sábado, 26 de junho de 2021

Sindicato dos Enfermeiros critica impedimento de novas contratações

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) criticou hoje o Governo por impedir a contratação de novos enfermeiros que não tenham já contrato de trabalho no Serviço Nacional de Saúde.

Em comunicado, o SEP considera "inacreditável e inadmissível" que o executivo, através de um decreto-lei aprovado em Conselho de Ministros, apenas permita que as administrações contratem até 31 de agosto "enfermeiros com contrato a termo incerto desde que tenham já um contrato a termo certo ou incerto".

O resultado, estima o sindicato, é que "o ministério impede as administrações de contratar novos/mais enfermeiros" numa altura em que aumenta a necessidade de haver mais destes profissionais para responder às exigências do plano de vacinação contra a covid-19 e ao aumento de internamentos de pessoas com a doença.

Por causa da necessidade de profissionais nessas funções, aumenta também o número de enfermeiros necessário para recuperar as atividades que são suspensas por causa da pandemia, nota ainda o SEP.

O SEP assinala ainda que o decreto governamental "promove o despedimento de centenas de enfermeiros que estão com contrato de substituição de colegas ausentes e cujos contratos não foram feitos" no âmbito da resposta à pandemia.

"O objetivo do Governo não é resolver os problemas atuais e futuros de saúde, incluindo o acesso dos cidadãos e dos profissionais. A principal preocupação continua a ser a dívida pública", considera o sindicato.

Os enfermeiros lamentam ainda estar há "quase dois anos sem férias por ausência de planificação das necessidades por parte do Ministério da Saúde".

Lusa

Miguel Oliveira mostra-se “confiante” para o GP dos Países Baixos de MotoGP

O português Miguel Oliveira (KTM) mostrou-se hoje "confiante" para o Grande Prémio dos Países Baixos de MotoGP, depois de hoje se ter qualificado na sexta posição da grelha de partida.

O piloto luso da KTM fez a sua melhor volta em 1.32,450 minutos, terminando a 0,636 segundos do mais rápido, o espanhol Maverick Viñales (Yamaha).

"Estamos um pouco mais afastados dos líderes do que nas últimas corridas, mas o resultado é o mesmo, pois estamos em sexto como na Alemanha. Estou um pouco mais afastado do que gostaria, mas temos uma ideia do que queremos para a corrida", frisou o piloto de Almada.

Miguel Oliveira antecipa uma "corrida dura" no domingo, contudo garante estar "confiante".

"Cada fim de semana é um desafio diferente. Tínhamos uma mota que se ajustava ao traçado de Assen, mas tivemos que acertar algumas coisas. Também tivemos chuva ontem [sexta-feira], o que nos atrasou o trabalho. Mas acredito que estejamos mais ou menos lá. Às vezes, não dará para lutar por pódios e vitórias, mas estaremos no 'top 5'", apontou o piloto de Almada.

O luso sublinhou que "neste nível, todas as corridas são difíceis".

Sobre a deste fim de semana, acredita que "será fisicamente dura para todos", pelo que o físico "talvez seja uma parte super importante".

Neste circuito, considerado a 'Catedral do motociclismo', o "arranque é menos crítico para ganhar posições", porque a reta antes da primeira curva é mais curta. Ainda assim, Oliveira espera "fazer um bom arranque e ganhar algumas posições no início".

Miguel Oliveira mostra-se também despreocupado com novas evoluções da sua KTM.

"Temos de trabalhar com o que temos e acho que temos feito um bom trabalho. Mas esperamos sempre pequenas evoluções", concluiu.

O piloto português foi ainda oitavo, esta manhã, na terceira sessão de treinos livres e terceiro na quarta sessão.

Lusa

Detetado corte de sobreiros sem autorização em Torres Vedras

O Comando Territorial de Lisboa verificou no decorrer de diligências policiais que foram cortados sem autorização sobreiros adultos em Torres Vedras na quarta-feira, uma infração punível com coima até 150.000 euros, foi hoje anunciado.

Num comunicado, o Comando precisa que, no dia 23 de junho, durante uma ação de patrulhamento elementos do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Torres Vedras detetaram que estavam a ser arrancados vários sobreiros com maquinaria agrícola industrial no concelho de Torres Vedras.

"No decorrer das diligências policiais, apurou-se que tinham sido cortados sobreiros adultos, tendo sido elaborado um auto de contraordenação por falta de autorização, uma infração punível com coima até 150 mil euros" e "foi ainda identificado um homem de 40 anos", adianta o comunicado.

O Comando sublinha no comunicado que "o corte ou arranque das espécies de azinheira e sobreiro em povoamento ou isolados carece de autorização prévia, uma vez que estas espécies incluem alguns dos biótipos mais importantes ocorrentes em Portugal continental em termos de conservação da natureza".

Estes biótipos desempenham assim uma importante função na conservação do solo, na regularização do ciclo hidrológico e na qualidade da água e têm ainda um elevado interesse económico a nível local, desempenhando um papel fundamental na produção animal, nomeadamente destinada a produtos tradicionais, sublinha ainda o comunicado do Comando Territorial de Lisboa.

 Lusa 

Carrazeda de Ansiães devolve aos turistas parte do valor do alojamento para refeições

O município transmontano de Carrazeda de Ansiães está a oferecer a quem visitar o território parte do valor gasto em alojamento para refeições nos restaurantes deste concelho do distrito de Bragança, divulgou hoje a autarquia.

Com esta iniciativa, o município pretende dar “um mimo” aos turistas” e uma ajuda à restauração e alojamento, das atividades económicas mais prejudicadas pelas medidas restritivas da pandemia covid-19, como explicou à Lusa o presidente da Câmara, João Gonçalves.

“Atendendo agora à perspetiva de um verão em que nos nossos territórios de baixa densidade as pessoas nos possam visitar com mais segurança, com confiança, queremos também adicionar um apoio a essas atividades”, sustentou.

