terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Castelo de Paiva | Mobilidade nos Transportes Publicos

DESDE QUE FOI CRIADO EM MAIO DO ANO PASSADO “ PART” JÁ BENFICIOU CERCA DE 250 FAMILIAS PAIVENSES

Desde que entrou em vigor, a 1 de Maio, e até final do ano passado, através do Plano de Acção Redução Tarifária (PART), foi possível apoiar cerca de 250 famílias /passes em Castelo de Paiva, num valor superior a 101 mil euros.

O PART, é programa de apoio à redução tarifária, que beneficia os utentes que adquiram e utilizem passes nos Transportes Públicos (rodoviários e ferroviários) no concelho, na região do Tâmega e Sousa ou na zona do Grande Porto, contemplando diversas modalidades neste conceito de mobilidade.

No transporte rodoviário, o passe municipal, que se destina a viagens dentro do concelho tem um custo máximo de 30€ e o passe intermunicipal/inter-regional, que se destina a viagens com origem e destino em concelhos diferentes, apresentando um custo máximo de 40€, sendo este aquele que apresenta mais procura entre os utentes.

Por sua vez, os utentes do transporte público ferroviário de passageiros, operado pela CP – Comboios de Portugal (CP), pagam 40€ pelo seu título mensal, caso adquiram uma assinatura monomodal da CP, ou 50€, se optarem por uma assinatura combinada Andante e CP / CIM do Tâmega e Sousa, que lhes permite viajar não só na rede da CP, situada na área geográfica do Tâmega e Sousa, mas também no Sistema Intermodal Andante (Área Metropolitana do Porto).

O autarca Gonçalo Rocha, agora também presidente da CIM do Tâmega e Sousa, sublinha que, esta é uma importante medida aprovada em Portugal no que diz respeito à mobilidade e ao acesso das pessoas aos transportes públicos, destacando outra medida anunciada como projecto piloto, que é o reforço nas ligações entre as sedes de concelho e o Hospital Padre Américo, em Penafiel, que é referência no território no domínio da saúde, procurando responder a uma das maiores necessidades de uma região com mais de 450 mil habitantes.

Recorde-se que, relativamente ao concelho de Castelo de Paiva, a título de exemplo, um passe mensal de autocarro entre Castelo de Paiva e Porto custava 128€ e passou a custar apenas 40€, o que se traduziu numa poupança de cerca de 88€, sendo que, a Câmara Municipal de Castelo de Paiva financia em 2,5% esta medida, nos passes para residentes no concelho de Castelo de Paiva.

Carlos Oliveira

Marinha Grande | Conduta adutora - rede de abastecimento de águas

INVESTIMENTO TOTAL DE 2.13 MILHÕES DE EUROS
Resultado de imagem para reservatórios do Alto dos Picotes até à Praça do Vidreiro
A Câmara Municipal da Marinha Grande aprovou na sua reunião de 20 de janeiro o projeto de construção da Conduta Adutora desde os reservatórios do Alto dos Picotes até à Praça do Vidreiro, no centro da cidade, num investimento estimado de 1.8 milhões de euros.


Este investimento junta-se aos cerca de 330 mil euros da construção da conduta adutora entre os reservatórios do Alto dos Picotes e São Pedro de Moel, cuja empreitada terá início, previsivelmente, nas próximas semanas.

O projeto agora aprovado corresponde à reformulação da conduta adutora distribuidora com origem no reservatório dos Picotes e ligação ao sistema de distribuição existente na praça do Vidreiro.

O sistema de distribuição existente entre o nó de entrada na Guarda Nova e o nó da praça do Vidreiro apresenta-se atualmente mal organizado e, como tal, vai proceder-se à reformulação de toda a rede de distribuição desta zona. No troço de implantação da conduta, uma vez que este se processa através de abertura da vala, foi considerado o corte, levantamento e remoção de pavimento existente, essencialmente em betuminoso. Nos demais locais, para construção de novos ramais domiciliários e marcos de água, foi igualmente previsto o levantamento e reposição de diversos revestimentos, tais como: calçada miúda, calçada grossa, zona verde, betão e/ou betonilha, elementos prefabricados em betão, entre outros.

Por forma a garantir adequada integração da rede de água projetada com as demais redes de infraestruturas existentes, revelou-se necessário prever pequenos ajustes em alguns órgãos auxiliares, designadamente afetos à rede de drenagem doméstica e pluvial.

Marinha Grande | Festas da Cidade no primeiro fim-de-semana de junho

Resultado de imagem para festas da Marinha Grande
As Festas da Cidade 2020 vão decorrer de 5 a 7 de junho, no Parque da Cerca, na Marinha Grande, cujo cartaz será anunciado oportunamente.

Dado o forte envolvimento das associações neste evento, nomeadamente na dinamização da Zona da Gastronomia, a Câmara Municipal realizou, no passado dia 15 de janeiro, uma reunião onde esteve presente a vereadora da cultura, Célia Guerra e técnicos da autarquia responsáveis pela organização do evento, para auscultação das mesmas relativamente às datas para a realização das Festas da Cidade 2020.

Foram apresentadas como alternativas as datas de 5 a 7 de junho e o período de 10 a 14 de junho . A escolha do primeiro fim-de-semana de junho foi feita pela maioria dos representantes das associações do concelho que estiveram presentes na reunião.

Zona Norte | Requalificação da EB1 de Oliveira do Arda também contemplada

Obras de beneficiação das Ruas Direita e Júlio Strecht vão avançar nos próximos meses em Castelo de Paiva

Foram hoje publicados em Diário da República os anúncios de procedimento para o Concurso Público de empreitada para as obras de requalificação da EB1 de Oliveira do Arda, na Raiva, e requalificação das Ruas Direita e Júlio Strecht, na zona urbana da vila, prevendo-se que, as intervenções destas empreitadas possam avançar nos próximos meses. 

A empreitada da obra de requalificação da EB1 de Oliveira do Arda, que vai permitir a ampliação deste estabelecimento de ensino, localizado na União de Freguesias de Raiva, Pedorido e Paraíso, tem um custo de

374 033,36 euros, enquanto a intervenção prevista para as Ruas Direita e Júlio Strecht, situados na zona mais antiga da urbe paivense, tem um valor de 321 038,36 euros, sendo que, ambas as obras têm financiamento assegurado na ordem dos 85% suportado pelo programa Norte 2020.

