segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Papa envia ao Brasil material médico para luta contra a pandemia

O Papa Francisco enviou ao Brasil material médico, como 18 ventiladores pulmonares e seis aparelhos de ultrassom, para o combate à pandemia de covid-19, informou hoje a Esmolaria Apostólica, responsável pela divulgação das obras de caridade do pontífice.

"Para concretizar a proximidade e o afeto do Santo Padre neste momento de dura provação e dificuldade, este mobilizou-se de diferentes formas e em várias frentes para buscar material médico e equipamento eletromédico para doar a muitos centros de saúde em situação de emergência e pobreza (...) para salvar e curar muitas vidas humanas", indica um comunicado daquele serviço do Vaticano.
Uma vez no Brasil, os aparelhos serão entregues e doados a diversos hospitais indicados pela Nunciatura Apostólica para que este gesto "possa ajudar os mais pobres e necessitados".
Além do Brasil, o Vaticano já enviou material médico e hospitalar a outros países, de vários continentes, como África, América do Sul, Europa ou Ásia.
O Brasil totaliza 107.852 óbitos e 3.340.197 casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia, sendo o segundo país mais atingido pela doença no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos da América.
A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 770.429 mortos e infetou mais de 21,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Lusa

CICLO DE CINEMA AO AR LIVRE FECHA ESTA SEMANA COM SESSÕES EM ALCANTARILHA E PÊRA


O Ciclo de Cinema ao Ar Livre fecha esta semana com duas sessões, uma em Alcantarilha e outra em Pêra. O recinto desportivo de Alcantarilha acolhe a projeção do filme: “Mulher e Marido”, no próximo dia 20 de agosto. Dia 21 de agosto será a vez do recinto desportivo de Pêra acolher a última sessão deste ciclo com o filme “Bucha e Estica”. As iniciativas são promovidas pela Câmara Municipal de Silves, em parceria com o Cineclube de Faro, e todas as sessões têm início pelas 21h15. A entrada é livre, mas sujeita ao cumprimento das orientações emanadas pela DGS no que respeita a atividades culturais ao ar livre.

Promover e dinamizar uma oferta cultural adequada aos tempos de COVID-19 e levar o cinema até à população das freguesias do interior, neste período de verão, através de sessões de cinema ao ar livre, algo que foi muito comum “nos tempos” dos nossos pais e avós, são os principais objetivos desta iniciativa.
Por motivos de segurança e saúde pública em tempos de COVID-19, e ao abrigo da orientação 28/2020 da DGS em matéria de utilização de equipamentos culturais e eventos, o Município de Silves relembra que deverão ser cumpridas as seguintes orientações no âmbito de atividades culturais ao ar livre:

1. O recinto de espetáculo estará delimitado, o acesso será condicionado e controlado;
2. Acesso ao recinto apenas para os titulares de voucher de entrada (facultado no local);
3. Circuitos independentes de entrada e de saída;
4. Período de entrada e saída de público alargado;
5. Entrada de público desfasada, cumprindo as regras de distanciamento;
6. Lugares sentados com distanciamento físico entre espectadores de 1,5 metros;
7. Sessão sem intervalos;
8. Obrigatório o uso de máscara no acesso e sempre que deambular pelo recinto;
9. Poderá remover a máscara durante o espetáculo, apenas quando estiver sentado;
10. Não é permitido movimentar a cadeira.

+ info: sector de Cultura do Município de Silves | tel. 282 440 800 (ext. 2745) | email: cultura@cm-silves.pt | www.cm-silves.pt

SINOPSE “MULHER E MARIDO”

M/14
Género: Comédia
Título Original: Moglie e marito
Realizador: Simone Godano
Atores: Pierfrancesco Favino, Kasia Smutniak e Valerio Aprea

País: Itália
Ano: 2017
Duração (minutos): 100

Sinopse:
Após uma incrível experiência científica, Andrea, um neurocirurgião e a sua mulher Sofia, uma ambiciosa apresentadora de televisão, apercebem-se que trocaram de corpo. Forçados a viver no corpo do outro e nas suas rotinas diárias, o casal será capaz de ver a própria relação através de um prisma completamente diferente.

Entre situações tragicómicas e stressantes, ambos vão compreender melhor os problemas do casamento e, eventualmente, voltar a apaixonar-se.

Uma comédia que explora com sensibilidade e originalidade as diferenças de género

SINOPSE “BUCHA E ESTICA”

M/14
Género: Drama, Comédia
Título Original: Stan & Ollie
Realizador: Jon S. Baird
Atores: Steve Coogan, John C. Reilly e Nina Arianda

País: EUA
Ano: 2018
Duração (minutos): 97

Sinopse:
Retrato da digressão da eterna dupla por Inglaterra, em 1953. Desgastados pela idade e com a sua era de ouro como reis da comédia de Hollywood a terminar, Stan Laurel e Oliver Hardy (conhecidos em Portugal como "Bucha e Estica") enfrentam um futuro incerto.

Enquanto percorrem o país, hospedam-se em lugares de nível bem distante do luxo a que se habituaram. Mesmo assim, continuam a fazer rir e o charme e a beleza das suas atuações em palco estabelece uma ligação forte com legiões de fãs, antigos e novos.

A digressão torna-se um sucesso, mas Bucha & Estica não conseguem esquecer o passado maravilhoso de Laurel e Hardy; e os longos fantasmas enterrados, juntamente com a saúde frágil de Oliver, ameaçam a parceria.