Nesse sentido, a autarquia desenhou “um apoio que vai dirigido a quem fique no território um pouco mais tempo”.

Especificamente, a quem ficar duas noites, 20% dos encargos do alojamento da segunda noite serão devolvidos através de um ‘voucher’ (vale) que pode ser utilizado em qualquer restaurante do concelho.

Se ficarem três noites, têm um desconto de 30% direto no alojamento respeitante a essa terceira noite, segundo o autarca.

“Eu não acredito que ninguém venha por isso, mas é um mimo a quem possa ficar mais tempo no território e também um apoio a essa área da restauração e alojamentos, que bem precisam de ajuda nesta altura de pós pandemia”, afirmou.

Para João Gonçalves, esta é também uma forma de Carrazeda de Ansiães de tornar mais competitivo, “porque obviamente outros municípios e outras entidades jogam com estas promoções nesta altura do verão”.

O autarca pretende “ir acompanhamento a iniciativa, vendo o seu impacto”, mas quer mantê-la para lá do verão, na época baixa de procura turística, “para assim estimular mais pessoas” a visitarem este território.

O investimento municipal para este apoio tem, para já, uma disponibilidade financeira de “seis mil euros”, mas “vai variar em função da procura turística que houver”, como disse o presidente.

“Vamos acompanhando, a disponibilidade imediata é de seis mil euros para esta iniciativa, mas poderá ser reforçada se eventualmente tiver uma procura grande”, acrescentou.

O autarca garantiu que oferta turística não falta neste concelho encaixado entre dois vales e dois rios, o Douro e o Tua, e integrado no Douro Património da Humanidade e para o Parque Natural Regional do Vale do Tua.

As paisagens com maior alcance numa rede de miradouros, o património histórico, cultural, a gastronomia, percursos pedestres ou observação de aves e estrelas são alguns dos pontos de interesse apontados.

Pelo concelho existem também equipamentos para divulgação e promoção dos produtos de excelência como vinhos, maça, azeite, queijos, como na Winehouse em Foz Tua, um espaço municipal onde os produtores podem colocar os produtos, a expensas da autarquia.

“Além disso, nesta altura pós pandemia a importância de nestes territórios as pessoas poderem andar com segurança porque a densidade populacional é aquilo que nós não temos aqui, portanto por mais turistas que venham, de certeza, não vão alterar esse aspeto”, salientou.

Lusa

Gibraltar altera lei sobre o aborto

Os habitantes de Gibraltar acabaram com uma das leis do aborto mais rígidas do mundo. No referendo desta quinta-feira, 62% dos eleitores votaram a favor da alteração da lei que permite o aborto até às 12 semanas quando a saúde mental ou física da mulher está em risco - como em casos de violação ou incesto - ou quando os fetos têm defeitos físicos fatais. A afluência às urnas ultrapassou os 52%

Os habitantes de Gibraltar acabaram com uma das leis do aborto mais rígidas do mundo. No referendo desta quinta-feira, 62% dos eleitores votaram a favor da alteração da lei que permite o aborto até às 12 semanas quando a saúde mental ou física da mulher está em risco - como em casos de violação ou incesto - ou quando os fetos têm defeitos físicos fatais. A afluência às urnas ultrapassou os 52%.

Isobel Ellul, a líder da campanha pelo “Sim”, disse que venceram os direitos humanos, as mulheres e raparigas, e os médicos e os profissionais de saúde de confiança.

Até aqui, e apesar de não existirem condenações por este motivo, o aborto em Gibraltar implicava uma pena de prisão perpétua para a mãe e qualquer pessoa que a ajudasse a interromper a gravidez.

Euronews

Imagem: O NOVO


Liga MEO Surf: Bom Petisco Peniche Pro fecha temporada de 16 a 18 de Setembro

 


Fotos: Vasco Ribeir e Carolina Mendes (Jorge Matreno/ANSurfistas)
Sintra (26/05/2021) - Os melhores surfistas nacionais vão rumar a Peniche, de 16 a 18 de Setembro, para o Bom Petisco Peniche Pro, que vai ser a quinta e última etapa da Liga MEO Surf 2021, a principal prova de surf em Portugal e a que define os títulos de campeões nacionais. Este vai ser o regresso do melhor surf nacional a um dos palcos mais famosos do surf europeu e mundial, após oito anos. 

Foi em 2013 que a Liga MEO Surf passou pela última vez pela Capital da Onda, nessa altura com Frederico Morais e Teresa Bonvalot a serem os vencedores da etapa. O regresso da Liga MEO Surf ao Oeste acontece, agora, para fechar a temporada de 2021 com chave de ouro, com a possibilidade de os títulos nacionais ainda estarem em jogo. Este regresso acontece numa temporada em que, ao contrário do que é habitual, devido aos efeitos da pandemia, o circuito mundial da World Surf League não passou pelo nosso país.

Liga MEO Surf 2021 – Calendário Completo e Vencedores
1ª etapa – 9 a 11 de Abril – Allianz Ericeira Pro: Afonso Antunes & Carolina Mendes
2ª etapa – 23 a 25 de Abril – Allianz Figueira Pro: Vasco Ribeiro & Yolanda Hopkins
3ª etapa – 7 a 9 de Maio – Joaquim Chaves Saúde Porto Pro: Vasco Ribeiro & Teresa Bonvalot
4ª etapa – 25 a 27 de Junho, Allianz Sintra Pro: em curso
5ª etapa – 16 a 18 de Setembro, Bom Petisco Peniche Pro: confirmada

Francisco Rodrigues, Presidente da Associação Nacional de Surfistas
“A Liga MEO Surf orgulha-se por estar de regresso a um dos palcos primordiais do surf nacional e mundial, como é Peniche e a onda de Supertubos. O regresso de Peniche ao calendário, oito anos depois, vai ser o corolário de mais uma temporada desafiante, mas onde voltámos a conseguir colocar os melhores surfistas nacionais a competir de forma eficiente numa Liga completa, realizando as cinco etapas a que nos propusemos inicialmente. Esta vai ser uma excelente oportunidade para os surfistas portugueses, sobretudo os mais jovens, se testarem numa onda que habitualmente recebe a elite do surf mundial e também para a Liga MEO Surf coroar todos os vencedores da temporada”.

