quarta-feira, 22 de março de 2017

Governo vai eliminar duplo corte nas pensões antecipadas

Alterações conhecidas hoje. Quem tem 41 ou mais anos de descontos passa a ter a “sua” idade normal de reforma, ou seja, a idade para acesso à aposentação é menor quanto maior for a carreira contributiva.
O Governo decidiu manter o acesso à reforma antecipada nos 60 anos de idade e 40 de contribuições para a Segurança Social, mas vai avançar com a eliminação da dupla penalização das reformas.
As propostas foram esta tarde apresentadas aos parceiros sociais pelo ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva.
 “Deixa de ser aplicada na reforma antecipada a penalização por aplicação do fator de sustentabilidade, procedendo-se a um ajustamento no fator de penalização mensal por antecipação”, lê-se na proposta do Governo.
O fator de sustentabilidade corta atualmente 13,88% no valor da pensão antecipada, ou seja, é um valor fixo. A este corte acresce 0,5% de redução por cada mês de antecipação face à idade legal (66 anos e três meses).
“A eliminação da dupla penalização do fator de sustentabilidade no cálculo das pensões antecipadas é justificado pela eliminação da penalização excessiva que decorre da sua aplicação, mantendo-se por outro lado, pelo facto, de o efeito do avanço da longevidade já estar implícito no avanço da idade de acesso”, explica o Executivo.
Já os trabalhadores com carreiras longas, isto é, com carreiras com 41 ou mais anos, passam a ter a “sua” idade normal de reforma. Ou seja, a idade normal de reforma “individual” reduz quanto maior for a carreira contributiva, havendo um ajuste individual da idade de reforma.
Por sua vez, com vista a abranger a geração que começou a trabalhar antes dos 16 anos (com registo de remunerações para a Segurança Social), que tem entre 45 e 47 anos de carreira contributiva e antecipem a sua reforma, “é aplicado um menor fator de penalização mensal por antecipação.
Para as carreiras muito longas, com 48 ou mais anos, não há penalizações para quem tem 60 ou mais anos de idade.
Fonte: JE

Suspeito da matança de londres é britânico e conhecido da polícia

Abu Izzadeen tem origem jamaicana e foi porta-voz de grupo radical islâmico.
O alegado autor do atentado na tarde desta quarta-feira em Londres é um conhecido da Polícia Metropolitana da capital britânica. Tratar-se-á de Trevor Brooks, um cidadão britânico de origem jamaicana que depois de se converter ao islamismo adotou o nome de Abu Izzadeen.
Nascido a 18 de abril de 1975, Izzadeen tornou-se conhecido quando assumiu o cargo de porta-voz da organização radical islâmica al-Ggurabaa, com sede em Londres, que as autoridades britânicas ilegalizaram depois de ter incitado ao terrorismo.
Fonte: CM

Previsão de chuva, frio e neve para os próximos dias em Portugal

Nove distritos do continente estão, esta quarta-feira, sob aviso laranja devido à previsão de agitação marítima forte e queda de neve.
De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Coimbra, Leiria e Lisboa vão estar sob aviso laranja devido à previsão de agitação marítima forte, prevendo-se ondas de noroeste com 05 a 06 metros, podendo atingir os 09 a 11 metros, entre as 21:00 de hoje e as 06:00 de quinta-feira.
Estes três distritos bem como Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Setúbal, Beja e Faro vão estar sob aviso amarelo, prevendo-se ondas de noroeste com 04 a 4,5 metros, até às 18:00 de quinta-feira.
O IPMA colocou também sob aviso laranja os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Viseu e Guarda devido à previsão de queda de neve acima de 800/1000 metros, descendo gradualmente a quota para 400/600 metros, entre as 12:00 de hoje e as 00:00 de quinta-feira.
Também por causa da queda de neve, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Bragança, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco entre as 06:00 de hoje e as 00:00 de quinta-feira.
O aviso laranja é o segundo mais grave de uma escala de quatro e indica situação meteorológica de risco moderado a elevado.
Segundo o IPMA, o aviso amarelo, o terceiro mais grave significa situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.
Por causa do mau tempo, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou na terça-feira que, nos próximos dias, prevê-se precipitação, descida das temperaturas máxima e mínima, queda de neve e agitação marítima com ondas que poderão chegar aos cinco metros.
Após reunião hoje realizada com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) sobre as condições meteorológicas para os próximos dias, a ANPC aconselhou a população a ter cuidados e adotar comportamentos preventivos.
Fonte: JN