Covilhã | AFONSO CABRAL APRESENTA O SEU TALENTO NA COVILHÃ


Afonso Cabral, um dos mais promissores talentos da nova vaga da música nacional, estreia-se na Covilhã, no próximo sábado, 22 de agosto, no Largo da Infantaria 21. O concerto integra a 4ª noite do “Verão no Centro Histórico”, evento organizado pelo Município da Covilhã que alia o melhor do património histórico e do teatro ao melhor da nova música portuguesa. 

A noite começa às 21H30, com uma Visita Guiada Virtual, encenada por Joana Poejo (ASTA), que de forma didática e divertida nos apresenta mais história(s) da Covilhã. 

Segue-se o concerto de Afonso Cabral. Mais conhecido pelo seu trabalho enquanto vocalista dos You Can't Win Charlie Brown, Afonso Cabral é uma das vozes indispensáveis na nova vaga da música nacional. Muito requisitado por outros músicos, escreveu o tema "Anda Estragar-me os Planos" que Joana Barra Vaz levou à final do Festival da Canção ganha por Salvador Sobral. Este, apaixonado pela música, gravou uma versão no seu mais recente álbum. Afonso Cabral lançou "Morada”, o seu muito elogiado primeiro álbum, que vamos agora poder conhecer na Covilhã. 

Para assistir ao evento, é obrigatório adquirir gratuitamente bilhetes em www.veraonocentrohistorico.pt. Devido à crise pandémica que ainda atravessamos, torna-se necessário adotar um conjunto de medidas para garantir a segurança de todos. 

A lotação dos espetáculos é limitada, com lugares sentados, em cadeiras desinfetadas, assegurando a distância entre lugares. 

O recinto abre às 21h00. O espetáculo é composto por duas partes (visita virtual encenada + concerto) e inicia às 21h30, pelo que se apela à pontualidade dos espetadores e à permanência nos respetivos lugares até ao final. 

Está disponível no local sinalética com as regras e as recomendações da DGS, bem como dispensadores de álcool-gel. O uso de máscara é obrigatório para deslocações dentro do recinto.

Solacium migrantium?

Numa carta datada de 20 de Junho de 2020, memória do Imaculado Coração de Maria, segundo o Novus Ordo, o Cardeal Robert Sarah, Prefeito da Sagrada Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, comunicou aos presidentes das conferências episcopais que «o Sumo Pontífice Francisco, acolhendo benignamente as petições que lhe foram dirigidas, quis dispor que, doravante, no formulário das Ladainhas da Virgem Santa Maria, chamadas “Lauretanas”, fossem inseridas as invocações “Mater misericordiae”, “Mater spei” e “Solacium migrantium”». Não deixa de ser bizarro que a primeira invocação seja colocada depois de “Mater Ecclesiae”, uma invocação acrescentada por Paulo VI, e antes de “Mater divinae gratiae”. Ainda que de forma subtil, mais uma vez Bergoglio toma posição, por meio da Sagrada Liturgia, em favor do Concílio Vaticano II e das mudanças emanadas deste conciliábulo. Teoria da conspiração, diriam.
De entre as três novas invocações, perfeitamente dispensáveis, chama-nos à atenção, de modo muito particular, a última, isto é, “Solacium migrantium”, que, em português, significa “Refúgio dos migrantes”. O Pontificado de Bergoglio, desde o seu primeiro dia, tem sido repleto de uma agenda que, para imensa tristura da Cristandade, caminha de braço dado com uma outra agenda, que para efeitos práticos é a mesma, absolutamente globalista. Não olvidemos que, a 8 de Julho de 2013, pouco depois de ter sido eleito, o Papa se dirigiu à ilha italiana de Lampedusa para, no seu dizer, pedir «perdão pela indiferença por tantos irmãos e irmãs» e, mais à frente, pelos que «criaram situações que conduzem a estes dramas». Voltando ao princípio da homilia, é possível ler-se o seguinte: «Desejo saudar os queridos emigrantes muçulmanos que, hoje à noite, começam o jejum do Ramadão, desejando-lhes abundantes frutos espirituais. A Igreja está ao vosso lado na busca de uma vida mais digna para vós e vossas famílias. A vós digo: oshià!». Afinal, em quê que ficamos? Começa por elogiar os maometanos e finda a pedir perdão por aqueles que provocaram e continuam a provocar situações que atentam contra a dignidade do Homem, feito à imagem e semelhança do Criador? Ignoramos, porventura, que a grande maioria dos refugiados foge de países muçulmanos? Por que não recordar todos aqueles cristãos que, ainda hoje, são perseguidos, torturados e mortos por professarem a Fé completa, a Fé Católica, no único Deus verdadeiro? Esta não é, porém, a primeira situação caricata protagonizada pelo Papa Bergoglio. Já a 19 de Dezembro de 2019, ao receber um grupo de refugiados vindo de Lesbos, na Grécia, partilhou que «decidi expor este colete salva-vidas ‘crucificado’ nesta cruz para que nos recordemos que devemos ter os olhos abertos… o coração aberto, para recordar a todos o compromisso imprescindível de salvar toda a vida humana, um dever moral que une os que creem e os que não creem». Assistimos, concomitantemente, a uma quase diminuição do verdadeiro significado da Cruz e a mais uma tentativa de união entre crentes e aqueles que, de forma obstinada, rejeitam o Senhor da Vida e da Morte!
Pode-se, pois, dizer que, através da introdução desta invocação, claramente política, nas Ladainhas Lauretanas, é dada mais uma machadada no casco da barca de Pedro, que é a Santa Igreja. E foi neste ambiente que, ontem, na Cova da Iria, principiou mais uma peregrinação aniversária da aparição da Virgem de Fátima – ainda que em Agosto de 1917 tenha ocorrido no dia 19 e não a 13, pois os Pastorinhos tinham sido presos e levados para Ourém, sendo libertados no dia 15 –, neste mês fortemente marcada pela semana nacional das migrações, devendo mencionar-se a afirmação de uma responsável nacional do sector que, na Igreja Católica, se dedica aos migrantes: «Para reconciliar é preciso escutar o que está por trás de tudo isto e as feridas que existem e entrar num processo de cura, a cura da alma e da memória». Verifica-se, outra vez, que se continua a incrementar a pseudo lógica de que, forçosamente, nos devemos sentir culpados de todos os males que acontecem porque, por legadosomos todos segregadores! É esse o raciocínio que se continua a generalizar e que, de modo infeliz, encontrou eco desde o mais alto Sólio!
Supliquemos a Nossa Senhora, Virgo prudentissima, que nos dê a graça de sermos prudentes na nossa conduta cristã e, a par disso, procuremos n’Ela, que é a Mãe do Verbo de Deus, o refúgio que, em Fátima, prometeu à pequena Lúcia e que, inegavelmente, estenderá àqueles que forem fiéis até ao último suspiro. E a fidelidade também passa pela refutação daquilo que não é bom, nem belo, nem correcto. Assim, rejeitemos firmemente todas as manipulações litúrgicas com que nos pretendem ludibriar e reflictamos naquilo que, em Agosto de 1917, a Santíssima Virgem pediu em Portugal: «Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios por os pecadores, que vão muitas almas para o inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas».
D.C.
ABIM