O presidente Gonçalo Rocha congratula-se com a oportunidade de lançar a concurso estas empreitadas, referindo o importante investimento que está a ser feito na Regeneração Urbana da Vila, complementando outras obras em curso como a Avenida General Humberdo Delgado e outros acessos já melhorados ou que estão em vias de ser beneficiados como a Rua Emídio Navarro, cuja empreitada deve arrancar em breve, garantindo assim, uma vila mais atractiva e muito mais funcional em termos de mobilidade urbana. 

Entretanto, está concluído o Acordo de Cooperação Técnica que permitirá o arranque do concurso para empreitada de reabilitação da antiga Escola Básica 2 3 de Castelo de Paiva, em Sobrado, uma vez que é urgente a sua requalificação, tendo em conta a necessidade de melhorar as condições de acolhimento neste estabelecimento de ensino, que recebe os alunos do Ensino Básico e Jardins de Infância pertencentes a este Agrupamento Escolar, sendo que esta é uma obra que deverá rondar 1 milhão de euros, financiada pelo Programa Norte 2020 em 85% com o Município a assegurar 15% do investimento. 

Carlos Oliveira




Juventude| Três dezenas de jovens de oito países em Águeda


Seminário e training course envolve dezenas de jovens de oito países europeus 

Além de Portugal, estão presentes, durante esta semana, em Águeda, três dezenas de jovens de sete países europeus a aprender boas práticas na área da juventude 

O Centro de Juventude de Águeda está a promover, durante esta semana, duas atividades paralelas que pretendem dar a conhecer as boas práticas preconizadas pelo Município na área da juventude no Concelho e formar técnicos de vários países. Uma é um seminário que decorre desde segunda-feira e até à próxima sexta-feira e a outra é um training course que se prolonga até sábado e que envolvem cerca de três dezenas de jovens de oito países europeus. 

Hoje, o grupo esteve reunido no Salão Nobre do Município de Águeda, onde foi recebido por Elsa Corga, Vereadora da Juventude da Autarquia, e por Pedro Alves, Chefe de Divisão do Desenvolvimento Local, que apresentou os projetos que a Câmara tem em curso nesta área, nomeadamente as bolsas de estudo, prémios escolares e programas de redução de abandono escolar; o AgitÁgueda, Talentos AgitÁgueda, a InCA (residências artísticas), a Biblioteca Municipal Manuel Alegre e o Centro de Artes de Águeda; o Águeda Living Lab e a incubadora de empresas; ou ainda o desporto escolar, desporto adaptado, sem esquecer o Centro Municipal de Marcha e Corrida e o Centro de Juventude. 

“Estas iniciativas visam, sobretudo, a troca de experiências e dar a conhecer o concelho e as nossas dinâmicas. Estamos também muito curiosos para aprender com todos e com as experiências que têm nesta área da juventude”, disse Elsa Corga, que expressou a alegria por receber estes jovens no Município, desejando ainda que, depois desta presença, tenham vontade de regressar. 

Durante a sessão de hoje, Ana Moutas, coordenadora do Centro de Juventude, apresentou o ponto de situação do Plano Municipal de Juventude de Águeda que a Autarquia está a elaborar e que está, neste momento, em fase de análise e processamento de dados dos questionários realizados a dois grupos etários (13 a 18 anos e 18 a 30 anos), onde foram auscultadas as opiniões dos jovens quanto a políticas de juventude. 

Refira-se que estão, até sábado, em Águeda, três dezenas de jovens de oito países (Eslovénia, Espanha, Grécia, Itália, Lituânia, Macedónia, Polónia e Portugal), sendo que no seminário estão formadores de seis ex-capitais europeias de juventude (Salónica, Maribor, Cluj Napoka, Braga, Cascais e Turim) e no training course participam jovens de cinco ex-capitais da juventude (as referidas, excepto Turim). Neste último, pretende-se definir uma metodologia de diagnóstico comum a nível europeu em matéria de juventude.

Campeões do automobilismo galardoados em Leiria

Resultado de imagem para Teatro José Lúcio da Silva

O Teatro José Lúcio da Silva recebe, no próximo dia 25, às 15:00, a Gala dos Campeões, cerimónia em que são entregues os prémios atribuídos pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) referentes a 2019. 

As disciplinas a premiar abrangem as várias competições do drag racing, drift, ralis, karting, montanha, perícia/slalom, ralicross, velocidade, regularidade, todo-o-terreno, trial 4x4, séries internacionais (GT4 South European Series, Peugeot Rally Cup Ibérica, TCR Europe e TCR ibérico). 

A cerimónia será dividida em dois momentos, um destinado aos Troféus, Taças e Campeonatos Regionais e o outro aos Campeonatos de Portugal, incluindo ainda uma exposição dos carros vencedores junto ao edifício do Teatro. 

Formação de Aqua Cross Training


A Piscina Municipal de Ansião recebeu, nos dias 18 e 19 de janeiro, uma formação sobre Aqua Cross Training, promovida pela Associação de Natação do Distrito de Leiria com a colaboração do Município. 

Dirigida a praticantes e treinadores de atividades aquáticas, constituiu um momento de enriquecimento profissional, tratando-se o aqua cross training de uma recente modalidade que associa a natação a exercícios de treino vertical, permitindo a sua prática fora de água, ainda que dentro da piscina. 

Trata-se de uma variante que prima pela inclusividade, pela intensidade e pelos fatores de motivação e de superação individual e que surge na senda do lema da Piscina Municipal, “Entre na água, ganhe vida!”, que procura oferecer aos munícipes uma oferta diversificada que estimule e incentive a prática de atividades aquáticas, fundamentais para uma vida mais saudável.

HORROR DO HOLOCAUSTO VAI SER DE NOVO RECORDADO EM TORRES VEDRAS

O Dia Internacional em Memória das Vitimas do Holocausto vai ser de novo assinalado em Torres Vedras.

Tal acontecerá com a projeção do filme Debaixo do Céu, no próximo dia 28 de janeiro, pelas 10h, no Teatro-Cine de Torres Vedras.