Atentado em Londres: dois mortos. Ainda há um terrorista em fuga

Dois terroristas capturados. Um polícia e uma mulher morreram
Resultado de imagem para Atentado em Londres: dois mortos. Ainda há um terrorista em fuga
Pelo menos uma pessoa morreu e várias ficaram feridas na ponte de Westminster, perto do Parlamento britânico, em Londres, esta quarta-feira, após o condutor de um automóvel ter acelerado para cima dos transeuntes Na mesma altura, tiros foram disparados do lado de fora do palácio do parlamento e o edifício foi encerrado.
Um polícia foi esfaqueado nesta zona e acabou por morrer. Uma mulher que fora atropelada também perdeu a vida, na ponte de Westminster.
Dois terroristas foram capturados na ponte de Westminster, segundo o The Guardian. No entanto, a Reuters e a BBC dão conta de que ainda há um terceiro suspeito em fuga.
Do lado de fora do Palácio de Westminster, um homem esfaqueou um polícia, que acabou por morrer no local, e foi baleado pelas autoridades enquanto tentava entrar no parlamento, segundo declarações de David Lidington, líder da Câmara dos Comuns.
Uma mulher que terá caído da ponte (ou se terá atirado fugindo do ataque, não é claro exatamente o que aconteceu) foi a meio da tarde retirada do Rio Tamisa. Segundo os media britânicos, está viva mas ferida.
A polícia informou que incidente está a ser tratado como um ato terrorista. O comandante da polícia BJ Harrington afirmou que o número total de vítimas não foi ainda possível confirmar. "A esta altura não podemos confirmar o número ou a natureza dos ferimentos" das vítimas, continuou, garantindo que está em curso uma grande investigação antiterrorismo.
No dia em que os atentados terroristas em Bruxelas fazem um ano, o governo britânico afirmou que não há indicação de que o nível de alerta de atentado terrorista no Reino Unido seja aumentado, segundo a BBC. O Reino Unido está no segundo nível máximo de alerta desde 2014, o que quer dizer que um ataque é "altamente provável".
O serviço de ambulâncias de Londres informou que foram atendidos pelo menos 10 feridos na ponte.
Entre os feridos estão três estudantes franceses, de 15 e 16 anos, como confirmou o primeiro-ministro francês Bernard Cazeneuve pelo Twitter. Testemunhas dizem que havia um grupo de estudantes franceses na ponte, segundo o The Guardian.
Fonte: DN

Ex-administrador condenado por corrupção a pena suspensa

O ex-administrador delegado dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) Manuel de Oliveira foi condenado, esta quarta-feira à tarde, a uma pena de prisão de três anos e meio, mas suspensa, por um crime de corrupção passiva para ato ilícito.
O coletivo de juízes do Tribunal de Coimbra, presidido por Ana Vicente, deu como provado que aquele arguido, de 79 anos, recebeu 20 mil euros, em 10 de abril de 2008, para dar preferência aos autocarros da empresa MAN nos processos de renovação da frota dos SMTUC. Entre 2006 e 2009, os SMTUC adquiriram 13 autocarros da MAN e dois de uma marca sueca.
O crime de corrupção ativa para ato ilícito foi imputado ao ex-diretor comercial da MAN Portugal, Luís Paradinha, que o tribunal condenou a uma pena, também suspensa nos seus efeitos, de dois anos e três meses de prisão.
Já a MAN foi julgada pelo crime de corrupção em prejuízo do comércio internacional, mas acabou absolvida. Para o tribunal, Luís Paradinha "extravasou as suas funções" ao subornar Manuel de Oliveira.
Luís Paradinha, que está envolvido num processo-crime semelhante em Braga, avançou, ao JN, que vai recorrer da sentença. O mesmo prometeu fazer o advogado Jacob Simões relativamente ao arguido Manuel de Oliveira, que se mostrou bastante abalado à saída do tribunal, onde foi confortado com abraços de vários elementos da Comissão Política Concelhia do PSD de Coimbra.
Manuel de Oliveira presidia àquela estrutura partidária quando cometeu o crime de corrupção, mas, atualmente, é o presidente da Junta de Santo António dos Olivais, que corresponde à mais populosa das freguesias de Coimbra. Ainda não anunciou se vai recandidatar-se a este cargo nas eleições autárquicas deste ano.
Fonte: JN

Eu, Psicóloga: Rejeitados pelo mercado de trabalho, amigos com Sindrome de Down abrem pizzaria de sucesso



Rejeitados pelo mercado de trabalho, estes amigos que têm em comum o Síndrome de Down juntaram-se e abriram o próprio negócio. Passado pouco tempo já não têm mãos a medir com tanta clientela! Conheça esta magnífica história de empreendedorismo mas acima de tudo, de coragem:

Muitos dos nossos jovens até que têm ideias e muita vontade de trabalhar, alguns deles lutam pelos seus sonhos e muitas vezes acabam por ter um enorme sucesso no mercado de trabalho. Um grande exemplo disso é a história que hoje vos trazemos, uma daquelas histórias que dá um enorme prazer partilhar!

Em San Isidro, na Argentina existe uma empresa chamada “Los Perejiles”, é uma pizzaria mas que também prepara canapés e outros petiscos para venderem para eventos, essa empresa está a ter um enorme sucesso na Argentina e cada vez tem mais clientes! Você só tem de ligar e eles deslocam-se ao evento, preparam toda a comida e no final arrumam e deixam tudo conforme estava, limpinho e arrumado.

A ideia partiu de 6 amigos que sofrem de Síndrome de Down e que apesar de terem muita vontade de trabalhar, não conseguiam arranjar emprego no mercado de trabalho. Então eles tomaram uma decisão radical, sabendo que tinham potencial, juntaram-se a abriram a sua própria empresa. Eles anunciaram a empresa conforme podiam, nas redes sociais e distribuindo panfletos, e ao fim de apenas 2 meses no activo eles já tinham mais de 25 eventos agendados!

