quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Primeira viagem de Nyusi foi ao país onde as dívidas ilegais foram feitas... mas foi pouco produtiva

Foto da Presidencia da República
Quiçá para sinalizar que as portas do mundo financeiro estão a reabrir-se o Presidente Filipe Nyusi participou, entre domingo (19) e terça-feira (21), na 1ª Cimeira Reino Unido – África, no país onde as dívidas ilegais foram contraídas. Embora tenha convidado “os britânicos para investir em Moçambique” a primeira viagem do seu 2º mandato revelou-se pouco produtiva, só 64 milhões de libras em investimentos foram assegurados. A verdade é o Reino Unido não tem sido um grande parceiro comercial do nosso país.

“Os bens, a riqueza que existe em Moçambique, têm de beneficiar em primeiro lugar o nacional moçambicano. Mas para tal estamos a mobilizar os investimentos estrangeiros para poderem vir operar a Moçambique. Estou aqui neste país, e aproveito para convidar os britânicos para investir em Moçambique”, afirmou Nyusi nesta segunda-feira (20) discursando em Londres.

Um dos 16 chefes de Estado que aceitaram o convite do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, o Presidente de Moçambique explicou a plateia de investidores que o nosso país “ainda é virgem em termos de riqueza. Tem o subsolo rico em minerais, tem o solo, que dá para fazer todo o tipo de agricultura. O mais fácil é dizer o que não se faz, porque produz-se tudo. Mas Moçambique também tem o mar, tem lagos. Moçambique tem muitas fontes de energia: solar, eólica, hídrica, carvão, gás, etc. Mas o principal que existe em Moçambique é o capital humano”.

Nyusi reconheceu os desafios da paz que o país enfrenta, “o país tem de estar estável do ponto de vista de segurança, porque todos os investimentos só podem ser realizáveis num país seguro, onde as pessoas se sentem à vontade, onde se pode investir e esses investimentos podem progredir”.

Contudo o Presidente da República parece não ter convencido aos ingleses pois dos 6,5 biliões de libras estrelinas em acordos comerciais rubricados com os 21 países africanos presentes Moçambique assegurou apenas 64 milhões de libras: investimento até 22 milhões num novo programa para aumentar o acesso à energia doméstica e comercial, 2 milhões para aumentar o empoderamento económico das mulheres, e até 40 milhões para incrementar o apoio ao sector agrícola nos próximos cinco anos.

A perder Investimento Directo Estrangeiro (IDE) há cinco anos consecutivos a verdade é que o Reino Unido não tem sido um grande investidor nem parceiro comercial de Moçambique. Em 2014 os investimentos provenientes deste país europeu foram de pouco mais de 62 milhões de dólares, reduziram para 45 milhões em 2015, caíram para 25,5 milhões em 2016, cresceram em 2017 para 45,5 milhões mas em 2018 regrediram novamente para apenas 20,3 milhões de dólares norte-americanos.

Reino Unido quer exportar mas Moçambique pretende diminuir importações

O @Verdade apurou que uma das razões deste parco investimento do Reino Unido em Moçambique deve-se ao facto das empresas britânicas não estarem envolvidas directamente nos megaprograjectos, são provedoras de serviços a muitos dos grandes projectos de carvão e gás natural, e outras usam artífices contabilísticos e paraísos fiscais para movimentarem as suas libras, casos da Gemfields, Standard Bank, Vodacom, Barclays, British American Tobacco, TechnipFMC ou da BP.

Em termos comerciais Moçambique importa principalmente bulldozers, maquinaria pesada, camiões, tractores e óleos de petróleo tendo em 2018 gasto 52,6 milhões de dólares, um aumento relativamente aos 36 milhões de 2017.

O Reino Unido importa do nosso país alumínio e alguns dos seus derivados. Em 2018 começou a comprar açúcar moçambicano e as trocas ascenderam a 228 milhões de dólares, comparativamente aos 210 do ano anterior.

Contudo mais do que aumentar as suas importações de África o objectivo do Reino Unido nesta 1ª Cimeira era posicionar-se melhor para vender os seus produtos ao cada vez maior mercado africano, tendo em conta que está a sair da União Europeia e precisa de estabelecer novos acordos comerciais.

