terça-feira, 25 de junho de 2019

Câmara de Águeda repara a conduta junto à Ponte na zona baixa da cidade


A conduta de aguas pluviais que se encontra na rotunda junto à Ponte de Águeda encontrava-se danificada, o que originava a perda de água resultando em abatimentos na estrada e ainda na criação de poças de água junto ao comércio local que ali se encontra.
A Câmara Municipal de Águeda depois de ter feito uma inspeção vídeo às condutas verificou o estado de rotura em que elas se encontravam e decidiu proceder à sua reparação tendo para isso recorrido a uma empresa especializada que aplica técnicas de reabilitação de tubagens sem abertura de vala. Esta reparação só foi possível efetuar com tempo seco, a chuva que se fez sentir nos últimos dias fez com que os trabalhos tenham sido interrompidos mas estão agora a ser retomados.
Dentro de poucos dias a reabilitação das condutas estará concluída e os dois poços de visita que foram abertos para auxílio nos trabalhos serão encerrados e a estrada reparada.
Sobre esta intervenção, Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, referiu: “Após verificarmos que as condutas estavam em muito mau estado tomamos prontamente a opção de as reparar, pois apenas desta forma seria possível garantir a segurança da via pública e as melhores condições de circulação para os automóveis e peões que circulam naquela zona da baixa da cidade.”

Águeda | EB1 de Assequins conquista 2.º lugar no projeto SCRATCH on ROAD dinamizado em parceria com a Câmara Municipal de Águeda

No âmbito do projeto All in Scratch, promovido pelo Centro de Apoio Social de Pais e Amigos da Escola (CASPAE), no passado dia 18 de junho, a comunidade escolar da EB de Assequins em parceria com a Câmara Municipal de Águeda e a Águas do Centro Litoral (AdCL), esteve na apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelas crianças, e que se realizou no auditório do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC). A escola de Águeda, destacou-se entre as 18 turmas e trabalhos apresentados, conquistando um honroso 2.º lugar. 

O Programa de Educação Ambiental Scratch on Road resulta de uma parceria entre a Águas do Centro Litoral com o CASPAE, que pretende levar a atividade de iniciação à programação às escolas que, pelas suas dimensões, afastamento dos centros tecnológicos ou falta de recursos humanos, não poderiam ter incluída esta atividade nos seus programas educativos. 

Durante o ano letivo de 2018/2019, os alunos do 3.º e 4.º ano da escola de Assequins desenvolveram um projeto de programação que consistiu na criação de um jogo para sensibilização da problemática do lixo que vai parar ao mar, centrado na campanha de sensibilização ambiental “O Cano é que Paga”. Com esta atividade os alunos procuram alertar e sensibilizar a população para os prejuízos ambientais, mas também outros danos causados pelos entupimentos e obstruções nos emissários. 

Assumindo o compromisso de “sensibilizar a Sociedade em geral, em especial as gerações futuras, para o desenvolvimento de uma consciência ambiental” através deste projeto, a AdCL reforçou o seu papel enquanto entidade interventiva ao nível da educação ambiental junto do público em geral e da população escolar.

Edson Santos, Vereador do Pelouro de Ambiente e Sustentabilidade, salienta a importância “das parcerias que o município desenvolveu com entidades neste ano letivo, e que permitiram a realização de diversas atividades nas nossas escolas!”. Reforça ainda que “a aposta na sensibilização ambiental vai continuar no próximo ano letivo, com os mais novos como os principais ”embaixadores” do desenvolvimento sustentável do nosso concelho.” 

Pensar global, agir local!

Torres Vedras | RUAS DE SANTA CRUZ ENCHERAM-SE PARA MAIS UMA EDIÇÃO DO CARNAVAL DE VERÃO

O Carnaval de Verão regressou às ruas do centro de Santa Cruz, no sábado, 22 de junho. O evento contou com a participação de cerca de 800 figurantes oriundos de diversas partes do país que desfilaram ao ritmo dos tambores, naquele que se constitui como um “Encontro de Festas de Carnaval de Portugal”.

Durante a tarde, os Cabeçudos e Zés Pereiras anunciaram a chegada do Carnaval à estância balnear, marcando o compasso para o desfile que se aproximava.

A noite começou com uma cerimónia de homenagem à Federação Portuguesa de Canoagem, com a entrega de uma escultura do atleta Fernando Pimenta, que integrou o carro alegórico alusivo ao desporto do Carnaval de Torres Vedras 2019. Na ocasião, estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, e o presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix.

As associações carnavalescas e os grupos de mascarados do Carnaval de Torres Vedras não faltaram à festa, que contou com a presença de dois convidados especiais, os Reis do Carnaval de Torres Vedras.

Pela primeira vez o tema do Carnaval de Torres Vedras foi anunciado no decorrer do Carnaval de Verão. O parque de estacionamento da Praia Formosa encheu-se de foliões que souberam em primeira mão que o tema da próxima edição do Carnaval mais português de Portugal é “Magia & Fantasia”.

A noite terminou, depois, como um espetáculo de fogo de artifício.

Restaurante lisboeta com Selo ASAE 00001 tem ligação a Proença-a-Nova



O Restaurante Sete Mares, localizado em Lisboa, recebeu o Selo ASAE número 1 que distingue os estabelecimentos que são inspecionados pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e nos quais não são detetadas infrações. João André, proprietário do restaurante e natural da Aldeia Cimeira, em Montes da Senhora, mostra-se naturalmente satisfeito com a colocação do selo número um no seu espaço. “É uma distinção que aumenta a nossa responsabilidade”, referiu. Desde que saiu do concelho para Lisboa, há já 46 anos, que João André trabalha no sector da restauração e há 24 anos que decidiu abrir o seu restaurante na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro. 

“A colocação deste dístico insere-se no âmbito das medidas Simplex+, apresentadas pelo Ministro da Economia, que têm como finalidade criar e apor uma marca distintiva nos estabelecimentos inspecionados nos quais não sejam detetadas infrações, passando a ostentar esta marca para conhecimento dos consumidores”, contextualiza Ana Maria Oliveira, inspetora chefe da ASAE. “O crescimento generalizado do setor da restauração e bebidas, impulsionado pelo crescimento do setor do turismo em Portugal, confirma a relevância de proporcionar um clima de confiança aos consumidores sendo o objetivo da medida dar um incentivo às melhores práticas e aos operadores económicos cumpridores, os quais passarão a exibir no seu estabelecimento uma marca distintiva comprovativa da conformidade dos seus procedimentos nas áreas de atuação da ASAE”, adianta. O dístico tem um QR code que disponibiliza informação sobre o estabelecimento. 