De referir, como contextualização deste filme, que quando “Hitler invade grande parte da Europa e estende a perseguição aos judeus nos territórios que ocupa, três milhões de refugiados rumam a sul. Nenhum judeu estava a salvo. Entre 1933 e 1944 centenas de milhares de judeus atravessaram a Europa, em fuga até Portugal, a última porta para a liberdade. Despojados de todos os seus bens, obrigados a abandonar as famílias, deixaram para trás não só o seu país, como também a sua identidade. Sob a ditadura de Salazar, Portugal acolheu uma grande população de judeus refugiados, causando um grande impacto social no país”.

Debaixo do Céu é um filme narrado sobre estas histórias de êxodo, ilustrado com registos fílmicos da época. Neste filme, oito olhares de crianças, que hoje têm perto dos oitenta anos, relatam a viagem que centenas de milhares de judeus fizeram para escapar à perseguição do regime nazi. Lolita, Ralph, Edmond e Rachel, entre outros, contarão as suas memórias, reconstruindo a sua viagem até Portugal...

A atividade é organizada pela Câmara Municipal de Torres Vedras e pela Cátedra de Estudos Sefarditas Alberto Benveniste da Universidade de Lisboa.

As inscrições para a participação na mesma, as quais são gratuitas, devem ser efetuadas pelo n.º de telefone: 261 310 484; ou pelo e-mail: museu.servico.educativo@cm-tvedras.pt.

Câmara de Cantanhede promove ações de informação sobre faixas de gestão de combustível


Uma ação de sensibilização sobre a criação de faixas de gestão de combustível associada à rede viária florestal do Município de Cantanhede vai ter lugar no edifício da antiga Junta de Freguesia da Camarneira, amanhã, 22 de janeiro, a partir das 20 horas. Trata-se da segunda ação desta natureza na União de Freguesias de Covões e Camarneira depois da realizada na sede da freguesia. O objetivo é esclarecer os proprietários sobre a lei que obriga as autarquias a proceder a operações de desflorestação, desmatação e limpeza em 10 m de ambos os lados dos terrenos contíguos às estradas municipais. Para isso, vão estar na sessão técnicos do Gabinete Técnico Florestal da autarquia. 

Além do enquadramento do disposto no decreto-lei n.º 124/2006, de 28 de junho, que estabelece a responsabilidade dos municípios pela criação de uma faixa lateral confinante à rede viária, será feito o ponto da situação sobre os trabalhos entretanto realizados no concelho de Cantanhede. A desflorestação, desmatação e limpeza das áreas de gestão de combustível está a ser executada por uma empresa especializada, no âmbito de uma empreitada adjudicada pela Câmara Municipal por 252.506 euros e cuja execução se estende até ao final de 2021. 

Além disso, recorde-se, a autarquia cantanhedense está a realizar, por administração direta, operações a esse nível, nomeadamente desde que passou a dispor de um trator equipado para esse fim, cuja aquisição foi financiada pelo Fundo Recomeçar – Ambiente, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no âmbito de uma candidatura submetida pela Câmara Municipal para esse efeito. 

Concretizando o preconizado no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Cantanhede, a execução de faixas de gestão de combustíveis prossegue na União de Freguesias de Covões e Camarneira depois das intervenções realizadas nas freguesias de Ançã e Murtede. 

O início dos trabalhos é sempre precedido de ações de informação, tal como já aconteceu em Ançã, Murtede, Enxofães e Covões, mantendo a Câmara Municipal a aposta em esclarecer a população sobre as matérias inerentes ao processo, fomentando também por essa via a adoção de práticas e comportamentos colaborativos, de forma a dar cumprimento à legislação em vigor sobre a matéria. 

Outro dos objetivos que se pretende alcançar com as sessões de carácter técnico e pedagógico é reforçar a consciencialização coletiva relativamente aos fatores de risco dos incêndios florestais, de forma a consolidar uma cultura de prevenção.

Curso de Nadador Salvador em Figueiró dos Vinhos



A Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, consciente da importância acrescida que tem vindo a assumir a atividade de nadador salvador, no contexto das áreas da Segurança e Socorro num concelho rico em praias fluviais, vai promover, novamente, o Curso de Nadadores Salvadores. 

A edição de 2020, ministrada pela Escola de Formação da Associação de Nadadores Salvadores ‘Os Delfins’, decorrerá entre abril e maio, em horário pós-laboral, e terá um custo de 195€. As inscrições já se encontram abertas e o início do Curso está agendado para 15 de abril.

Os interessados poderão obter informações ou efetuar a inscrição contactando diretamente a Escola de Formação através de:

· 913883530

As divagações e epifanias de uma errante viagem a Itália


Este não é um romance condenado à linearidade e à convencionalidade. Em O Último Verão, A. Ferreira da Silva, com provas dadas na tradução e na poesia, arrisca-se pela primeira vez no domínio da prosa ficcional, com uma narrativa densa e complexa.

Durante uma viagem a Itália, com especial incidência nas cidades de Florença e Ferrara, o protagonista depara-se com uma série de divagações e epifanias que se alinham numa perspectiva ilusoriamente terminal, mas que se acham ainda em processo integrativo.

A história constrói-se a partir de uma sequência de quadros introspetivos, que vão conduzindo o homem por labirintos, quer na dimensão física, quer na dimensão psíquica. E impõe-se a urgência de decidir se os pontos de referência que pautam o percurso, compostos por pessoas, lugares, impressões e memórias, constituem etapas de progressão ou becos sem saída.

O Último Verão chega hoje, dia 21 de Janeiro, às livrarias de todo o país. 

O Último Verão
A. Ferreira da Silva
Ficção / Romance
120 páginas · 15x23 · 13,90 €
Nas livrarias a 21 de Janeiro

Guerra e Paz, Editores

Obituário | Informação sobre o Funeral de Carlos Pereira

Comunicado de Imprensa da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Cantanhede e Mira:

"É com profundo pesar e consternação que a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Cantanhede e Mira CRL comunica o falecimento do seu Presidente, Carlos Alberto Pereira Martins.
Sócio fundador, presidiu durante 38 anos a esta Caixa que foi, também, sua casa e seus colaboradores, sua família.
A sua pessoa ficará para sempre ligada a esta Caixa e ao Grupo Crédito Agrícola, que ajudou a construir.
Recordaremos com saudades um amigo, um companheiro.
O velório começará pelas 10 horas de amanhã, dia 22 de Janeiro de 2020, na Funerária Boiça (Rua Leonardo Lopes, n.º 14, em Cantanhede), e o funeral ocorrerá pelas 16 horas no mesmo local".

