segunda-feira, 28 de setembro de 2020

México | Alcanzar Objetivos Ambientales Es Posible A Través Del Internet De Las Cosas


por Yesica Flores


 Expertos en IoT: El Internet de las Cosas ayuda a las empresas a alcanzar sus objetivos de reducción de CO2

Las soluciones sustentables de IoT pueden ayudar a atraer nuevos clientes

Los hallazgos en torno al Internet de las Cosas y la sustentabilidad fueron el resultado de una encuesta en línea realizada por Deutsche Telekom

De acuerdo con la encuesta interna “Sustentable con Internet de las Cosas (IoT por sus siglas en inglés)”realizada por Deutsche Telekom, compañía alemana de telecomunicaciones con sede en Bonn y la empresa más grande de Europa proveedora de telecomunicaciones de la cual T-Systems forma parte, se determinó que el Internet de las Cosas ayuda a las empresas a alcanzar sus objetivos de reducción de CO2.

De 722 expertos en IoT de la empresa, 62% coincidió que, con cadenas de suministro inteligentes, sistemas de estacionamientos inteligentes en ciudades inteligentes, soluciones inteligentes para edificios, el Internet de las Cosas puede jugar un papel clave en los esfuerzos para combatir el cambio climático y alcanzar los objetivos del Acuerdo de París sobre el cambio climático.

Las evaluaciones de los expertos están respaldadas por un reciente estudio del Foro Económico Mundial sobre más de 600 aplicaciones de IoT, en el que se determinó que el 84% de todas las soluciones de IoT son propicias o potencialmente propicias para la sustentabilidad. En el Acuerdo de París de la Convención Marco de las Naciones Unidas sobre el Cambio Climático, los Estados miembros de la UE se han comprometido a lograr la neutralidad climática para 2050.

De acuerdo con el estudio, cada vez más empresas han hecho de la protección del medio ambiente y los recursos naturales un área importante de su estrategia empresarial. Un total de 77% de los expertos en Internet de las Cosas encuestados esperan que las soluciones de IoT desempeñen un papel importante en los esfuerzos de las empresas por reducir sus huellas de carbono. Además, los clientes tienen cada vez más en cuenta el “carácter ecológico” de las empresas en sus decisiones de compra: cuatro de cada cinco expertos (el 80%) están convencidos de que las empresas encontrarán en las soluciones sustentables de IoT un activo útil para ganar clientes.

Los expertos encuestados también creen que las soluciones de IoT podrían resultar ventajosas en los esfuerzos por atraer inversores. El 69% de los expertos prevé que, con el paso del tiempo, los posibles inversores prestarán cada vez más atención al uso de las soluciones de IoT por parte de las empresas.

También, de acuerdo con los expertos encuestados, el potencial de las soluciones de IoT para ayudar a reducir las huellas de carbono es particularmente grande en el sector de la logística. El Internet de las Cosas puede ayudar a hacer más eficientes las cadenas de suministro y los procesos logísticos. Los expertos en IoT de Deutsche Telekom predicen que en cinco años alrededor del 70% de todas las empresas de logística en Alemania estarán administrando sus flotas de vehículos y monitoreando sus envíos con la ayuda de soluciones de IoT.

Los sistemas de gestión de instalaciones inteligentes basados en IoT también tienen un gran potencial en el área de la reducción de las emisiones de CO2. De acuerdo con los expertos en IoT encuestados, dentro de cinco años, alrededor del 40% de todos los edificios de uso comercial en Alemania tendrán sistemas de control de edificios inteligentes – para el control de los sistemas de calefacción, ventilación y aire acondicionado (HVAC) y los sistemas de iluminación, y para la medición digital de los datos de consumo.

En lo que respecta a los esfuerzos de Deutsche Telekom en favor de la protección del medio ambiente, estos se remontan a 1995. Hoy en día, los clientes de Deutsche Telekom en Alemania navegan en una red completamente “verde”. La empresa satisface ahora el 100 por ciento de sus necesidades energéticas en Alemania con energías renovables, y espera que su consumo de electricidad en todo el mundo se base en un 100 por ciento en energías renovables para 2021. Además, para 2030 tiene la intención de reducir sus emisiones totales de CO2 en un 90 por ciento, con respecto a su nivel de 2017.

El año pasado, Deutsche Telekom también introdujo una etiqueta con la leyenda “nos importa”, con el objetivo de aumentar aún más la transparencia en relación con la sustentabilidad y la utiliza  para productos, servicios e iniciativas especialmente orientados a la sustentabilidad, sirviendo de guía para los clientes que dan prioridad a este tema en sus decisiones de compra.

4ª Série: JAZZ NAS ADEGAS REGRESSA COM QUARTETO LUIS BASTOS NA QUINTA JOÃO CLARA


O Jazz nas Adegas regressa nos próximos dias 2 e 3 de outubro, pelas 21h00 e 17h00 respetivamente, na Quinta João Clara, em Alcantarilha, após a interrupção imposta pela atual Pandemia que atravessamos. As Sessões canceladas da 4ª série resgatam a sua presença no espaço Cultural Algarvio agora de uma forma ainda mais intimista, uma vez que temos lotações reduzias por forma a cumprir todas as regras impostas pela DGS.
Luis Bastos Quarteto leva-nos de volta a esta viagem pelo mundo do som e dos sabores do Jazz nas Adegas percorrendo vários estilos musicais de jazz, blues, bossanova ou na soul, clássicos do jazz e da bossanova.

O Jazz nas Adegas é organizado pela Câmara Municipal de Silves e integra, mais uma vez, a programação cultural 365 Algarve, contando com produção artística do Ginásio Clube de Faro. Trata-se de uma iniciativa que pretende dinamizar culturalmente os locais onde se produzem os VINHOS DE SILVES, numa simbiose entre o vinho, o seu produtor e a música, proporcionando uma experiência única ao público, em locais pouco usuais para a apresentação de um concerto de Jazz. Procura, ainda, valorizar todo o património material e imaterial do concelho, dando-o a conhecer através de uma experiência e um contacto diferente com o mesmo.
Os ingressos têm um custo associado de 12 euros (inclui, para além do concerto, prova de vinhos do produtor, degustação de tapas de produtos locais, voucher de visita ao Castelo e Museu Municipal de Arqueologia e a oferta de uma garrafa de vinho), encontrando-se à venda na plataforma BOL em https://cmsilves.bol.pt/ ou num dos seguintes locais: FNAC, Worten, El Corte Inglés, CTT Correios, Pousadas da Juventude, Quiosques Serveasy. O evento destina-se a maiores de 18 anos. 