Para o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, a divulgação desta notícia através da autarquia é uma forma de destacar a diáspora proencense e de dar a conhecer exemplos de boas práticas. “Para os proencenses deverá ser um orgulho saber que um conterrâneo nosso recebeu o primeiro destes dísticos em todo o país, como reconhecimento pelo empenho e trabalho colocado no projeto, desejando votos de continuado sucesso para o João André. Convido a que quem conheça mais exemplos desta natureza que os partilhe para divulgarmos os sucessos dos proencenses onde quer que eles estejam”.

Proença-a-Nova | Intervenções de estabilização pós incêndio em sete linhas de água já estão concluídas


Já estão finalizadas as intervenções de estabilização de emergência pós-incêndio realizadas nas ribeiras junto aos Caniçais, Martins Soares, Parque Empresarial de Proença-a-Nova, Vale de Água, Murteira e nas ribeiras da Freixada e de Lobos que incluíram ações de desassoreamento, corte de vegetação queimada e limpeza das margens. De seguida foram aplicadas técnicas de engenharia natural específicas à morfologia de cada local, com o objetivo de estabilizar as margens, agora sem vegetação ripícola, reter sedimentos resultantes de erosão hídrica e superficial, reforçando os taludes das margens e acautelando zonas de quebra de energia de caudais. 

Foram ainda instalados bio rolos vegetados, mantas orgânicas, muros vivos de suporte, gabiões cilíndricos e micro-açudes. “Estas intervenções começam agora a contribuir para a reabilitação ecológica das galerias ripícolas, bem como para a regularização de caudais e estrutura das margens, como já é visível em alguns locais”, refere João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova. “Estas intervenções contribuem também para o aumento da biodiversidade, garantindo assim a reposição da fauna e flora dentro dos recursos hídricos afetados. É também uma mais valia para a estratégia do turismo, atendendo que parte destas intervenções terão percursos pedestres que se realizarão junto às margens agora intervencionadas”, acrescenta o autarca. 

A Câmara Municipal foi convidada a apresentar este projeto na 9ª reunião plenária do ARH Tejo e Oeste, na Direção Geral do Território, em Lisboa, no dia 19 de junho, tendo em conta que este projeto, que totalizou os 423 mil euros, surgiu na sequência do protocolo de Colaboração Técnica e Financeira assinado com a Agência Portuguesa do Ambiente, no qual o Município coordenou a realização dos trabalhos. “De todas as intervenções que foram realizadas em cenários de pós-incêndio, Proença-a-Nova foi convidada a apresentar o seu projeto essencialmente devido à qualidade e diferenciação do tipo de intervenção, o que se deve ao trabalho dos colaboradores do Município que desenvolveram, acompanharam e fiscalizaram este processo”, considera João Lobo.


Castelo de Paiva | COM FARTA SARDINHADA PARA OS VISITANTES - FESTEJOS DE S. JOÃO DE CASTELO DE PAIVA CONTABILIZARAM MAIS UM SUCESSO


Marchas populares e concerto de Anselmo Ralph dominaram os festejos

Apesar de alguma instabilidade climatérica, que atrapalhou na noite de Sábado, este voltou a ser um S. João fantástico e a merecer distinção…num ambiente de alegria e muito folguedo, a edilidade de Castelo de Paiva contabilizou mais um êxito com asFestas de S. João, manifestação popular que ontem terminou em grande, num momento único de saudável convivialidade e que fez o povo sair à rua durante quatro dias de festa, para viver aquela que é a mais emblemática festividade do concelho.

Por terras de Paiva, a tradição continua a manter-se e a população paivense preparou-se a preceito, uma vez mais, para comemorar com muita animação, as Festas de S. João, uma iniciativa que desde 1998, constitui um interessante “ atractivo “ e prelúdio para a Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, a realizar já noprimeiro fim de semana de Julho, um certame de dimensão nacional e reconhecida qualidade, orientado para a valorização da produção vitícola do concelho e para a consagração do melhor e mais conhecido produto agrícola de Castelo de Paiva.

Voltando a registar uma fortíssima adesão popular, as Festas São Joaninasvoltaram a superar as expectativas dos responsáveis municipais e voltaram a atrairmilhares de visitantes, todos em busca da diversão, da animação musical, das marchas populares, da gastronomia local e do bom vinho verde e da sardinha assada, que em terras de Paiva continua a ser oferecido à população em dia de feriado municipal.

Manifestação popular que se realiza desde 1969, o S. João de Castelo de Paiva é considerado o de maior tradição na região e para o confirmar não faltaram os habituais atractivos, evidenciados num programa ambicioso e diferente proposto pela edilidade paivense, presidida por Gonçalo Rocha, que cativou e entusiasmou a população local e os visitantes…foi um S João fantástico, disseram os milhares de visitantes que estiveram em terras de Paiva …

Marchas Populares e concerto de Anselmo Ralph cativaram visitantes

A música popular, as bandas de música, os grupos musicais do concelho, as marchas populares apresentadas em três escalões, foram participações que estiveram asseguradas num evento festivo que não podia passar sem as tradicionais barracas de “ comes e bebes “, os divertimentos mecânicos, os bailaricos, a animação de rua e a típicafesta da sardinha assada e vinho verde, que a autarquia distribuiu gratuitamente à população, no final da tarde do Feriado Municipal, ao mesmo tempo que os mais afoitos, não se fizeram rogados a um pezinho de dança ao som dos artistas e grupos convidados que foram desfilando pelos palcos da festa, como o Grupo Karisma e o Agrupamento Os Lotus, na noite de Sexta – Feira, assim como LMC Band e Augusto Canário na noite chuvosa de Sábado.