Marinha Grande | Esterilização de animais

A Câmara Municipal da Marinha Grande viu ser aprovada a candidatura à campanha da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária de esterilização de animais errantes, a realizar no seu Centro de Recolha Oficial (CRO).

Trata-se de um apoio financeiro estatal para que o município tenha maior capacidade de fazer esterilizações aos animais que são recolhidos e alojados no CRO, e outros animais errantes, como forma de controlo da sobrepopulação animal, de 22 de julho a 30 de novembro de 2020.

Todos os animais alojados no CRO da Marinha Grande estão esterilizados e prontos para serem adotados, pelo que a Câmara Municipal lançou a campanha Adota-me que visa promover a adoção responsável dos animais do CRO.

A esterilização de animais de companhia assume cada vez mais relevância, quer ao nível do bem-estar animal, quer como forma de garantir que os centros de recolha oficial de animais municipais não se encontram sobrelotados.

CMOvar aprova apoio financeiro extraordinário às Associações Humanitárias de Bombeiros do Concelho

CMOvar aprova apoio financeiro extraordinário às Associações Humanitárias de Bombeiros do Concelho.

Ao abrigo da Ação Especial de Apoio Socioeconómico e de Saúde do Município de Ovar - Pandemia da Doença Covid-19, a Câmara Municipal de Ovar aprovou, na última reunião de Câmara, um apoio financeiro extraordinário às Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários de Ovar e Esmoriz, no valor de 20 mil euros (10 mil euros a cada uma das entidades).

Trata-se de um apoio extraordinário enquadrado e justificado no reconhecimento do papel ativo e de esforço excecional e exemplar dispensado no combate à doença COVID-19 e no impacto gerado na reposição da normalidade da sua atividade, implicando um aumento de encargos e a redução da receita.

Recorde-se que a autarquia e as Associações Humanitárias de Bombeiros do Concelho já dispõem de um Protocolo de Colaboração, correspondendo a um investimento municipal superior a 315 mil euros para o ano de 2020, excluindo o investimento efetuado na época balnear.

Castelo de Paiva | Obra da CM com colaboração da autarquia local

 LARGO DO CENTRO DE SARDOURA
CRIA NOVA ATRACTIVIDADE NA VILA  
 Contando com a presença dos presidentes da Câmara e Assembleia Municipal, Gonçalo Rocha e Gouveia Coelho, realizou-se no final da semana, a cerimónia de inauguração das obras de requalificação urbanística do Largo Central de Santa Maria de Sardoura, uma obra promovida pelo Município de Castelo de Paiva, e que contou com uma forte participação da Junta de Freguesia local, representando um investimento de cerca de 45 mil euros.
     