10/out/20 | 21h00 | Castelo de Silves | Al-Fanfare
16/out/20 | 21h00 | Quinta do Barranco Longo, Algoz | Juan Ignacio Botonero Quinteto
17/out/20 | 17h00 | Quinta do Barranco Longo, Algoz | Juan Ignacio Botonero Quinteto
30/out/20 | 21h00 | Marquês dos Vales, Lagoa | Edgar Caramelo Quarteto
31/out/20 | 17h00 | Marquês dos Vales, Lagoa | Edgar Caramelo Quarteto
13/nov/20 | 21h00 | Paxá Wines, Silves | Chibanga Groove
14/nov/20 | 17h00 | Paxá Wines, Silves | Chibanga Groove

+ Info: Sector de Turismo da CMS | tel.: 282 440 800 | 914 427 684 | email: turismo@cm-silves.pt;

 

Águeda | Largo do Cruzeiro de Paradela requalificado e criado miradouro sobre o Vale do Cértima


Obra foi executada no âmbito do Orçamento Participativo e implicou um investimento global de 45 mil euros. 
A requalificação do Largo do Cruzeiro, em Paradela, era há muito ansiada pela população local. Agora, está concluída e inclui um miradouro que exibe a beleza do campo de arrozais do Vale do Cértima. A obra, que contou com um investimento de 45 mil euros no âmbito do Orçamento Participativo (OP) da Câmara Municipal de Águeda, foi entregue à população no passado sábado, num momento simbólico. 
Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, salientou que esta intervenção recupera um espaço que “estava descuidado” e que agora realça “a paisagem fantástica do Vale do Cértima e mais um lugar lindíssimo do nosso concelho”, por onde “as pessoas podem e devem passar”. 
O Edil frisa que a intervenção realizada em Paradela resulta de uma colaboração entre todos – proponentes, que acompanharam o projeto e execução; Câmara Municipal e União de Freguesias. Uma parceria e forma de atuação que tem sido apanágio da Autarquia, fruto do qual há obras em todas as freguesias do concelho. “Todas as Juntas e Uniões de Freguesias do concelho têm obras em curso, que as executam com a participação da Câmara e sobretudo com a dotação dos meios financeiros que a Câmara lhes quis dar”, realçou Jorge Almeida. 

No seguimento desta política municipal, a Câmara de Águeda estabeleceu parcerias específicas para a concretização de alguns projetos vencedores do OP, como a que foi realizada com a UF de Recardães e Espinhel, tendo em vista a reabilitação e requalificação do Largo do Cruzeiro. 
“O resultado destas atribuições suplementares é fantástico. Esta proximidade e a facilidade de fazer estas obras de menor dimensão, bem e rapidamente, está aqui bem expressa”, concluiu o Presidente da Câmara de Águeda, enaltecendo a beleza do lugar e o seu potencial turístico. 

Três áreas de atração turística 
“Atrevo-me a dizer que este deve ser um dos miradouros mais bonitos do concelho de Águeda”, declarou Manuel Campos, Presidente da UF de Recardães e Espinhel, visivelmente satisfeito com a concretização deste projeto. “É uma obra que nos orgulha, a todos, desde proponentes, à Câmara Municipal, à UF e às gentes de Paradela, e que fica para as gerações vindouras”, apontou o autarca, avançando que, no próximo mês, vão dar início ao plantio de algumas espécies no meio envolvente “de forma a tonar o espaço ainda mais agradável”, com um jardim aprazível. 

Manuel Campos espera que, em breve, possa ser inaugurado o Centro Interpretativo do Arroz, “que já está praticamente concluído”, para que se crie uma rota turística de “elevado interesse”, tendo o arroz como pretexto: o Centro Interpretativo do Arroz, o trilho do arrozais e o cruzeiro de Paradela. 

O Presidente da UF de Recardães e Espinhel avançou que o trilho está a ser requalificado, sendo que, de Paradela a Espinhel já está concluído, e no próximo mês, a UF irá dar início à requalificação dos caminhos envolventes ao trilho entre Paradela e Barrô. 

Satisfeitos com a obra do Largo do Cruzeiro estavam os proponentes, João Coelho e Horácio Silva. De um espaço “pouco cuidado e com pouca dignidade”, surge um largo arranjado e com um miradouro sobre o campo de arrozais. “O que as pessoas nos vão dizendo é que se sentem agradadas com o que aqui está”, disse João Coelho. “Neste momento, podermos chegar aqui e desfrutar desta vista, já por si é algo que nos deixa satisfeitos”, afirmou.


Liga propõe assistência de 1.000 pessoas para jogo entre Santa Clara e Gil Vicente

A Liga propôs à Direção Regional da Saúde dos Açores que o encontro Santa Clara-Gil Vicente, da terceira jornada da I Liga de futebol, tenha uma assistência de 1.000 pessoas, seguindo as normas regionais para a covid-19.

A proposta consta de uma missiva datada de 25 de setembro e enviada pela diretora executiva da Liga, Sónia Carneiro, ao diretor regional da Saúde dos Açores, Tiago Lopes, a que a agência Lusa teve hoje acesso.

"A proposta que vimos transmitir a essa Direção Regional é a da realização do jogo da terceira jornada da Liga, no Estádio de São Miguel, a partir das 15:00 do dia 03 de outubro, entre as equipas Santa Clara e Gil Vicente, perante 700 pessoas na bancada Açores e 300 na bancada central", lê-se no documento.

A Liga refere que a assistência de 1.000 pessoas é definida tendo por base a circular informativa da própria Direção Regional da Saúde, que autoriza a presença de público nos recintos desportivos do arquipélago até 10% da lotação dos espaços, mediante o uso de máscara e distanciamento até dois metros entre os espetadores.

A medida regional abrange todas as competições nas diferentes modalidades e nos vários escalões, à exceção da equipa sénior do Santa Clara, porque, alegou a direção regional, a equipa açoriana deveria cumprir as orientações da Liga Portuguesa de Futebol Profissional e da Direção-Geral da Saúde.