Depois de se ter iniciado em Abril, na Ericeira, e de ter seguido viagem nesse mesmo mês para a Figueira da Foz, a Liga MEO Surf passou ainda pelo Porto, em Maio, estando atualmente na Praia Grande, em Sintra, antes do fecho de temporada, agora anunciado para meados de Setembro. Esta será a segunda vez que a Liga MEO Surf vai fechar a temporada em Peniche, depois de tal ter acontecido em 2012, com triunfos de Nic von Rupp e Maria Abecasis.

A Liga MEO Surf é a 1ª divisão da modalidade, sendo o Surf um desporto individual ao ar livre sem contacto físico e considerado de baixo risco pela DGS.
Em termos de troféus laterais, a Liga MEO Surf conta com a luta pela melhor manobra na Go Chill Expression Session premiada (masculino e feminino), o Bom Petisco Girls Score, um primeiro prémio exclusivamente dedicado às senhoras para a melhor pontuação combinada no quadro de competição feminino, a Joaquim Chaves Best Wave, a Super Bock Power Round, onde as pontuações do round 3, uma das fases mais competitivas e a última a disputar-se em baterias de 4 atletas, tanto no masculino como no feminino, serão convertidas em Super Bock.

A nível televisivo, tendo presente a proibição de público nos termos legais, o Bom Petisco Peniche Pro poderá ser acompanhado a partir de casa em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, na posição 810 da grelha de canais MEO, em ligameosurf.pt e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2021 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Portugal, Bom Petisco, Go Chill, Joaquim Chaves Saúde, Rip Curl, Ericeira Surf and Skate, o parceiro de sustentabilidade Jerónimo Martins, o apoio local da Câmara Municipal de Peniche, e o apoio técnico do Península de Peniche Surf Clube e da Federação Portuguesa de Surf.

Mais informações em www.ansurfistas.com.

CIRA inaugurou os Percursos Dourado e Verde da Grande Rota da Ria de Aveiro

 

A Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) apresentou no final da manhã deste sábado, dia 26 de junho, a sessão de inauguração dos Percursos Dourado e Verde da Grande Rota da Ria de Aveiro, num troço entre os Municípios de Anadia e de Oliveira do Bairro.

Cada percurso da Grande Rota da Ria de Aveiro é o ponto de partida para uma experiência única de valorização do património da oferta turística da Região, onde cada visitante poderá encontrar e deixar-se levar por uma natureza que desperta sentidos.

A Grande Rota da Ria de Aveiro define-se como sendo um percurso de longa rota, com quase 600km de extensão total, que se divide em três percursos independentes e um conjunto de 11 percursos náuticos. Estendendo-se por toda a Região de Aveiro, a Grande Rota da Ria de Aveiro abrange áreas classificadas de reconhecido valor natural e também redes de percursos pedestres, centros de BTT e ciclovias desenvolvidas pelos 11 Municípios que a integram. Trata-se de uma iniciativa para conferir visibilidade, notoriedade e reconhecimento externo ao património natural existente na Região, não só para fins de conservação, proteção e desenvolvimento, como também para fins turísticos e de visitação.

Depois de em outubro de 2020 já ter sido inaugurado o Percurso Azul (GR 57), integrou o programa do Congresso Região de Aveiro 2021 a inauguração dos dois restantes percursos já constituídos e devidamente assinalados, promovendo-os junto da comunidade e de agentes turísticos locais.

O Percurso Dourado (GR58) é o mais amplo e diverso dos 3 percursos constituintes da Grande Rota da Ria de Aveiro. De perfil linear, ao longo dos seus cerca de 234 km, percorre e explora paisagens e ecossistemas que do mar e da Ria se estendem às serras e ao vale do Vouga. Indicado para o cicloturismo, este percurso atravessa algumas das mais importantes povoações da Região.

O Percurso Verde (GR59) é o que mais se afasta da Ria de Aveiro ao longo do seu traçado de cerca de 194 km, destacando-se pela altimetria mais desafiante e desníveis acumulados mais acentuados. Tal como nos restantes percursos, a intermodalidade é uma das suas principais características, sendo possível percorrer os seus caminhos a pé ou de bicicleta. Da Ria de Aveiro aos vales do Vouga e do Alfusqueiro, da Bairrada vinhateira ao coração urbano de Aveiro, este é um percurso cheio de surpresas para conhecer.

Na sessão de inauguração, Ribau Esteves, Presidente do Conselho Intermunicipal da CIRA, salientou que: “é bom que nós saibamos que neste território da Ria e da Região de Aveiro a relação do homem com a natureza é um sucesso há muitos séculos e esse equilíbrio entre a presença humana e a natureza está aqui muito bem plasmado. A grande ideia da Grande Rota é nós comunicarmos o nosso território e convidarmos as pessoas a percorrerem estes caminhos fantásticos que passam em todos os 11 Municípios que integram a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro. Além disso a Grande Rota integra bem a oferta gastronómica e de alojamento, fazendo deste um roteiro absolutamente imperdível nos circuitos de turismo e visitação de Portugal”, disse.

O programa da inauguração incluiu ainda a realização de um percurso entre Sangalhos (Anadia) e o Parque do Carreiro Velho (Oliveira do Bairro), que os participantes fizeram a de bicicleta, simbolizando a natureza intermunicipal e intermodal desta nova proposta turística que agora se afirma na Região de Aveiro.

A Grande Rota da Ria de Aveiro corresponde a um investimento na conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do Património Natural da Região de Aveiro e é um projeto cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Centro (Centro 2020, Portugal 2020 e FEDER).