Novas tabelas sobem isenção de IRS até 659 euros mensais

Resultado de imagem para Novas tabelas sobem isenção de IRS até 659 euros mensais
O valor dos salários ou pensões a partir do qual se começa a descontar IRS sobe, em 2020, de 654 para 659 euros mensais, segundo as novas tabelas de retenção na fonte hoje publicadas em Diário da República.
As novas tabelas estão em linha com a atualização dos escalões inscrita na proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) de 0,3% e sobem em cinco euros o valor das remunerações que estão isentas de imposto.
"Estas tabelas agora aprovadas refletem, para além da sua adequação à taxa de inflação e a atualização automática do valor do mínimo de existência, o progressivo esforço de ajustamento entre as retenções na fonte e o valor de imposto a pagar decorrente das alterações aprovadas em matéria de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares [IRS]", refere o Ministério das Finanças em comunicado.
No despacho, assinado pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, explica-se que as tabelas de retenção na fonte se aplicam aos rendimentos de trabalho dependente e de pensões pagos ou colocados à disposição após a entrada em vigor do documento (quarta-feira).
Nas situações em que houve processamento dos rendimentos antes da entrada em vigor das novas tabelas de retenção na fonte de IRS, "devem as entidades devedoras ou pagadoras proceder, até final do mês de fevereiro de 2020, aos acertos decorrentes da aplicação àqueles rendimentos das novas tabelas de 2020".
De acordo com as simulações enviadas hoje pelo Ministério das Finanças, um trabalhador solteiro, com um rendimento bruto mensal de 685 euros passa, com as novas tabelas, a pagar uma taxa de retenção de 0,1%, o que significa, face a 2019 em que pagava 4,4%, que vai reter menos todos os meses 29,46 euros (412,37 euros no final do ano).
Já um trabalhador casado, dois titulares, com dois filhos e um rendimento bruto mensal de 3.100 euros, vê a sua taxa de retenção reduzir de 29% para 26,5%, pagando menos de imposto todos os meses 77,5 euros (1.085 euros no final do ano), segundo as simulações enviadas pelo gabinete de Mendonça Mendes.
Um pensionista casado, único titular, com um rendimento bruto mensal de 705 euros, verá a sua taxa de retenção na fonte passar dos 1,0% para os 0,9% pelo que descontará menos 0,66 euros a partir de agora (menos 9,25 euros no conjunto do ano).
Lusa

PJ deteve jovem suspeito de esfaquear colega em escola de Gondomar

Resultado de imagem para PJ deteve jovem suspeito de esfaquear colega em escola de Gondomar
A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um jovem de 17 anos suspeito de tentar matar um colega, na segunda-feira, numa escola em Gondomar, no distrito do Porto.
Em comunicado, a PJ refere que “os factos ocorreram na manhã de ontem [segunda-feira], no interior de um estabelecimento de ensino de Gondomar”, e que, na ocasião, “o arguido, movido por desejo de vingança, surpreendeu a vítima e agrediu-a com uma arma branca na região da face e das costas, não lhe provocando a morte por mero acaso”.
O detido, de 17 anos, estudante, “com registo escolar marcado por episódios de violência”, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das adequadas medidas de coação.
O jovem suspeito de ter esfaqueado um outro de 16 anos numa escola de Fânzeres, em Gondomar, entregou-se na segunda-feira no posto da GNR local, disse fonte policial.
A vítima foi transportada ao Hospital de São João, no Porto, e, de acordo com informações chegadas na segunda-feira de manhã ao Comando Territorial da GNR do Porto, “não corre risco de vida”.
O caso ocorreu pelas 10:30, na Escola EB 2,3 de Santa Bárbara, em Fânzeres, concelho de Gondomar.
Fonte do Ministério da Educação indicou na segunda-feira à Lusa que o suspeito foi suspenso da escola e será alvo de um processo disciplinar.
“A direção da escola instaurou um processo disciplinar a um aluno que, consequentemente, está suspenso. O caso está entregue às autoridades”, referiu o gabinete do ministro Tiago Brandão Rodrigues, resposta escrita enviada à Lusa.
Lusa

NELSON HELENO DA SOCIEDADE COLUMBÓFILA PARTICIPOU NO TRAIL TRILHOS DA MATA

Sob organização da Associação Desportiva e Recreativa da Mata, realizou-se no dia 27 de janeiro de 2019 a primeira edição do Trail dos Trilhos da Mata, uma prova que percorreu os percursos e trilhos da freguesia dos Milagres, no concelho de Leiria

Constituída por uma prova de Trail Running, na distância de 15 km e uma caminhada de 10 km, os atletas participantes tiveram que vencer algumas dificuldades num percurso corrido na sua esmagadora maioria em trilhos rurais. 

Com partida e chegada à Associação Desportiva e Recreativa da Mata, participou nesta competição, na prova de trail, o atleta Nelson Heleno, da Secção de Ar livre e Aventura da Associação de Solidariedade Social Sociedade Columbófila Cantanhedense, que alcançou o 14º, lugar na classificação geral masculina e igualmente o 8º lugar no escalão de séniores masculinos, gastando para percorrer a distancia desta prova 01:32:51.

Câmara Municipal recebeu Governador do Distrito Rotário

O Governador do Distrito Rotário 1970 para o ano rotário 2019-2020, iniciou a sua visita oficial a Ansião, no dia 20 de janeiro, na Câmara Municipal.

José Luís Carvalhido da Ponte foi recebido pelo executivo camarário no Salão Nobre dos Paços do Concelho, acompanhado por companheiros do Rotary Club de Ansião, presidido por Alfredo Freire. 

O Presidente da Câmara, António José Domingues, deu as boas-vindas ao Governador e enalteceu o trabalho desenvolvido pelo clube de serviço concelhio e pela missão do movimento Rotário, que “conecta o mundo” em prol do bem à comunidade, manifestando a disponibilidade do município para dar continuidade ao trabalho de cooperação que tem vindo a ser desenvolvido.