Depois do Desfile das Marchas Séniores no Pavilhão Municipal, organizadas pelaSanta Casa da Misericórdia de Castelo de Paiva no âmbito do projecto MICAS, com a participação de mais de 450 utentes e funcionários de 11 instituições de solidariedade social, as festas promovidas pela Câmara Municipal, continuaram na manhã de sexta feira, com muita animação, realizando-se com grande entusiasmo e adesão, as Marchas Populares Infantis, no Largo do Conde, evoluindo pela zona central da vila mais de 1500 crianças, oriundas das escolas, jardins de infância e IPSS’s do concelho.

Os festejos de S. João prosseguiram com animação musical, e na véspera deFeriado Municipal, a noite orientou para a folia e folguedo, e as Marchas Popularesvoltaram a ser o ponto alto dos festejos de S. João em terras de Paiva, levando a população ao rubro com as fantásticas representações de Fonte, Frutuária, Vale da Rua e Gração, as quatro marchas que tiveram oportunidade de evoluir na zona doLargo do Conde, a sala de visitas da urbe paivense, apresentando-se de novo no cenário da escadaria da Igreja Matriz.

Como sempre, a música, as letras, os arcos e os coloridos dos trajes são aspectos que não são deixados ao acaso e continuam envoltos em secretismo até ao momento do grandioso desfile pelas engalanadas ruas da Vila, um momento único destas festas que continuam a consagrar o S. João no município paivense, o grande cartaz desta manifestação popular que as gentes de Castelo de Paiva acarinham há quase cinco décadas.

Pela noite dentro, depois do desfile das Marchas Populares, e porque o momento potenciava a folia e a diversão, foi brutal o concerto do consagrado Anselmo Ralph que arrastou milhares de fãs até Castelo de Paiva, seguindo-se a prestação do DJ Victor Correia que aguentou os resistentes até às tantas da madrugada, não sem antes ser realizado um vistoso espectáculo pirotécnico, com mais de meia – hora de duração.

Filarmónicas homenageadas e uma grande sardinhada para toda a população

Em dia de Feriado Municipal, realizou-se ao inicio da tarde, uma cerimónia de reconhecimento municipal às três filarmónicas do concelho, com a entrega daMedalha de Mérito Grau Ouro, e o programa contemplou o sempre apreciado concerto musical, este ano protagonizado pela Banda Musical dos Mineiros do Pejão eBanda Marcial de Bairros seguindo-se depois a habitual Festa da Sardinha Assada, com muitos quilos distribuídos gratuitamente a toda a população e milhares de visitantes que, neste dia festivo, rumaram até terras de Paiva, terminando o programa deste dia com musica de baile até ao inicio da noite contemplando um animado bailarico com a actuação do Alfa Music Band.

Em época de Santos Populares, é o S. João que manda em Castelo de Paiva, sempre num ritual festivo que continua a ser do povo e para o povo e a edilidade paivense continua a apostar forte nestas festas, com o presidente da Câmara Municipal,Gonçalo Rocha a fazer um balanço bastante positivo destes quatro dias de festejos, realçando a boa adesão e a animação constante, deixando desde já o convite para que todos voltem a Castelo de Paiva já no primeiro fim de semana de Julho, para a grande jornada festiva que será a 22ª edição da Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, um certame de grandeza nacional, que a população muito acarinha e que é o orgulho do município de Castelo de Paiva.

Carlos Oliveira

Viseu | Feira de São Mateus apresenta edição de 2019 amanhã à noite


Resultado de imagem para FEIRA DE SÃO MATEUS
Correio da Manhã
Evento apresenta-se à comunidade no Campo de Viriato, pelas 21H30 de dia 26 de junho, quarta-feira.

A apresentação oficial da edição deste ano da Feira de São Mateus, em Viseu, está agendada para amanhã, dia 26 de junho, pelas 21H30. No Campo de Viriato, junto ao Museu da EDP, marcam presença o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, o Vereador da Cultura e Gestor da Feira, Jorge Sobrado, e a Presidente da Direção da VISEU MARCA, Cristina Paula Gomes.

Nesta noite, Município de Viseu e VISEU MARCA divulgam não apenas a programação integral do certame, mas também as várias novidades e inovações ao nível das infraestruturas, da revitalização histórica do certame e dos novos passos na política de sustentabilidade ambiental.

Além da apresentação de um novo projeto de storytelling, desenvolvido em paralelo com a Feira de São Mateus, o evento irá contar com a atuação de um artista surpresa que irá subir ao palco este ano, entre 8 de agosto e 15 de setembro.

Os principais dados do estudo económico levado a cabo em 2018 pelo Instituto Politécnico de Viseu serão, também, apresentados.

A Feira é uma iniciativa do Município de Viseu, com organização executiva da VISEU MARCA. O Santander, Super Bock, MEO, Sumol, Jornal do Centro, Delta, Galp, Turismo do Centro, JS Clínica Médica, Fidelidade, Litocar, Ribeiro Santo, Nutriva, Lugrade e Fnac são patrocinadores oficiais do evento. O Correio da Manhã e a CMTV são os Media Partners Nacionais deste ano.

Águeda | Educação: Câmara Municipal promoveu sessão de atribuição de apoios e prémios a estudantes do município.


Câmara Municipal de Águeda (CMA) promoveu, no dia 7 de junho, pelas 18h, uma sessão de atribuição de apoios e prémios a estudantes do município, no salão nobre, atribuindo bolsas e apoios a alunos carenciados e premiando os alunos que mais se destacaram no concelho.

Esta sessão, destinou-se a realizar a atribuição de bolsas de estudo para o ensino superior e apoio para pagamento de propinas, de acordo com os programas com as mesmas designações, assim como a atribuição de prémios escolares Câmara Municipal de Águeda aos melhores alunos dos estabelecimentos de ensino público, privado ou cooperativo, situado no concelho de Águeda.
As Bolsas de Estudo para o Ensino Superior destinam-se a apoiar estudantes carenciados, naturais do concelho de Águeda ou residentes no concelho há mais de dois anos, que frequentem qualquer dos ciclos de estudos do ensino superior. A bolsa é paga em dez prestações mensais de € 150,00 cada.
O Apoio para Pagamento de Propinas destina-se a apoiar estudantes residentes no concelho há mais de dois anos que ingressem ou frequentem a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA) em qualquer dos ciclos de estudos.