Telam Lopez, professor e que ajudou voluntariamente estes jovens a lançarem o projecto afirmou: “Los Perejiles começou a nascer quando explicámos às mães desres meninos as dificuldades que eles iriam ter no mercado de trabalho, porque os meninos iam para um colégio especial supostamente os formariam para o mercado de trabalho, mas que no final acabam sempre por ali, sem conseguir emprego embora com formação”.

Uma das grandes qualidades desta empresa é a organização, sem sombra de dúvida. Para qualquer evento que são contratados os “Prejiles” chegam lá com as suas ferramentas de trabalho e os ingredientes necessários. Lá, distribuem as tarefas entre si, e até agora contam que ninguém fez perguntas estranhas, nem sentiram olhares desagradáveis, antes pelo contrário sempre têm sido tratados com muito respeito.

Acima de tudo estes jovens deram uma grande lição a todos aqueles que lhes recusaram um posto de trabalho! Eles são tão competentes como qualquer outra pessoa, e não precisam da piedade de ninguém para vingarem no mercado de trabalho. Há males que vêm por bem, e neste caso ainda bem que ninguém lhes deu trabalho noutra empresa!

Pode acompanhar a história destes 6 corajosos na sua página no Facebook : https://m.facebook.com/Losperejileseventos/

Debora Oliveira

A 21 de março Poética das Árvores – Poesia fora de Portas assinalou Dia Mundial da Árvore e da Poesia


Cerca de trinta pessoas participaram na iniciativa Poética das Árvores – Poesia fora de Portas, organizada pela Biblioteca Municipal de Cantanhede para assinalar o Dia Mundial da Árvore e da Poesia. Foi em 21 de março, data da efeméride, que integrou um grupo de leitores pertencentes ao Clube de Leitura, alunos do Curso de Escrita Criativa da Universidade dos Tempos Livres do Concelho de Cantanhede e ainda elementos do projeto concelhio Tardes Comunitárias: Dar Mais Vida aos Anos, que se juntou para promover o livro e a leitura, dando corpo a mais uma ação de celebração da poesia de alguns de importantes autores de língua portuguesa. Desta vez, o mote foi a importância da árvore e da floresta, temática que, com abordagens diferenciadas, permitiu a apresentação de textos de grande inspiração e qualidade em português.
A atividade consistiu num percurso pedonal pela cidade de Cantanhede, com início na Biblioteca Municipal, passando pelo Centro Paroquial de S. Pedro, Parque Verde, Museu da Pedra, Parque Infantil, Jardim Municipal, Largo Pedro Teixeira, Jardim da Sede da Junta da União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça, Largo da Capela de S. Mateus e terminando novamente na Biblioteca Municipal, onde se identificaram vários tipos de árvores emblemáticas da cidade declamando-se poemas alusivos à sua espécie.

A iniciativa iniciou-se com a leitura de um poema de Jorge Sousa Braga, um dos autores incluídos na seleção de textos, da qual faziam parte nomes como António Cabral, António Gedeão, Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Henrique Levy, Gomes Leal, Jorge de Sousa Braga, Luísa Ducla Soares, Maria da Fonseca, Matilde Rosa Araújo, Luís de Camões, Manuel Alegre, Sophia de Mello Breyner, entre outros.
O objetivo é criar uma comunidade de leitores interessados em partilhar o prazer de ler e discutir as experiências resultantes de leituras pessoais, promovendo, em torno do livro e da leitura, um espaço informal de fruição de textos literários.

Por outro lado, pretende-se também dinamizar a Biblioteca Municipal com atividades regulares geradoras de vivências que facilitem a interpretação e compreensão dos textos literários e, simultaneamente, favoreçam o conhecimento dos autores e da sua obra.

Carregal Do Sal Adere À Hora Do Planeta 2017

O Município associa-se, uma vez mais, à organização global de conservação da natureza WWF (World Wide Fund for Nature) na celebração mundial em defesa do planeta.
A partir das 20h30 de sábado, 25 de março, e durante cerca de uma hora, o edifício dos Paços do Concelho vai estar de luzes desligadas numa ação simbólica que demonstra o apoio à ação ambientalmente sustentável.
Carregal do Sal repete o “sim” à iniciativa e sensibiliza colaboradores, munícipes e redes de fornecedores a aderirem à Hora do Planeta!
Sábado, 25 de março, junte-se à causa e participe no movimento contra as alterações climáticas!
Saiba mais em www.wwf.pt

Apresentação do Projeto ESTA Integra E6G

A Câmara Municipal de Estarreja promove a Sessão de Apresentação do Projeto ESTA Integra E6G, no dia 24 de março de 2017, sexta-feira, pelas 10h00, no Cine-Teatro de Estarreja.

O objetivo é fazer uma apresentação pública do projeto a partir da promoção do ‘encontro’ entre o  público-alvo – crianças de etnia cigana do 1º ciclo, familiares e público adulto que frequentam os Cursos de Educação e Formação – e entidades do concelho, dando a conhecer os resultados alcançados no seu primeiro ano de funcionamento e tendo ainda a participação ativa dos intervenientes diretos em alguns momentos.

Inserido no programa nacional Escolhas, o ESTA Integra E6G é direcionado à comunidade cigana e tem a missão de promover a inclusão social de crianças e jovens de contextos socioeconómicos vulneráveis, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social.