Carvalhido da Ponte salientou o lema do movimento rotário, “Dar de si antes de pensar em si”, que, à semelhança do trabalho das autarquias, se traduz num trabalho de cariz social e de proximidade às pessoas, pretendendo dar resposta às suas necessidades. 

A troca de lembranças no final da visita firmou o compromisso de manter a parceria entre a autarquia e o movimento, num mútuo empenhamento na melhoria da qualidade de vida da comunidade.

Helena Paula Fernandes Costa

Empresa de software dos EUA distingue trabalho de estudantes da UC

Alexandre Jesus e Tomé Bandeira, estudantes de mestrado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), foram distinguidos na Student Simulation Competition, uma competição mundial de estudantes promovida pela Simio, empresa americana especializada em ferramentas de simulação e programação para a indústria e serviços.

No concurso, que é lançado semestralmente, a empresa desafia estudantes universitários de todo mundo para a resolução de problemas de engenharia complexos, premiando os quatros melhores trabalhos. 

Nesta edição participaram 291 equipas, envolvendo um total de 1553 estudantes de 43 instituições de vários países, entre os quais Alemanha, Arábia Saudita, Canadá, China, Colômbia, Espanha, EUA, Guatemala, México, Portugal e Singapura. A equipa da FCTUC conquistou o terceiro lugar.
O desafio consistia em desenvolver um modelo de simulação de um aeroporto, de forma a otimizar a sua performance. Assim, através da plataforma SIMIO e com base nos dados fornecidos, os estudantes tinham de propor um modelo que respeitasse as restrições específicas do problema, algumas muito difíceis de cumprir. 

A solução criada pelos estudantes do Departamento de Engenharia Mecânica da FCTUC traduz-se numa abordagem, denominada “simulação de eventos discretos”, que representa digitalmente o aeroporto na totalidade, ou seja, representa não só o que acontece dentro do aeroporto, mas também o que ocorre fora do aeroporto (por exemplo, chegada de passageiros por via de transporte público ou automóvel), permitindo otimizar variáveis críticas para o funcionamento de todo o sistema.

Foi necessária «uma abordagem holística, sendo que todas as secções presentes num aeroporto convencional foram consideradas (chegada de passageiros, check-in, segurança, terminais, etc.). Para cada etapa percorrida pelos passageiros, foram realizados estudos que permitissem modelar, com a maior precisão possível, algumas caraterísticas influenciadoras da variabilidade no sistema, como as filas de espera, o tempo de processamento, situações de prioridade, entre outras. Posteriormente, todas estas análises individuais dos recursos do aeroporto foram fulcrais para o desenvolvimento de uma proposta de melhoria», explicam os estudantes Alexandre Jesus e Tomé Bandeira.

A grande vantagem deste tipo de abordagens, acrescenta Samuel Moniz, docente e orientador da equipa, reside no facto de, «em muito pouco tempo e com pouco esforço, se conseguir avaliar diferentes alternativas de arquitetura e de funcionamento do sistema, o que seria impossível realizar em ambiente real». 

Samuel Moniz realça a importância que este tipo de competição representa: «nós conseguimos, em ambiente académico, treinar os nossos alunos para encontrarem soluções para problemas de elevada complexidade e de larga escala. A partir de uma imensidão de dados, os estudantes têm de ser capazes de desenvolver um modelo de computador simples que suporte a tomada de decisão».

A abordagem que foi seguida para resolver o problema colocado pela Simio pode ser aplicada em qualquer setor industrial ou de serviços. O trabalho foi realizado no âmbito da cadeira de Simulação de Operações, no plano curricular do Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial da FCTUC.

Cristina Pinto

Estarreja celebra 15 anos da Elevação de Estarreja a Cidade

Comédia, música e cinema são as propostas culturais para o próximo fim de semana no CTE.
 Resultado de imagem para Estarreja celebra 15 anos da Elevação de Estarreja a Cidade
Da autoria do francês Marc Camoletti, este sábado, dia 25, o palco do CTE recebe a comédia louca “Ding Dong”. Esta peça de teatro, com interpretação de Andreia Dinis, Gonçalo Diniz, António Machado, Melânia Gomes, Núria Madruga e Sofia Baessa, tem um enredo amoroso com muitos ciúmes, traições, mentiras e peripécias à mistura, onde não faltam cenas inusitadas.

Com início agendado para as 21h30, “Ding Dong” conta a história de Bernardo, que sabendo que a mulher o trai, fazendo-se passar por ela, convida o seu amante, Roberto, para ir a sua casa. Ao vê-lo cara a cara, Bernardo dá-lhe duas opções: ou o mata ou dorme com a sua mulher. Roberto escolhe a segunda opção e nessa mesma noite janta em casa de Bernardo mas... em vez de levar a mulher verdadeira leva uma amiga que se faz passar por ela, até que a verdadeira aparece! Uma comédia que não sabemos como vai acabar...

Sabemos que todos mentem, mas será que todos traem?

Concerto dos 15 anos da Elevação de Estarreja a Cidade com talentos da terra

Domingo, dia 26, vamos celebrar o 15.º aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade com um concerto comemorativo. A Câmara Municipal de Estarreja continua a valorizar os agentes culturais locais e convida a Orquestra Filarmonia das Beiras, sob a direção do Maestro Cláudio Ferreira, tendo como solistas Gabriel e Ricardo Antão. Três talentos da nossa terra que terão o merecido destaque neste dia de celebração. 
  
Neste espetáculo será apresentado o Concerto para Trombone e Orquestra de Nino Rota com o solista Gabriel Antão, a Sinfonia nº 4 "Italiana" de Felix Mendelssohn Bartholdyo. Será ainda a estreia da obra encomendada pelo Município de Estarreja, para assinalar o 15.º aniversário da elevação a Cidade, ao compositor estarrejense Alexandre Almeida, intitulada “Antão e quê...? Divertimento para Trombone, Eufónio e Orquestra”, com os solistas Gabriel e Ricardo Antão em trombone e eufónio, respetivamente. Para assistir às 16h00.