O Apoio para Pagamento de Propinas tem o valor anual correspondente à propina máxima de cada um dos ciclos de estudos em vigor na instituição, é pago em dez mensalidades e tal como anteriormente referido.


Nos últimos 6 anos foram atribuídas 112 bolsas de estudo e apoios a pagamento de propinas a 23 alunos.
Também foram atribuídos os prémios escolares CMA aos melhores alunos do ensino básico, 3º ciclo, do ensino secundário, do curso de formação profissional do sistema de aprendizagem para jovens em alternância, de nível secundário, e do curso de educação e formação de adultos, de nível secundário, do Centro de Formação Profissional de Águeda.
A sessão contou com a presença dos estudantes, familiares e diretores dos estabelecimentos ensino, assim como do presidente da CMA, Jorge Almeida e da vereadora, Elsa Corga e o presidente da Assembleia Municipal, Brito Salvador.

Doze países e mais de 2.000 participantes no XX Summer Cup Volleyball

Torneio Internacional de Voleibol Jovem de 3 a 7 de Julho com "epicentro" na Lousã
O Torneio Internacional de Voleibol para camadas jovens, Summer Cup Volleyball, que se realiza de 3 a 7 de Julho, tem este ano a maior participação internacional de sempre, com doze países: Portugal, Espanha, França, Bélgica, Holanda, Itália, Irlanda, San Marino, Lituânia, Dinamarca, Mónaco e Colômbia.
Com organização do Lousã Volley Clube desde 2000, esta será a vigésima edição do Summer Cup que vai reunir 159 equipas, em mais de trinta campos com jogos em simultâneo nos cinco municípios onde decorre: Lousã, Miranda do Corvo, Vila Nova de Poiares, Góis e Coimbra.   
O torneio realiza-se em três fases, a primeira em que todas as equipas dos quatro escalões, jogam com todas, a segunda fase, que se realiza na sexta. A fase final decorre no fim de semana, realizando-se os jogos das finais os escalões no pavilhão n. 1 da Lousã. Todos os jogos serão disputados a 3 sets obrigatórios, sendo o 3º set igual ao 5º set dos jogos oficiais. Só os jogos de cruzamentos que ditam a classificação final serão disputados a 5 sets.
O Summer Cup, que decorre nas instalações escolares, nomeadamente na componente do alojamento e refeições, tem o apoio do Desporto Escolar e da Federação Portuguesa de Voleibol.
O torneio foi apresentado em Conferência de Imprensa  hoje de manhã, 25 de Junho, no bar das piscinas da Quinta da Paiva em Miranda do Corvo pelo coordenador geral Luís Vidal, na presença dos vereadores Lara Oliveira (VN Poiares), Rui Lopes (Lousã), Hugo Raposo (Miranda do Corvo) e do técnico municipal Miguel Mourão (Góis). Das intervenções destaca-se a importância que o torneio tem em termos de promoção turística da região, havendo já dados sobre a lotação quase completa das unidades de alojamento para os dias do torneio, em especial para o fim de semana, que reúne na Lousã e nos restantes concelhos os familiares e amigos dos atletas para os jogos da fase final.

Cadete da Escola Naval morre durante prova na Base Naval de Lisboa

Resultado de imagem para Cadete da Escola Naval morre durante prova na Base Naval de Lisboa
Público
Um cadete Escola Naval morreu hoje depois de desmaiar durante uma prova de corta mato realizada na Base Naval de Lisboa, em Almada, no âmbito de uma aula de educação física, disse à Lusa o porta-voz da Marinha.
“O exercício, que se iniciou pelas 8:30, consistia numa prova de corta-mato de seis quilómetros, no perímetro da Base Naval de Lisboa, e era vigiado por 10 militares com uma viatura de apoio. O cadete desfaleceu ao chegar ao quinto quilómetro da prova, tendo sido prontamente assistido por outros cadetes, pelos monitores e por um oficial que praticava desporto, que cruzava o mesmo local, cerca das 8:55”, disse a fonte.
Segundo o comandante Fernando Fonseca, o jovem, de 22 anos, foi de imediato transportado para o Centro de Medicina Naval pela viatura de apoio.
“Foi assistido por uma equipa médica, que lhe prestou assistência diferenciada. Foi também contactado o INEM que prontamente chegou ao local”, acrescentou.
O cadete foi posteriormente transportado para o hospital de S. José, em Lisboa, onde foi dada continuidade às manobras de reanimação, mas não foi possível reverter a situação e acabou por morrer, cerca das 10:40, segundo a mesma fonte.
“A Marinha tem estado a prestar todo o apoio, inclusive psicológico, aos familiares e aos camaradas do cadete. Num momento de profunda dor para a toda a família naval com a perda de um dos nossos, enviamos as mais sentidas condolências à família e amigos”, referiu.
O cadete, do 4º ano da Escola Naval, frequentava o curso de Engenharia Naval – Ramo de Armas e Eletrónica.
Lusa

Seminário Final do Programa «Empreende Já» | 9 de julho – Auditório Municipal Almeida Garrett – Jardim do Palácio de Cristal - Porto


O Seminário Final do Programa « Empreende Já» vai acontecer no dia 9 de julho, às 9h30, no Porto - Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, Jardim do Palácio de Cristal (Rua D. Manuel) e conta com a presença do Secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, e do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo. 

O objetivo deste seminário é apresentar os resultados das duas edições do Programa e informar os jovens com entidades constituídas e monitorizadas pelo IPDJ, I.P, sobre os instrumentos financeiros que existem a nível nacional e comunitário que lhes permita dar continuidade às suas entidades. 

O Programa Empreende Já foi financiado pelo FSE – POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), em cerca de 4 milhões de euros. Trata-se de um programa de fomento do empreendedorismo junto de jovens em situação NEET (nem a trabalhar, nem a estudar nem a frequentar formação profissional), que o IPDJ, I.P. desenvolveu de 2016 a 2018, com a realização de duas edições. 

O Programa envolveu cerca de 600 jovens em formação e culminou com o apoio financeiro de 10.000,00 euros de capital semente a cada um dos 182 projetos aprovados. 