É promovido pela Câmara Municipal de Estarreja, cabendo a sua gestão ao Centro Paroquial e Social de Santa Marinha de Avanca. Formam ainda o Consórcio o Agrupamento de Escolas de Estarreja, a Comissão de Crianças e Jovens de Estarreja, a Cerciesta, a Associação de Solidariedade Estarrejense e a Junta de Freguesia de Avanca. Este projeto inovador no território concelhio teve o seu arranque no dia 1 de abril de 2016.


CÂMARA MUNICIPAL DE ESTARREJA

Praça Francisco Barbosa - 3864-001 Estarreja
Tel. (+351) 234 840 612 (Ext. 404) 

Município De Carregal Do Sal Registou Novo Sucesso Na BTL

O Município de Carregal do Sal esteve na BTL, pelo terceiro ano consecutivo.
Foram diversos e diversificados os momentos que distinguiram a participação e estratégia de comunicação levada ao maior certame turístico nacional, realizado em Lisboa, na FIL, de 15 a 19 de março.
As potencialidades turísticas, a gastronomia, os vinhos, a doçaria e a figura de Aristides de Sousa Mendes foram exaltadas no stand do Município, cenografado por Paulo e Nélida Cruz e executado com o apoio dos serviços municipais e colaboração de Josefa Reis, professora do Curso de Artes no Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal (logomarca lateral do stand), que ocupou 54m2.
Na parte inferior, uma réplica do Dólmen da Orca e a nova logomarca – uma pinha que acompanha o slogan “Carregal do Sal – Vila Natural” e os momentos de degustação dos produtos genuínos de Carregal do Sal (com representações dos produtores Global Wines – Cabriz; Quinta da Mariposa – Mariposa; Ginja Victor; Talho Luís – Fumeiro Flor de Sal e Pastelaria Salinas – pastel Maravilha do Sal) despertaram a curiosidade dos visitantes brindados com lembranças do Concelho (fitas, t-shirts, sacos, flyers e vouchers de desconto de 10% em alojamento e restauração do Concelho, numa parceria estabelecida com empreendimentos turísticos e restaurantes da área do Município).
Na parte superior, foi apresentado “Intolerável” - o excerto de “Aristides, O Musical”, protagonizado por Rúben Madureira (Aristides) e José Lobo (Salazar) sob encenação de António Leal, texto de Sandra Viegas Leal e música de António Leal e Simon Wadsworth, que contribuiu sobremaneira para a afluência de público registado ao longo de todo o certame. Esse foi também um dos motivos que levou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a parar no stand de Carregal do Sal saudando o encenador, atores e elementos do executivo.
No espaço da CIMVDL, no stand da Turismo Centro de Portugal, o Município de Carregal do Sal divulgou o Concelho através da degustação de produtos locais que, nalguns casos, foram apresentados pelos próprios produtores (Ginja Victor, Quinta da Mariposa, Fumeiro Flor de Sal) e uma representação da Confraria Gastronómica e Enófila de Terras de Carregal do Sal. No momento dedicado à intervenção direta dos municípios, Rogério Abrantes, edil carregalense, promoveu o seu Concelho enquanto era proporcionada a visualização do filme institucional e enalteceu Aristides de Sousa Mendes como figura heroica que deve ser reconhecida e valorizada podendo, dessa forma, contribuir para potenciar o turismo e a economia locais, aproveitando para promover “Aristides, O Musical” convidando, para o efeito, o encenador António Leal a “levantar a ponta do véu” sobre o espetáculo que sobe ao palco do Centro Cultural de Carregal do Sal, em abril.

Dias 25 e 26 de março, sábado e domingo Ciclo de Teatro Amador do Concelho com espetáculos em Cantanhede, Sanguinheira, Covões e Franciscas