Na missiva, caso a proposta seja aceite, Sónia Carneiro assegura que haverá o "cumprimento cumulativo das normas previstas" nas orientações da Direção Regional da Saúde para a presença de público nos recintos desportivos durante o jogo entre açorianos e gilistas.

A Liga sugere que os Açores sejam o "palco para um teste para o regresso do público aos estádios" do futebol profissional, salientando o "bom resultado das experiências já feitas em competições amadoras nas últimas semanas" na região, dando o exemplo da partida entre o Fontinhas e o Estrela da Amadora para o Campeonato de Portugal.

O órgão presidido por Pedro Proença destaca que a "natureza experimental" do jogo permite "recuperar o papel pedagógico" do futebol junto dos adeptos, salientado que o Santa Clara já disponibilizou os "mais destacados atletas" para participar na "promoção dos comportamentos socialmente adequados" para evitar a propagação da covid-19.

"Temos já identificados os momentos de antevisão do jogo, na semana que o antecede, e da apresentação das equipas em campo, antes do apito inicial, como alturas de grande impacto, que podem ser capitalizadas para este fim [da promoção das normas de segurança]", destaca a Liga.

Na carta, a responsável pela organização do futebol profissional refere que uma "campanha bem pensada" dará a oportunidade de os Açores "participarem de forma decisiva" num projeto de "impacto nacional" que pretende contribuir para "regredir o número de casos" de covid-19 registados no continente português.

A Liga encerra a carta considerando como da "maior utilidade" a presença de Tiago Lopes no jogo da terceira jornada do campeonato, para aferir o "sucesso não apenas das medidas implementadas como da campanha de sensibilização".

Contactada pela Lusa, fonte oficial do Santa Clara confirmou que o clube ainda não recebeu a resposta por parte da Direção Regional da Saúde.

Na próxima quinta-feira, a Liga marcou uma conferência de imprensa, em Coimbra, para fazer um "ponto de situação sobre a covid-19 no futebol profissional".

O jogo entre o Santa Clara e o Gil Vicente está marcado para sábado, às 15:00 locais (menos uma hora do que no continente), no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Lusa

PSP alerta para e-mail fraudulento

A Polícia de Segurança Pública alertou hoje para a existência de um e-mail fraudulento a solicitar informações sobre supostas queixas apresentadas pelos destinatários, explicando que não é um procedimento usado pelas autoridades.

Em comunicado, a PSP explica que "teve conhecimento, por intermédio de diversos cidadãos, da circulação de comunicações via e-mail, aparentemente provenientes desta Polícia, com convocatórias de presença e ou a solicitar informação sobre supostas queixas apresentadas pelos destinatários com indicação de um link".

Perante este caso a PSP alerta que não recorre a comunicações contendo links, pelo que é alheia a estas comunicações e apela para que as pessoas que tenham recebido ou venham a receber esta comunicação, não utilizem nenhum dos links que ali constam por se tratar de um esquema de furto de dados pessoais.


A Polícia de Segurança Pública solicita que essa comunicação fraudulenta lhe seja enviada como anexo para o email contacto@psp.pt e que seja eliminada da respetiva caixa de entrada.

Reforça-se que os cidadãos devem ter atenção ao conteúdo das comunicações eletrónicas que recebem, ainda que aparentemente possam ser enviadas pela PSP, porquanto há traços que permitem desde logo duvidar da proveniência da comunicação", refere a PSP explicando que no caso o emissor não pertence ao domínio @psp.pt, é usada linguagem com erros gramaticais e de sintaxe e com um propósito da comunicação pouco claro.

Lusa

Morreu o bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa aos 81 anos

O bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, que dirigiu o Ballet Gulbenkian e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), morreu hoje, aos 81 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial da CNB.

A notícia da morte de Jorge Salavisa foi avançada pelo jornal Público. Segundo aquele jornal, o bailarino e coreógrafo morreu em casa, em Lisboa, vítima de doença.

Nascido em Lisboa, em 1939, Jorge Salavisa iniciou os estudos de dança com Ana Máscolo e prosseguiu a sua formação artística em Paris, com Victor Gsovsky e Lubov Egorova, ingressando a seguir no Grand Ballet du Marquis de Cuevas, onde permaneceu até à extinção dessa companhia, em junho de 1962.

Entre 1977 e 1996 foi diretor do Ballet Gulbenkian, companhia que acabou por ser extinta em 2005.

Em 1998, assumiu a direção da CNB, mantendo-se no cargo até 2001. Jorge Salavisa também presidiu ao Organismo de Produção Artística, entidade gestora do Teatro Nacional de São Carlos e da CNB, entre maio de 2010 e janeiro de 2011.

Ao longo da carreira, Jorge Salavisa trabalhou com bailarinos e coreógrafos de renome como Bronislava Nijinska, Robert Helpmann, Daniel Seillier, Nicholas Beriosoff, Maria Fay, Roland Petit, Mary Skeaping, John Taras, entre outros.

Lusa

Quase cinco mil profissionais de saúde infetados desde o início da pandemia

Um total de 4.970 profissionais de saúde ficaram infetados com covid-19 desde o início da pandemia, 629 dos quais são médicos e 1.435 enfermeiros, revelou hoje o secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

Na conferência de imprensa de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus em Portugal, António Lacerda Sales avançou que, entre os profissionais de saúde, ficaram infetados com covid-19 1.401 assistentes operacionais, 166 assistentes técnicos e 167 técnicos superiores de diagnostico e terapêutica.

O secretário de Estado destacou ainda que 4.108 profissionais de saúde recuperaram da doença desde o inicio da pandemia, significando "uma percentagem superior a 82 % de recuperados".

Portugal contabiliza hoje mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 1.957 mortes e 74.029 casos de infeção, estando hoje ativos 24.188 casos, mais 184 do que no dia anterior.

A DGS indica que das quatro mortes registadas, três ocorreram na região Norte e uma em Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções.

Lusa

Doze escolas portuguesas têm atualmente surtos

Doze escolas portuguesas tem atualmente surtos de covid-19 que abrangem um total de 78 pessoas infetadas, revelou hoje a diretora-geral da Saúde.

Na conferência de imprensa de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus em Portugal, Graça Freitas afirmou que a Direção-Geral da Saúde (DGS) foi notificada, até à data, de 12 surtos de covid-19 em escolas.

Segundo a diretora-geral da Saúde, cinco escolas com surtos estão localizadas na região Norte, uma no Centro e seis em Lisboa e Vale do Tejo.