Esta beneficiação, agora concluída, vem criar mais funcionalidade e atractividade  zona central da vila de Santa Maria de Sardoura, disponibilizando junto à EN 222-1, um espaço mais amplo para estacionamento, para realização de convívios, feiras e eventos, bem como uma zona de lazer equipada com wc’s públicos.         
Na sua intervenção, o presidente da Junta de Freguesia, Ricardo Cardoso, mostrou-se orgulhoso nesta obra de requalificação da zona central da freguesia, considerando um trabalho demasiado importante para o progresso de Santa Maria de Sardoura, que com esta intervenção, deu um passo significativo para a sua valorização, modernização e desenvolvimento.
O autarca local lembrou o trabalho desenvolvido nos últimos três anos, com a concretização de mais de duas dezenas de obras de proximidade, destacando a evolução que tem acontecido em matéria se serviços de apoio ao cidadão, com a instalação do balcão do Espaço do Cidadão e da Caixa Multibanco, assim como se referiu ao impulso turístico que foi dado para projectar a freguesia, evidenciando as grandes obras realizadas no Monte de S. Gens com a construção do Parque de Merendas e a instalação do baloiço turístico, bem como os melhoramentos na zona fluvial do Gramão, junto ao Rio Douro, locais que ganharam uma nova atractividade e tem cativado muitos visitantes nos últimos tempos.
Por sua vez, o presidente da CM de Castelo de Paiva realçou a importância deste investimento e destas obras para o desenvolvimento e projecção da freguesia, que reconheceu, tem sofrido uma evolução muito positiva com a dinâmica da actual gestão de Ricardo Cardoso, ganhando agora uma nova centralidade com estes melhoramentos, criando um espaço atractivo que é uma excelente “ sala de visitas “ garantindo assim, mais comodidade e funcionalidade a quem passa e visita a vila de Santa Maria de Sardoura, que também tem tido boas apostas na vertente turística.
Deixando um agradecimento à Junta de Freguesia e equipa da Câmara Municipal pelo empenhamento nestes melhoramentos, Gonçalo Rocha destaca a concretização de um anseio antigo, enaltecendo esta parceria entre a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia para estas obras da 1ª Fase do Arranjo Urbanístico do Largo de Sardoura, que se traduziu num investimento de cerca de 45 mil euros, mantendo o interesse em continuar a colaborar com a autarquia, no sentido de projectar novos melhoramentos e alcançando melhor qualidade para a população local, que tem vindo a ser contemplada com serviços de apoio essenciais.    

 Atendendo à actual situação que se vive no contexto da pandemia (COVID 19), esta inauguração foi realizada sem qualquer festividade, marcando presença apenas elementos da Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Assembleia Municipal e Assembleia de Freguesia


 Carlos Oliveira

Ansião adere a Referencial de Educação para a Segurança, a Defesa e a Paz


O Município de Ansião vai implementar o Referencial de Educação para a Segurança, a Defesa e a Paz, junto de todos os alunos do concelho, da educação pré-escolar ao ensino secundário, durante os próximos três anos letivos. 

Desenvolvido conjuntamente pela Direção-Geral da Educação e pelo Instituto da Defesa Nacional, o respetivo protocolo de cooperação foi aprovado pelo executivo camarário no dia 20 de julho e assinado, no dia seguinte, em Leiria pelo Presidente da Câmara Municipal, numa cerimónia que contou com a presença do Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e de representantes da Ministra de Estado e da Presidência, da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública e do Ministro da Educação. 

Este referencial constitui um contributo para a construção de uma cultura de segurança, defesa e paz entre os mais jovens e irá ser implementado em contexto de educação para a cidadania, através da integração nos currículos escolares de temáticas de educação para a segurança e a defesa nacional, na vertente de uma cultura para a paz, a igualdade e a não discriminação. 

Sob a orientação do Estado, caberá ao município, no âmbito das suas atribuições na área educativa, colaborar na elaboração e execução do plano de implementação do referencial, apoiando o Agrupamento de Escolas de Ansião na participação ativa neste projeto, através da integração no seu projeto educativo de iniciativas relevantes da sociedade civil. 

A adesão a este programa por parte da autarquia revela a sua preocupação com os cidadãos, fomentando o desenvolvimento da sua formação e transformação cívica, integral, nomeadamente na construção de uma cidadania interveniente nos diversos espaços sociais e, mais especificamente, de um patriotismo democrático.

ARRANCA A OBRA DA AVENIDA DR. LOURENÇO PEIXINHO


Aprovado o projeto de requalificação da Avenida Lourenço Peixinho ...
Segunda-feira, 17 de agosto – Tem início hoje, a obra de requalificação urbana da Avenida Dr. Lourenço Peixinho, um investimento da Câmara Municipal de Aveiro (CMA) de 4.207.972,41€, que está a ser executado pela empresa Manuel Francisco de Almeida, S.A., e com um prazo de execução de 16 meses. Tal como anunciado, partilhamos em anexo o cronograma da empreitada, acompanhado de uma explicação sobre a metodologia de execução da obra.
Nesta primeira fase, a qualificação da Avenida irá desenvolver-se na sua zona mais a poente, entre a Praça General Humberto Delgado / “Pontes” e o edifício do antigo Banco de Portugal (Zona 1), e na zona mais a nascente, junto à Estação da CP (Zona 8).
A restante área da Avenida vai ser dividida em seis partes, com execução da obra de forma progressiva nas três partes do lado direito de quem sobe a Avenida, seguindo depois e de forma progressiva para o lado esquerdo da mesma, também no sentido ascendente. Estas três partes de cada um dos lados têm o seu limite nos cruzamentos com as Ruas Dr. Alberto Souto e Eng. Oudinot.
Os transportes públicos vão manter os seus circuitos normais, salvo na parte da Avenida onde não poderão circular na fase da obra da zona da “Avenida-Praça”, em que terão circuitos e paragens alternativas e próximas.
Durante a obra o trânsito automóvel vai manter, quase sempre, a circulação na Avenida em duas faixas de rodagem, uma em cada sentido (ascendente e descendente), existindo também zonas de estacionamento automóvel.