próxima jornada do 19.º Ciclo de Teatro Amador do Concelho de Cantanhede tem programadas para este fim de semana mais quatro atuações, duas das quais serão estreias no certame, designadamente as do Grupo de Teatro “Renascer” da Sanguinheira e do Grupo de Teatro “Os Esticadinhos” de Cantanhede, neste caso um regresso depois de algumas edições de ausência. Em itinerância vão estar o GATT – Grupo Amador de Teatro da Tocha e o Novo Rumo – Grupo Teatro de Amadores de Ançã, que irão apresentar as suas peças nas comunidades de duas entidades congéneres.
No sábado, às 21h30, o Grupo de Teatro “Renascer” apresenta no salão Paroquial da Sanguinheira uma nova edição do TVG – Televisão Gandaresa, espetáculo constituído por vários sketches que têm como fio condutor uma emissão televisiva com divertidos e diversificados conteúdos: As Lições do Tonecas, Telejornal e Casting dos Cromos são algumas das propostas de uma grelha de programas que também contempla compromissos publicitários.
Também no sábado, igualmente às 21h30, o Grupo de Teatro “Os Esticadinhos” estreia na sua sede Henrique V Que Queria Ser o Primeiro, a partir do texto original do dramaturgo brasileiro Emílio Boechat. Esta divertida comédia relata a guerra de poder entre Henrique V, Rei da Escócia, e Luís I, Rei de França, abordando as principais implicações de um processo dessa natureza numa narrativa que dá conta das aventuras e desventuras amorosas próprias da história. Será a Rainha Elisabeth quem por fim assumirá o poder e o governo de Inglaterra, casando posteriormente com o Rei de França, o que conduz à união de ambas as coroas reais.
No domingo, às 15h30, o GATT – Grupo Amador de Teatro da Tocha sobe ao palco do auditório da Filarmónica de Covões para representar As Duas Cartas. Trata-se de uma comédia de costumes a partir de um texto original de Júlio Dinis que tem a ação centrada em dois jovens de classes sociais completamente diferentes que lutam pela conquista da mesma donzela. A troca involuntária de sobrescritos, cujos conteúdos são completamente antagónicos, proporciona um conjunto de peripécias e equívocos que, após os devidos esclarecimentos, proporcionam um final feliz.
Ainda no domingo, 26 de março, o Novo Rumo – Grupo de Teatro de Amadores de Ançã atua na sede da Associação do Grupo Musical das Franciscas pelas 15h30. Em cena vai estar A Bela e o Monstro, comédia da autoria de Steve Johnston cuja ação decorre na pacata aldeia de Brescos (Alentejo). Vicente Leão, um alentejano rico, apaixona-se por Preciosa, uma pobre moça que vem servir para sua casa, onde Dona Custódia, a governanta, alimenta há muito uma paixão não correspondida pelo patrão. Maquiavélica e astuta, Custódia tenta de tudo para afastar Preciosa de Leão, desde as poções mágicas do Dr. Albright, charlatão lá do sítio, aos conselhos da bruxa Judite, entre outros sortilégios desta hilariante história em que realidade e fantasia se cruzam a cada cena.

Sobre o grupo Teatro Renascer da Sanguinheira
O Grupo de Teatro Renascer é uma secção do Centro Social de Recreio e Cultura da Sanguinheira (C.S.R.C.S.), a associação com atividade cultural (organizada) mais antiga da Freguesia da Sanguinheira, estreando-se ao público pela primeira vez em 26 de março de 1981.
O Grupo surgiu da vontade de um conjunto de jovens representar. Iniciou a sua atividade nessa altura para não mais cessar e levar continuamente a palco, todos os anos, peças de autores consagrados, como também algumas escritas por elementos ligados ao grupo, tanto da Sanguinheira como de outras localidades.
Para além das peças de teatro, que tem apresentado publicamente durante os largos anos de existência, os elementos do grupo também participaram em várias edições da Feira Medieval de Coimbra, como figurantes, e entre os seus associados encontramos os fundadores da primeira associação da Freguesia da Sanguinheira (C.S.R.C.S.).

Sobre o Grupo de Teatro “Os Esticadinhos” de Cantanhede
O Rancho Regional “Os Esticadinhos” de Cantanhede, fundado em 1935, conhecido e reconhecido pelos seus pares, mesmo além-fronteiras, de modo a construir mais uma fonte onde as suas gentes pudessem beber cultura, formou em 1985 o grupo de teatro “Os Esticadinhos”. Para a sua génese em muito contribuíram Carlos Garcia, que fazia parte da direção desta coletividade desde então, e António Francisco, conhecido por todos como “Chico Carteiro”, o qual durante anos coordenou as peças de teatro (“Culpa e perdão”; “Malditas letras”; “Deus, ciência e caridade”; “Marido da minha mulher”; “Código penal”; “como se vingam as mulheres”; “Erro judicial”; “Meu marido que Deus o haja”; “Justiça ou vingança”; “Criado distraído”; “A órfã”; “Que mulheres”; “Casa de Pais”; “Cavalheiro respeitável”; “Duas causas”; “Marido de duas mulheres”; “Filho pródigo”; “Tire daí a menina”; “Filho sozinho”; “Flor da Aldeia”; “Crime de uma mulher honesta”; “Namoro engraçado”; “Rainha Santa” e “Processo de Jesus”). A peça “Processo de Jesus” foi relevante, tendo alcançado um êxito a nível de teatro amador no concelho. Participaram quatro dezenas de personagens, elementos do grupo, bem como atores dos grupos de teatro das Franciscas, Murtede, Sanguinheira e Vila Nova de Outil. Esta peça foi a palco em todas as localidades referidas e várias vezes na cidade de Cantanhede, chegando a ser apresentada na cidade de Viseu no ano de 2000.
Em 2003 foi levada a palco a peça “Inês de Castro” encenada por Dulce Sancho.
Em 2004, passou a coordenar o grupo de teatro Carlos Pacheco, o qual encenou e levou a palco as peças “Terra Prometida”, “Está lá fora o Sr. Inspetor”, “Tá tudo Maluco”, “Hotel 69”, “Inês de Castro e Rainha Santa” e “A Sr.ª Presidenta”. Todas as peças referidas são originais escritas pelo próprio Carlos Pacheco e apresentadas no Ciclo de Teatro promovido pelo Município entre os anos de 2004 a 2011.
Por ser uma vontade da Direção do Rancho Regional “Os Esticadinhos” e uma valência de grande importância e expressão cultural e de lazer, em 2016 foi ativado o Grupo de Teatro “Esticadinhos”, do qual é responsável Fernando Geria, tendo reunido um grupo de voluntários maioritariamente “esticadinhos”, movidos pelo “bichinho do Teatro” e que de uma forma arrojada, mesmo em contratempo, decidiram participar no XIX Ciclo de teatro do Município de Cantanhede.