"No total temos nestes surtos 78 pessoas implicadas com casos positivos para SARS-coV-2", disse Graça Freitas, esclarecendo que não estão incluídos nestes números as pessoas que têm de estar em isolamento.

A diretora-geral da Saúde disse ainda que estes dados dizem apenas respeito aos surtos que foram reportados, podendo ter aparecido em várias escolas um caso isolado, que habitualmente vêm da comunidade.

Lusa


Biblioteca Municipal: Cantanhede recebe Gabinetes Técnicos Florestais da CIM – Região de Coimbra

 

A Biblioteca Municipal de Cantanhede recebeu, na sexta-feira (dia 25 de setembro), uma reunião de trabalho dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais da CIM – Região de Coimbra.

O encontro decorreu no âmbito da missão do GTF Intermunicipal, que tem por objetivo articular o funcionamento integrado dos GTF municipais dos 19 municípios, assim como avaliar os contributos e os resultados do projeto da cartografia temática produzidos no âmbito da candidatura “Reforço das Capacidades de Adaptação às Alterações Climáticas – Produção de Informação e Conhecimento (cartografia) na Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (POSEUR -02-1708 –FC – 000057).

Com a candidatura, pretende-se reforçar as capacidades de adaptação às alterações climáticas, contribuindo para a implementação da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas, serviu ainda para produzir cartografia temática, nomeadamente cartografia de suscetibilidade a secas, suscetibilidade à erosão hídrica dos solos, suscetibilidade a ondas de calor, risco de incêndio florestal, suscetibilidade à erosão costeira, inundação por tsunami e inundação por galgamentos costeiros, fitossanidade e sanidade animal e vetores transmissores de doenças humanas.

O início dos trabalhos foi presidido pelo vereador com o pelouro dos Recursos Naturais, Desenvolvimento Agrícola e Florestal, Adérito Machado, que deu as boas vindas a todos os presentes e enalteceu “a importância do trabalho colaborativo que se tem vindo a desenvolver no seio da CIM - RC, com especial relevo para a articulação promovida pelo Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal na pessoa do seu responsável, Eng.º José Lopes”.

Evidenciou ainda a importância da candidatura pela produção de informação que permitirá aos serviços municipais identificar medidas e focalizar as intervenções necessárias para mitigação dos riscos identificados, numa perspetiva de prevenir riscos coletivos inerentes a situações de acidente grave ou catástrofe, de atenuar os seus efeitos, proteger e socorrer as pessoas e bens em perigo quando aquelas situações ocorram.

O projeto de produção de informação e conhecimento, através da produção de cartografia de vulnerabilidades e riscos associados às alterações climáticas, que promova o reforço das capacidades da adaptação às alterações climáticas no território da CIM-RC foi aprovado em maio de 2018, tendo um valor de 487.888,02 euros e uma taxa de cofinanciamento de 75%.

Proença-a-Nova | Município atribui mais de 150 mil euros a alunos do Ensino Superior nos últimos cinco anos letivos

Nos últimos cinco anos letivos, o Município de Proença-a-Nova atribuiu 152 mil euros em bolsas de estudo a alunos do Ensino Superior, uma forma de apoiar os agregados familiares com menores recursos de forma a que a educação dos seus educandos não seja prejudicada por fatores económicos. Para o presente ano letivo, as candidaturas decorrem de 1 a 31 de outubro, devendo o formulário de candidatura, disponível em www.cm-proencanova.pt, ser entregue neste período no Balcão Único do Município.

Estas bolsas estão disponíveis para qualquer residente no concelho de Proença-a-Nova que frequente um Estabelecimento de Ensino Superior, reconhecido como tal pelo Ministério da Educação, que confira o grau de licenciatura, e em cursos técnicos superiores profissionais. No Regulamento estão definidos quais os critérios de atribuição das bolsas municipais às famílias que se encontrem numa situação economicamente carenciada. Define também que estão disponíveis 20 bolsas no valor de 75€ mensais, pelo período máximo de 10 meses, podendo o Município determinar a atribuição de bolsas adicionais no valor de 50€ mensais.

Este fim de semana, foram conhecidos os resultados das candidaturas de acesso ao Ensino Superior. De acordo com dados divulgados pelo Agrupamento de Escolas de Proença-a-Nova, entraram nesta primeira fase 31 alunos no Ensino Superior e dois alunos em Cursos Técnico Superior Profissional.


Piaget debate educação no ensino superior

Instituto organiza três webinars focados em diferentes temas do universo educativo

 

Com o novo ano letivo a arrancar também no ensino superior, o Instituto Piaget promove esta semana três webinars na área da educação. Num ano que se prevê igualmente complexo, tendo em conta as exigências geradas pela atual pandemia da Covid-19, o Piaget propõe três debates sobre temas com máxima atualidade: a educação b-learning (semipresencial), a docência no ensino superior, e a gestão e administração escolar. 

 

O primeiro webinar, com o tema “Educação B-Learning: Oportunidades e Desafios”, realiza-se já esta segunda-feira, a partir das 18 horas. Considerando as atuais circunstâncias, os estudantes são cada vez mais desafiados a elevar os seus níveis de participação e compromisso, ao mesmo tempo que os docentes assumem um papel ativo no apoio e motivação dos seus alunos.

 

Daí que no debate sobre este formato semipresencial de cursos, o objetivo seja discutir tanto a perspetiva dos docentes, mas também a dos estudantes que têm vivenciado as experiências dos seus cursos enquanto atores principais. O Instituto Piaget dispõe atualmente de uma vasta oferta formativa à distância, tanto nos regimes de e-learning como b-learning – entre os quais o mestrado em Educação, cuja coordenadora, Alda Bernardes, será uma das participantes do webinar.

 

Na terça-feira, dia 29, às 19h30, o tema será a “Docência no Ensino Superior – Metodologias de Aprendizagem”. Em debate estará o novo paradigma de ensino-aprendizagem, num mundo em profunda mudança, que obriga a reconsiderar a multidimensionalidade da ação profissional no ensino superior. Os saberes profissionais, necessários ao exercício da docência, transcendem hoje os domínios dos conteúdos específicos da sua área científica de especialidade, para abranger também a construção do conhecimento didático-pedagógico associado ao seu campo de base, bem como a produção de conhecimento através da investigação, incluindo ainda as questões éticas e deontológicas.

