desta nova fase de desconfinamento". Encerramento dos restaurantes e cafés às 22h30 e a manutenção de restrições no que diz respeito à assistência de atividades desportivas ou maiores restrições no setor dos transportes", disse Mariana Vieira da Silva.

Em situação de alerta e em risco de abrandar no desconfinamento estão 20 concelhos: Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

Do lado oposto, os concelhos de Alcanena, Paredes de Coura, Santarém e Vale de Cambra recuperaram as suas taxas de incidência e acompanham a maioria do país no plano de desconfinamento.

RR

Pedrógão Grande: Marcelo evoca vítimas e diz que associação ainda trava batalhas

O Presidente da República evoca hoje as vítimas do incêndio de 2017 em Pedrógão Grande, numa mensagem em que diz que a associação que as representa tem travado "múltiplas batalhas" e "ainda trava".

O incêndio que deflagrou em 17 de junho de 2017 em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, e que alastrou a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e mais de 250 feridos, destruiu meio milhar de casas e 50 empresas.

Num vídeo hoje divulgado no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado assinala a passagem de "quatro anos sobre a tragédia de Pedrógão Grande" e defende que há um "dever de memória, que se renova por ocasião desta efeméride, o Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios Florestais, mas que deve ser partilhado com todos os outros dias do ano".

"Sabem que tenho estado convosco ao longo dos últimos quatro anos. Testemunhando o vosso padecimento, a vossa provação, mas também a vossa força e capacidade de ultrapassar, mostrando a todos nós que da maior dor pode nascer e afirmar-se a maior força. Assim tem sido, nas múltiplas batalhas que a Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão tem travado e ainda trava", acrescenta Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República termina esta mensagem, gravada na varanda do Palácio de Belém, em Lisboa, de gravata preta, com um pedido às pessoas afetadas pelo incêndio de 2017 para que, sem esquecer as vítimas, olhem para o futuro com esperança.

"Hoje, uma vez mais, vos peço que o vosso pensamento se vire para o futuro, com renovada esperança, nunca esquecendo aqueles que recordamos. Olhemos para o futuro em homenagem àqueles que ficaram, em homenagem em nome do território que nunca abandonaram, em homenagem em nome daquilo em que se transformaram, fruto de tudo o que perderam. É um caminho que se faz, fazendo, caminhando, nunca esquecendo, mas sempre acreditando", declara.

Antes, o chefe de Estado refere que o incêndio de há quatro anos "não escolheu as vítimas", que "foram homens, foram mulheres, foram crianças, de todas as idades, tantos que sofreram e ainda sofrem, apesar dos quatro anos já volvidos, porque é um sofrimento que não passa de um momento para o outro".

"Fica connosco, fica convosco, fica com toda a sociedade portuguesa", considera.

Lusa

Mulher morre em alegado assalto a residência no concelho de Viana do Alentejo

Uma mulher, de 57 anos, morreu hoje na sequência de agressões sofridas durante um alegado assalto a uma residência em Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo, Évora, disseram fontes dos bombeiros e da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou à agência Lusa que o alerta para uma ocorrência envolvendo agressões numa habitação foi dado às 03:17, daí resultando uma vítima mortal e dois feridos ligeiros.

A mesma fonte precisou que a vítima mortal é uma mulher, de 57 anos, cujo corpo foi transportado para o Gabinete Médico-Legal de Évora, enquanto os feridos ligeiros, um homem de 85 anos e uma mulher de 87, foram encaminhados para o hospital da mesma cidade.

Contactado pela Lusa, o comandante dos Bombeiros de Viana do Alentejo, Miguel Fadista, contou que os dois idosos relataram aos elementos da corporação que as agressões tinham ocorrido durante um assalto à residência.

Segundo o comandante da corporação de Viana do Alentejo, quando os bombeiros entraram na casa encontravam uma mulher, filha do casal de idosos, "deitada numa cama" e "em paragem cardiorrespiratória e com ferimentos na cara".

A idosa também apresentava "ferimentos na cara", enquanto o homem "queixava-se dos olhos", adiantou Miguel Fadista.

A Lusa contactou o oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Évora da GNR, que remeteu para a Polícia Judiciária (PJ).

Contactada pela Lusa, a PJ, para já, ainda não forneceu informações sobre o caso.

As operações de socorro mobilizaram elementos dos bombeiros, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), GNR e PJ, num total de 16 operacionais, apoiados por oito viaturas.

Lusa

Imagem:JN