Cronograma
A partir de 01 de dezembro do presente ano e até 12 de fevereiro de 2021, os trabalhos passarão para a Zona 2, entre o antigo Banco de Portugal e a Rua do Eng. Silvério Pereira da Silva. Entre 13 de fevereiro e 19 de março de 2021 a obra prossegue no troço imediatamente seguinte até à Rua do Eng. Oudinot (Zona 4). A área restante da Avenida no sentido rodoviário poente - nascente, definida no planeamento como Zona 6 deverá entrar em execução a 20 de março, prolongando-se por pouco mais de um mês, até 23 de maio de 2021.
A Zona 3 entre a Rua Conselheiro Luís Magalhães e a Rua do Dr. Alberto Souto será renovada entre 24 de maio e 03 de agosto de 2021, a Zona 5 que se prolonga entre esta última e a Rua do Eng. Oudinot será qualificada de 04 de agosto a 06 de setembro de 2021 e a Zona 7 que se segue até à Rua Dr. Luís Gomes de Carvalho acontece de 06 de setembro a 18 novembro, altura em que se espera a conclusão da qualificação total da Avenida.
O cronograma de execução da obra terá os ajustamentos necessários de acordo com as condicionantes que surjam no seu desenvolvimento.
Por força da boa construção e gestão da nova rede de águas pluviais, a obra vai ser executada da zona mais baixa (junto às “Pontes”) para a zona mais alta (junto à Estação da CP), sendo que a decisão de desenvolver a obra em fases diferentes, tem como objetivo principal minimizar o seu impacto na vida normal da Avenida.
Integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Aveiro, esta é uma qualificação muito importante, que cria uma renovada Avenida, com mais árvores (cerca do dobro), sem semáforos, dando primazia aos modos suaves de mobilidade e cuidando de bons espaços de estacionamento. Vai ter quatro faixas de circulação limitada a 30 km/h e com pavimentos que vão reduzir em muito a emissão de ruido. Duas dessas faixas vão ser vias dedicadas para ciclovias e transportes públicos.

Condicionamentos de trânsito
Desta forma, nesta primeira fase e para construção da conduta coletora e de descarga das águas pluviais na Ria, estará cortado o acesso à Avenida Dr. Lourenço Peixinho via “Pontes”, em ambos os sentidos, bem como a entrada através da Rua Conselheiro Luís de Magalhães. A Rua Comandante Rocha e Cunha que permite a saída da Avenida no sentido Poente – Nascente, também terá os seus acessos interditados a partir do cruzamento com a Rua do Senhor dos Aflitos, sendo que a saída a Nascente deverá ser realizada via túnel ou através do acesso ao Largo da Estação da CP, criado para o efeito.

LARGO DAS “5 BICAS” ABERTO AO TRÂNSITO
O Largo das “5 Bicas” foi reaberto à circulação automóvel na manhã desta segunda-feira, 17 de agosto, num momento em que os trabalhos se encontram em fase final de execução.
A requalificação urbana das “5 Bicas” (ou Largo Luís de Camões) é um investimento de 434.600€ da Câmara Municipal de Aveiro, a cargo da empresa, Urbiplantec – Urbanizações e Terraplanagens, Lda..


Equipa internacional liderada pela UC descobre proteína associada ao envelhecimento vascular


Uma equipa internacional coordenada pelo cientista Lino Ferreira, da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) e do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC-UC), descobriu uma enzima (proteína) que está envolvida em doenças relacionadas com o envelhecimento vascular.

Os resultados da investigação, iniciada em 2012, foram hoje publicados na revista científica Nature Communications e podem contribuir para o desenvolvimento de novos medicamentos para combater doenças associadas ao envelhecimento prematuro e ao envelhecimento fisiológico.

Neste projeto, foram usadas células de indivíduos com Síndrome Hutchinson-Gilford ou Progeria, uma doença muito rara, caracterizada pelo envelhecimento precoce e morte prematura, normalmente por doenças cardiovasculares, por volta dos 14 anos de idade. Esta doença, explica Patrícia Pitrez, primeira autora do artigo científico agora publicado, «é provocada por uma mutação genética rara, no gene LMNA, que resulta na acumulação de uma proteína anormal no interior das células, denominada progerina. Esta proteína é também observada no envelhecimento normal, ainda que em menor escala».

«Estando este projeto relacionado com o envelhecimento vascular patológico (progeria), o conhecimento gerado tem também grande importância no envelhecimento vascular fisiológico», sublinha.

O estudo incidiu nas células do músculo liso (células que se encontram nos vasos sanguíneos), uma vez que são as células «mais afetadas na progeria, existindo uma diminuição do seu número nas artérias envelhecidas. Mas a razão para esta perda não era ainda conhecida. Recolhemos células da pele (fibroblastos) de indivíduos com e sem progeria, reprogramámos em células estaminais e depois diferenciámos em células do músculo liso», clarifica a investigadora do CNC.

Depois, para avaliar os mecanismos envolvidos na biologia vascular, a equipa desenvolveu dois microchips vasculares – um saudável e outro envelhecido (progeria). Nestes dispositivos, relata Patrícia Pitrez, foi possível «manter as células em condições de fluxo arterial, muito semelhantes às condições existentes nas artérias, e isso permitiu-nos estudar a suscetibilidade destas células de progeria no laboratório. Após alguns dias verificámos a diminuição do número de células do músculo liso de progeria, mas não das saudáveis. E através deste sistema, foi possível analisar as diferenças entre os dois microchips, ou seja, comparar os dois tipos de células e perceber o porquê da diminuição do número de células no caso da progeria».

E foi, justamente, no processo de análise das diferenças entre as células saudáveis e de progeria que os investigadores descobriram «uma enzima, a metaloproteinase 13 (MMP13), cuja concentração está cerca de 30 vezes aumentada nas células de músculo liso de progeria em comparação com as saudáveis», salienta.

Na tentativa de inibir a ação desta enzima, os investigadores testaram ainda um fármaco, tendo conseguido desenvolver uma terapia específica para contrariar a diminuição do número de células nas artérias que ocorre com o envelhecimento vascular.