 

Em jeito de mesa-redonda virtual, Rosa Nogueira, coordenadora da pós-graduação em Docência no Ensino Superior, ministrada no Instituto Piaget de Almada em regime de e-learning,  irá explicitar, juntamente com as restantes participantes no webinar, os princípios que norteiam atualmente as pedagogias de ensino, estabelecendo ao mesmo tempo o confronto com as práticas individuais.

 

Finalmente, na quarta-feira, dia 30, a partir das 19h30, o tema em debate será a “Gestão e Administração Escolar Frente aos Desafios Atuais”. Este encontro virtual visa trazer à reflexão temas da atualidade e o seu impacto direto na gestão e administração de instituições escolares, vivenciados de forma concreta por gestores, diretores, administradores e mesmo membros dos conselhos diretivos ou de gestão. Tratar-se-á de uma sessão aberta à interação do público, por meio de uma troca ativa de experiências e saberes.

 

No evento, serão igualmente apresentadas as dinâmicas da pós-graduação de Gestão e Administração Escolar, lecionada no Piaget de Almada, pela voz da sua coordenadora e de uma docente deste curso.

 

Todos os webinars têm acesso gratuito, através de inscrição prévia no site do Instituto Piaget.

 

Covilhã | JARDIM DAS ARTES RECEBE MERCADO ECO ÀS QUINTAS FEIRAS

A partir do dia 1 de outubro, entre as 16 horas e as 19 horas, o Jardim das Artes na Covilhã vai passar a acolher mais um dia de Mercado ECO, organizado pela Associação de Agricultura Biológica e AgroEcológica da Beira Interior (BioEco). 

Atualmente, já se realiza semanalmente o Mercado Eco (Eco Market) ao sábado, entre as 8 horas e 13 horas no Mercado Municipal. A forte adesão por parte do público covilhanense e a intensa procura por zonas de retalho sustentáveis, ecológicas e biológicas incentivou a organização a proceder a uma segunda prática semanal da atividade. 

A BioEco é uma associação que assume como principal missão o apoio a projetos relacionados ou interligados com as áreas da Agricultura Biológica e da AgroEcológica, enquadradas na economia local da Beira Interior. Pretende também dinamizar iniciativas pertinentes que possibilitem a sensibilização do público geral para a temática da alimentação saudável. 

Para além da sua vertente de divulgação, a associação providencia ainda ações de formação ligadas à Agricultura e Pecuária, no seu modelo de produção biológica, estimulando a criação de parcerias públicas e privadas que visam a promoção, qualificação e valorização dos produtos. 

Para o Vereador da Câmara Municipal da Covilhã, José Armando Serra dos Reis, a realização do mercado “potencializa uma aproximação entre os produtores regionais e os consumidores locais, através da criação de novos canais que facilitam a partilha de informação e o contacto com os produtos biológicos cultivados.” 

No Mercado Eco da Covilhã encontram-se disponíveis produtos sustentáveis, tais como legumes, verduras, leguminosas, frutos secos, cosméticos naturais, óleos essenciais e inclusive artigos artesanais. Os mercados são acompanhados de atuações musicais ao vivo, entre outras atividades de entretenimento e animação. 

O Mercado pretende também ajudar a mudar hábitos e mentalidades dos consumidores, dinamizando a economia local, instruindo o respeito pela terra, pelos animais e pelo meio ambiente. 

A Câmara Municipal da Covilhã, convida todos os munícipes a participar neste mercado mensal de produtos agrícolas locais, patente ao público todas as quintas feiras do mês entre as 16 e as 19 horas, no Jardim das Artes e todos os sábados do mês, entre as 8 e as 13 horas, no Mercado Municipal.

Investigador da UC distinguido com prémio internacional

 

João Peça, investigador do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra (CNC-UC), foi distinguido com o “IBRO 2020 Early Career Award”, atribuído pela International Brain Research Organization (IBRO).

 

Este concurso internacional organizado pela IBRO destina-se a apoiar e promover investigadores em início de carreira.

 

Para João Peça, também docente no Departamento de Ciências da Vida (DCV) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), este prémio, no valor de cinco mil euros, representa, «por um lado, o reconhecimento do trabalho que temos vindo a desenvolver no meu grupo de investigação. Por outro lado, tratando-se de um prémio internacional, também reflete o potencial que existe para desenvolver ciência competitiva e de alta qualidade no nosso país», acrescentando que «o valor associado a este prémio vai ser aplicado na nossa investigação sobre o autismo e transtornos do neurodesenvolvimento».


 

Cristina Pinto


Manteigas | Miradouro das Lajes e Murete no Valazedo

Trabalhos em conclusão 
A empreitada municipal “Miradouro das Lajes e Murete no Valazedo” adjudicada, por ajuste direto, à firma SCOPBEL, Lda., pelo valor de 29.272,50 €, encontra-se em fase de conclusão. 

A obra consiste na realização de arranjos urbanísticos em dois locais da Vila de Manteigas. 

Nas Lajes, os trabalhos de pavimentação, ajardinamentos e gradeamentos, visam aproveitar o extradorso da curva alargada recentemente, para ali implantar uma pequena zona de estar e de contemplação sobre o Rio Zêzere. 
No Valazedo, a intervenção tem como objeto o prolongamento do muro de espera existente, na base do talude, até ao primeiro lote com construção. O objetivo é duplo, além de conter escorregamento de terras e pedras do talude, uniformiza e arranja o local. Também se aproveitará a intervenção para melhorar a rede pluvial naquela zona.

MORTE INJUSTIFICÁVEL


Uma cidadã morrer com um disparo de um agente da autoridade, por suspeita de assalto a uma viatura na rua? Não posso concordar. Mas aconteceu. O agente disparava contra fugitivos e atingiu a mulher. Uma jovem cidadã (23) perdeu o bem mais precioso, a Vida. Não se justifica. 

Quero acreditar que o agente que acidentalmente matou a cidadã não tivesse essa intenção. Vivemos, felizmente, num país onde não se alimenta a violência das forças policiais. A Vida vale muito mais! 

Bem sabemos como é difícil para um agente deixar escapar um alegado criminoso. Mas, usar armas de fogo só deve ser permitido em casos extremos. Mais vale deixar escapar um assaltante de viaturas (como foi o caso). Puxar da arma, disparar balas verdadeiras e matar, somente em casos muito excecionais. 