É indiscutível que o dia 26 de janeiro de 2005 permanecerá na história do Município de Estarreja. Era então publicada no Diário da República a Lei nº 3/2005 que oficializava a Cidade de Estarreja. O Artigo Único da Lei nº 3/2005 refere que “A Vila de Estarreja, no Município de Estarreja, é elevada à categoria de Cidade”. A lei foi aprovada pela Assembleia da República a 9 de dezembro de 2004, tendo sido promulgada pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, a 7 de janeiro de 2005.


Na tela do CTE há um musical a não perder

Mais tarde, às 21h30, há “Cinema em Cartaz” com a exibição do filme “Cats”, de Tom Hooper. A película retrata o ritual existente na tribo de gatos “Jellicles”. Todos os anos, numa noite especial, têm de escolher o GATO que deve ascender ao Heaviside Layer, e assim, conseguir uma nova e melhor vida. Cada um dos gatos conta a sua história à lider, a velha Deuteronomy, na tentativa de ser o escolhido.

Daniela Couto

Subsídios para creche e pagamento a 100% das baixas médicas para assistência familiar. Governo anuncia pacote de medidas de natalidade

Resultado de imagem para Subsídios para creche e pagamento a 100% das baixas médicas para assistência familiar. Governo anuncia pacote de medidas de natalidade
A confirmação foi dada pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que indicou ser parte de um pacote de medidas para apoiar a natalidade. Governo reservou 1,524 milhões de euros para medidas de apoio familiar e para que os jovens portugueses comecem a ser pais mais cedo.
As baixas médicas para assistência aos filhos vão passar de ser pagas em 65% para 100% e vai haver um subsídio para colocar as crianças na creche. Estas são algumas das medidas que o Governo prevê implementar para fomentar a natalidade no país.
As medidas foram anunciadas por Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em entrevista ao jornal Público, estando já previstas neste próximo Orçamento do Estado.
Relativamente ao subsídio à creche, segundo a ministra, todas as famílias com dois ou mais filhos até aos três anos vão ter direito a receber um cheque para ajudar com as despesas na creche. O valor em causa ainda não foi fixado, mas o executivo já fez saber que a medida é universal, destinando-se a todas as famílias, e que vão ser criados mais 4500 lugares em creche nas cidades de Lisboa, Porto e Setúbal.
"O objectivo é que seja para todas as crianças que frequentem creches. O direito a este complemento suporá que os pais utilizem a creche, pública ou privada", disse a ministra ao Público.
Outra das medidas, que segundo Ana Mendes Godinho se destinam a criar condições “para que os jovens tenham capacidade de ter filhos mais cedo”, é o alargamento para 20 dias úteis da licença obrigatória para o pai a seguir ao nascimento e a isenção fiscal parcial de 30% no primeiro ano de entrada no mercado laboral.
Ao todo, o financiamento previsto para estas "medidas de apoio à natalidade e à parentalidade" é de 1,524 milhões de euros. Segundo a ministra, para as mesmas medidas, em 2015 havia "mil milhões de euros", ou seja, agora "são mais 500 mil milhões de euros para os instrumentos de apoio à natalidade, concretamente para as licenças de parentalidade e para o abono de família, com a concretização plena do quarto escalão e o alargamento da abrangência das crianças dos 12 para os 36 meses". Este valor, indica Ana Mendes Godinho, "reflecte um impacto financeiro de 37 milhões de euros a mais, ou seja, de acréscimo."
Madremedia

Explicando a mudança de mentalidade que tornou possível o Concílio Vaticano II

Abertura do Concílio Vaticano II (1962)