Para mais informações, por favor contactar: communication@zenithwings.com

Mais duas mortes e 1568 novos casos de Covid-19 em Portugal

Nas últimas 24 horas, há registo de 1249 pessoas recuperadas da doença.

Portugal regista este sábado mais duas mortes e mais 1568 novos casos de infeção por Covid-19 do que os registados no boletim epidemiológico de sexta-feira.

Estão confirmadas 17.083 mo
rtes devido à Covid-19 em Portugal, mais duas do que no último boletim epidemiológico emitido pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de pessoas infetadas pela doença até agora é de 873.051, mais 1568 nas últimas 24 horas. Há, neste momento, 30.759 casos ativos.

Até ao momento, 825.209 pessoas conseguiram recuperar, das quais 1249 nas últimas 24 horas.

Há ainda 48.435 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde.

Há agora 447 pessoas internadas (mais 16 do que nas últimas 24 horas), 113 das quais em cuidados intensivos (mais cinco do que no último registo).

De acordo com os dados mais recentes da DGS, atualizados na sexta-feira, 25 de junho, a incidência da Covid-19 em Portugal continental e ilhas é agora de 137,5 casos por 100 000 habitantes. Se olharmos apenas para o continente, o valor é maior: 138,7 casos de infeção por por 100 000 habitantes.

Nesta altura, o valor do Rt é de 1,14 na totalidade do território português, mas ligeiramente mais baixo se tivermos apenas em conta Portugal continental, onde é de 1,15.

TSF / DGS

Museu Duas Rodas dá a conhecer a história da mota e da bicicleta

Presidente da República deixa a promessa de, brevemente, visitar o espaço museológico.

O Município de Anadia tem mais um polo de atração turística. Trata-se do Museu Duas Rodas, inaugurado, no passado dia 22 de junho, pela Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, que se fez acompanhar pelo Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, por compromissos já assumidos, não pôde estar presente, mas, através de uma mensagem em vídeo, deu os parabéns ao Município e reconheceu o mérito deste espaço museológico para o concelho e para o país.

O Museu das Duas Rodas, único no país, dá a conhecer a história local, nacional e até mundial da mota e da bicicleta, mostrando a sua forte ligação ao concelho de Anadia, assim como a importância desta indústria para a economia da região. Um investimento superior a 700 mil euros suportado na íntegra pelo orçamento municipal.

Para além de bicicletas e motorizadas, o Museu conta com uma grande panóplia de peças e acessórios, algumas delas autênticas raridades, que marcam também a história do ciclismo e do motociclismo local, regional e nacional. Um dos veículos mais antigos em exposição é uma bicicleta do século 19. Paralelamente, estará também exposto um importante espólio documental e fotográfico.

A presidente da Câmara Municipal de Anadia, Maria Teresa Cardoso, sublinhou que este investimento camarário, além de “reconhecer e valorizar a importância do setor das duas rodas para o concelho de Anadia, pretende também transformar este espaço num ponto de interesse turístico, apreciado por cidadãos nacionais e estrangeiros”.

A forte ligação do concelho de Anadia ao setor das duas rodas, não só a nível económico, mas também cultural e sentimental levou a que a Autarquia empreendesse este espaço museológico, informativo, educativo, cultural e lúdico, contribuindo assim para o desenvolvimento de Sangalhos, em particular, e do concelho de Anadia, em geral.

O Município de Anadia aproveitou a inauguração do Museu para reconhecer a importância das empresas anadienses ligadas ao setor das duas rodas, com uma singela homenagem. “Um agradecimento pelo trabalho que desenvolvem e que é de manifesto interesse público” frisou a autarca, acrescentando que este setor “soube acompanhar a evolução dos tempos com perícia, inteligência e visão de futuro e, assim sendo, continua ativo e cada vez mais forte, mais moderno e mais eficiente”.

Maria Teresa Cardoso deixou uma palavra de agradecimento a todos os que contribuíram para o enriquecimento do espólio do museu, através da doação e do empréstimo de peças.

O Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, louvou a ideia do Município de, através do Museu, dar a conhecer um setor “tão importante” para o concelho.

Destacou ainda o papel preponderante que o Centro de Alto Rendimento de Anadia, onde se integra o Museu, tem desempenhado para o desporto nacional de alta competição. “Com este novo espaço estão a honrar a história e a inspirar o futuro de todos os atletas que por aqui passarão”, adiantou.

João Paulo Rebelo felicitou ainda o executivo municipal “pelo trabalho que têm feito em prol do desporto”, considerando Anadia “um município amigo do desporto”.

“Um museu único no mundo”

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, elogiou o espaço museológico, referindo que “é um museu vivo, uma história, o presente e o futuro”. “Um museu único no mundo, no local único do mundo, em Sangalhos, Anadia”, afirmou.

Ana Abrunhosa está convicta de que todos os que visitarem o Museu “se vão sentir tocados por estes homens e mulheres que deram a vida ao desporto. Vai fazer-nos recordar a importância das empresas das duas rodas, no passado, no presente e no futuro”. “Um museu que dignifica um saber local de forma tão generosa, tão digna e tão rica que nos toca e que nos vai fazer voltar”, sublinhou.

A sessão terminou com a transmissão de uma mensagem em vídeo do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que endereçou uma palavra de reconhecimento à Câmara Municipal de Anadia pelo mérito de ter criado este espaço museológico inédito, deixando a promessa de, brevemente, visitar o Museu Duas Rodas.

O Museu das Duas Rodas, localizado no Centro de Alto Rendimento de Anadia – Velódromo Nacional, em Sangalhos, é assim mais um ponto de atração turística no concelho de Anadia, juntando-se à restante rede de museus já existente, nomeadamente o Museu do Vinho Bairrada, Aliança Underground Museum, Museu José Luciano de Castro e Museu Etnográfico da Pedralva.