Sobre o GATT - Grupo Amador de Teatro da Tocha
As origens do GATT – Grupo Amador de Teatro da Tocha ninguém as sabe ao certo e também não existe nenhum documento escrito onde estejam registadas. São os elementos antigos com mais anos de casa que contam, entre as memórias que ainda surgem, os momentos mais marcantes de que há lembrança.
Os ensaios decorriam na antiga sede, localizada na Rua Dr. José Gomes da Cruz. A primeira peça foi levada à cena na década de 60, no antigo Grémio de Instrução e Recreio da Tocha, onde se realizavam os bailes (no atual café Esplanada), mas a continuidade perdeu-se.
É na década de 70, pelas mãos de Júlio Garcia Simão, encenador e antigo funcionário do Rovisco Pais, que o Grupo de Teatro ganha novo alento. Mais tarde é substituído por Américo Guímaro, que levou à cena a peça "A Forja", também encenada no Festival de Teatro de Montemor-o-Velho. É com ele que se estreia a peça "Frei Thomaz".
Segue-se novamente um período de interregno, onde apenas se fazem alguns "sketches", para em 1984 Júlio Campante, de Coimbra mas casado com a professora da escola primária da Tocha, dar uma nova dinâmica ao Grupo Amador de Teatro, que com ele começou a atuar em palcos um pouco por todo o país.
O bichinho do teatro ficou de vez, e já na sede da Associação Recreativa e Cultural 1.º de Maio da Tocha, "o salão encheu-se um punhado de vezes". A população aderia aos espetáculos e é com o Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede e a participação no certame que o grupo se revitaliza e se consolida, ficando apenas marcada por um interregno de um ano, em 2003, devido a um vazio de direção instalado, e em 2012, por doença do ator principal, Américo Romão.
O Grupo de Teatro Amador da Tocha já levou a palco diversas peças de diferentes estilos, tais como "A Casa dos Pais", "Entre Giestas", "A Mala de Bernardete", "Serão Homens Amanhã", "Há Horas Diabólicas", "As Duas Cartas", "Uma Sardinha para Três", "Terra Firme", "Frei Thomaz", levada a palco na década de 1970 e que em 2009 voltou a estar em cena, seguida de “Falar Verdade a Mentir”, “A Forja”, “O Doente Imaginário”, uma adaptação do original da autoria de Molière, “Verdades e mentiras da vida real”, um original da autoria de José Maria Giraldo, e Desejo Voraz, peça com que encerrou a 18.ª edição do Ciclo de Teatro Amador do Concelho de Cantanhede.

Sobre o Novo Rumo – Grupo de Teatro de Amadores de Ançã
O Novo Rumo – Grupo de Teatro de Amadores de Ançã é um grupo que nasceu da vontade de muitos amantes desta arte cénica, no ano de 1983, a 28 de março. Após um início conturbado, este grupo entrou numa fase de paragem e reflexão.
Em março de 2002, por convite da Junta de Freguesia de Ançã, na pessoa do então Presidente da Junta de Freguesia Dr. Pedro Cardoso, foram convidados todos quantos já haviam participado no referido grupo, no sentido de fazer reiniciar a sua atividade.
Retomada a atividade regular, o grupo tem vindo a participar ativamente no Ciclo de Teatro do Concelho de Cantanhede e esporadicamente no Ciclo de Primavera do INATEL, registando enorme acolhimento junto do público que o tem recebido.
O Novo Rumo, apesar de muitos anos de existência, começou do zero. Não existiam peças pertencentes ao grupo, não existia qualquer tipo de material cénico (roupas ou qualquer outro tipo de adereços), não tem um espaço próprio, com disponibilidade e condições de trabalho para ensaios e apresentações e os fundos são parcos. Apenas existe muito boa vontade, esforço, entusiasmo e paixão de todos os elementos que compõem o grupo.
Porém, porque sempre foi convicção deste grupo que, criando melhores condições de trabalho e apresentação de peças, este entusiasmo poderia ser ainda maior, dinamizando o público mais jovem para este tipo de arte, foi crescendo e adquirindo equipamento que permitisse melhorar cada vez mais o produto final a apresentar ao público.
Neste momento, dispõe de equipamento de som e luz, vocacionado para este trabalho e de excelente qualidade, adquirido com esforço dos elementos, ajuda dos sócios e a comparticipação da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal.
Desde o reinício do Grupo foram já levadas a cena as seguintes peças: Hora de partir, drama; O Gato, comédia; O meu Amor é traiçoeiro, drama; Os trinta botões, comédia; O amor, comédia; Aqui há fantasmas, comédia; O céu da minha rua, farsa; Sonho de uma noite de verão, comédia.
O Grupo de Teatro “Novo Rumo”, num processo de evolução natural, sentiu necessidade de divulgar as artes cénicas e o gosto por esta forma de arte milenar junto de um público mais infantil, por considerar ser este um desafio que apesar de exigente, poderia dar muitos frutos. Por isso, desde 2006 tem vindo a apresentar peças infantis, que pelo seu sucesso os motiva a fazer mais e melhor! Tem envolvido cerca de 10 crianças por peça e tem sido apresentada localmente, em algumas localidades, escolas do concelho e Hospital Pediátrico de Coimbra, com enorme sucesso. Peças Infantis já apresentadas: Ursinho Guloso – 2007; D. Tão Parlapatão – 2008; Biscoitos de Natal – 2008.
Após um período de interregno, em outubro de 2013, o Grupo de Teatro “Novo Rumo” retomou as suas atividades e participou na 16.ª edição do Ciclo de Teatro Amador, organizado pela Câmara Municipal de Cantanhede, com a peça “Uma Bomba Chamada Etelvina”, uma comédia escrita por Henrique Santana e Ribeirinho, posteriormente representou “dois maridos em apuros” e na última edição levou a palco “Daqui fala o morto”, de Carlos Llopis.