Aliás a promessa do primeiro-ministro britânico, durante o discurso de boas vindas, que os “bifes das vacas do Uganda terão um lugar de honra nas mesas do Reino Unido pós-Brexit” e que “as famílias de Angola em breve irão comer deliciosos frango saudáveis da Irlanda do Norte”, não deve ter agradado o Presidente Filipe Nyusi que durante o seu 2º mandato pretende que a agricultura enfim dê certo em Moçambique com “carne nacional e rendas para os camponeses”.

Fonte: Jornal  A Verdade, Moçambique

União Europeia enfim reconhece vitória de Nyusi e da Frelimo

Apesar da sua Missão de Observação ter detectado “irregularidades e más práticas no dia eleitoral e durante o processo de apuramento de resultados” a Presidência da União Europeia (UE) reconheceu, enfim, a vitória de Filipe Nyusi e do partido Frelimo nas Eleições Gerais e Provinciais. A UE foi o único Parceiro de desenvolvimento que apoiou financeiramente a realização do escrutínio de 2019.

O Presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e a Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von Der Leyen, felicitaram Filipe Jacinto Nyusi pela reeleição para um segundo mandato como Presidente da República de Moçambique.

“Gostaríamos de reafirmar o forte compromisso da União Europeia de permanecer um parceiro-chave para Moçambique neste momento de oportunidade, assente na boa vontade gerada pelo histórico Acordo assinado em Maputo, em Agosto passado, e focado na concretização de reformas políticas e económicas”, indica um comunicado recebido pelo @Verdade nesta segunda-feira (20).

Charles Michel e Ursula Von Der Leyen concluem a mensagem com o “que o diálogo sobre a implementação das recomendações da recente Missão de Observação Eleitoral da União Europeia possa ser um catalisador nesse processo”.

É que os observadores europeus às eleições de 15 de Outubro “detectaram um número de irregularidades e más práticas no dia eleitoral e durante o processo de apuramento de resultados. As irregularidades incluíram enchimento de urnas, voto múltiplo, invalidação intencional de votos da oposição, e alteração de resultados de mesas de assembleia de voto com adição fraudulenta de votos extra”.

“Os observadores da UE notaram também dados improváveis de participação, grandes desvios de resultados entre mesas da mesma assembleia de voto, e em muitos casos membros de mesa, funcionários públicos e eleitores encontrados com boletins de voto fora das assembleias de voto. As irregularidades foram observadas em todas as províncias”, referiu a Missão de Observação Eleitoral da União Europeia em comunicado emitido a 8 de Novembro de 2019.

Os observadores europeus assinalaram ainda que “durante a contagem e o preenchimento dos dados nos editais não foram feitas verificações aritméticas, e a maioria dos membros das mesas observadas tiveram dificuldades em completar a documentação. Em 8 de 69 mesas de assembleia de voto observadas, um número de votos foram considerados inválidos mesmo sendo clara a intenção de voto”.

Fonte: Jornal A Verdade, Moçanbique

“Para ser ministro da Defesa não preciso de ser militar” Jaime Bessa Neto

Foto do Ministério da Defesa
O novo titular da Defesa de Moçambique recebeu nesta segunda-feira (20) as pastas do cessante Major-General na Reserva, Atanásio Salvador Mtumuke. Jaime Bessa Neto disse ao @Verdade que: “Para ser ministro da Defesa não preciso de ser militar, é uma área de gestão política”.

Com a missão de procurar “incansavelmente a paz e tranquilidade para o povo moçambicano” o novo ministro da Defesa Nacional assumiu o pelouro numa curta cerimónia em Maputo.

O Presidente Filipe Nyusi demandou ainda ao novo timoneiro da Defesa, logo após empossa-lo, a “garantir as condições de trabalho de todos os membros das Forças de Defesa e Segurança, em todos os níveis, não só no nível superior, até me interessa muito mais os níveis inferiores e estarei vigilante na qualidade de Comandante em Chefe nesta área”.