A entrada é gratuita e dá-se preferência a quem fizer marcação prévia da visita através do número de telefone 234 738 218 (disponível de segunda a sexta-feira). Uma visita ao Museu das Duas Rodas tem a duração aproximada de 50 minutos e pode ser realizada todos os dias, nos seguintes horários: 10h00, 11h00, 12h00, 15h00, 16h00 e 17h00.

Lista vermelha alemã já provoca milhões de euros em cancelamentos. Turismo fala em “drama”

Com tantos recuos, agências de viagens e de turismo exigem manutenção do layoff. Caso contrário, todos os apoios do Estado foram "em saco roto".

Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) garante que em 24 horas já existiram milhões de euros perdidos em cancelamentos depois da decisão alemã de colocar Portugal na lista vermelha de viagens. O presidente da associação, Pedro Costa Ferreira, diz à TSF que toda esta situação, com tantos avanços e recuos, é um verdadeiro drama.

"Há hotéis no Algarve que abriram, contrataram e tiraram os trabalhadores de layoff, compraram mantimentos e fizeram camas para acolher estes turistas... e de repente alguém diz que afinal eles não vêm e o dinheiro tem de ser devolvido", explica.

"E ao contrário do que se possa pensar - eu tenho muito medo dos cansaços pandémicos, o drama de hoje, só porque está vulgarizado há quase dois anos, não é melhor - é pior", afirma Pedro Costa Ferreira.

APAVT confirma que desde ontem já existiram milhões de euros em cancelamentos e defende que, com cada vez mais países a limitarem as viagens para território nacional, é fundamental manter os apoios do Estado e, sobretudo, o regresso do layoff com as condições que existiam até maio.

"Dois a três meses sem a manutenção dos apoios e vamos assistir a falências generalizadas e à ida para o desemprego da grande maioria dos nossos trabalhadores", pelo que é urgente que o Governo não reduza o layoff - que iria diminuir com a perspetiva, falhada, de retoma.

O líder da APAVT acrescenta que as empresas de turismo estão quase todas em processos técnicos de falência, muito mais endividadas e fragilizadas do que há um ano: "È agora que temos de nos focar em não deixar cair os apoios. Às vezes esquecemos que o layoff é um apoio a fundo perdido e se este cair agora os apoios não foram dados a fundo perdido mas sim em saco roto - não serviram para anda", conclui Pedro Costa Ferreira.

Nuno Guedes / TSF

Portugal em contraciclo na Covid-19

 O Reino Unido colocou o arquipélago da Madeira, Malta e as ilhas Baleares na sua "lista verde" de destinos que considera seguros, ou seja, para onde os britânicos podem viajar sem precisarem de fazer quarentena quando regressarem a casa.

A medida entre em vigor às quatro horas do dia 30 de junho.

A ilha espanhola de Maiorca diz estar pronta para receber turistas britânicos.

Em Espanha, a partir deste sábado, deixa de ser obrigatório o uso de máscara ao ar livre. Os espanhóis poderão circular sem máscara no exterior desde que seja possível manter uma distância segura de 1,5 metros entre as pessoas de diferentes grupos.


Em contraciclo está Portugal. Dois meses depois de começar a aliviar as restrições impostas para combater a Covid-19, o país trava o plano de desconfinamento devido ao forte aumento do número de novos casos de infeção. A região de Lisboa e Vale do Tejo é a mais afetada, registando um surto da variante Delta do coronavírus, que agora é responsável por mais de 7 em cada 10 novas infeções na capital.

O país registou 1.556 novas infeções na quinta-feira - o número mais elevado desde 20 de fevereiro. Pouco mais de 1.000 registaram-se na região de Lisboa.

O primeiro-ministro, António Costa, alertou que o problema não se encontra apenas em Portugal. O governante português afirmou que os especialistas preveem que a variante Delta, com origem na Índia, seja responsável por 90% das novas infeções em toda a Europa até ao final de agosto.

"Portugal encontra-se, neste momento, claramente na zona vermelha da nossa matriz, pelo que não existem condições para prosseguir o plano de confinamento que estava previsto", anunciou a ministra portuguesa de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

A braços, também, com um forte aumento do número de novas infeções pelo novo coronavírus está a Rússia. Na quinta-feira, registaram-se 20.182 novos casos e mais 568 mortes.

Os números têm vindo a escalar desde o início do mês de junho, enquanto as autoridades lutam para convencer a população de que a vacinação é necessária.

Até quarta-feira, apenas 20,7 milhões de russos - ou 14% da população - tinham recebido pelo menos uma dose da vacina, enquanto 16,7 milhões - 11% - tinham sido totalmente imunizados.

Euronews

A diversidade musical do mediterrâneo e do mundo lusofono volta em ponte de sor com o festival sete sóis sete luas

 O Festival Sete Sóis Sete Luas, que se realiza em 30 cidades de 13 países do Mediterrâneo e do mundo lusófono, volta no concelho de Ponte de Sor com uma rica programação, que se realiza com o apoio do Município de Ponte de Sor e do DGartes.

Depois da estreia a  25 de junho às 21 horas em Montargil da nova criação musical 7SÓIS MED ORKESTRA uma equipa que reúne notáveis músicos norte-africanos, balcânicos e oriundos da Ilha da Reunião e da bacia mediterrânica, o Festival SSSL apresenta no 26 de junho no Jardim do Calçadas o espetáculo de circo  «FOC» da conhecida companhia catalã de teatro de rua L'AVALOT, uma companhia que, desde o seu primeiro espetáculo em 1985, tem obtido um grande êxito, conseguindo envolver e cativar milhares de espectadores nas suas performances. «FOC» é um espetáculo de rua eminentemente visual – sem uso da palavra – sobre o tema do fogo. Um espetáculo que oferece a sensação de proteção e nos cativa e pela sua iminente força.

Em seguida, domingo 11 de julho às 19h em Foros de Arrão, junto ao moinho, irá estrear outra nova criação do FSSSL, a ARAB JEWISH 7LUAS ENSEMBLE, produção original do Festival Sete Sóis Sete Luas. Um conjunto de talentos dedicados à tradição vocal e instrumental do mundo árabe, judeu e do Mediterrâneo. O repertório do grupo inclui músicas festivas e peças instrumentais de gêneros folclóricos, populares e clássicos da Armênia, sefarditas, de Itália, de Portugal e da Tunísia.