A monitorização persiste, num controlo que pretende assegurar a durabilidade do investimento feito na criação de entidades e de postos de trabalho. Foram criadas 19 associações e 163 empresas o que se traduziu na criação direta de 202 postos de trabalho.

Torres Vedras | MARGINAL ATIVA ESTÁ DE VOLTA A SANTA CRUZ

A Avenida do Atlântico, em Santa Cruz, vai ser palco de mais uma edição da Marginal Ativa. A sessão de promoção de atividade física informal realiza-se no dia 30 de junho, domingo, a partir das 9h30.
Caminhada, corrida, passeios de bicicleta e aulas de grupos, são algumas das atividades que dão forma a este programa que convida a uma manhã bem passada em família. As bicicletas Agostinhas estarão, ainda, disponíveis para utilização de forma gratuita e haverá uma zona de insufláveis para as crianças.

Programa

09h30 | Morning Run - 1 hora
Caminhada - Santa Cruz a Mexer
Corrida - CAP Running

09h30 | Passeio Urbano de Bicicleta
Agostinhas disponíveis para empréstimo

10h00 às 12h00 | Demonstrações e experimentação de modalidades desportivas
Clube Académico de Penafirme - voleibol, karaté, treino em circuito
Sealand Santa Cruz - longboard skate
GDRC Casalinhense - futebol
Upgym - avaliação física

10h30 |  Zumba - aula de fitness
11h00 | Pilates (Estúdio Luar) - aula de fitness
11h00 | Liquid Balance (Noah Surf House Portugal) - aula de fitness
inscrição prévia: sportcentre@noahsurfhoyseportugal.com  

11h30 | Treino em circuito (Clube Académico de Penafirme)  - aula de fitness

Em permanência
Insuflável para crianças
Empréstimo de bicicletas agostinhas
Street basket

Nota: O trânsito estará cortado entre a Praia do Pisão e a Praia Centro, onde as atividades irão decorrer ao longo da manhã.

A Marginal Ativa integra os programas "Onda de Verão", "Santa Cruz.365"No âmbito do programa "Onda de Verão", estão ainda previstas proximamente as seguintes atividades:

Ferreira do Zêzere promove masterclass de fotografia nos Caminhos da Água em julho

Segundo ciclo do Caminhos – Programação Cultural em Rede tem lugar em julho, com os Caminhos da Água em 7 municípios do Médio Tejo (Abrantes, Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha).


Os Caminhos da Água, segundo de três ciclos anuais do Caminhos - programa cultural em rede no Médio Tejo – tem lugar de 12 a 14 de julho e 19 a 21 de julho, em Abrantes, Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.

Em destaque neste ciclo dos Caminhos está o projeto Comunitário em Ferreira do Zêzere, uma masterclass de formação de novos fotógrafos, que vai além da programação cultural do Caminhos e que envolve a comunidade local. Durante 4 fins de semana, de 6 a 28 de Julho, o Viagens Na Minha Terra organiza um laboratório de fotografia com Augusto Brázio e Nelson dAires no concelho de Ferreira do Zêzere. A masterclass terá um máximo de 12 participantes. As candidaturas estão abertas até dia 1 de julho, no site:


Durante o laboratório os alunos serão orientados no desenvolvimento de um trabalho individual para a realização de um portfólio em formato digital. A apresentação pública dos trabalhos dos alunos terá a forma de projeção de vídeo com participação de artistas locais a tocar ao vivo.

Para além desta masterclass, que ocupa vários fins de semana de julho, no primeiro fim de semana do ciclo Caminhos da Água, o município de Ferreira do Zêzere dá o palco a Célia Barroca & O Indifado no Centro Cultural de Ferreira do Zêzere às 21h30 de dia 12 de julho.


No sábado, dia 13 de julho, em Ferreira do Zêzere há duas sessões de Mimos Dixie Band, às 11h no Lago Azul e às 14h30 em Dornes. Do domingo é possível assistir ao espetáculo Full Circle dos ingleses Avanti Display, às 11h na praia da Bairrada/ Bairradinha em Ferreira do Zêzere.

A programação em Ferreira do Zêzere faz parte de mais de 20 espetáculos, quatro estreias nacionais, com 12 artistas e/ou Companhias de Teatro de Rua e Circo Contemporâneo, de sete países (Portugal, Argentina, Brasil, Espanha, França, Itália e Reino Unido), que desaguam em julho no Médio Tejo para dois fins de semana em que todos os caminhos vão dar à água.



Caminhos da Água de 12 a 14 de julho
Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha

O programa dos Caminhos da Água abre em Alcanena, com o espetáculo Boate do Circo Rouages, às 19h no Parque Rio dos Cantos em Espinheiro. A sexta à noite é de música, com Célia Barroca & O Indifado no Centro Cultural de Ferreira do Zêzere às 21h30. Pouco depois, às 22h, em Constância, no Largo Cabral Moncada é possível assistir ao concerto do brasileiro Leo Middea, que mistura ritmos brasileiro com rock, tropicalismo e muito mais.

No sábado em Ferreira do Zêzere há duas sessões de Mimos Dixie Band, às 11h no Lago Azul e às 14h30 em Dornes. Às 18h os caminhos levam-nos a Vila Nova da Barquinha para assistir ao Circo Rouages no Largo 1º de Dezembro. Para quem gosta de circo é rumar ao Jardim das Lagoas em Alcanena para o Descobrindo o Circo dos OME Dual. Destaque para o concerto de Manel Cruz em Constância, às 22h, no Largo Cabral Moncada.


O domingo em Alcanena é dedicado às crianças, com Cinema Insuflável na praia dos Olhos dÁgua, com sessões de hora a hora entre as 10h e as 18h. Há duas oportunidades para assistir ao espetáculo Full Circle dos ingleses Avanti Display, às 11h na praia da Bairrada/ Bairradinha em Ferreira do Zêzere ou às 21h no Largo 1º de Dezembro em Vila Nova da Barquinha. Às 17h a terceira e última oportunidade para ver os Circo Rouages, agora na zona ribeirinha de Constância.