Face aos resultados obtidos, os autores do estudo acreditam «que a administração do fármaco em estágios iniciais da doença, combinado com outros fármacos já testados e que reduzam a quantidade de progerina, pode ser de valor acrescentado para melhorar a qualidade e esperança média de vida destes indivíduos». Por outro lado, concluem, o microchip desenvolvido no âmbito desta investigação «abre, também, novas perspetivas para o desenvolvimento de outros tratamentos, não só para indivíduos com progeria, mas também para o envelhecimento vascular fisiológico».
O projeto foi cofinanciado por fundos europeus – FEDER, através do Programa COMPETE, e ERAatUC - e portugueses, através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Além da Universidade de Coimbra, participaram na investigação cientistas do Instituto de Medicina Molecular (Portugal), I-Stem (França), Universidade de Aix-Marselha (França), Universidade Autónoma de Barcelona (Espanha), Laboratório de Genética Molecular (França), Instituto Francis Crick (Reino Unido), Universidade de Liverpool (Reino Unido), Instituto de Envelhecimento de Leibniz (Alemanha), AFM Telethon (França) e Parque de Ciência de Cambridge (Reino Unido).

Cristina Pinto

Jovem português morre afogado em lago na Suíça

Um português de 20 anos morreu este domingo à tarde afogado num pequeno lago em Réchy, no cantão do Valais, na Suíça, anunciaram as autoridades locais.

O jovem teria ido tomar banho com um amigo para um pequeno lago situado em Réchy, numa aldeia pertencente ao município de Chalais, na Suíça francesa, quando desapareceu de forma súbita.
Eram 15:30 quando o amigo que o acompanhava lançou alerta às autoridades.
Foram mobilizadas várias patrulhas da Polícia Cantonal do Valais e da Polícia Regional das Cidades do Centro, assim como dois helicópteros, dois mergulhadores profissionais, o Centro de Resgate de Sierre e uma equipa médica de reanimação para localizarem o jovem.
Pouco antes das 17:00, após uma hora e meia de buscas, as autoridades acabaram por encontrar o corpo do jovem que, apesar de uma tentativa de reanimação, acabou por morrer, segundo um comunicado emitido pela Polícia Cantonal do Valais.
Segundo o comunicado, o português de 20 anos residia no Valais Central.
Os motivos que levaram ao afogamento do jovem são por agora desconhecidos. O Ministério Público abriu um inquérito para investigação.  
Lusa

Nacional de Velocidade: Náutico de Ponte de Lima é campeão nacional por equipas em Montemor-o-Velho

Montemor-o-Velho foi palco, durante o fim-de-semana, do Campeonato Nacional de Velocidade 2020, destinado aos escalões de iniciados, infantis e cadetes

O Clube Náutico de Ponte de Lima venceu, por equipas, o Campeonato Nacional de Velocidade 2020, conquistando 2.184 pontos no conjunto das duas etapas disputadas no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho. Na primeira ronda, destinada aos atletas seniores, juniores e veteranos, o emblema limiano arrecadou 1.164 pontos, enquanto na segunda jornada, que integrou canoístas dos escalões de iniciados, infantis e cadetes, somou mais 1.020 pontos. O Clube Náutico de Prado sagrou-se vice-campeão nacional por equipas, com 2.108 pontos, com o Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses a fechar o pódio coletivo do Campeonato Nacional de Velocidade 2020, com a obtenção de 1.544 pontos.
Em termos individuais, destaque para o título de Miguel Gomes Fernandes (Gaia Kayak Clube) na prova de K1 Cadetes 200 metros. Ana Quintão de Brito (Clube Náutico de Prado) conquistou dois títulos nacionais nas distâncias de 200 e 500 metros na prova de K1 Cadetes Femininos, o mesmo acontecendo com Adolfo Ferreira (Clube Fluvial Vilacondense) em K1 Cadetes 500 metros e em K1 1.000 metros. Nas canoas, também no escalão de cadetes, Beatriz Fernandes (Clube Náutico de Ponte de Lima) venceu as provas de C1 Femininos 200 e 500 metros. O individual Martim Azevedo conquistou os títulos nacionais de C1 500 metros e de C1 1.000 metros.
No escalão de infantis, o Sporting Clube de Aveiro, por intermédio de Ana Margarida Batista, triunfou nas provas de K1 Femininos 200 e 500 metros. Afonso Gaspar (Clube do Mar Costa do Sol) sagrou-se campeão nacional em K1 500 metros e em K1 1.000 metros. Nas canoas, Mariana Pereira Marques (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses) foi a mais rápida nas competições de C1 Femininos 200 e 500 metros. Afonso Correia Pereira (Clube Náutico de Prado) é o novo campeão nacional de C1 500 e C1 1.000 metros.
Quanto ao escalão de iniciados, o Campeonato Nacional de Velocidade 2020 incluiu quatro provas que contaram com outros vencedores. Em K1 Femininos 200 metros, o título nacional foi alcançado por Mercedes Pinheiro (Clube de Canoagem de Amora). Leandro Torres (Associação Cultural e Recreativa Saavedra Guedes) triunfou na prova de K1 500 metros, enquanto, na competição feminina na mesma distância, o êxito foi alcançado por Joana Peixoto (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses). Na competição de K1 1.000 metros, Martim Conceição (Clube Náutico de Crestuma) subiu ao lugar mais alto do pódio.
De referir que 485 atletas de 41 clubes participaram na competição, que, uma vez mais, foi realizada à porta fechada devido às normas impostas pela Direção-Geral de Saúde em virtude da pandemia de Covid-19. Durante dois dias, a competição contou com a realização de 183 regatas em K1 e em C1 nas distâncias de 1.000, 500 e 200 metros. O plano de contingência da canoagem portuguesa contempla, em 2020, apenas provas de K1 e C1, pelo que não houve campeões de K2, K4, C2 e C4. O CAR de Montemor-o-Velho recebeu, no sábado e no domingo, perto de cinco centenas de atletas, que estiveram divididos em grupos de distância, por forma a ter o menor número de atletas possível em simultâneo no complexo desportivo.