O Festival Sete Sóis Sete Luas continua nos dias 20 agosto no Mercado Municipal21 agosto em Longomel e 22 agosto em Foros de Arrão com os  concertos da YOUNG ORKESTRA DAS CIDADES, um projeto que reúne notáveis músicos da bacia mediterrânica, conjugando instrumentos e instrumentistas de diferentes culturas – ocidental, oriental e africana –, dando vida a sons simultaneamente novos e antigos.

No 4 de setembro em Cac Jardim e no 5 de setembro em VALE DE AÇOR, RECINTO DAS FESTAS o FSSSL volta com o concerto do  MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde). O repertório do grupo aposta em temas criados por compositores da pequena ilha do Maio, conhecida pelas suas mornas. Special guest o conhecido compositor e guitarrista da ilha do Maio Tibau Tavares.

O último concerto será no 6 de setembro no Galveias, Largo do Terreiro às 19h com o concerto do MED ARAB 7SÓIS ENSEMBLE, a nova produção original multifacetada. Através da profunda investigação do Mediterrâneo esta nova orquestra consegue harmonizar as diferentes almas culturais do Mare Nostrum.

ENTRADA LIVRE

Info: www.7sois.eu

Infarmed suspende venda de dois lotes do medicamento Champix por conter impureza

Em causa estão os lotes n.º 00019064 e n.º 00020016, ambos com a validade de 30 de setembro de 2021, do medicamento Champix (0,5 mg) + (1 mg).

Autoridade Nacional do Medicamento (Infamed) determinou a "suspensão imediata" da comercialização de dois lotes do medicamento para ajudar a parar de fumar Champix, por terem sido detetados valores elevados de uma impureza.

Em causa estão os lotes n.º 00019064 e n.º 00020016, ambos com a validade de 30 de setembro de 2021, do medicamento Champix (0,5 mg) + (1 mg), comprimido revestidos por película com o número de registo 5557301, refere o Infarmed numa circular informativa publicada no seu 'site'.

A empresa Laboratórios Pfizer, que informou que irá proceder à recolha voluntária destes lotes, confirmou que foi detetada a presença da impureza N-nitroso-vareniclina acima do limite de ingestão diária aceitável calculado pela Pfizer de 733 nanograma (ng)/dia.

Assim, o Infarmed determinou "a suspensão imediata" da comercialização destes lotes do medicamento e alerta as entidades que os tenham em 'stock' para não os vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução.

Aconselha ainda os doentes que estejam a utilizar medicamentos pertencentes a estes lotes a não interromper o tratamento, mas para contactarem "logo que possível" o médico para substituir por outro lote ou um medicamento alternativo.

Lusa

Liga MEO Surf: Vasco Ribeiro mais perto do título após dia inaugural do Allianz Sintra Pro


- Vasco superou duas rondas em dia longa na Praia Grande;
- Afonso Antunes respondeu à letra com duas boas performances;
- Halley Batista fez melhor score do dia, com 15 pontos;
- Teresa Bonvalot e Camilla Kemp destacaram-se na prova feminina;
- Maratona de surf com 12 horas de surf e 36 heats realizados.


Fotos: Vasco Ribeiro, Camilla Kemp e Afonso Antunes (Jorge Matreno/ANSurfistas)

Sintra (25/05/2021) - Foram 12 horas seguidas de competição, num total de 36 heats realizados. O Allianz Sintra Pro, quarta e penúltima etapa da Liga MEO Surf, arrancou esta sexta-feira na Praia Grande, com ondas pequenas, mas bem formadas, que proporcionaram uma verdadeira maratona de surf de sol a sol. O dia chegou ao fim com a primeira ronda feminina e a segunda ronda masculina já realizadas, com Vasco Ribeiro, atual líder do ranking nacional, a estar mais próximo de garantir já nesta etapa o título de forma antecipada.

Vasco, que só depende dele para conquistar o quinto título da carreira, superou as duas primeiras rondas na Praia Grande com dois triunfos sólidos. Contudo, houve resposta à altura por parte do jovem Afonso Antunes, vice-líder do ranking, que também venceu os seus heats nas duas rondas disputadas, mas que conseguiu fazer o melhor score da ronda inaugural, depois de vencer o heat 9 com 14,25 pontos.

Tanto Afonso como Vasco adicionaram condimentos extra a esta luta pelo título nacional escapando à vaga de surpresas que acabaram por acontecer fruto das difíceis condições de mar. Francisco Alves e Gony Zubizarreta foram os dois surfistas mais cotados a perderem logo na primeira ronda, enquanto na ronda 2 caíram nomes como Guilherme Ribeiro, Luís Perloiro e Tomás Fernandes. Um cenário que tirou Guilherme e Tomás da luta pelo título, abrindo ainda mais o caminho para a festa de Vasco.

Contas feitas, Vasco Ribeiro está apenas mais quatro triunfos de chegar ao título nacional, naquilo que depende exclusivamente da sua performance. Mas até poderá nem precisar de tanto, caso Afonso perca mais cedo na prova. Aliás, pode haver título já na próxima ronda, sendo para isso necessário que Vasco consiga um lugar nos quartos-de-final e que Afonso Antunes e Guilherme Fonseca fiquem pelo caminho já na fase seguinte da prova.