Figueiró dos Vinhos tem novo autocarro de transportes escolares

Entrou hoje em utilização o novo autocarro de transportes escolares adquirido pela autarquia, de forma a garantir a qualidade do serviço na rede de transporte de crianças para as escolas e jardins de infância das freguesias e sede do concelho de Figueiró dos Vinhos.


Atenta ao estrito cumprimento de todas as regras de segurança e acompanhamento necessário a crianças, a Câmara Municipal continuará, com meios próprios, a garantir este transporte proporcionando, com a aquisição deste novo autocarro, melhores condições no transporte das crianças que dele vão usufruir.
Este investimento custou à Câmara Municipal 116.732,74 €.

Férias Ativas da Páscoa 2017: Inscrições abertas

Passa umas férias divertidas! As Férias Ativas da Páscoa decorrem entre 5 a 18 de abril. As inscrições estão abertas até dia 31 de março.

Pensados para o público-alvo a que se destinam, os planos de atividades compreendem a realização de atividades culturais, recreativas e desportivas. Constitui um importante apoio às famílias durante as interrupções letivas.

As Férias Ativas dividem-se em dois campos distintos – para crianças dos 6 aos 10 e jovens dos 11 aos 15 anos – dando a oportunidade aos participantes de passarem umas férias animadas, em contacto com diferentes atividades e novos amigos. A diversão é a palavra de ordem!

A taxa de inscrição é de 8€/dia e as famílias carenciadas beneficiam de uma redução até 75%. Os irmãos beneficiam de desconto (5€/ dia por participante).



Atividades
Jogos Aquáticos
Hip-Hop
Zumba Kids
Ténis
Squash
Polo Aquático
Futsal
Jogos de Tabuleiro
Visita à ObservaRia
Oficinas de Expressões Artísticas
Cinema
Visita às fábricas da Viarco e da Helioflex
Visita ao Museu do Calçado
Entre muitas outras atividades…


Inscrição até 31 de março nos seguintes locais:
Complexo de Desporto e Lazer
Piscina Municipal de Avanca
GAME - Gabinete de Atendimento ao Munícipe de Estarreja

. Vagas limitadas e preenchidas por ordem de inscrição.

A inscrição inclui:
·         Participação em todas as atividades
·         Almoço
·         Seguro
·         Brinde Surpresa
·         Transporte para Beduído (das restantes freguesias)

. Receção a partir das 7h30 e entrega até às 18h30





CÂMARA MUNICIPAL DE ESTARREJA

Praça Francisco Barbosa - 3864-001 Estarreja

Tel. (+351) 234 840 612 (Ext. 404) 
Tlm. 925651656 | Web www.cm-estarreja.pt

Câmara de Cantanhede adjudicou conclusão do acesso ao Pavilhão Multiusos de Febres

A Câmara Municipal de Cantanhede acaba de formalizar o auto de consignação das obras a realizar na conclusão do acesso ao Pavilhão Multiusos de Febres, nas imediações do Parque Desportivo. O documento que assinala formalmente o início dos trabalhos foi assinado pela vice-presidente da autarquia, Helena Teodósio, no decurso de um encontro com os representantes da empresa adjudicatária, no qual participou também o presidente da Junta de Freguesia de Febres, Carlos Alves.
A empreitada foi adjudicada pela Câmara Municipal por 130.880 euros e destina-se a concluir a rede de arruamentos em torno do Parque Desportivo de Febres, designadamente o troço de acesso ao Pavilhão Multiusos, cuja execução esteve a aguardar que terminasse a construção desta importante infraestrutura dimensionada e equipada para a realização de diferentes tipos de eventos culturais e desportivos.
Agora que a obra está pronta, o Município investe na valorização do enquadramento viário, através do prolongamento do arruamento já iniciado para norte, fechando desse modo o anel de circulação do trânsito à volta do estádio, o que facilita também o a ligação às ruas Dr. Simões Cúcio e Nossa Senhora das Febres
Em termos altimétricos haverá um ligeiro reperfilamento do caminho que nesta altura está com piso de tout-venant, no sentido de melhorar as pendentes e favorecer a drenagem pluvial, e a faixa de rodagem ficará com 6,5 metros, ladeada por lancis destinados à execução de passeios.
Por outro lado, no local onde o novo acesso entronca na estrada do Barracão, junto ao edifício da Creche e Jardim de Infância da Gira-Sol, será executada uma passadeira sobrelevada em betuminoso, devidamente sinalizada.
O caderno de encargos contempla ainda a aplicação de coletores, caixas de visita e sarjetas, de modo a ficar devidamente acautelada a drenagem pluvial, bem como a limpeza do terreno situado a nascente do campo pelado, intervenção que será feita de modo a manter o maior número de árvores possível.