  • Gustavo Solimeo
Muitos autores católicos têm traçado as raízes filosóficas e teológicas da crise atual dentro da Igreja. Esse enfoque contribui muito para explicar a evolução das doutrinas que minam a Fé. No entanto, por mais importante que esse aspecto seja, ele não explica tudo.
Há outros aspectos da prática da Fé, envolvendo hábitos, cultura e costumes que também mudaram. A compreensão desse desenvolvimento é essencial para entender a crise na Igreja.
O pensador católico Plinio Corrêa de Oliveira explicou o processo que levou a uma mudança de mentalidade dentro da Igreja, o qual desempenhou um papel na aceitação de doutrinas errôneas, bem como de novas formas de ser e pensar que se afastam da tradição católica.
Esta mudança de mentalidade explica como os católicos estavam preparados para aceitar o Modernismo quase sem resistência após a morte de São Pio X, que lutou contra o Modernismo. Ajuda ainda a explicar como, depois do Concílio Vaticano II, os fiéis aceitaram com euforia o abandono de tradições, como as batinas, os hábitos religiosos, os véus e de outros costumes piedosos.
As suas penetrantes análises desse fenômeno psicológico e espiritual mostram como tudo isto se tornou possível. A mudança de mentalidade preparou as mudanças doutrinárias que viriam. O que se segue é inspirado nessas análises.
Após um período de fervor…
O Bem Aventurado Pio IX proclama dogma da Infalibilidade Papal e do Primado do Papa (1870)
A proclamação do dogma da Imaculada Conceição (1854) e especialmente do dogma da Infalibilidade Papal e do Primado do Papa (1870) provocou uma onda mundial de entusiasmo e fervor entre os católicos. O Episcopado, o clero e os fiéis aplaudiram estas proclamações.
Ao mesmo tempo, multiplicaram-se as congregações religiosas e as obras católicas. Os missionários difundiram o Evangelho em todos os continentes, a despeito de perseguições na África e na Ásia. A fé floresceu apesar dos governos hostis na França e na Alemanha.
O clero era geralmente zeloso e digno. Apareceram numerosos santos, alguns dos quais foram beatificados ou canonizados.
No entanto, um certo otimismo tomou conta de boa parte do Episcopado, do Clero e dos fiéis, levando a uma certa despreocupação, a uma certa complacência com os sucessos apostólicos obtidos.
A consequência foi uma perda de ímpeto. Isto não levou imediatamente à decadência, mas a uma diminuição do desejo de ir mais alto. Este espírito afetou o clero e as ordens religiosas e teve um impacto negativo sobre os fiéis.
…a tibieza progressiva do clero
Essa diminuição do fervor levou a uma estagnação que progressivamente afetou o clero de alto a baixo, causando uma conseqüente decadência no fervor dos fiéis.
Pois, segundo o famoso abade cisterciense e escritor francês Dom Jean-Baptiste Chautard (1858-1935), existe uma relação entre o clero e o povo, que ele exprime desta forma:
“A sacerdote santo, […] corresponde povo fervoroso;
 a sacerdote  fervoroso, povo piedoso;
 a sacerdote piedoso, povo honesto;
 a sacerdote honesto, povo ímpio.
 Sempre um grau de vida a menos naqueles que são gerados.”[1]
Perda do Espírito Militante
Essa decadência espiritual — caracterizada pela perda do fervor, do espírito de abnegação, do desejo de renúncia e do entusiasmo pela Fé — pouco a pouco levou a uma mudança de mentalidade no clero e nos fiéis, pela qual eles perderam a noção de Igreja Militante.
De fato, muito antes do Concílio Vaticano II, uma piedade sentimental e adocicada espalhou-se entre os católicos.
Exceto alguns sacerdotes que ainda eram fervorosos, por um lado, e liberais que pregavam doutrinas revolucionárias, por outro, o que se ouvia mais frequentemente nos sermões ou o que se lia nas principais publicações católicas eram considerações piedosas e abstratas sobre “humildade”, “caridade”, e coisas semelhantes, válidas para qualquer tempo e lugar, mas completamente desconectadas dos dias de hoje.
Quando os pregadores falavam de combate ou de luta, referiam-se quase exclusivamente ao combate espiritual ou à luta contra as paixões e as más inclinações. Eles nunca, ou quase nunca, mencionavam a luta contra os inimigos da Igreja, quer externos ou internos.
Essa pregação unilateral levou à omissão sistemática de qualquer ideia de militância. Ela contribuiu para uma deformação da mentalidade católica. Os católicos assumiram uma atitude meramente passiva em relação aos inimigos da Igreja.
A perda do espírito militante não levou diretamente à aceitação de erros e desvios modernos. No entanto, contribuiu para o enfraquecimento da resistência a tais erros e desvios. Mudou a mentalidade de inúmeros católicos que passaram a acreditar que combater o erro ou admoestar uma pessoa em erro não é caridoso.
Uma atmosfera de tédio e desejo de mudança
A perda do espírito militante produziu um estado de prostração, sonolência e tédio.
A modorra geral escondia, porém, um descontentamento, uma inquietação indefinida. Havia no ar um desejo indefinido de que essas águas fossem agitadas, para que essa estagnação cessasse de uma forma ou de outra.
Este fenômeno foi agravado pelo Concílio Vaticano II, que criou uma atmosfera de optimismo, ecumenismo e “diálogo” que excluiu a ideia de luta.
Os tempos imediatamente posteriores ao Concílio foram marcados por uma euforia e por um otimismo que é difícil de entender por aqueles que não viveram aqueles dias trágicos.
Em toda parte se repetiam expressões otimistas: “aggiornamento”, participação na liturgia vernácula, envolvimento dos fiéis na vida da Igreja…
A frase atribuída a João XXIII era repetida com frequência: “É preciso abrir as janelas para que o ar fresco possa entrar na Igreja”. E assim chegamos ao dia de hoje.
Da tibieza aos escândalos de abuso sexual
Quando a idéia de luta está ausente, o espírito de vigilância diminui ou cessa completamente.
A falta de vigilância, junto com a tibieza e a pouca fé, teve como fruto amargo  —  mas não imprevisível —  a infidelidade de tantos sacerdotes e prelados.
Não a causa, mas a consequência
Assim, a grave situação do Papado hoje não é a causa da presente crise, mas sim, em certa medida, uma consequência desta crise.
O presente pontificado não poderia ter tido lugar sem o processo de profunda deterioração de todo o corpo social da Igreja, incluindo o episcopado, o clero e os fiéis. Este processo destruiu as defesas naturais, os “anticorpos” que teriam permitido ao corpo reagir.
Infelizmente, não só a cabeça, mas todas as partes do corpo estão doentes. Um misterioso vírus infecta o organismo inteiro. Nem mesmo uma cirurgia drástica pode trazer o corpo de volta à saúde.
Em termos não metafóricos, a muito improvável eleição de um conservador, ou mesmo de um Papa santo, num futuro conclave não será suficiente para restaurar a plena normalidade na vida da Igreja.
De fato, é muito difícil ver como a Igreja pode sair desta crise e voltar a uma situação normal sem a restauração da sociedade temporal que é afetada por uma crise de proporções apocalípticas.
Assim, só a intervenção divina pode salvar a Igreja e o mundo do caos e da loucura que agora parecem reinar em toda a parte.
Esta encruzilhada torna ainda mais atual a mensagem de Nossa Senhora de Fátima, que previu estes tempos e propôs soluções sobrenaturais.
ABIM
________________
Notas:
1. Dom João Batista Chautard, O.C.S.R, A Alma de todo Apostolado, Editora Coleção FTD, São Paulo [1962], p. 56.
2. Fonte: Traduzido do original em inglês:  https://www.tfp.org/explaining-the-change-of-mentality-that-made-vatican-ii-possible/ Gustavo Solimeo

Seixal | MANUEL CARGALEIRO APRESENTA A ESSENCIA DA COR

Manuel Cargaleiro apresenta A Essencia da Cor

Foi inaugurada na passada quinta-feira, dia 16 de janeiro, às 16 horas, na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro, a exposição A Essência da Cor, de Manuel Cargaleiro, uma oportunidade para conhecer, até 27 de dezembro, um conjunto de serigrafias e litografias que demonstram o valor do artista, que é uma referência nacional e internacional. A entrada é livre.

A presença de mantas de retalhos (patchwork) da artesã Ermelinda Cargaleiro, mãe do artista, uma delas oferecida para o acervo da autarquia, ajudará os visitantes a perceber e a descobrir a sua primordial influência e fonte de inspiração. As composições geométricas e movimentos cromáticos existentes nestas peças serão apropriadas pelo mestre nas suas obras pictóricas e nos seus poemas pincelados e ritmados.