Antigo deputado da Assembleia da República, licenciado em Geografia e mestrado em Ciências Ambientais, de 48 anos de idade, Neto nunca esteve no exército moçambicano e a sua experiência profissional resume-se a alguns cargos de chefia no Conselho Municipal da Cidade da Beira e no Centro de Higiene Ambiental e Exames Médicos na capital da Província de Sofala.

“Para ser ministro da Defesa não preciso de ser militar, é uma área de gestão política, penso que temos um apoio muito especial de Sua Excia o Presidente da República, vamos poder ouvir as orientação e caminhar em frente”, declarou Jaime Bessa Neto ao @Verdade no sábado (18) após tomar posse no Palácio da Ponta Vermelha.

Efectivamente para tutelar a Defesa no nosso país parece não ser necessária formação militar, a julgar pelo dinamismo e revitalização que Filipe Nyusi impôs durante os ano em que ocupou o cargo (2008 – 2014).

Aliás durante este período o orçamento do militar em Moçambique aumentou 4.899,6 por cento, de 344.006.000 de meticais, em 2011, para 16.198.990.700 de meticais, em 2014, de acordo com o Tribunal Administrativo.

Fonte: Jornal A Verdade, Moçambique

Noémia Costa e João Baptista serão os “soberanos” da edição 2020


Padre e beata de “Terra Brava” reinam no Carnaval de Buarcos

Na novela Terra Brava são o falso padre e uma beata coscuvilheira. Em Buarcos serão reis do Carnaval 2020 , que arranca já este fim-de-semana com um baile de abertura da época e apresentação dos padrinhos locais
Os actores Noémia Costa e João Baptista, que dão vida às personagens “Prazeres Pinto” e “Filipe Sampaio”, da novela “Terra Brava” da SIC, serão os Reis da edição de 2020 do Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz.
Prazeres Pinto, a beata coscuvilheira da série, e Filipe Sampaio, o falso padre de Vila Brava que se dá pelo nome (também falso) de Ricardo Janeiro, são duas das mais divertidas personagens da novela e aceitaram com agrado o convite da organização do Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz, por ser um evento com o qual se identificam.
Noémia Costa, lisboeta nascida em 1964, é uma reconhecida actriz e fadista com vasto currículo televisivo, e já participou em vários sketches humorísticos, nomeadamente para os programas “Praça da Alegria” e “Portugal no Coração”.
João Baptista é um famoso actor e dobrador português, natural de Vila Franca de Xira. Com 37 anos, conta com uma enorme carreira em televisão, cinema, publicidade e teatro. Ficou particularmente conhecido desde cedo pela sua participação em séries como “Querido Professor” e “Super Pai”, mas foi nas novelas que atingiu o estrelato. Participou em cerca de três dezenas de produções televisivas e oito longas metragens de cinema.
A edição 2020 do Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz arranca já no próximo sábado, com o Baile de Abertura do Carnaval, que terá lugar na sede do Grupo Caras Direitas, uma das colectividades mais emblemáticas da vila de Buarcos e que tem sido a sede das principais actividades.
Em 2020, além dos tradicionais Reis de Carnaval – figuras com destaque nacional destinadas a dar maior visibilidade e ao evento, a organização decidiu incorporar também a figura dos Padrinhos do Carnaval de Buarcos. Será uma forma de homenagear pessoas que se destacaram na história recente do evento, seja pelo seu empenho ou contribuição para a dinamização da festa. A apresentação dos padrinhos locais irá ter lugar também no Baile Abertura, no próximo sábado dia 25.
A chegada dos Reis de Carnaval à Figueira da Foz está prevista para dia 2 de Fevereiro ao início da tarde, com o habitual desfile que começa na estação da CP e termina no Grupo Caras Direitas. Aí, terá lugar a habitual conferência de imprensa onde serão dados a conhecer todos os pormenores da edição 202, que mais uma vez é organizada pela Associação de Carnaval de Buarcos / Figueira da Foz com o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz.