Na envolvente ao Pavilhão Multiusos será aplicada relva sintética e material inerte, designadamente seixo de diferentes cores.

AVISO À POPULAÇÃO - Precipitação, descida da temperatura, neve e agitação

PRECIPITAÇÃO, DESCIDA DAS TEMPERATURAS, NEVE E AGITAÇÃO MARÍTIMA

1.    SITUAÇÃO

Situação Meteorológica

No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) hoje realizado no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), e de acordo com a informação meteorológica disponibilizada, salienta-se para os próximos dias:

·         Precipitação fraca no litoral Norte e Centro, que se estenderá progressivamente às restantes regiões.
·         Para hoje, queda de neve acima de 1400/1600 metros, descendo gradualmente para os 800/1000 metros nas Regiões Norte e Centro.
·         A partir da madrugada de amanhã (22/mar), prevê-se queda de neve acima dos 800/1000 metros, descendo gradualmente para os 400/600 metros.
·         Vento do quadrante oeste, soprando moderado (até 35 km/h) no litoral oeste, com rajadas até 60 km/h, e sendo forte (até 45 km/h), com rajadas até 70 km/h nas terras altas.
·         Descida da temperatura (máxima e mínima).
·         Agitação marítima com ondas que poderão chegar aos 5 metros.

Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt

2.    EFEITOS EXPECTÁVEIS

Em função das condições meteorológicas previstas é expectável:

·         Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
·         Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
·         Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
·         Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
·         Danos em estruturas montadas ou suspensas;
·         Possíveis acidentes na orla costeira;
·         Intoxicações por inalação de gases, por inadequada ventilação, em habitações onde se utilizem aquecimentos com lareiras e braseiras;
·         Incêndios em habitações, resultantes da má utilização de lareiras e braseiras ou avarias em circuitos elétricos; 
·         Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.


3.    MEDIDAS PREVENTIVAS

A ANPC recomenda à população a tomada das necessárias medidas de prevenção, nomeadamente:

·         Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
·         Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias;
·         Transporte e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve;
·         Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
·         Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
·         Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;
·         Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;
·         Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança, cumprindo as indicações que venham a ser transmitidas.

Adecco anuncia Top 3 das profissões mais procuradas em Regime de Trabalho Temporário

Auxiliar de Produção, Operador de Armazém e Assistente de Loja são as profissões eleitas
A Adecco Portugal, empresa líder na gestão de recursos humanos, acaba de revelar, com base em dados reunidos internamente, o Top das principais profissões procuradas pelas empresas que contratam os seus serviços, de forma a fornecer informação detalhada sobre as mais procuradas em regime de Trabalho Temporário e Outsourcing.

Desta forma, o Top 3 das profissões mais procuradas em Regime de Trabalho Temporário em Portugal é constituído por Auxiliar de Produção, com cerca de 3200 colocações, Operador de Armazém, com 1800 e Assistente de Loja, com 730.

Já no que se refere ao Outsourcing, o ranking é ocupado pelas funções de Promotora (420 colocações), Operador de Armazém (2800 colocações) e Administrativa/Back Office (450 colocações).  

No Norte do país as profissões relacionadas com a área industrial e retalho para trabalho temporário e outsourcing são as mais procuradas. No centro as funções vencedoras são na área do retalho e administrativa. Já no Sul, o destaque vai para a área industrial e logística.

Outro dado interessante para análise refere-se ao facto de mais de 50% dos colaboradores que iniciam a sua actividade em regime de trabalho temporário, serem contratados posteriormente para integrar a empresa com um vinculo contratual direto e a termo.

“Na Adecco temos o objetivo de, independentemente a profissão, encontrar o melhor perfil para a vaga disponível. Essa preocupação e objetivo faz com que muitos dos candidatos indicados pela empresa tenham uma taxa de retenção elevada. Trata-se de um enorme benefício tanto para o colaborador, como para a própria empresa. É sinal que o nosso trabalho está a cumprir todos os requisitos no que se refere à disponibilização de Recursos Humanos”, refere Carla Rebelo, Diretora Geral da Adecco Portugal.

Com estes dados a Adecco revela ao mercado as principais tendências ao nível do Trabalho Temporário e Outsourcing, de forma a fornecer informação detalhada sobre as profissões mais procuradas a nível nacional.
O trabalho temporário é a relação de trabalho triangular em que uma entidade empregadora (empresa de trabalho temporário) contrata, remunera e exerce o poder disciplinar sobre um trabalhador (trabalhador temporário), colocando-o a prestar a sua atividade numa outra entidade (utilizador) que o recebe e exerce, de forma delegada, os poderes de autoridade e direção.
Já Outsourcing refere-se ao processo adotado por uma empresa no qual outra organização é contratada para desenvolver uma certa área da empresa.


Junto enviamos o comunicado de imprensa completo.

Para o esclarecimento de qualquer questão, por favor não hesite em entrar em contacto.

Atentamente,
SUSANA FREITAS
Senior Communication Consultant

cid:image004.png@01D20766.2E26A970

Rua Fernando Vaz, nº 12-A – 1750-108 Lisboa

YOUNGNETWORK GROUP