Caminhos da Água de 19 a 21 de julho
Abrantes, Mação e Vila de Rei

O segundo fim de semana dos Caminhos da Água é inteiramente dedicado ao Teatro de Rua e ao Circo Contemporâneo. Os argentinos Chimichurri atuam no Largo dos Combatentes em Mação, enquanto que em simultâneo os espanhóis XA! TEATRE animam a Praça Barão da Batalha em Abrantes.

Vila de Rei acolhe no sábado, dia 20 de julho, circo e teatro de rua, primeiro com o Chimichurri argentino às 17h na Praia Fluvial de Bostelim e às 19h os espanhóis XA! TEATRE em frente ao Mercado Municipal.

O artista de circo italiano Fausto Giori performiza Demenzio e percorre vários pontos de Mação, atuando pela primeira vez no sábado às 17h na praia fluvial de Ortiga em Mação e novamente às 21h30 no Largo dos Combatentes. Já no domingo, vai estar às 11h na praia fluvial de Cardigos e às 17h na praia fluvial de Carvoeiro.

Ainda no domingo é possível assistir, às 11h na margem norte do Aquapolis de Abrantes, à única atuação de Aimar & CIA, com o espetáculo ETXEA/CASA/HOME.

Uma das bandeiras do Caminhos é o acesso gratuito a toda a programação cultural, durante os três ciclos anuais (Ferro, Água e Pedra), este ano com o seguinte calendário: Caminhos do Ferro de 12 a 14 de abril; Caminhos da Água de 12 a 14 e 19 a 21 julho; e Caminhos da Pedra, de 11 a 13 e 18 a 20 outubro.

Os Caminhos do Ferro percorreram Abrantes, Entroncamento, Tomar e Torres Novas em abril. Os Caminhos da Água mergulham em Abrantes, Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Vila Rei, e Vila Nova da Barquinha em julho. Os Caminhos da Pedra esculpem-se no Entroncamento, Ourém, Sardoal, Sertã, Torres Novas, e Vila Nova da Barquinha em outubro.

Sobre o Caminhos:
O Caminhos é um projeto que se divide em três ciclos culturais de programação em rede no Médio Tejo, e que envolve 13 municípios. Estreou-se em 2017 com três caminhos a percorrer: os Caminhos do Ferro (abril), os Caminhos da Água (julho) e Caminhos da Pedra (outubro).
Na sua terceira edição, o Caminhos, surge com uma imagem renovada e uma nova estratégia programática, que passa por uma equipa multi-disciplinar formada por agentes dos 13 municípios associados da CIM Médio Tejo.
O projeto Caminhos surgiu da vontade de 13 municípios em apresentar às suas populações ofertas culturais alternativas, arrojadas e que colocassem o território no mapa artístico e cultural a nível nacional e internacional.
Os grandes objetivos do Caminhos é gerar itinerância de públicos internos, com uma programação cultural diferenciadora, e aumentar o número de visitantes que experienciam, neste período, o território como um todo, como um roteiro turístico e cultural em rede.
Já trouxe ao Médio Tejo alguns dos artistas de maior renome nacional e internacional, com propostas irreverentes e emergentes no panorama atual.
Projeto cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER.

        Hélio Ferreira Antunes

Agromuseu Dona Julinha assinala 10.º aniversário com entrada livre

Resultado de imagem para Agromuseu Municipal D. Julinha, na Ortigosa

O Agromuseu Municipal D. Julinha, na Ortigosa, celebra esta quinta-feira o 10.º aniversário da sua criação e organiza um conjunto de atividades para toda a população.

Às 14:00, as portas do espaço abrem-se para a realização de visitas livres ao Agromuseu, seguindo-se, às 15:00, o workshop Conserv’Arte, com Maria Alice Dionísio, da Babelescola – Associação para a Descoberta da Europa.

Às 16:00, o centro de estudos Armazém das Tropelias organiza uma sessão de jogos tradicionais.

A participação nestas atividades é gratuita e não é necessária inscrição prévia.

O Agromuseu Municipal foi criado em 2009, após a sua proprietária, Maria Leonilde, apelidada de “Dona Julinha”, ter doado, em 2002, parte dos bens da então Casa Agrícola Pereira Alves de Matos Carreira.

Desde então, o Município procedeu à recuperação e adaptação dos edifícios agropecuários e áreas anexas, com vista à sua preservação e constituição de um circuito museológico interpretativo e interativo.

O espaço tem sido palco de diversas iniciativas, principalmente junto de crianças e jovens, permitindo-lhes um maior contacto com o mundo agropecuário.

Assembleia Municipal reúne no dia 28 de junho em Vieira de Leiria

Resultado de imagem para Auditório da Junta de Freguesia de Vieira de Leiria
Marinha Grande

A Assembleia Municipal da Marinha Grande reúne em sessão ordinária no próximo dia 28 de junho de 2019 (sexta-feira), pelas 20h30, no Auditório da Junta de Freguesia de Vieira de Leiria.
A ordem do dia é a seguinte:
APRECIAÇÃO E APROVAÇÃO DOS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CONSOLIDADAS RELATIVOS AO EXERCÍCIO ECONÓMICO DE 2018, para cumprimento do preceituado na alínea l), do n.º 2, do artigo 25º, da Lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, e do n.º 2 do artigo 76º da Lei n.º 73/2013 de 3 de setembro;

APROVAÇÃO DA SUSPENSÃO PARCIAL DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE E ESTABELECIMENTO DE MEDIDAS PREVENTIVAS - Santos Barosa - Vidros S.A, nos termos do disposto na alínea b) do n.º 1 do artigo 126.º e do n.º 1 do artigo 137º do Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial (RJIGT); 

APROVAÇÃO DA 3.ª REVISÃO AOS DOCUMENTOS PREVISIONAIS DE 2019 – 10.ª MODIFICAÇÃO, nos termos do disposto na alínea a) do n.º 1 do artigoº 25.º da Lei n.º 75/2013 de 12 de setembro, na sua redação atual; 

PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA PARA A ASSUNÇÃO DE COMPROMISSOS PLURIANUAIS relativos à confeção e fornecimento de alimentação escolar e fornecimento de lanches para os 3 agrupamentos de escolas do Concelho da Marinha Grande para período de setembro de 2019 a julho de 2020 - P.A. n.º 63/2019-AP/DDC, nos termos do disposto na alínea c) do n.º 1 do artigo 6.º da Lei n.º 8/2012 de 21 de fevereiro; 

PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA PARA A ASSUNÇÃO DE COMPROMISSOS PLURIANUAIS relativos à Revisão do Plano Diretor Municipal da Marinha Grande - P.A. n.º 81/2014-AP/DOT -  nos termos do disposto na alínea c) do n.º 1 do artigo 6.º da Lei n.º 8/2012 de 21 de fevereiro;

PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA PARA A ASSUNÇÃO DE COMPROMISSOS PLURIANUAIS relativos à prestação de serviços para efeitos dos trabalhos de Delimitação da Reserva Ecológica Nacional, nos termos do disposto na alínea c) do n.º 1 do artigo 6.º da Lei n.º 8/2012 de 21 de fevereiro;

PROPOSTA PARA A CONSTITUIÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA DO MUNICÍPIO DA MARINHA GRANDE, nos termos do disposto no artigo 25.º, n.º 2, alínea k) do Anexo I da Lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, na sua redação atual;

APRECIAÇÃO DA ATIVIDADE MUNICIPAL E SITUAÇÃO FINANCEIRA, nos termos do disposto no artigo 25º do nº 2, alínea c) do Regime Jurídico das Autarquias Locais, aprovado pela Lei nº75/2013 de 12 de setembro.

O período de “intervenção do público”, para apresentação de assuntos de interesse municipal e pedidos de esclarecimentos, tem lugar entre o período “antes da ordem do dia” e o período da “ordem do dia”. Para o efeito, os cidadãos interessados em intervir, deverão proceder à sua inscrição por meio eletrónico ou via presencial, no início da sessão, referindo o nome, morada e assunto a tratar.

Coimbra | "Os Plásticos e o ambiente" em debate na FCTUC| 1de julho| 14 horas| Departamento de Engenharia Química

Resultado de imagem para Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
UC - Universidade de Coimbra
Numa altura em que se debate a necessidade urgente de combater a poluição causada pelos plásticos, o grupo de investigação em polímeros da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) promove, no próximo dia 1 de julho, uma sessão dedicada ao tema durante um simpósio sobre transferência de tecnologia.

A iniciativa, que tem lugar às 14 horas no anfiteatro nobre do Departamento de Engenharia Química, no Pólo II da UC, conta com a participação da Associação Portuguesa da Indústria de Plásticos (APIP).

Jorge Coelho, especialista em polímeros e organizador do simpósio, afirma que a problemática do impacto dos plásticos no ambiente coloca «enormes desafios quer à ciência quer à indústria do setor. Se por um lado é necessário desenvolver novos materiais amigos do ambiente que permitam substituir os atuais polímeros - na sua maioria de origem fóssil -, por outro, essas novas soluções têm de ser economicamente sustentáveis para as indústrias».

Além disso, o cientista da FCTUC considera que «grande parte do debate sobre a poluição provocada por plásticos não tem qualquer fundamentação científica. Queremos contribuir para um debate baseado na ciência e discutir estratégias eficientes que ajudem a mitigar o grave problema dos plásticos, porque as universidades têm o dever de contribuir com soluções para resolver problemas da sociedade».

Neste simpósio vão também ser apresentados resultados de projetos de investigação na área de polímeros de nova geração desenvolvidos na FCTUC em parceria com a indústria, designadamente com as empresas CIRES, TMG Automotive, VESAM, SICOR e COMPONIT, Lda.

A entrada é livre mas sujeita a inscrição através do correio eletrónico: jcoelho3@gmail.com. Segue programa em anexo.

Cristina Pinto


Marinha Grande | Pequenos empreendedores brilharam no Teatro Stephens


Realizou-se no passado dia 18 de junho, na Casa da Cultura Teatro Stephens, a iniciativa Empreendedorismo nas Escolas, dirigida ao ensino Pré - escolar e 1° Ciclo e que contou com a participação de alunos, professores, educadores e pais.

Numa sala repleta de familiares, amigos e professores os pequenos empreendedores dos Jardins de Infância e das EB1’s participantes, apresentaram em palco as suas ideias de uma forma brilhante e muito animada com pequenas peças de teatro, música e muita dança.


Pensado no âmbito do programa inovador de combate ao insucesso escolar (PICIE), este projeto educativo, no qual participaram o Jardim de infância de Casal de Malta é as EB1's António Vitorino, Comeira, Guilherme Stephens e Francisco Veríssimo,contou com o apoio das mascotes “Horácio e “Gaspar” e teve como objetivo desenvolver em alunos e professores o espírito de iniciativa e liderança, a interajuda e o trabalho em equipa, a inovação e a criatividade.

Para a Presidente da Câmara, Cidália Ferreira,  presente no evento e que louvou o mérito de todos e em especial dos alunos pelo trabalho, empenho e dedicação "estes foram dias ricos em partilha, aprendizagem, emoções e muita criatividade. São estas atividades e aprendizagens que serão para sempre recordadas, dotando-os de capacidades cada vez mais importantes e necessárias no seu dia a dia.". 


JOANA FRANCA DA SOCIEDADE COLUMBÓFILA OCUPA O LUGAR MAIS ALTO DO PÓDIO NO AVELAR SUNSET TRAIL 2019



A Junta de Freguesia de Avelar, realizou no passado dia 22 de junho de 2019 a prova Avelar Sunset Trial, disputado ao pôr-do-sol, nos percursos e trilhos envolventes à Freguesia do Avelar, no concelho de Ansião, inserindo-se, esta competição nas Comemorações da Semana da Vila.
O evento foi composto por um Trail Longo com 22 km de distância, um Trail Curto com 15 km, bem como uma Caminhada com 10 km, 
Participaram nesta prova os atletas Luís Duarte e Joana Franca, da Secção de Ar livre e Aventura da Associação de Solidariedade Social Sociedade Columbófila Cantanhedense, participando, no Trail Longo, percorrendo os 22 Km num percurso caracterizado por trilhos, carreiros e caminhos, daquela freguesia. 
Joana Franca, alcançou o 1º lugar da geral feminina e do escalão F 40.
Luís Duarte, competindo na mesma distância e no mesmo escalão, alcançou o 16° lugar no escalão M40, o 37º lugar na classificação geral masculina.