Desporto adaptado: 1.ª Concentração de natação adaptada de Desporto Escolar reúne 80 alunos


Encontro decorreu nas Piscinas Municipais de Águeda, envolveu sete escolas da região e 80 alunos entre os 6 e os 20 anos 

Cerca de 80 alunos de sete escolas da região estiveram, hoje de manhã, nas Piscinas Municipais de Águeda, onde participaram na 1.ª Concentração de natação adaptada de Deporto Escolar. A iniciativa, organizada pelo Núcleo de Desporto Escolar da Escola Secundária Adolfo Portela (ESAP), promoveu a integração de crianças e jovens, entre os 6 e os 20 anos, com necessidades especiais numa modalidade desportiva e em competição. 

Os atletas competiram em crol (batimento de pernas) e costas, sendo que o mais importante foi mesmo o convívio entre os participantes. Tal como explicou Susana Oliveira, professora e coordenadora de Educação Especial, “a importância maior é eles conviverem uns com os outros, verem que há alunos diferentes e que todos podem participar nesta atividade, que não é exclusiva para um aluno que sabe nadar”. 

No sentido de promover esta ligação social entre os alunos e de permitir que os que queriam competir com tempos cronometrados o pudessem fazer, o espaço das Piscinas Municipais foi dividido em várias zonas, com diferentes atividades a decorrer em simultâneo, tendo em conta as necessidades físicas e cognitivas dos jovens envolvidos. 

As crianças e jovens que participaram nesta concentração têm limitações essencialmente cognitivas, alguns com multideficiência e também autismo, uns mais dependentes do que outros. Uns gostam de nadar e competem e outros gostam do meio aquático e de brincar na água. Une-os a vontade de estar juntos, de brincarem e de competir também. “São escolas que participam sempre nas competições e os meninos já se conhecem e gostam imenso de se encontrar, de conversar uns com os outros, de estarem juntos e saem daqui sempre felizes”, declarou ainda a docente que acompanha os alunos da ESAP nos treinos de natação adaptada. 

Paulo Gonçalves, 16 anos, da Unidade de Autismo da ESAP; Micael Pinho, 13 anos, da Escola de Albergaria-a-Velha, e Tatiana Silva, 16 anos, da ESAP são exemplo dessa vontade de participar. Afirmaram que gostam de nadar e de ganhar as competições. 

Hélder Nolasco, coordenador do Desporto Escolar da ESAP, reiterou que a par da competição, este é um “momento de convívio”, que foi “extremamente positivo”. “A inclusão desta população especial no quotidiano e no desporto em particular é fundamental”, disse o responsável. 

Normalmente são realizadas três concentrações por ano, sendo esta a primeira vez que o referido núcleo da ESAP organiza o evento. A próxima vai decorrer em Vagos e a seguinte em Albergaria-a-Velha. 

Para além dos professores de Educação Especial, a ação contou com o apoio dos alunos do 12.º ano do curso profissional de auxiliar de saúde, da ESAP, num total de 16 estudantes, que ajudaram na dinamização das atividades. “É importante eles verem como os outros alunos são e como os podem ajudar”, disse Susana Oliveira. 

Refira-se que o Município de Águeda, nas várias ações que desenvolve e proporciona, dá uma relevância enorme ao desporto adaptado e inclusivo, no âmbito da estratégia de desporto para todos, tendo, por isso mesmo, sido distinguido com o Programa de Desporto Adaptado Recomendado 2019.

Portugal ganha e assegura melhor resultado de sempre no Europeu

Resultado de imagem para Portugal ganha e assegura melhor resultado de sempre no Europeu
A seleção portuguesa ganhou, esta quarta-feira, à Hungria, por 34-26, e garantiu a presença no jogo de apuramento do quinto e sexto lugares, o que significa a melhor classificação de sempre numa fase final do Campeonato Europeu.
Portugal estava obrigado a vencer o conjunto húngaro para manter em aberto essa possibilidade e caso não ganhasse por mais de cinco golos estaria pendente do desfecho do Islândia-Suécia (19.30 horas) para saber se conseguiria garantir o terceiro lugar do Grupo II. Mas face à vantagem no marcador sobre o adversário da quarta e última ronda, pôde fazer a festa, pois terminou o jogo com mais oito tentos marcados (ao intervalo já vencia por 16-14).
A Islândia, se vencer, faz os mesmos quatro pontos das quinas e da Hungria, mas a formação comandada por Paulo Pereira tem melhor diferença de golos nos jogos com ambos, que são os que contam em caso de igualdade pontual.
Para além de fazer a melhor classificação de sempre (tinha sido sétima em 2000), a seleção lusa assegurou a presença no torneio de qualificação olímpica, que se realiza a partir de 17 de abril.
O último encontro de Portugal no Europeu disputa-se no sábado, pelas 16 horas, e será frente à Alemanha.
Fonte: JN
Foto: EPA