Requisitos para Vasco Ribeiro ser campeão nacional por antecipação no Allianz Sintra Pro:
– Se vencer a etapa é campeão nacional;
– Se chegar à final e Afonso Antunes não vencer a etapa;
– Se chegar às meias-finais e Afonso Antunes não chegar às meias-finais;
– Se chegar aos quartos-de-final, Afonso Antunes não chegar aos quartos-de-final ou Guilherme Fonseca não vencer a etapa;

Outro dos nomes em bom plano neste dia inaugural foi Halley Batista, finalista vencido da etapa anterior, no Porto e Matosinhos. Após vencer um super heat logo na ronda inaugural, em que teve pela frente Joaquim Chaves, Gony Zubizarreta e Santiago Graça, Halley surgiu ainda mais forte na ronda 2, onde fez o melhor score do dia para vencer a bateria 7, com 15 pontos em 20 possíveis.

Destaque ainda para alguns jovens competidores que conseguiram ultrapassar esta maratona de surf rumo à ronda 3. Miguel Matos, João Vidal e Gonçalo Vieira são algumas das surpresas positivas deste Allianz Sintra Pro e podem ter algo a dizer nas próximas fases, com o título em jogo. Já Arran Strong, Diogo Martins, Miguel Blanco e Eduardo Fernandes foram os surfistas que, a par de Afonso, Halley a Vasco, venceram os respetivos heats nas duas rondas realizadas.

Na prova feminina, que viu a ronda inaugural ser realizada entre as duas primeiras rondas masculinas, a meio da tarde, o grande destaque vai para as performances de Teresa Bonvalot e Camilla Kemp. Ambas conseguiram triunfos robustos, mas Teresa acabou por fazer o melhor score do dia, com 13,75 pontos, e a melhor onda, com 8 pontos em 10 possíveis, mostrando que trouxe de El Salvador o bom momento que lhe valeu a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio e a medalha de bronze nos Mundiais ISA.

Gabriela Dinis, Carina Duarte, Camila Cardoso, Francisca Veselko e Mafalda Lopes foram as outras vencedoras da ronda. Já a líder do ranking Carolina Mendes não teve de competir nesta ronda, devido a uma falta de comparência que acabou por apurar automaticamente para a ronda seguinte a licra amarela feminina e ainda Beatriz Costa. Por outro lado, Charlotte van Berkum, Beatriz Carvalho e a local Leonor Fragoso foram as tops seeds que caíram de primeira neste Allianz Sintra Pro.

Com as previsões a apontarem para uma possível entrada de ondulação, a chamada para amanhã está marcada para as 9H30, altura em que a maré vazia deverá proporcionar condições para a prova retomar.

Agenda para sábado
09H30 – Chamada para o segundo dia do Allianz Sintra Pro

A nível televisivo, tendo presente a proibição de público nos termos legais, o Allianz Sintra Pro poderá ser acompanhado a partir de casa em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, na posição 810 da grelha de canais MEO, em ligameosurf.pt e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2021 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Portugal, Bom Petisco, Go Chill, Joaquim Chaves Saúde, Super Bock, Somersby, Rip Curl, Ericeira Surf and Skate, o parceiro de sustentabilidade Jerónimo Martins, o apoio local da Câmara Municipal de Sintra, e o apoio técnico do Clube Recreativo da Praia das Maçãs e da Federação Portuguesa de Surf.

Mais informações em www.ansurfistas.com.

REPARAÇÃO DO RESERVATÓRIO DE MONTE JOIA OBRIGA A CORTE DE ÁGUA NO DIA 28 DE JUNHO EM ALGUNS LOCAIS DA FREGUESIA DE SILVES


A Câmara Municipal de Silves (CMS) informa que, devido a trabalhos de reparação da conduta distribuidora no Reservatório do Monte Joia, o fornecimento de água será interrompido no próximo dia 28 de junho, entre as 14h00 e as 24h00, em Odelouca, Falacho, Enxerim, Pedreira, Pinheiro e Garrado, Norinha, Caniné, Monte Branco e zona alta de Silves (freguesia de Silves).

De referir que a interrupção efetiva para a realização dos trabalhos decorrerá entre as 14h00 e as 19h00, no entanto, por motivos de ordem técnica, em algumas zonas a regularização do abastecimento poderá demorar até às 24h00, podendo ocorrer variações de pressão e caudal durante este período.

Serão tomadas todas as diligências para que os trabalhos decorram de forma célere e eficiente, pelo que a CMS agradece a melhor compreensão dos munícipes e utentes do sistema pelos transtornos causados.

 

A púrpura real, de Davi e Salomão até Cristo e a Igreja

Restos de tecidos tingidos com púrpura real da era dos reis Davi e Salomão foram encontrados em Israel, nas famosas Minas de Cobre do Rei Salomão.

A púrpura, como a desses reis bíblicos, era exclusiva de monarcas e imperadores, mas foi herdada pelo Papa e pelos Cardeais, por serem seus príncipes herdeiros e darem a entender seu desejo de levar o sacrifício pela Igreja Católica até a morte.

Por isso os cardeais são os eleitores do Papa. A púrpura simboliza a disposição de imitar Jesus Cristo até na terrível cena da Flagelação!

ABIM

Praia do Pedrógão volta a hastear duas Bandeiras Azuis


Foram hasteadas esta sexta-feira as bandeiras azuis na Praia do Praia do Pedrógão atribuídas pela Associação Bandeira Azul da Europa.
À semelhança do que aconteceu em 2020, a praia do Pedrógão recebe duas bandeiras, para as praias Pedrógão Centro e Pedrógão Sul.

"Atendendo a que, pelo segundo ano consecutivo, a época balnear decorre em condições particulares pela situação pandémica que atravessamos, é ainda mais importante a atribuição deste galardão que materializa o esforço contínuo do Município na criação das melhores condições de usufruto da praia”, destaca Ana Esperança, vereadora do Ambiente e da Saúde na Câmara Municipal de Leiria.

Esta praia, realça, tem vindo a oferecer cada vez melhores condições, tornando-se, ano após ano, mais inclusiva, sendo exemplo dessa aposta a existência, esta época balnear, de cinco passadeiras para acessibilidade e duas novas cadeiras anfíbias, sendo uma destinada a crianças e outra a adultos.