CAMPEÕES NACIONAIS DE 2020

CADETES
K1 200 metros - Miguel Gomes Fernandes (Gaia Kayak Clube)
K1 Femininos 200 metros - Ana Quintão de Brito (Clube Náutico de Prado)
K1 500 metros - Adolfo Ferreira (Clube Fluvial Vilacondense)
K1 Femininos 500 metros - Ana Quintão de Brito (Clube Náutico de Prado)
K1 1.000 metros - Adolfo Ferreira (Clube Fluvial Vilacondense)
C1 Femininos 200 metros - Beatriz Fernandes (Clube Náutico de Ponte de Lima)
C1 500 metros - Martim Azevedo (Individual)
C1 Femininos 500 metros - Beatriz Fernandes (Clube Náutico de Ponte de Lima)
C1 1.000 metros - Martim Azevedo (Individual)
INFANTIS
K1 Femininos 200 metros - Ana Margarida Batista (Sporting Clube de Aveiro)
K1 500 metros - Afonso Gaspar (Clube do Mar Costa do Sol)
K1 Femininos 500 metros - Ana Margarida Batista (Sporting Clube de Aveiro)
K1 1.000 metros - Afonso Gaspar (Clube do Mar Costa do Sol)
C1 Femininos 200 metros - Mariana Pereira Marques (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses)
C1 500 metros - Afonso Correia Pereira (Clube Náutico de Prado)
C1 Femininos 500 metros - Mariana Pereira Marques (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses)
C1 1.000 metros - Afonso Correia Pereira (Clube Náutico de Prado)

INICIADOS
K1 Femininos 200 metros - Mercedes Pinheiro (Clube de Canoagem de Amora)
K1 500 metros - Leandro Torres (Associação Cultural e Recreativa Saavedra Guedes)
K1 Femininos 500 metros - Joana Peixoto (Grupo Cultural, Desportivo e Recreativo de Gemeses)
K1 1.000 metros - Martim Conceição (Clube Náutico de Crestuma)

Sporting tem dois jogadores infetados com Covid-19

Luciano Vietto e Rodrigo Battaglia contraíram o vírus nas férias em Espanha, mas estão assintomáticos.

O plantel do Sporting, orientado por Rúben Amorim, tem dois casos positivos de Covid-19. A Renascença confirmou que os argentinos Luciano Vietto e Rodrigo Battaglia contraíram o vírus nas férias que passaram juntos em Espanha.
Os dois jogadores estão assintomáticos, encontrado-se de quarentena nas suas casas. Só devem voltar a ter contacto com os colegas de equipa assim que tiverem testes negativos ao novo coronavírus.
O Sporting iniciou os trabalhos de pré-temporada, esta segunda-feira, em Alcochete, sem a presença de Vietto e Battaglia.
O avançado está nos planos de Rúben Amorim para a nova época, mas o médio poderá deixar o Sporting. De acordo com a imprensa desportiva, o Alavés pretende assegurar o empréstimo de Battaglia.
RR

Conhecidos os 28 Pré-Finalistas às 7 Maravilhas da Cultura Popular® – Sical

Está concluída a fase de apuramento dos restantes patrimónios, ficando completa a lista dos 28 Patrimónios PRÉ-FINALISTAS que vão disputar a próxima etapa.

Depois de terem sido apurados os últimos pré-finalistas das eliminatórias regionais, através de votação popular, em direto num Programa Especial de Repescagem a partir de Porto de Mós, transmitido pela RTP, iniciou-se agora a contagem decrescente para a realização das Meias-Finais.
A primeira Meia-Final, vai realizar-se no próximo domingo, dia 23 de Agosto, em SALIR, com transmissão em direto na RTP1, e RTP Internacional, das 11h30 às 13h e das 15h às 20h.
Lista dos 28 Patrimónios PRÉ-FINALISTAS, e respetivo número para votação que se reinicia dia 18 de agosto, da parte da manhã. Será divulgado na RTP e nas redes sociais 7 Maravilhas.
DIA 23 DE AGOSTO, SALIR
  • ABERTURA DAS TALHAS - 760 207 715
  • BAILINHO DA MADEIRA - 760 207 764
  • BONECOS DE ESTREMOZ - 760 207 729
  • COLETE ENCARNADO - 760 207 828
  • CRIPTOJUDAÍSMO DE BELMONTE - 760 207 836
  • FACHOS - 760 207 802
  • FESTA DA ESPIGA - 760 207 704
  • FESTA DA TRANSUMÂNCIA E DOS PASTORES - 760 207 725
  • FESTA EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA - 760 207 815
  • FESTAS DE SÃO JOÃO - 760 207 821
  • FESTAS EM HONRA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO - 760 207 803
  • OLARIA PEDRADA DE NISA - 760 207 740
  • ROMARIA DE SÃO JOÃO D'ARGA - 760 207 761
  • SANTO ANTÓNIO, FESTAS DE LISBOA - 760 207 833
DIA 30 DE AGOSTO, TORRES NOVAS
  • A ARTE DA SEDA DE FREIXO DE ESPADA À CINTA - 760 207 708
  • FADO DE COIMBRA - 760 207 788
  • FEIRA DE S. TIAGO - 760 207 837
  • FESTA DA AMENDOEIRA EM FLOR E DOS PATRIMÓNIOS MUNDIAIS - 760 207 724
  • FESTA DA BÊNÇÃO DO GADO - 760 207 752
  • FESTA DE CHAROLO DE OUTEIRO - 760 207 711
  • FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS - 760 207 802
  • FILIGRANA DE PÓVOA DE LANHOSO - 760 207 823
  • MUROS DE PEDRA SECA - 760 207 817
  • OS SANTEIROS DE SÃO MAMEDE DO CORONADO - 760 207 810
  • PICARETO - 760 207 755
  • ROMARIA DE S. BARTOLOMEU - 760 207 760
  • ROMARIA DE SÃO PAIO DA TORREIRA - 760 207 839
  • SEXTA 13 - NOITE DAS BRUXAS - 760 207 748
A Gala da Declaração Oficial, realiza-se a 5 de setembro de 2020 em Bragança e será transmitida pela RTP, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados nas Meias-Finais, vão ser eleitos 7 patrimónios pelos portugueses como as 7 Maravilhas da Cultura Popular® - Sical.