PSD é contra o aumento brutal da água e saneamento em Figueiró dos Vinhos


O PSD É CONTRA e VOTOU CONTRA
a agua.jpg
foi o único a opor-se ao aumento brutal da fatura da água a cidadãos, comerciantes e empresas todos são afetados

Fizemos simulações e há aumentos de 40%, 76% e 131% nas faturas

Numa altura em que o concelho de Figueiró dos Vinhos tem o pior poder de compra do distrito de Leiria, está cada vez mais desertificado, com estabelecimentos 

a fechar, sem emprego e sem gente e em coerência com o que sempre defendemos, independentemente de se manter algum tarifário social, somos contra

este aumento brutal apresentado pelo PS, com o apoio e o voto do parceiro Mfi, que penaliza os Figueiroenses, as famílias e as empresas.

O PSD foi o único a votar contra os aumentos 

Constatamos, ainda, que este brutal aumento da água é feito em cima de outro aumento brutal o do saneamento e o dos resíduos urbanos que dependem do consumo da água.

Vejamos alguns exemplos

EXEMPLO 1

EXTRATO DE UMA FATURA DE UM CONSUMIDOR DOMÉSTICO – PREÇOS DE 2019 - 2020

Total sem IVA 23,18€ O consumidor pagou com IVA: 24,36 €

SIMULAÇÃO COM A MESMA FATURA JÁ COM OS AUMENTOS PARA ESTE ANO - 2020 


Total sem IVA: 32.48€ O Consumidor passa a pagar com IVA: 34.10€

A FATURA AUMENTOU 40%. O QUE CORRESPONDE A MAIS 9.74 € NA FATURA

O Consumidor pagou em 2019: 24.36€ e agora, com o aumento, pela mesma água passa a pagar 34.10€€

EXEMPLO 2

EXTRATO DE UMA FATURA

DE UM OUTRO CONSUMIDOR DOMÉSTICO – PREÇOS DE 2019

Total sem IVA: 37.20 € O consumidor pagou com IVA: 38.55 € 
SIMULAÇÃO COM A MESMA FATURA JÁ COM OS AUMENTOS PARA ESTE ANO - 2020 

Total sem IVA: 66.21€ O Consumidor passa a pagar com IVA: 67.95€

A FATURA AUMENTOU 76.26% % O QUE CORRESPONDE A MAIS 29.40 € NA FATURA
Neste exemplo o consumidor pagou em 2019: 38.55€ e agora, com o aumento, passa a pagar pela mesma água 67.95€ 
EXEMPLO 3
EXTRATO DE UMA FATURA DE UM (CAFÉ) - NÃO DOMÉSTICO – PREÇOS DE 2019


Total sem IVA 44.64 € O café pagou com IVA: 46.41 € 
SIMULAÇÃO COM A MESMA FATURA JÁ COM OS AUMENTOS PARA ESTE ANO - 2020 


Total sem IVA: 104.64€ O café passa a pagar com IVA: 107.27€ 
A FATURA AUMENTOU 131.14% O QUE CORRESPONDE A MAIS 60.86€ NA FATURA

O proprietário do Café pagou em 2019: 46,41€ e agora, com o aumento, pela mesma água passa a pagar 107.27€ 
São apenas três exemplos reais do que vai acontecer aos Figueiroenses.
O PSD considera que estes aumentos provocam um aumento substancial da taxa de esforço financeiro para as famílias, comércio e empresas do concelho,
condicionando, de forma muito clara, o consumo de um bem essencial como é o caso da água com influência na qualidade de vida dos Figueiroenses. 
Estes aumentos contrariam, ainda, os incentivos que seriam necessários para manter e atrair pessoas para o nosso concelho e para combater a desertificação.
logo.png
Partido Social Democrata Figueiró dos Vinhos