Não foi o caso. O fugitivo, alegadamente companheiro no assalto da jovem baleada, é um criminoso que cumpria prisão e foi libertado nas medidas Covid-19. Apressou-se a esclarecer a PSP. É uma leitura. A que faço diferencia-se. O agente usou a arma de fogo contra fugitivos que tinham assaltado uma viatura. Não sabia por certo quem eram os assaltantes. Se tinham cadastro, ou não. Se eram condenados à solta, ou não. Não os identificou, por isso não podia saber. Mesmo assim não hesitou em puxar da arma de fogo e disparar. Com a intenção de atingir de morte um cidadão. 

Desproporcional. Assaltar uma viatura é criminoso, mas não ao ponto de morrer por isso. 

EDUARDO COSTA, Jornalista, presidente da Associação Nacional da Imprensa Regional

Águeda | Maria Melo apresenta livro “EnconTro” e inaugura exposição na Biblioteca Municipal Manuel Alegre

Eventos estão marcados para 18 horas da próxima quinta-feira, num momento simbólico que contará com a presença da artista 
A artista aguedense Maria Melo tem um “EnconTro” marcado para as 18 horas da próxima quinta-feira, na Biblioteca Municipal Manuel Alegre (BMMA), onde protagoniza dois momentos: o lançamento de um livro e a inauguração de uma exposição (que ficará patente ao público até dia 24). 

Alguns dos cadernos e diários gráficos de Maria Melo vão estar expostos como forma de celebração do lançamento do livro, intitulado “EnconTro” e que será apresentado pela comunicadora Alcina Monteiro. 

Após a apresentação, os convidados serão conduzidos à exposição “EnconTro com o pensamento desenhado”, sendo, no entanto, necessário efetuar a reserva de lugares, através do e-mail bmma.educativo@cm-agueda.pt, de forma a assegurar o cumprimento das normas de uso dos espaços em toda a segurança. 

De recordar que, em 2018, Maria Melo declarou a sua intenção de deixar em testamento todas as obras de artes plásticas de sua exclusiva autoria à Câmara Municipal de Águeda. 

Natural de Águeda, Maria Melo nasceu em 1948 e passou por várias formações de arte, tais como na Sociedade de Belas Artes, em Lisboa, onde desenhou sob a orientação dos mestres Eurico Gonçalves, Jaime Silva e Quintino Sebastião, e, mais tarde, na Escola de Arte Sr. Lucas Académie na Antuérpia e realizou uma especialização em Gent. A artista expôs a sua arte em Portugal, Bélgica e Holanda. 

Todas as informações do trimestre estão disponíveis online no site e facebook da Biblioteca Municipal Manuel Alegre em www.biblioteca.cm-agueda.pt e 
www.facebook.com/pg/BibliotecaMunicipalManuelAlegre. 

ÉVORA | ALARGADO PERÍODO DE FUNCIONAMENTO DAS NOVAS ZONAS DE CIRCULAÇÃO PEDONAL


Registando-se reações maioritariamente positivas, provocadas quer pela diminuição do tráfego automóvel, quer pelo aumento da circulação de peões nestas artérias, e com o objetivo de recolher mais informação para melhor avaliar as implicações sobre o sistema, a Câmara Municipal decidiu prolongar as alterações até ao final de Outubro de 2020, altura em que será feita nova avaliação. 
Aproveitando a dinâmica associada à Semana Europeia da Mobilidade – "SEM 2020" – que decorreu de 16 a 22 de setembro, este ano com o tema "Emissões Zero – Mobilidade para Todos", a Câmara Municipal decidiu levar à prática um conjunto de alterações no trânsito do Centro Histórico no intuito de, numa fase inicial, recolher indicadores sobre as consequências e os comportamentos resultantes, com vista à adoção de soluções devidamente testadas, que venham a constituir contributos válidos para o Plano de Mobilidade Urbana, em fase de construção.
Assim, procederam-se a alterações do sentido de circulação do trânsito na Rua do Raimundo, com instalação de zona pedonal, e nas Ruas Gabriel Victor do Monte Pereira / de Sta. Catarina / dos Caldeireiros. De igual modo o troço inicial da Rua de Avis a partir do Largo Luís de Camões, até ao cruzamento com a Rua da Corredoura, foi interditado ao trânsito automóvel durante os fins-de-semana, entre as 19h30 das sextas-feiras até às 08h30 das segundas-feiras. O acesso de veículos automóveis à Rua de Avis a partir do Largo Luís de Camões durante o período em causa passou a processar-se pela Rua da Corredoura.

Estas ações estão a ser implementadas no âmbito da estratégia municipal para a defesa do ambiente e mobilidade urbana, que contempla, entre outros, o objetivo de alargar gradualmente as áreas reservadas à circulação pedonal.

Comissão Europeia avalia descontinuação das moedas de um e dois cêntimos em 2021

A Comissão Europeia lançou hoje uma consulta pública para avaliar o impacto sobre a utilização das moedas de um e dois cêntimos, admitindo a sua descontinuação até final de 2021 devido a "critérios de custo e aceitabilidade pública".

"A Comissão Europeia lançou hoje uma avaliação de impacto sobre a utilização de moedas de um e dois cêntimos. Isto inclui uma consulta pública, [...] terá a duração de 15 semanas, a fim de envolver um vasto leque de interessados, incluindo outras instituições, autoridades nacionais relevantes, consumidores e sociedade civil", anuncia a instituição em nota de imprensa.

No final de tal consulta pública, Bruxelas decidirá "se se justifica uma proposta legislativa sobre a introdução de regras uniformes de arredondamento para os pagamentos em numerário na zona euro e possivelmente sobre a descontinuação das moedas de um e dois cêntimos", de acordo com a mesma informação.

Essa decisão será tomada até final de 2021.

O executivo comunitário vai, então, agora analisar os "impactos económicos, ambientais e sociais da introdução de regras uniformes de arredondamento", verificando ainda os "critérios de custo e aceitabilidade pública" da descontinuação das moedas de valor menor (um e dois cêntimos).

"Quaisquer possíveis propostas futuras sobre o assunto basear-se-iam no resultado desta avaliação", assegura Bruxelas.

Para poder alterar o regulamento europeu referente à emissão de moedas de euro, o executivo comunitário tem de sempre de realizar uma avaliação às partes interessadas e à sociedade civil.