ANABELA ALMEIDA E PEDRO CARDOSO DA SOCIEDADE COLUMBÓFILA PARTICIPARAM NO II ANADIA WINE RUN 2019



Numa organização do Município de Anadia e integrado na Feira do Vinho e da Vinha teve lugar no dia 23 de junho, o II Anadia Wine Run 2019, contando com duas provas de trail, na distância de 23km e 15km e uma caminhada de 10km, Participaram na referida prova os atletas da Secção de Ar Livre e Aventura da Associação de Solidariedade Social Sociedade Columbófila Cantanhedense Anabela Almeida e Pedro Cardoso, tendo a atleta Anabela Almeida, obtido a 85ª posição na classificação geral feminina, e o 17º lugar no escalão de F40 e Pedro Cardoso, o 14º lugar na classificação geral masculina e o 5º lugar no escalão de M40.

Opinião | Conservadores do mundo, uni-vos!


  • Frederico H. S. de Freitas
Se olharmos retrospectivamente, veremos que a esquerda fez avanços enormes nos vários campos da atividade humana no século XX: nas artes, na música, nas modas, nos costumes, na política etc.
Lembro-me de que lá pelos anos 80 um audiovisual chamado Rio de Sangue era exibido em ambientes diversos pela impertérrita TFP ― e só por ela. Naquele tempo era chic ser de esquerda, e démodé ser de direita. O audiovisual mostrava o avanço do comunismo no mundo desde a Revolução Russa de 1917, escancarando as vergonhosas capitulações ― ou mesmo traições ― daqueles que no Ocidente deveriam conter tal avanço.
Pode-se considerar a década de 70 como tendo sido de vergonhosas entregas, fruto das políticas de concessões que permearam todo o século ― incluindo a Ostpolitik vaticana ―, culminando, digamos assim, na humilhante derrota dos EUA frente ao comunismo no Vietnã em 1975, fato que parecia assinalar a vitória irreversível da seita vermelha em todo o mundo.
Esse olhar retrospectivo não poderia deixar de ver também que, ao longo do século XX, houve alguém que, impávido, denunciou sempre a seita comunista, conclamando todos para a mais intransigente oposição aos sequazes da revolução marxista. Sua voz ecoou na mídia escrita e falada, atingindo grandes e pequenas cidades de todo o orbe.
Plinio Correa de Oliveira desfraldou o estandarte dos inconformados, daqueles que se recusam a dobrar os joelhos diante da Revolução comunista e de conexos a ela. Ele a denunciou em todos os campos em que ela se manifestou. Denunciou quando ela avançava em armas, como quando tentava avançar sorrateira e dissimuladamente, arrancando-lhe a máscara que cobria suas sombrias intenções.
Tais cogitações me vieram ao espírito ao tomar conhecimento do recente noticiário abordando as manifestações havidas em Hong Kong e na Rússia. Na China, impressionou o número de pessoas que afluíram às ruas contra uma lei de extradição com o regime de Pequim e foram brutalmente reprimidas pela polícia local. Na Rússia, a inesperada reação em favor de um jornalista que tem denunciado corrupção no Kremlin, sendo que a própria mídia parceira de Putin foi obrigada a tomar a defesa do jornalista. Em ambas as manifestações, o alvo foi o mesmo: o comunismo; e em ambas o comunismo teve que ceder! Notemos bem, cedeu em seu próprio domínio, em seu próprio território! Na China, inclusive, a chefe do governo local, pró-Pequim, foi obrigada a se desculpar pela repressão violenta da polícia. Quem diria que isso aconteceria…
Lá como cá, no Brasil ― e em várias partes do mundo ―, a aversão ao comunismo é categórica. Aversão ao comunismo e seus conexos, como a ideologia de gênero, o aborto, as drogas etc. A convocação de uma greve geral para o dia 14 de junho passado, por exemplo, foi um estrondoso fracasso. Pelo contrário, “nossa bandeira é verde e amarelo / sem foice e martelo” é o mote que tem ecoado pelas ruas e praças do nosso país. O Brasil rejeita o comunismo; o Brasil quer trabalhar, crescer, seguir na direção de glória e grandeza, fiel à fé herdada de seus antepassados, primando pela defesa de suas tradições, da família e da propriedade privada.
As manifestações pipocam em várias partes do mundo contra a imposição de doutrinas contrárias a fé cristã. Ainda este ano, na Argentina, houve uma manifestação estrondosa contra o aborto… E por aí vai. A alma humana é naturalmente cristã, dizia Tertuliano. E a meta da Revolução — esse movimento universal que vem há vários séculos destruindo a civilização cristã — é de substituir todos os valores dessa civilização por um estado de coisas comuno-tribalista como o acenado pelo próximo Sínodo Pan-Amazônico em seu Instrumentum laboris.
Assim, é geral a degringolada da esquerda no mundo. A onda esquerdista está sendo terminantemente recusada, rechaçada. A recusa é tal, que agora esquerdista passou a ser chamado de progressista, como se mudando o rótulo mudasse o conteúdo. Aliás, a esquerda se passando por progressista confirma a identidade com o que na Igreja Católica são conhecidos os progressistas, ou seja, a esquerda católica, uma verdadeira aberração.
Em que medida a atuação de Plinio Correa de Oliveira contribuiu para impor ao adversário derrota tão humilhante? Em que medida, como resultado de sua gigantesca obra, reações conservadoras que há não muito tempo se diriam impensáveis começam a aflorar? Ninguém sabe. O certo é que sua gesta não foi em vão. Pois o que o moveu foi o seu entranhado amor à Santa Igreja Católica Apostólica Romana e seu fruto, que é a civilização cristã. E para Deus nada é em vão.
O jornalista Gilles Lapouge concluiu um artigo dizendo: Hong Kong conseguiu levar às ruas 1 milhão de moradores furibundos. É um número impressionante. Mas 1 bilhão de chineses não impressiona mais?” Como se esse 1 milhão fosse um monólito, e não o foco de um incessante e crescente descontentamento contra o regime comunista, como o atestam incontáveis notícias boicotadas pela nossa grande mídia! Usando uma arma de guerra do adversário, digamos: Conservadores e chineses do mundo, uni-vos!
ABIM
________________________