A exposição A Essência da Cor pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 10 às 12.30 horas e das 14 às 17 horas, na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro, na Quinta da Fidalga, em Arrentela, até ao fim do mês de maio. De junho a setembro, este equipamento irá funcionar com horário de verão, das 10 às 12.30 horas e das 14 às 18 horas.

Santiago do Cacém | PROCESSO DE DESCENTRALIZAÇÃO CONTESTADO POR AUTARQUIA

Processo de descentralização contestado por autarquia de Santiago do Cacém

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém manifestou a sua posição desfavorável relativamente à forma como o processo de descentralização de competências está a ser levado a cabo pelo Governo. Posição que o Presidente da Câmara Municipal, Álvaro  Beijinha, transmitiu à Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, e ao Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, durante a reunião que decorreu, dia 8 janeiro em Grândola, na Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral – CIMAL.

Para Álvaro  Beijinha este “é um processo que não começou bem, porque não foi discutido da forma como devia ter sido com as autarquias. Sentimos que basicamente se trata de uma desresponsabilização por parte da Administração Central e do Governo, passando um conjunto de competências e serviços que são já deficitários, o que é bem visível em áreas como a saúde, a educação ou a habitação em que o próprio Estado não tem todas as condições necessárias asseguradas para a prestação desses serviços”. Para o Autarca “o que está agora a se pretender fazer é transferir esses deficits para a responsabilidade das autarquias, sem os recursos necessários, sejam eles financeiros, humanos e materiais para exercemos essas competências”.

Para Álvaro  Beijinha há também a “agravante de que a Lei prevê que em janeiro de 2021 as autarquias, mesmo que não queiram, têm que aceitar estas competências. Enquanto, até aqui, este processo tinha sido gradual, em que as autarquias caso não quisessem assumir essas responsabilidades tinham de deliberar a não-aceitação dessas transferências, como aconteceu em Santiago do Cacém”, explicou.

A educação é de facto a situação mais preocupante no Concelho, está prevista a passagem de 230 a 240 funcionários/as das escolas, que pertencem ao Ministério da Educação e são geridos/as pelos agrupamentos, para a Autarquia. “Nós, como muitas outras autarquias, não estamos preparados para receber esta responsabilidade com as condições que temos atualmente,” sublinha Álvaro Beijinha.

Preocupações transmitidas à Ministra, tendo o Autarca defendido que “o correto seria o processo ser suspenso para se discutir e negociar, e que em 2021 não fosse imposto à força a quem não o quisesse”.

A posição dos autarcas voltou a ser sublinhada durante a conferência organizada pelo Jornal de Notícias, em parceria com a Câmara Municipal do Porto, dia 13 de janeiro, onde foram discutidos os caminhos da descentralização. Onde “a uma só voz foi defendido que este processo deve ser travado e renegociado, e esta posição foi assumida por autarcas de norte a sul do país e dos mais variados quadrantes políticos, que consideram um erro que vai penalizar as populações”, salienta o Presidente da Câmara de Santiago do Cacém, que esteve presente na conferência.

Sesimbra | ATERRO NO ZAMBUJAL: CCDR CONFIRMA REVOGAÇÃO DE LICENÇA E REMETE PROCESSO PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO

Aterro no Zambujal: CCDR confirma revogação de licença e remete processo para o Ministério Público
Na sequência dos ofícios enviados pela Câmara Municipal de Sesimbra, à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), a pedir esclarecimentos sobre o funcionamento ilegal do aterro do Zambujal, a CCDR informou a autarquia que após a revogação da licença de atividade, decretada em junho de 2019, a empresa Greenall Life interpôs, no Ministério do Ambiente e da Transição Energética, recurso hierárquico contra esta decisão, que após análise foi indeferido pelo Secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, mantendo-se assim em vigor a decisão da CCDR.Perante a continuação ilegal da atividade, constatada por técnicos da Comissão, que visitaram o local, acompanhados por uma equipa da autarquia, esta entidade deu conhecimento da situação de desobediência ao Ministério Público. 
Espera-se agora que, em conformidade com a lei, o caso seja tratado com celeridade, para que se ponha fim a um atentado ambiental que está a prejudicar muitos moradores da zona.
A Câmara Municipal, assim como a Junta de Freguesia de Castelo, moradores e muitas entidades que já demonstraram a sua indignação em relação a este caso, vão continuar a acompanhar de perto o evoluir do processo até à sua resolução e reposição da normalidade no local.

BALCÃO DA INCLUSÃO DA MOITA JÁ ABRIU AO PÚBLICO

Balcão da Inclusão da Moita já abriu ao público

Foi inaugurado na manhã de 9 de janeiro, o Balcão da Inclusão da Moita. Proporcionar um atendimento especializado a pessoas com deficiência/incapacidade, bem como aos seus familiares, que lhes disponibilize informação adequada e acesso mais facilitado aos seus direitos e deveres cívicos, minorando as dificuldades que sentem no dia-a-dia, é o principal intuito deste balcão, criado na sequência de um protocolo de cooperação estabelecido entre o Município da Moita e o Instituto Nacional de Reabilitação.

A abertura do Balcão da Inclusão contou com a presença do presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia, e do Presidente do Instituto Nacional de Reabilitação, Humberto Simões dos Santos. “Hoje concretizamos mais um passo neste que é um caminho longo, que tem tido diversos momentos importantes no nosso concelho, que é o caminho da inclusão, o caminho para uma sociedade mais justa, onde a igualdade não seja uma mera intenção”, afirmou o presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia. “Temos orgulho pela Câmara Municipal ter um percurso reconhecido e prolongado nestas matérias”, disse, recordando a distinção que o Município recebeu recentemente, a Marca Entidade Empregadora Inclusiva 2019. O Presidente do Instituto Nacional de Reabilitação, Humberto Simões dos Santos, salientou a importância destes balcões, que são já 80 em todo o país, e o papel insubstituível das autarquias neste processo, nomeadamente na criação de uma relação de proximidade com os cidadãos com deficiência e as suas famílias.

O Balcão da Inclusão da Moita funciona no Balcão do Munícipe da Moita (edifício da Câmara Municipal), às sextas-feiras, das 9:00h às 12:00h e das 14:00h às 17:00h. As marcações podem ser efetuadas através do telefone 210 891 000 ou do e-mail: div.assuntos.sociais@mail.cm-moita.pt.