Atualmente existem oito moedas de euro (um, dois, cinco, 10, 20 e 50 cêntimos e um e dois euros).

Cada moeda apresenta uma face europeia comum e uma face nacional distintiva.

Cabe aos governos europeus emitir moedas correntes ou de coleção, sendo que as primeiras se referem à utilização pelo público geral em todos os países da zona euro.

Lusa

Linha SNS24 registou um aumento de quase 80% de chamadas este ano

A Linha SNS24 recebeu este ano, em média, mais de 7.000 chamadas por dia, totalizando cerca de 1,9 milhões, um aumento de quase 80% em comparação com o mesmo período de 2019, segundo dados avançados à Lusa.

Desde o início da pandemia de covid, em março deste ano, que a autoridade de saúde nacional (Direção-Geral de Saúde) apelou à população para que, em caso de sintomas da doença, ligasse em primeiro lugar para este serviço.

"Entre os dias 01 de janeiro e 24 de setembro, o SNS24 atendeu 1.906.644 chamadas. Em comparação com o período homólogo do ano anterior, já foram atendidas mais 840.844 chamadas, o que traduz um crescimento de 79%", adiantam os dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Em 2019, a Linha SNS24 atendeu 1.485.808 chamadas, segundo o balanço da atividade do Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS 24).

Nos meses de março e abril foi registado o maior número de chamadas este ano, com 381.270 e 234.337, respetivamente.

Em setembro, mês que tem vindo a registar um aumento de casos de covid-19, foram atendidas, até dia 24, 232.980 mil chamadas, uma média de 9.700 chamadas por dia, sendo que o tempo média de espera por atendimento ronda os 52 segundos.

Relativamente à Linha de Aconselhamento Psicológico (LAP), criada a 01 de abril, os dados indicam que recebeu, até 24 de setembro, 37.328 chamadas, 3.125 das quais de profissionais de saúde.

Lusa

Merkel preocupada com aumento de casos equaciona novas medidas

A chanceler alemã, Angela Merkel, mostrou-se hoje preocupada com o aumento de novos casos de covid-19 na Alemanha, estando prevista uma reunião com os líderes regionais para discutir novas medidas de contenção.

De acordo com informação avançada pelo jornal Bild, a líder alemã terá questionado, numa videoconferência interna do seu partido, a CDU, se a atuação para travar o vírus na capital estaria a ser a mais adequada, sublinhando que "algo tem de ser feito em Berlim".

A Alemanha registou, na semana passada, mais de 2.000 novos casos diários de covid-19, números que se assemelham aos de abril. Só no sábado, os valores chegaram aos 2.507, os mais altos desde 18 de abril.

Merkel acredita que, "se a tendência continuar assim, a Alemanha terá 19.200 novas infeções por dia", cita o Bild, remetendo para a altura do Natal e das festas familiares.

O Instituto Robert Koch (RKI) e o virologista Christian Drosten, têm alertado diversas vezes para o perigo de contágio durante celebrações familiares.

Só em Biefeld, no estado federado da Renânia do Norte-Vestefália, cerca de 900 alunos e professores de uma escola estão em quarentena, depois de terem sido detetados vários casos em consequência de uma reunião familiar.

"O desenvolvimento dos contágios preocupa-nos muito. Não acontece em todos os lados, mas sim de forma local e regional. Não podemos deixar que, em algumas zonas, o vírus se continue a propagar exponencialmente", destacou hoje o porta-voz do governo, Steffen Seibert.

A Alemanha contabilizou, nas últimas 24 horas, 1.192 novos casos, apesar de três regiões não terem comunicado dados.

Desde o início da pandemia de covid-19, o país identificou um total de 285.332 casos e 9.460 mortos.

Há mais três vítimas mortais e 1.700 novos casos considerados curados em relação ao dia anterior, com a Renânia do Norte-Vestefália e a Baviera a destacarem-se com o maior número total de casos e óbitos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Lusa

Câmaras passam a estar impedidas de fazer contratos com empresas de presidentes de junta

 A decisão partiu do Supremo Tribunal Administrativo, numa tentativa de uniformizar a jurisprudência após dois acórdãos terem tido desfechos contraditórios.

Supremo Tribunal Administrativo (STA) passou um acórdão de uniformização de jurisprudência, definindo com ilegal câmaras municipais estabelecerem contratos com empresas cujo sócio-gerente seja presidente de Junta de Freguesia desse município, avança hoje o Jornal de Notícias.

Com este acórdão do STA, fica definido que haverá uma "situação de conflito" quanto um presidente de Junta for contratado pela Câmara do mesmo município pelo simples facto de este fazer parte da Assembleia Municipal, colidindo os seus interesses empresariais com o interesse público. "Este conflito não tem a ver, diretamente, com a sua situação de presidente de Junta de Freguesia, mas sim com o facto de, por inerência, ser membro da Assembleia Municipal", lê-se na decisão, citada pelo JN.

Mais especificamente, se um presidente de Junta integra "simultaneamente um órgão do Município (que contrata) e a gerência da sociedade contratada" não poderá ser parte desinteressada no processo, criando "o labéu de desconfiança na sua imparcialidade, na sua isenção, relativamente à celebração do contrato de empreitada" que "será o bastante para que se verifique o impedimento em causa".

De acordo com o diário, a decisão do STA surgiu na tentativa de clarificar esta situação legal, já que dois acórdãos distintos, um de 2003 e um de 2019, procederam em decisões diferentes quanto a uma Câmara Municipal poder contratar uma empresa onde conste um sócio-gerente que seja presidente de Junta.

Em causa está um contrato celebrado pela Câmara de Lousada, quando o executivo abriu um concurso público para a requalificação da Escola Básica 2,3 de Caíde de Rei e este foi ganho pela empresa Pedro Moreira e C.ª, Lda. Esta tem como sócio-gerente Carlos Moreira, presidente da Junta de Meinedo, que faz parte do mesmo concelho.

A escolha da  Pedro Moreira e C.ª, Lda foi contestada pela empresa que ficou em segundo lugar, que pediu a impugnação do concurso junto do Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel. A empresa perdeu o caso em primeira instância, mas um recurso mudou a decisão, o que levou à intervenção do STA.