CONSELHO CIENTÍFICO

O Conselho Científico, um órgão constituído para apoiar a organização do concurso na elaboração do regulamento, na verificação das candidaturas e nas tomadas de decisão, tendo o objetivo de libertar a Organização de quaisquer tomadas de posição face aos candidatos a concurso, assegurando por isso, a máxima idoneidade, independência e equidistância do processo, conta com os seguintes membros:
  • Associação Portugal Genial
  • CEARTE- Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património
  • CNC - Centro Nacional de Cultura
  • Fundação INATEL
  • Joana Vasconcelos
  • Secretaria de Estado - Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
  • Turismo de Portugal
O projeto conta com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o PRESIDENTE DA REPÚBLICA.

Itália fecha discotecas e impõe uso de máscara à noite

A Itália determinou o encerramento das discotecas e tornou obrigatório o uso de máscaras à noite em locais públicos, para impedir a propagação da pandemia de covid-19.

O ministro da Saúde, Roberto Speranza, assinou um decreto-lei, que entra em vigor a partir de segunda-feira, e que torna obrigatório o uso de máscara entre as 18:00 e as 06:00 horas em locais públicos onde haja “aglomeração de pessoas”, noticiou a agência France Press (AFP).
O decreto-lei também suspende a atividade nas discotecas ao ar livre e nos estabelecimentos de diversão noturna.
Apesar de o número de infeções ter diminuído no país, o Governo italiano decidiu tomar esta medida já que as discotecas e os estabelecimentos de diversão noturno podem estar na origem de novos focos de infeções.
Enquanto durante a primeira onda da pandemia e nos meses de confinamento a região italiana mais afetada foi a Lombardia, nos últimos dias a maior incidência de novos casos situa-se em Véneto, uma região no norte do país, cuja capital é Veneza.
Na região de Véneto registaram-se, nas últimas 24 horas, mais 78 casos, seguindo-se a região de Lácio, com capital em Roma, com 68 novos casos.
Segundo as autoridades italianas, a origem dos novos contágios está associada à chegada de turistas ao país, a italianos que regressam de férias no estrangeiro e a atividades de lazer noturnas.
Hoje reuniram-se os governadores das regiões que concordaram com o encerramento das discotecas e espaços de dança em todo o país, uma medida que, até agora, vigorava apenas em Calábria e Basilicata.
Entretanto, a Itália registou 479 novos casos de infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, um número inferior ao dos dias anteriores, que pode ser justificado pela diminuição dos testes efetuados, avança a agência de noticias espanhola.
No sábado, após ter registado 626 novos casos de covid-19, numa semana em que se verificaram números superiores ou próximos de 500 casos por dia, a Itália denotou hoje uma diminuição do número de casos diários, com 479.
Sobe, assim, para 253.915 o total de infetados no país.
O número de mortes diárias, por sua vez, também diminuiu face aos últimos dias, registando-se quatro mortes, elevando para 35.396 o número total de óbitos causados pelo novo coronavírus.
Lusa

Sessões para colheitas de sangue em Setembro no Posto Fixo da ADASCA em Aveiro

A vida só tem um sentido, e o único sentido que a vida tem é quando investimos nossa vida na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do colectivo.
Esta é a missão da ADASCA: lutar pelo respeito integral da pessoa do dador de sangue, na construção contínua da cidadania e da justiça social. Unidos os objectivos se tornam mais fáceis de alcançar.
O compromisso primordial da ADASCA é estar ao lado dos dadores de sangue, pela defesa dos seus direitos, para que a justiça social nesta área seja uma realidade. Não somos melhores. Nem piores. Somos iguais a nós próprios. Melhor é a nossa causa.

As datas e horários das sessões para as colheitas de sangue no Posto Fixo da ADASCA podem ser consultadas por este link http://www.adasca.pt/schedule?month=2020-09

"A vida é um presente, que merecemos se nós nos entregarmos. A vida não é um problema que tem que ser resolvido. A vida é um mistério que quer ser descoberto." Rabindranath Tagore.