Na mesma linha, assinala-se a disponibilização, pelo segundo ano, do código sistema de identificação de cores para daltónicos (CollorAdd) e folhetos multiformato com informação sobre cuidados a ter na praia, que estarão disponíveis no Centro Azul e no Posto Regressar à Praia do Pedrógão com Segurança.

O Município de Leiria voltou também a aderir ao projeto IUVSENSE, que fornece informação em tempo real do índice de radiação ultravioleta - Pedrógão Centro: https://bit.ly/2KykwmR e Casal Ventoso: https://bit.ly/2KwG9np.

Haverá ainda a disponibilização de eco-cinzeiros "Biataki" para evitar a deposição indevida de beatas no areal.

“Temos muito orgulho em ter uma Praia cada vez mais amiga do Ambiente e obviamente que contamos com o contributo de todos”, realça a vereadora Ana Esperança.

Recorde-se que a Bandeira Azul é atribuída anualmente às praias que cumprem um conjunto de critérios de natureza ambiental, de segurança e de conforto para os utilizadores, bem como de informação e sensibilização ambiental.

Tem também como objetivo elevar o grau de consciencialização dos cidadãos em geral e dos decisores em particular para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro.

Em 2021, a época balnear na Praia do Pedrógão decorre até 19 de setembro.

Imagem: Notícias de Leiria

Buscas por duas pessoas desaparecidas em São Miguel retomadas

As buscas pelas duas ocupantes de uma viatura que foi arrastada sexta-feira pela chuva intensa no concelho da Povoação, em São Miguel, nos Açores, foram retomadas hoje de manhã no mar com recurso a uma corveta da Marinha.

A informação foi avançada hoje à agência Lusa por uma fonte do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores indicando que "os restantes meios deverão iniciar as operaçoes pelas 09:00 locais (10:00 em Lisboa)".

Estas buscas vão contar com o envolvimento dos "cinco corpos dos bombeiros de São Miguel, o serviço municipal de proteção civil da Povoação, capitania do porto de Ponta Delgada, Polícia Marítima, Associacao de Nadadores Salvadores da Costa Norte e PSP", acrescentou.

A chuva forte que se regista desde sexta-feira provocou o arrastamento da viatura da Santa Casa da Misericórdia da Povoação, onde seguiam as duas funcionárias, que estariam a fazer apoio domiciliário, e que continuam desaparecidas.

A viatura foi localizada na sexta-feira no fundo de uma ribeira, presa e capotada junto à Povoação, mas não foram avistadas pessoas.

As buscas foram suspensas por volta das 18:00 de sexta-feira, devido às condições meteorológicas adversas no local.

Em comunicado, a delegação dos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera explica que "a depressão, com uma superfície frontal oclusa associada, continua a condicionar o estado do tempo em todo o arquipélago" com a ocorrência de precipitação forte que poderá ser acompanhada de trovoada.

Fonte da Proteção Civil dos Açores adiantou à agência Lusa não ter havido registo de qualquer ocorrência relacionada com o mau tempo desde a madrugada e até ao início da manhã de hoje.

Lusa

Imagem: CM

Valérie Bacot matou marido (e ex-padrasto) após 24 anos de abusos, mas não vai cumprir pena de prisão

Valérie Bacot matou o marido em 2016 após anos de consecutivos maus tratos e recebeu hoje uma sentença de quatro anos de prisão, com três anos de pena suspensa e tendo já passado um ano em prisão preventiva, não vai cumprir qualquer pena de prisão.

"Quero agradecer ao tribunal e todo o apoio que recebi de toda a gente. É um novo combate agora por todas as outras mulheres e todos os tipos de maus tratos. Não me sinto aliviada, sinto-me vazia psicologicamente e fisicamente", disse Valérie Bacot aos jornalistas esta noite à saída do tribunal.

Durante os próximos quatro anos, esta mulher está num regime probatório e está proibida de utilizar armas de fogo. Também terá acompanhamento psicológico obrigatório, mas não voltará à prisão.

A acusação pediu uma pena de cinco anos de prisão, incluindo quatro anos de pena suspensa, o que significa que Valerie Bacot poderia sair do tribunal em liberdade, reconhecendo que esta mulher tinha sido "uma vítima".

Em 13 de março de 2016, Valerie Bacot matou Daniel Polette com um tiro na nuca, pondo fim a mais de 24 anos de abusos e de violência. O marido, que tinha começado por ser seu padrasto, companheiro da mãe, e começou a abusar dela quando tinha 12 anos, obrigando-a a prostituir-se.

O homem, que tinha mais 25 anos que Bacot, casou com ela e tiveram quatro filhos.

O crime ocorreu quando Valerie Bacot escutou uma conversa entre o marido e a filha de ambos, de 14 anos, em que ele estava a fazer-lhe perguntas sobre a sua sexualidade.

O medo de que a prostituísse, como fazia com ela, levou-a a matá-lo, confessou Valerie Bacot, que incorria numa pena que podia ir até prisão perpétua.

Fonte: Lusa / Madremedia

Imagem: DN

Três mortos e 10 feridos em ataque com faca na Alemanha

O agressor foi baleado e detido pela polícia. Pelo menos quatro pessoas ficaram em estado grave.

Pelo menos três pessoas morreram e 10 ficaram feridas na sequência de um ataque na cidade de Wurtzburgo, na Alemanha, confirmou o ministro do Interior da Baviera, que se deslocou ao local.

Um homem começou a atacar pessoas na rua com uma faca, tendo já sido detido pelas autoridades. Quatro dos feridos estão em estado grave e foram encaminhados para vários hospitais.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram um homem com uma faca a atacar transeuntes. Algumas pessoas fizeram frente ao indivíduo, que foi baleado pelas autoridades, mas não corre risco de vida.

Mais tarde, a polícia indicou que o suspeito é um imigrante da Somália de 24 anos, residente em Wurtzburgo.

A cidade de Wurtzburgo fica no norte da Baviera, a 120 quilómetros de Frankfurt.

TSF / AFP