Madremedia

Isolamento passa a ser obrigatório por lei em Inglaterra a partir desta segunda-feira

 Multas podem ir das mil libras (1102 euros), valor atualmente aplicado a quem não cumpre quarentena após chegar do estrangeiro, às dez mil libras (11.019 euros), para os reincidentes ou infrações mais graves.

O isolamento é obrigatório a partir desta segunda-feira em Inglaterra para qualquer pessoa que tenha testado positivo ou tenha estado em contacto com alguém infetado com covid-19, sendo as infrações penalizadas com multas.

As multas variam entre mil libras (1102 euros), o valor atualmente aplicado a quem não cumpre quarentena após chegar do estrangeiro, e dez mil libras (11.019 euros), para os reincidentes ou infrações mais graves, incluindo empresas que obriguem os empregados a trabalhar.

Assim, se uma pessoa apresentar sintomas ou testar positivo, é obrigada por lei a entrar em isolamento (antes era voluntário) durante um período de dez dias após o início dos sintomas ou após a data do teste, se não tiver sintomas.

Os outros membros do agregado familiar devem ficar em isolamento durante 14 dias após a data do teste positivo inicial do infetado ou após o início dos sintomas, nomeadamente tosse contínua, temperatura alta ou perda de paladar e olfato.

Se alguém for instruído a entrar em isolamento pelos funcionários do sistema público de teste e rastreamento [NHS Test and Trace] por ter estado em contacto próximo com alguém que testou positivo, essa pessoa também é legalmente obrigada a cumprir o isolamento, independentemente de não ter sintomas ou ter testado negativo.

A polícia vai ser responsável por fiscalizar o respeito pelas regras, mas entretanto o Governo vai introduzir um pagamento de 500 libras (551 euros) para as pessoas com rendimentos baixos que precisem de ficar em isolamento.

Estas medidas aplicam-se apenas em Inglaterra, pois os governos autónomos da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte são responsáveis pelas próprias regras.

O Executivo de Boris Johnson justificou com a necessidade de "garantir a adesão e reduzir a transmissão de Covid-19" numa altura em que o contágio do vírus está a acelerar novamente no Reino Unido.

Nos últimos sete dias foram registados 40.712 novos casos, uma média diária de 5816, tendo o total desde o início da pandemia ascendido a 434.969 casos confirmados.

À medida que os casos aumentam, é imperativo que tomemos medidas", justificou esta segunda-feira o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock.

"Essas medidas simples podem fazer uma enorme diferença para reduzir a transmissão do vírus, mas não hesitaremos em adotar outras medidas se os casos continuarem a aumentar", acrescentou.

Entretanto, o governo elogiou a "resposta entusiástica" de 10 milhões de pessoas que nos primeiros dois dias instalaram a aplicação para telemóveis NHS COVID-19, lançada na quinta-feira e considerada uma ferramenta importante para o rastreamento.

Porém, é notório um descontentamento crescente com a escala e abrangência das medidas, não só a nível popular, visível pelos protestos registados em Londres no domingo pelo segundo fim de semana consecutivo, mas também dentro do próprio partido Conservador.

Na quarta-feira, o Governo precisa de autorização do Parlamento para renovar os poderes de emergência, mas o deputado Graham Brady apresentou uma proposta de alteração para dar à Câmara dos Comuns o direito de debater e votar estas novas leis.

Mais de 40 deputados conservadores já manifestaram apoio à emenda, a qual, se for selecionada pelo presidente da Câmara dos Comuns, Lindsay Hoyle, e tiver o voto da oposição, poderá representar uma derrota para o Governo, que alega precisar de flexibilidade para responder rapidamente à pandemia Covid-19.

O Reino Unido é o país europeu com o maior número de mortos na Europa, 41,988 oficialmente, embora outras estatísticas oficiais que contabilizam os casos suspeitos cuja certidão de óbito refere a Covid-19 apoiem para 57.600 mortes desde o início da pandemia.

Rastreio de Cancro da Mama em Arganil

 O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) lança o apelo às utentes do concelho de Arganil com idade compreendida entre os 50 e os 69 anos, para participarem no Programa de Rastreio de Cancro da Mama promovido pela LPCC.NRC.

Desde 23 de setembro e até finais de novembro de 2020, a Unidade Móvel de Mamografia Digital encontra-se estacionada junto da Santa Casa da Misericórdia de Arganil, estando em funcionamento de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00.

As mulheres com inscrição atualizada no Centro de Saúde recebem uma carta-convite com a indicação da data e hora de realização do exame. Segundo a LPCC, constata-se que muitas faltas ao Rastreio decorrem da desatualização dos dados de morada nos registos dos Centros de Saúde, motivo pelo qual a LPCC apela à atualização dos mesmos e à participação no Rastreio. O exame mamográfico deve ser repetido de dois em dois anos de forma a garantir uma prevenção eficaz.

Para marcações ou informações adicionais, deve contactar-se o Centro de Coordenação do Rastreio através do telefone 239 487 495/6 ou do e-mail: rcmama.nrc@ligacontracancro.pt.

No âmbito do plano de contingência para a COVID-19, a LPCC.NRC colocará em prática todas as recomendações das autoridades de saúde, a fim de garantir a segurança de utentes e profissionais. Nesse sentido, a LPCC.NRC recomenda as seguintes medidas relativamente à participação no Programa de Rastreio de Cancro da Mama: Se tem sintomas como tosse, febre ou dificuldade respiratória; perda de olfato ou do sentido de gosto; se contraiu ou esteve em contacto com pessoas com COVID-19, entre outros sintomas ou queixas, não deverá participar no Rastreio; Deve respeitar o horário de marcação! Desta forma a LPCC.NRC conseguirá assegurar que realiza o exame à hora previamente acordada com todas as utentes e evitar-se-ão ajuntamentos; Ao deslocar-se à Unidade Móvel leve consigo a sua máscara (na Unidade Móvel ser-lhe-á disponibilizada uma nova máscara, descartável, a qual deverá utilizar para entrar na Unidade);

A profissional da Liga Portuguesa Contra o Cancro fará a chamada de cada utente no exterior da Unidade Móvel, não devendo aceder a esta, sem que seja chamada; Deve levar consigo o cartão de cidadão; Em caso de dúvida ou de necessidade de esclarecimentos adicionais, deve contactar a LPCC.NRC antecipadamente pelo telefone 239 487 495/6, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, todos os dias úteis.